Especial: apesar de perfis distintos, MEIs compartilham de um mesmo sonho

(Foto: Divulgação/Sebrae)

Na terceira e última matéria sobre os microempreendedores individuais (MEI), o Blog traz nessa quarta-feria (19) um perfil desses profissionais. Por existir uma gama de áreas, pessoas com ou sem escolaridade buscam apoio no Sebrae de Petrolina, em busca de orientações.

Segundo a trainee Layane Macedo, não existe um perfil definido de microempreendedor individual: há pessoas com nível superior completo, assim como pessoas sem alfabetização e por isso é necessário receber as orientações do Sebrae sobre a formalização.

LEIA TAMBÉM:

Especial: oficinas e cursos gratuitos orientam MEIs que ainda não se formalizaram

Especial: Nordeste se destaca na formalização de MEIs, Petrolina tem mais de 12 mil profissionais

Apesar da formação escolar distinta, um problema em comum é percebido. “Muitos enfrentam dificuldades em separar as finanças da empresa e as pessoais, muitos deles não se enxergam como empresa. Por isso é importante participar dessas formações, comenta a trainee do Sebrae Petrolina.

LEIA MAIS

Especial: oficinas e cursos gratuitos orientam MEIs que ainda não se formalizaram

Sebrae Petrolina fica localizado no Centro de Convenções e tem atendimento gratuito (Foto: Reprodução/Google Maps)

Na segunda-feira (17) iniciamos a série especial sobre os microempreendedores individuais (MEI) em Petrolina. Esse grupo cresceu em consequência de vários fatores, em especial a falta de oportunidades de emprego. Como alternativa, os brasileiros e brasileiras têm encontrado no MEI uma forma de trabalhar formalmente.

LEIA TAMBÉM:

Especial: Nordeste se destaca na formalização de MEIs, Petrolina tem mais de 12 mil profissionais

Hoje falaremos sobre o processo de formalização, que é simples e pode ser feito na internet ou no próprio Sebrae, totalmente de graça. Basta acessar ao site e fornecer as informações solicitadas no momento do cadastro. A guia de pagamento do DAS pode ser gerada mensalmente ou impressa de uma única vez.

LEIA MAIS

Especial: Nordeste se destaca na formalização de MEIs, Petrolina tem mais de 12 mil profissionais

Sebrae Petrolina oferece capacitações e orientações a quem busca se tornar um MEI (Foto: Blog Waldiney Passos)

Em meio ao cenário político econômico do país, o número de microempreendedores individuais – os famosos MEI – cresce a cada ano. A nível nacional, o Nordeste ocupou o terceiro lugar na formalização de MEIs, com 30.218 empresas, atrás apenas do Sudeste (99.575) e Sul (35.011), em 2017.

Até 31 de dezembro passado, Petrolina contabilizou 12.149 microempresas formalizadas divididas em segmentos de beleza, transporte, alimentação entre outros. Mas afinal, o que leva um empresário a se tornar um microempreendedor? Nessa semana o Blog Waldiney Passos apresenta uma série especial sobre esse tema.

O que é o MEI?

Antes de pensar os porquês, é necessário compreender o que é ser um MEI. Essa sigla representa o sonho de muitos brasileiros: ser dono do próprio negócio. Um microempreendedor individual deve ter faturamento de até R$ 81 mil ao ano. Ele trabalha como uma empresa: tem direito a CNPJ, linhas de créditos e benefícios.

LEIA MAIS