Educação: carga horária dos professores temporários de Petrolina é reduzida por conta do covid-19

Carga horária foi reduzida por conta do covid-19 (Foto: ASCOM)

A pandemia do novo coronavírus modificou a vida dos brasileiros e um dos reflexos em Petrolina será na redução da carga horária dos professores temporários, contratados pela Prefeitura. Em uma Portaria publicada no Diário Oficial de sexta-feira (3), a Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEDUCE) estabelece os critérios da carga horária em 2020.

Na Portaria n° 17/2020 a SEDUCE leva em conta a vigência dos decretos municipais adotados como medidas preventivas ao covid-19 e destaca a necessidade da manutenção dos empregos “face à nova realidade que assola o país”.

Dessa forma, professores temporários contratados para exercerem carga horária de 200 horas atuarão em apenas 100 horas. Docentes em estágio probatório tiveram as atividades acima de 150h diminuídas para até 150h, sem exceção. Por fim, também foi suspensa a Gratificação de Difícil Acesso. A Portaria já está em vigência desde o dia 1º de abril.

Pais reclamam da falta de informação sobre kit alimentar; SEDUCE afirma que entrega será concluída até semana que vem

Ainda falta 35% das unidades, segundo Prefeitura de Petrolina (Foto: Jonas Santos)

Com as aulas suspensas na rede pública municipal, a Prefeitura de Petrolina tem distribuído kits de merenda escolar às famílias dos estudantes. Contudo, muitos pais e mães alegam não terem sido beneficiados até o momento. Essa é a queixa de uma leitora do bairro Ouro Preto.

LEIA TAMBÉM

Leitora afirma que kit de alimentação não foi entregue no José e Maria; Prefeitura pede paciência aos pais

O filho dela estuda na Escola Municipal Jeconias José dos Santos. Em relato ao Blog Waldiney Passos ela contou que o kit deveria ter sido entregue na última sexta-feira (27), mas até agora os alunos não receberam a comida. “Disseram que ia entregar na sexta e até nada, muitas mães deram viagem perdida“, afirmou.

Outras denúncias chegaram à Redação, vinda do José e Maria e Santa Luzia. Lá também não houve entrega dos kits. “Tem muitas mães necessitas e até agora a escola disse que não recebeu da Prefeitura“, desabafou outra leitora.

Outro lado

Em nota, a Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEDUCE) informou faltam 35% das unidades. “A previsão da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes é concluir a entrega do primeiro lote no restante das unidades até o próximo final de semana. Vale ressaltar que a distribuição dos kits segue enquanto o Decreto Municipal estiver vigente“, destaca a SEDUCE.

Leitora afirma que kit de alimentação não foi entregue no José e Maria; Prefeitura pede paciência aos pais

Entrega era para acontecer hoje na unidade (Foto: Reprodução/Google Maps)

A entrega dos kits de alimentação escolar aos alunos da rede municipal de ensino de Petrolina começou na sexta-feira (20) e segue ao longo dessa semana. Porém, o serviço foi alvo de reclamações de uma mãe. Ela alega ter ido à Escola Professor José Joaquim, no bairro José e Maria nessa segunda-feira (23), mas voltou de mãos vazias.

“Tinha marcado pra fazer a entrega dos kits hoje, fui buscar o do meu filho e ao chegar lá o pessoal da Secretaria da Escola informou que a Prefeitura não tinha enviado ainda os kits. Só que na sexta-feira passei em frente a unidade havia um papel na parede da escola dizendo que seria hoje a entrega“, contou ao Blog Waldiney Passos.

Segundo a mãe, o aviso que estava no portão da unidade foi removido hoje e até o momento nada foi resolvido. Em nota, a Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEDUCE) explicou como está sendo feito o trabalho de entrega. Confira a seguir a íntegra da nota enviada pela Prefeitura de Petrolina:

LEIA MAIS

Funcionária questiona motivo para unidades escolares continuarem abertas, mesmo após decreto da Prefeitura de Petrolina

SEDUCE explicou situação (Foto: ASCOM)

A decisão de suspender as aulas na rede municipal de ensino de Petrolina a partir desta quarta-feira (18) é uma medida preventiva da Prefeitura na luta contra o coronavírus. Porém, algumas servidoras da Educação estão questionando o fato de as unidades escolares continuarem abertas.

LEIA TAMBÉM

Miguel decreta estado de emergência; Petrolina tem nove casos suspeitos de coronavírus e três de H1N1

Auxiliares de cozinha e de serviços gerais, juntamente com as coordenadoras continuarão trabalhando normalmente mesmo com aulas suspensas. “Por que precisamos trabalhar em uma unidade vazia, já que fomos contratados para servir as crianças? Ele decreta a suspensão das atividades e de alguns profissionais, mas e os nossos filhos com quem ficarão?”, questionou uma funcionária que preferiu não se identificar.

Outro lado

O Blog Waldiney Passos entrou em contato com a Prefeitura de Petrolina. Através de nota a Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEDUCE) explicou a situação. A suspensão das aulas anunciada ontem (16) pelo prefeito Miguel Coelho (MDB) busca reduzir a aglomeração de pessoas, todavia, os serviços estão mantidos.

“A suspensão das aulas tem o objetivo de reduzir a aglomeração de pessoas nos prédios escolares (estudantes, profissionais em Educação e familiares) visando o bem coletivo. Essa medida reduz o número de pessoas circulando nas unidades seguindo o determinado no decreto (até 100 pessoas). A determinação no presente momento é suspender somente as aulas, no entanto as unidades escolares continuam funcionando na esfera administrativa, ainda que em horário e número de funcionários reduzido, a fim de garantir que as famílias que precisam de declarações de manutenção de benefícios consigam o atendimento“, destaca a nota.

Candidata aprovada em seleção da Educação não consegue assumir vaga; Prefeitura de Petrolina explica situação

Ela foi aprovada, convocada e quer sua vaga (Foto: Ascom/PMP)

O Blog foi procurado por uma leitora, que preferiu não ser identificada, para averiguar uma demanda da Educação. Ela fez a última seleção simplificada para o preenchimento das vagas nas unidades CMEIs e Novas Sementes de Petrolina. Aprovada e convocada, ela no entanto, não conseguiu assumir seu posto por conta do período de resguardo.

A convocação saiu oito dias após ela ter dado à luz. Mesmo com pouco tempo, ela procurou o setor de Recursos Humanos da Secretaria de Educação com o intuito de assumir a vaga. “Perguntei como ficaria porque ainda estava de resguardo, eles falaram que eu teria direito a minha vaga e tiraria quatro meses de licença e precisava assinar um documento comprovando que estava de licença pra garantir minha vaga. Com três dias depois me ligaram dizendo que eu não teria mas direito e que teriam colocado outra pessoa no meu lugar”, contou.

Unidade está sem profissional

Ela conta ainda que, apesar da resposta dada pelo setor competente de que alguém assumiu sua função, a unidade – localizada na zona rural – está com profissionais em falta, resultado inclusive na liberação mais cedo dos estudantes. “Passei, a vaga era minha, fui chamada pela convocação. Estou disposta a a trabalhar“, desabafou.

Em nota, a Prefeitura de Petrolina informou que busca solucionar essa demanda o mais rápido possível. “A Secretaria Municipal de Educação orienta que a profissional retorne ao setor competente para que o caso seja solucionado o mais breve possível. O órgão ressalta que o edital da seleção temporária previa comparecimento imediato dos candidatos convocados pela SEDUCE para início das atividades em unidades da sede e interior do Município, conforme a necessidade da Administração Pública”, pontua a nota.

Petrolina: Prefeitura convoca mais aprovados na seleção da Educação

(Foto: Ascom/PMP)

A Prefeitura de Petrolina divulgou mais uma lista de aprovados na seleção temporária da Secretaria de Educação. O nome dos candidatos e candidatas aprovados está disponível no Diário Oficial do dia 20, quinta-feira passada. Esses profissionais devem se apresentar a partir de segunda-feira (2).

O prazo para entregar a documentação exigida no edital termina no dia 4 de março. Os aprovados devem comparecer pessoalmente no setor de Recursos Humanos da Secretaria de Educação e Esportes, localizado no 2º piso do Centro de Convenções.

O horário de funcionamento é das 9h às 15h. Confira o edital de convocação a seguir: Petrolina SEDUCE.