Pernambuco: mulher de 37 anos morre por conta do covid-19

11 novos casos foram confirmados (Foto: Thomas Kienzle/AFP)

Pernambuco registrou a nona morte pelo novo coronavírus. Em coletiva realizada nessa quinta-feira (2), a Secretaria Estadual de Saúde (SES) atualizou o número de casos confirmados: 106. A paciente que morreu tinha 37 anos e era do sexo feminino.

Ela residia na capital Recife e tinha problemas cardíacos. A paciente deu entrada no hospital em 25 de março, na rede privada, sentindo dores no corpo e dor de garganta. Em seguida a mulher foi liberada e no dia seguinte voltou à unidade, foi entubada e morreu.

Ainda segundo a SES, 11 novos casos foram confirmados. As faixas etárias dos pacientes variam de 31 a 71 anos, sendo homens e mulheres.

Coronavírus: Pernambuco chega a 5 mortes, mas tem 9 pessoas curadas

Pernambuco tem mais um óbito pelo coronavírus. Agora são cinco o total de vítimas fatais no Estado, que ainda registrou 68 casos confirmados. As informações foram repassadas pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), nesse sábado (28).

O ponto positivo é que nove pessoas foram curadas do covid-19. As vítimas fatais do coronavírus têm entre 60 e 69 anos (duas pessoas), 70 e 79 anos (1) e acima de 80 (duas). Quatro são do Recife e um é o canadense, passageiro de um cruzeiro que atracou no Porto da capital.

Recife, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Camaragibe, São Lourenço da Mata, Belo Jardim, Caruaru, Petrolina e Goiana, além do Arquipélago de Fernando de Noronha são os locais com casos confirmados em Pernambuco. Ainda segundo  SES, 13 pacientes estão internados (oito estão na UTI/UCI e cinco em leito) e outros 41 estão em isolamento domiciliar. (Com informações do JC Online).

Itiúba tem caso suspeito de Síndrome Respiratória, paciente está internada em Petrolina

Criança está internada no HDM (Foto: Blog Waldiney Passos)

Uma criança de apenas 11 meses está internada no Hospital Dom Malan/IMIP em Petrolina desde o sábado (21). A paciente deu entrada com sintomas de síndrome aguda grave respiratória, o que pode indicar uma suspeita de coronavírus, vindo transferida de Itiúba (BA).

A informação foi dada pela prefeita da cidade baiana, Cecilia Petrina (PC do B) em uma live durante o final de semana. Inicialmente a criança foi atendida no hospital municipal e posteriormente transferida a Petrolina, onde continua internada.

O Blog Waldiney Passos entrou em contato com a assessoria de Comunicação do HDM, bem como da Secretaria Estadual de Saúde (SES) e estamos aguardando mais informações sobre o estado de saúde da paciente.

Durante a live a prefeita de Itiúba aproveitou para pedir mais atenção dos moradores com as recomendações municipais. “Vão pra casa, tranquem suas portas. Fiquem com suas famílias. É muito sério, a mídia está a todo momento trazendo a situação da Itália, da China e de todos os lugares onde o povo foi afetado. Qual é a estrutura de saúde que nós temos para enfrentar isso?”, apelou a prefeita.

Governo do Estado e Prefeitura de Petrolina desmentem boato sobre suposto caso notificado de coronavírus na cidade

(Foto: ATTA KENARE/AFP)

A população de Petrolina amanheceu com uma “bomba” circulando nos grupos de WhatsApp nesse sábado (29). Um áudio de uma suposta funcionária do Hospital Dom Malan/IMIP afirmava que a unidade será referência no combate ao coronavírus na região. Ela também relatava um suposto caso da doença notificado na rede particular.

LEIA TAMBÉM

SES descarta cinco casos suspeitos de coronavírus em Pernambuco

Contudo, de acordo com o Governo de Pernambuco, as informações são inverídicas. Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) disse que as referências no tratamento ao vírus estão localizadas na capital e negou qualquer notificação na cidade.

As unidades de referência para casos suspeitos de coronavírus são os hospitais Universitário Oswaldo Cruz, Correia Picanço e Imip, todos no Recife. A SES-PE tem mantido a imprensa e a população informada rotineiramente sobre as notificações e as novidades sobre o plano de ação relacionado a essa enfermidade”, destaca a nota.

Caso notificado em Petrolina?

A Prefeitura de Petrolina, através da Secretaria de Saúde, também se manifestou. A nota afirma que o boato é infundado e fez um alerta.

Aproveitamos também para ressaltar que as pessoas que divulgam informação ou notícia que sabem ser falsa e que possa modicar ou desvirtuar a verdade com relação à saúde, segurança pública, economia ou processo eleitoral ou que afetem interesse público relevante, podem incorrer sanções jurídicas“, ressaltou.

Hospital se pronuncia

O Blog também procurou o Hospital Unimed, que negou ter registrado qualquer ocorrência do coronavírus na unidade de Petrolina e também divulgou nota.

Confira a seguir as respostas da Prefeitura e hospital:

LEIA MAIS

Brasileiro em SP testa positivo para coronavírus; Pernambuco tem caso suspeito

Ambos pacientes estiveram na Itália (Foto: Reuters/Nguyen Huy Kham/direitos reservados)

O final do carnaval trouxe uma notícia preocupante aos brasileiros. Na terça-feira (25) o Ministério da Saúde confirmou que um paciente testou positivo ao coronavírus. Trata-se de um homem de 61 anos que viajou à Itália entre 9 e 21 de fevereiro.

Ele é brasileiro e apresenta os sinais da doença, por isso está em isolamento. O Governo Federal aguarda a contraprova para saber se de fato é o novo coronavírus.  “O paciente encontra-se em bom estado clínico e sem necessidade de internação, permanecendo em isolamento respiratório que será mantido durante os próximos 14 dias. A equipe médica segue monitorando-o ativamente, assim como as pessoas que tiveram contato próximo com ele“, diz nota do Hospital Albert Einstein onde o caso foi notificado.

Pernambuco em alerta

Uma mulher com suspeita da doença desembarcou em Pernambuco ontem, no Aeroporto Gilberto Freyre. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), a paciente tem 51 anos de idade e esteve na Itália. O caso segue em em observação.

A Itália já registrou pelo menos quatro mortes por conta do vírus. A preocupação com a doença já fez o país cancelar várias atividades esportivas, a exemplo do futebol nacional e de competições como o Mundial de Natação paralímpica.

Sarampo: Pernambuco começa primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação nessa segunda-feira

De hoje (10) até o dia 13 de março Pernambuco realiza a primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação Contra o Sarampo. O público alvo são crianças de 5 anos e jovens de até 19 anos, que nunca foram vacinados. Ou seja, eles deverão tomar duas doses da tríplice viral com um intervalo de 30 dias entre elas.

Quem está com a caderneta de vacinação em dia não precisa tomar novas doses. No Estado, em 2019 foram aplicadas 808.920 doses. “Continuamos com a circulação do vírus do sarampo em diversos estados brasileiros, inclusive em Pernambuco, além da ocorrência da doença em diversos países. Com os pernambucanos devidamente protegidos, podemos quebrar a cadeia de transmissão no nosso Estado“, ressalta a superintendente das Doenças Imunopreveníveis e Imunizações da Secretaria Estadual de Saúde (SES), Ana Catarina de Melo.

No ano passado a campanha nacional focou nas crianças de 6 meses a 4 anos, em seguida, jovens de 20 a 29. Agora o público juvenil deve se imunizar.

Mãe denuncia falta de medicamento fornecido pelo Governo de PE; SES afirma que já comprou remédio

Medicamento está em falta desde novembro passado, afirma mãe (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Uma mãe de Petrolina está preocupada com a saúde do seu filho. O garoto de seis anos, cuja identidade será mantida em sigilo, tem fibrose cística e faz uso do medicamento Creon Pancreatina. O remédio está em falta no Estado desde novembro passado, interrompendo o tratamento dos pacientes  – em sua maioria crianças – em Pernambuco.

“A gente está esperando esse remédio desde novembro, tem uma associação em Recife que entrou na Justiça e ficou de comprar até dezembro. O que aconteceu é que o Governo [de Pernambuco] resolveu prolongar o prazo [para compra] e a gente não pode esperar mais. Já arrumei confusão com a Farmácia do Estado aqui, mas não é com eles. É o SUS que não está comprando esse medicamento“, afirmou a mãe.

A fibrose cística é uma doença genética, crônica, que afeta principalmente os pulmões, pâncreas e o sistema digestivo, afetando principalmente as crianças. Sem previsão de quando a Secretaria Estadual de Saúde (SES) fará aquisição do medicamento, a mãe pediu ajuda ao Blog Waldiney Passos.

Fornecedor está com problemas na aquisição de insumo

Procurada pelo Blog, a SES afirmou em nota que “já realizou a compra da Pancreatina (nome comercial Creon) para beneficiar os pacientes com fibrose cística”. Contudo, o fornecedor está com problemas e isso motivou o atraso na produção do medicamento utilizado no tratamento da fibrose cística.

Confira a seguir a resposta do Governo de Pernambuco:

LEIA MAIS

Pernambuco registra primeiro caso de sarampo em 2020

Uma paciente de apenas um ano de idade é o primeiro caso confirmado de sarampo em Pernambuco nesse ano. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), a garota é de Paulista, região Metropolitana do Recife e começou a sentir os sintomas da doença em três de janeiro. Além dessa confirmação o Governo do Estado também está observando outros 11 casos suspeitos.

Para evitar um possível surto da doença em 2020, o Governo Federal já está organizando uma campanha nacional de vacinação, prevista para acontecer em fevereiro e seguirá até março. O público alvo é de crianças, de 5 a 19 anos. Outro grupo prioritário é dos jovens e adultos, entre 30 e 59 anos.

O Estado de Pernambuco terminou o ano de 2019 com 1.236 casos suspeitos de sarampo. Desses, 268 (21,9%) foram confirmados, 656 (53,1%) descartados e 291 (23,5%) ainda permanecem em investigação, deixando as equipes de saúde em alerta.

Surto de doença de chagas em Pernambuco pode ser o maior do Brasil

 (Foto: Internet)

Pernambuco está em estado de alerta, devido a um surto de doença de Chagas que pode ser o maior do Brasil. Causada pelo parasita Trypanosoma cruzi (encontrado em fezes de insetos), a doença é investigada em 22 municípios considerados prioritários pela Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Cidade com maior índice da doença até o momento, Ibimirim, no Sertão já registrou 77 casos da doença. 25 pessoas já tiveram a doença confirmada, das quais seis continuam internadas no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), em Santo Amaro, área central do Recife.

Em matéria publicada hoje (4) no Jornal do Commercio, Ibimirim é citada como um município, que com base no Sistema de Informação de Agravos de Notificação, do Ministério da Saúde, é um dos cinco de Pernambuco (ao lado de Pombos, Riacho das Almas, Salgueiro e Vertentes) que tiveram casos agudos de Chagas em 2010 e 2011.

Um novo balanço sobre os casos em Ibimirim será divulgado nessa terça-feira pelo Governo de Pernambuco. Além de controlar o surto, a preocupação é com o bem estar dos pacientes. “O tratamento tem como objetivo fazer com que a doença não evolua para a cardiopatia crônica ou eventualmente para uma alteração digestiva”, diz o cardiologista Wilson Oliveira, coordenador da Casa de Chagas.

Mesmo atingindo meta da campanha contra Influenza, Pernambuco abrirá vacinação a todos os públicos

(Foto: ASCOM)

A campanha nacional de imunização contra a Influenza foi encerrada na última sexta-feira (31) e mesmo assim o Ministério da Saúde recomendou aos municípios que forneçam vacina a quem não fazia parte dos grupos prioritários. Em Pernambuco, a partir de amanhã (3) a vacina será disponibilizada, conforme prevê a recomendação Federal.

Segundo a Folha de Pernambuco, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) confirmou a informação, mesmo atingindo a meta imposta de 90% continuará fornecendo as vacinas. Pernambuco o primeiro do Nordeste e o terceiro do país a alcançar o objetivo da iniciativa.

De 184 municípios pernambucanos, além de Fernando de Noronha, apenas 56 (30%) estão abaixo da meta mínima. No total, foram 2.432.086 vacinas aplicadas no Estado, um total de 91,96% da população pernambucana. A vacina é distribuída gratuitamente nos postos de saúde dos municípios.

Pernambuco registra primeira morte por gripe em 2019, vítima é de Petrolina

(Foto: Miva Filho/SES/Divulgação)

A primeira morte por gripe em Pernambuco no ano foi confirmada nessa sexta-feira (3) pelo Governo do Estado. A vítima é um homem de Petrolina, na faixa etária de 50 anos, informou a Secretaria Estadual de Saúde (SES). Ele morreu em fevereiro.

Nossa produção buscou mais informações junto à secretaria Municipal de Saúde de Petrolina sobre o caso, mas até o momento não obtivemos retorno. É importante lembrar que neste sábado (4) acontece o Dia D de vacinação contra a Influenza e os postos de saúde estarão abertos até 17h.

Casos em análise

Além do óbito confirmado, a SES contabilizou um caso de adoecimento por H1N1, fato que aponta a circulação do vírus no Estado. De acordo com o Governo de Pernambuco, até o dia 13 de abril foram registrados 894 casos de síndrome respiratória aguda grave (Srga), das quais 790 em crianças menores de seis anos.

Do total, 9 tiveram resultado laboratorial positivo para a influenza B, 1 para influenza A(H1N1) e 1 para influenza A não subtipado. Outra morte está sendo investigada pela SES. Conforme o Blog mostrou ontem, trata-se de uma jovem de 17 anos, moradora do Recife. (Com informações do JC Online).

Campanha Nacional de Vacinação começa nesta quarta-feira, Pernambuco quer imunizar mais de 752 mil crianças

Começa nesta quarta-feira (10) a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra o vírus da Influenza, causador da gripe. Em Pernambuco, a secretaria Estadual de Saúde (SES) pretende imunizar 752 mil crianças, dentro do público alvo: de seis meses a menores de seis anos.

Ainda segundo a SES, com a ampliação da faixa etária haverá um acréscimo de 143 mil pernambucanos. Esse grupo tem prioridade na imunização contra a Influenza, juntamente com gestantes, até 19 desse mês. Entre os dias 22 e 31 de abril, os postos de vacinação vão receber todos os públicos incluídos no esquema.

Quem pode se vacinar?

Além de crianças e gestantes, os grupos prioritários de idosos (60 anos ou mais), mulheres puérperas (até 45 dias após o parto), os trabalhadores da saúde, os professores das escolas públicas e privadas e os povos indígenas devem se vacinar. O público total é de 2.598.158 pessoas, cuja meta é imunizar, no mínimo, 90%. (Com informações do JC Online).

Salgueiro: exames de mamografia e densitometria óssea são suspensos por falta de repasse do Estado

Desde o dia 30 de março a realização dos exames de mamografia e densitometria óssea na rede pública de saúde de Salgueiro, Sertão do Estado, estão suspensos. O anúncio foi feito pela Prefeitura em seu site oficial. No comunicado a gestão de Clebel Cordeiro (MDB) culpa a “falta de repasse do Governo Estadual” para a suspensão.

No entanto, o município assegurou que, mesmo com a falta de repasse a secretaria municipal de Saúde “assegura que toda cobertura necessária para estas mulheres com idades preconizadas pelo SUS terão suas mamografias realizadas”, continua a nota.

Desde a terça-feira (2) nossa produção tenta contato com a Secretaria Estadual de Saúde, solicitando uma previsão para o repasse do Governo. Contudo, até o momento não tivemos retorno. A Prefeitura de Salgueiro também não nos informou como estão acontecendo os atendimentos via SUS no município.

Polícia Civil de Pernambuco abre inquérito para investigar casos de “agulhadas” durante carnaval

(Foto: TV Jornal/Reprodução)

A Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) instaurou inquérito policial para apurar a série de vítimas de “agulhadas” no Carnaval de Olinda e do Recife desse ano. O crime teria feito mais de 25 vítimas durante a folia momesca. Os casos começaram a ser registrado no Sábado de Zé Pereira.

Uma das vítimas é um policial recifense, de 27 anos, atingido por agulhadas em Olinda, onde pelo menos outros cinco casos também foram contabilizados. Ele foi atendido no Hospital Correia Picanço (HCP), na capital pernambucana, unidade referência para doenças infectocontagiosas.

“Fiz todo o procedimento que eles fazem no hospital – primeiro exames para ver se você já tem alguma doença e depois comecei a tomar o coquetel anti-aids. Vou ter que tomar por 28 dias uma medicação forte, que impõe uma série de restrições, como não consumir bebida alcoólica. Dali eu já fiquei morgado. Pedi às pessoas que postassem, compartilhassem a história. Minhas amigas que estavam comigo fizeram isso. Pra mim o Carnaval acabou”, disse.

LEIA MAIS

Falta de documentação da APAMI impediu repasses, afirma Governo de Pernambuco

(Foto: Arquivo)

A celeuma envolvendo o Hospital Dom Tomás, em Petrolina, ganhou mais um capítulo. Depois das solicitações feitas pelo Blog Waldiney Passos a secretaria Estadual de Saúde (SES) enviou agora pouco uma nota, na qual afirma que a falta de repasse da verba obtida por emendas parlamentares se deu por falhas da Associação Petrolinense de Amparo à Maternidade e à Infância (Apami).

Segundo o Governo do Estado, “o órgão estadual, com base na Portaria 3134 do Ministério da Saúde (MS), foi impedido de fazer o repasse do montante em questão, porque a Apami não possuía as documentações e certificações necessárias”, destaca a nota.

LEIA TAMBÉM:

Bancada de situação cobra Governo de Pernambuco sobre repasses ao Hospital Dom Tomás

Segundo APAMI, Governo do Estado não fez repasse de recursos liberados em 2016

Pacientes denunciam falta de medicamentos no Hospital Dom Tomás

Habilitação

O Estado alega ainda que a ordem de devolver o recurso das emendas partiu da União. “O MS já ordenou que os recursos das emendas sejam devolvidos para a União”, relata a secretaria. Em relação à habilitação – anunciada pelo MS em novembro de 2018 – a pasta estadual também transferiu a responsabilidade à Apami.

“Por conta de pendências de documentação da própria Apami, houve um atraso na efetivação”, relata a SES. Contudo, o “processo já está em fase final”. Para saber como está o andamento desse processo o Blog procurou o Ministério da Saúde, porém o órgão ainda não respondeu a nossa cobrança.

Leia a seguir a íntegra da nota:

LEIA MAIS
12