Juazeiro: Após solicitação do Sindicato superintendência autoriza bancários trabalharem em Home Office

Após seis funcionários do Banco Nordeste testarem positivo para Covid-19 e o Sindicato dos Bancários de Juazeiro pedir o fechamento  da agência com urgência, a superintendência da instituição informou que foi autorizado os funcionários do banco trabalharem no sistema Home Office.

A gerência também informou  que foi realizada a desinfecção de toda a agência. Além disso, o quadro de funcionários será substituído para que os atendimentos continuem sendo realizados na próxima semana.

“Foi um avanço muito grande e só conseguimos depois da grande pressão que foi feita, estamos felizes e foi uma vitória em termo de preservação da vida dos trabalhadores”, comemorou o Presidente do Sindicato dos Bancários de Juazeiro, Maribaldes da Purificação.

Mais de 97% dos Trabalhadores em Educação é contra o retorno das aulas durante pandemia

Aulas estão suspensas até 30/06 (Foto: G1/Reprodução)

O número é resultado de uma consulta pública realizada pela a APLB, que é o sindicato do trabalhadores em educação do Estado da Bahia.

A APLB-SINDICATO ouviu quase 8 mil educadores baianos, entre os dias 18 e 22 de maio, em uma pesquisa promovida pela entidade sobre Ensino à Distância (EaD) e calendário letivo. Cerca de 91,9% dos entrevistados se manifestaram contra a implantação do EaD na Educação básica durante o período de aulas suspensas.

LEIA MAIS

Sindicato dos Bancários de Juazeiro doa máscaras de proteção para profissionais de saúde do município

Na manhã desta quarta-feira (28) o Sindicato dos Bancários de Juazeiro e região fez uma doação de 60 máscaras protetoras aos profissionais da Secretaria Municipal de Saúde de Juazeiro que serão utilizadas pelos profissionais que estão na linha de frente ao combate do vírus. O objetivo da iniciativa tem como propósito que estes EPI’s possam contribuir para redução da exposição dos profissionais aos riscos de contágio do coronavírus.

De acordo com Maribaldes da Purificação, presidente dos bancários de Juazeiro essa ação solidária visa contribuir com a proteção dos diversos profissionais de saúde do município que atuam na linha de frente do combate à pandemia da Covid-19.

LEIA MAIS

Prefeitura de Juazeiro aciona Ministério Público contra Sintrab Saúde

(Foto: Ascom/PMJ)

A Prefeitura de Juazeiro-BA está acusando o Sintrab Saúde de violar o decreto que proíbe aglomerações, em prevenção a proliferação do novo coronavírus. O fato teria ocorrido na manhã desta quinta-feira (23), no Paço Municipal.

De acordo com a gestão municipal, integrantes do sindicato, liderados pela presidente Telma Marineide adentraram o local causando aglomeração.

“O grupo alegava reunião com o prefeito, sem agendamento. A Procuradoria Geral do Município (PGM) vai noticiar ao Ministério Público este descumprimento de Decreto, desobediência civil e causando coação a servidores públicos”, declarou a PMJ.

Ainda de acordo com a gestão, neste período de pandemia, as reuniões no gabinete do prefeito têm acontecido com público reduzido e obedece ao distanciamento orientado pela Organização Mundial da Saúde. “A sindicalista repete o ato, desrespeitando a sociedade, pois já havia promovido ajuntamento de pessoas e tentado invadir a sala da secretária da Saúde, recentemente, sem prévio agendamento”, acrescentou.

O Procurador geral do Município de Juazeiro, Eduardo Fernandes, informou que vai acionar o Ministério Público da Bahia contra o Sintrab Saúde.

“Em mais um oportunidade, a sindicalista usa de um expediente da má política, tentando criar fatos, e pondo as pessoas em risco, pois as aglomerações causam maior risco de contágio. Vamos acionar o Ministério Público para que tome as medidas cabíveis, tendo em vista que a promoção de aglomeração, contrariando o decreto Municipal pode, em tese, configurar crime previsto no CP”, afirmou.

Professores de Juazeiro realizam manifestação contra a municipalização de escolas estaduais

Professores decidiram por manifestação após assembleia na APLB.

Após a tentativa do governo do estado da Bahia de municipalizar quatro escolas de Juazeiro (BA), profissionais da educação e professores da rede municipal de ensino devem realizar, nesta terça-feira (5), um ato público, às 8h, em protesto à ação do governador Rui Costa.

De acordo com a proposta do estado, as quatro escolas, que estão em funcionamento e fazendo matrículas, devem ser entregues ao município que deverá assumir os alunos do ensino fundamental 2. Porém, os alunos do ensino médio e da EJA, já matriculados nessas unidades, e os professores deverão ser relocados para outras escolas que pertencem à rede estadual.

Segundo o presidente do Sindicato dos professores de Juazeiro, Gilmar Nery, a decisão do governo estadual é irresponsável, principalmente pelo fato de não discutir a municipalização das escolas.

“Os trabalhadores ficam se perguntando para onde irão, como serão acomodados caso essa municipalização aconteça. Então é o momento de darmos as mãos e irmos as ruas tornar pública essa atitude e pedir o apoio da comunidade para que a municipalização dessas escolas não aconteça”, disse Gilmar.

LEIA MAIS

Greve dos servidores da Adagro causam prejuízo que ultrapassa US$ 2 milhões; sindicato cobra solução

Greve teve início na última segunda-feira (02)

A greve dos servidores da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do estado de Pernambuco (Adagro), que teve início na última segunda-feira (02), já causou um prejuízo de US$ 2,7 milhões aos produtores de frutas de Petrolina e região. A principal reivindicação da categoria é quanto ao acordo de reajuste salarial feito, no ano passado, junto ao Governo do Estado.

O Sindicato dos Produtores Rurais de Petrolina (SPR) apresentou a conta na tarde desta quarta-feira (4) após contabilizar a suspensão, por três dias, dos serviços de Permissão do Trânsito Vegetal (PTV) para, no mínimo, 1.100 toneladas de uvas que são comercializadas a um valor de US$ 2.50 o quilo.

LEIA TAMBÉM

Fiscais agropecuários da Adagro, em Pernambuco, paralisam as atividades por tempo indeterminado

O gerente executivo do SPR, Flávio Diniz, afirmou que com a greve dos servidores da Adagro a fruticultura também foi afetada com a suspensão do monitoramento diário da praga das moscas das frutas.

“Estamos mobilizando o Governo do Estado para a solução desse impasse o mais breve possível. Nosso presidente, Jailson Lira, esteve ontem em Recife e juntamente com o presidente da FAEPE, Pio Guerra, foram ao gabinete do secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Wellington Batista, em defesa dos interesses dos produtores de Petrolina e região. Na ocasião, foi solicitado o envio de fiscais para atender na emissão dos PTVs em Petrolina”, adiantou.

LEIA MAIS

SINDSEMP discute propostas da campanha salarial com servidoras do SAMU

(Foto: ASCOM)

Em mais uma etapa da mesa de negociação da campanha salarial 2018, o Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina (SINDSEMP), se reuniu na tarde desta terça-feira (13), na sede do sindicato, com servidoras representando as 25 técnicas de enfermagem do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

O objetivo é formalizar em definitivo as propostas da categoria, tendo como base os cálculos de impactos financeiros, e posteriormente, viabilizar junto à Secretaria Municipal de Saúde e o aval da Secretaria da Fazenda.

Como resultado da reunião foi definida uma condição de proposta que será oficializada à secretária da saúde na próxima reunião, sobre proposição da condição do valor de reajuste dos plantões do SAMU, que precisa de avanço para finalização de mais um ponto da campanha salarial.

O presidente do SINDSEMP, Walber Lins, acredita no progresso da campanha, já sinalizado no resultado das reuniões.

“Já tivemos duas reuniões com a secretaria de saúde e avançamos na discussão que precisamos finalizar. Acredito que o processo agora acontecerá com maior rapidez, levando em consideração que os três primeiros pontos que tratam de reajuste salarial, já foram atendidos em menos de um mês. É isso que o sindicato trabalha, é isso que o sindicato propõe”, afirma.

Walber reforça o compromisso do sindicato com os fatores que beneficiam o servidor municipal e pede que continuem participando da luta junto ao sindicato.

“Convidamos a todos os servidores a participarem dessas discussões. Quanto mais proposição, mais sugestão, mais a gente constrói de maneira equacionada, para que possamos trabalhar com todos, além de fortalecer ainda mais esse estreitamento entre o SINDSEMP e servidor, porque na verdade o sindicato somos todos nós, e devemos estar unidos em única só frente de luta e conseguir avançar nas conquistas que o servidor tanto almeja”, finalizou.

Sindicato dos Comerciários realiza visitas em lojas do centro de Juazeiro

(Foto: ASCOM)

O Sindicato dos Comerciários de Juazeiro (BA) realizou na manhã deste sábado (03), visitas em lojas do comércio da cidade, com o objetivo de conscientizar os trabalhadores sobre seu papel na entidade.

Durante as conversas com os associados, a diretoria do SindCom tratou de reforma trabalhista, direitos e deveres dos trabalhadores comerciários, além da importância e benefícios da contribuição sindical.

O presidente Fábio César relatou que as visitas ao comércio serão realizadas todo sábado com o intuito de fazer um acompanhamento do trabalhador comerciário sobre suas necessidades trabalhistas e deveres.

“Os trabalhadores comerciários precisam se conscientizar que a luta da categoria, principalmente com atual cenário político, depende da participação dos mesmos. Esse é o nosso papel, conscientizar para lutar pelos direitos que foram garantidos e a qualquer momento pode se dissipar.”, afirmou.

O trabalhador comerciário que tiver interesse em filiar-se, pode ligar para o número (74) 3611-9325 e obter mais informações ou ir até a sede do sindicato que fica na Rua Veneza, N° 545, bairro Alagadiço.

SINDSEMP e Associações se reúnem com Gestão Municipal para discutir Campanha Salarial

(Foto: ASCOM)

O Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina (SINDSEMP), e representantes de Associações se reuniram com Gestão Municipal, na tarde desta terça-feira (06), tendo como pauta a campanha salarial de 2018.

Como o prefeito Miguel Coelho, que está representando Petrolina em uma feira de fruticultura irrigada fora do Brasil, foi representado pela Secretária da Fazenda, Lucivane Lima, que também assumiu interinamente a pasta de Gestão Administrativa, a Secretária de Saúde, Magnilde Albuquerque, e a Secretária interina de Educação, Larissa Soeiro.

Foram discutidos os 27 pontos da campanha salarial e assuntos referentes a algumas demandas das categorias, que precisam de uma atenção especial. Diante da necessidade de um posicionamento do Executivo sobre as reinvindicações do sindicato, a secretária Lucivane se comprometeu em analisar as possibilidades, juntamente com o prefeito e pediu o prazo após o carnaval, quando Miguel Coelho volta de viagem, para apresentar a proposta real do Executivo, levando em consideração a promessa de dar celeridade à negociação.

Sendo assim, ficou agendada a próxima reunião para o dia 20 de fevereiro, véspera da Assembleia do sindicato, quando a proposta será levada para apreciação e decisão, em regime de votação, dos servidores municipais.

Petrolina: contribuição do Sintcope sofre reajuste para associados

(Foto: ASCOM)

A contribuição paga pelos associados ao Sindicato dos Trabalhadores do Comércio de Petrolina (Sintcope) sofreu reajuste após o aumento do salário mínimo, que passou de R$ 937 para R$ 954, em 2018.

Segundo a convenção coletiva da categoria, é descontado mensalmente do associado 2% sobre o salário mínimo nacional. Desse modo, a contribuição que era de R$ 18,74 passou para R$ 19,08, já em janeiro.

O valor é descontado pela empresa no salário do empregado e deve ser repassado ao sindicato até o dia 10 de cada mês. Caso não haja o repasse, a empresa é multada em 10% sobre o valor não repassado.

“Na prática esse lembrete é mais voltado para as empresas e responsáveis por escritórios de contabilidade, porque eles que são responsáveis pelo recolhimento”, explica a responsável pelo departamento de pessoal e financeiro do Sintcope, Gilcidalva Vieira.

Sindicato dos Comerciários de Juazeiro convoca trabalhadores para uma assembleia geral

Nesta quarta e quinta, o Sindicato dos Comerciários de Juazeiro e Região realizará uma assembleia geral para discussão e aprovação da pauta de negociação da convenção coletiva. Este ano uma das principais reivindicações são o reajuste salarial de 7% e a valorização dos domingos e feriados.

De acordo com o presidente Fábio César, é importante a participação de todos os trabalhadores para que os avanços sejam feitos de acordo com a necessidade da categoria. A reunião acontecerá na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Juazeiro, Rua da Grécia nº 846, Bairro Maria Gorete, a partir das 18h00.

2017: um ano positivo para o Sindicato dos Produtores Rurais de Petrolina

(Foto: ASCOM)

O Sindicato dos Produtores Rurais de Petrolina (SPR) encerra o ano com um balanço positivo das atividades e já projeta mais conquistas em 2018 com a aprovação de um plano de realizações bastante diversificado. O anúncio foi feito na noite deste sábado (16) pelo presidente da entidade, Jailson Lira, durante jantar de confraternização que reuniu a diretoria e convidados.

Conforme o presidente, o SPR vive uma fase histórica, onde o ano de 2017 veio resgatar a ação e a presença forte de uma entidade que sempre lutou ao lado do homem do campo.

À frente da diretoria para atuação no quadriênio 2017/2020, Jailson Lira destacou a implantação de cursos de formação para as equipes de trabalho nas fazendas e a criação de instrumentos de avaliação e de controle de dados sobre a atividade desenvolvida em Petrolina e no Vale do São Francisco.

“Dentre as principais ações, citamos a realização do workshop sobre Reforma Trabalhista; de 28 cursos de capacitação em parceria com o Senar; do Fórum Permanente de Convivência com a Seca, em conjunto com a Faepe e o Sebrae e da participação na inauguração do Centro de Excelência da Fruticultura, além de uma reunião que fizemos com a gerência regional do Banco do Brasil sobre a repactuação das dívidas dos agricultores”, exemplificou.

O presidente lembrou também de algumas dificuldades. “Tivemos um ano difícil, a seca e o baixo volume de água na Barragem de Sobradinho nos lembram todos os dias das preocupações que teremos de administrar em 2018, mas estamos concluindo o planejamento de projetos e ações e certamente teremos um ano muito mais produtivo e de resultados favoráveis para todos”, disse otimista.

Ainda durante o jantar de confraternização, falaram aos presentes o gerente executivo do Distrito de Irrigação Senador Nilo Coelho (DINC), Paulo Sales e Amauri Bezerra, representando o conselho do DINC.

O superintendente regional do Banco do Brasil, Eliézio Vasconcelos, também enfatizou as potencialidades e o “bom desempenho do trabalho realizado pelo Sindicato dos Produtores Rurais de Petrolina. Estamos e sempre estaremos de portas abertas para esta entidade tão necessária ao desenvolvimento sustentável do nosso Vale do São Francisco”, concluiu o superintendente regional do Banco do Brasil.

Trabalhadores da educação de Petrolina concluem proposta do plano de cargos, carreiras e remuneração

Walber Lins e Cristina Costa finalizam proposta de plano de cargos, carreira e remuneração. (Foto: ASCOM)

Após várias reuniões, a Comissão Permanente de Políticas Educacionais do Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina (SINDSEMP), finalizou, esta quinta-feira (30), a proposta do Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações. Segundo a comissão, a demora na conclusão do documento foi necessária para que fosse construído um projeto com benefícios e valorização do servidor.

A Vereadora Cristina Costa, Presidente da Comissão de Educação da Câmara de Vereadores de Petrolina compareceu à reunião, dando a sua contribuição na construção da proposta do Plano e colaborando com a Comissão de Elaboração do PCR, enquanto Comissão de Educação da Câmara de Vereadores.

A parlamentar, que também é professora, elogiou a Proposta de Minuta do Projeto de Lei que Institui o Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações da Educação, reformula o Estatuto do Plano de Carreira do Magistério Municipal.

Urna é impugnada, justiça manda realizar recontagem e eleições do STTAR seguem indefinidas

Eleições estão indefinidas.(Foto: Ilustração)

As eleições para a presidência o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados Rurais de Petrolina (STTAR) ainda não estão definidas. Após a vitória apertada da Chapa 2, que tem como presidente Simone Paim, a Chapa 1 – encabeçada por Leninha – deu início a questionamentos sobre a não apuração da urna 47. A Chapa 2 venceu com apenas oito votos de frente.

Segundo Leninha, a mesa apuradora afirmou que não contaria os votos porque o presidente da mesa não havia assinado as cédulas. “O que tem a ver os trabalhadores? As cédulas estavam assinadas por todos”, disse.

A Chapa 1 procurou a justiça para que a urna fosse contabilizada. Após analisar o pleito, o juiz concedeu o prazo de cinco dias para que a mesa apuradora delibere sobre o resultado e retorne a ação para apreciação do juízo com a recontagem dos votos, incluindo a apuração da urna 47, que havia sido impugnada.

O blog procurou Simone Paim para se posicionar sobre a decisão mas não obteve resposta.

Sindicato

O STTAR tem 54 anos de tradição. Há dois anos foi desmembrado, separando os trabalhadores assalariados dos da agricultura familiar. A entidade é a maior no estado, terceira do Nordeste e quinta do país em número de filiados. São cerca de 35 mil associados.

Sindicatos vão lutar contra a privatização do Aeroporto dos Guararapes

A privatização do Aeroporto foi anunciada por meio do Decreto Presidencial. (Foto: ASCOM)

O anúncio de desestatização do principal aeroporto pernambucano, em outubro, foi tema de audiência pública na Comissão de Administração nesta terça (28). Considerado em janeiro o segundo melhor do País, o Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes-Gilberto Freyre transporta 6,8 milhões de passageiros por ano e emprega cerca de 480 funcionários.

O debate foi solicitado pela deputada Teresa Leitão (PT), que pontuou o fato de o programa do Governo eleito em 2014 não contemplar a quantidade de desestatizações anunciadas pelo presidente Michel Temer. “O que estamos vendo é um processo de privatização do Estado brasileiro. Administrativamente falando, a Assembleia não tem poder de ingerência sobre o tema, mas, politicamente, sim. E nós vamos dar força ao movimento nacional, empenhado em lutar contra essas privatizações. As vozes de Pernambuco vão se somar às do Brasil inteiro”, destacou a parlamentar. A audiência foi coordenada pelo deputado Joaquim Lira (PSD), vice-presidente do colegiado.

A inclusão do Aeroporto do Recife na lista de empreendimentos a serem privatizados pelo Programa de Parcerias de Investimentos (Lei Federal nº 13.334/2016) foi anunciada por meio do Decreto Presidencial nº 9.180/2017, publicado no Diário Oficial da União em outubro. Além dele, outros 12 aeroportos integram a lista (cinco do Mato Grosso, dois da Paraíba e um do Rio de Janeiro, do Ceará, de Sergipe, de Alagoas e do Espírito Santo). A concessão poderá ser feita por aeroporto ou em bloco.

A presença constante no ranking dos melhores aeroportos do País, promovido por meio de pesquisa do Ministério dos Transportes, foi um dos pontos mais citados em defesa da não desestatização. “Se isso não é um modelo de sucesso, o que seria?”, questionou o dirigente do Sindicato Nacional dos Aeroportuários em Pernambuco (Sina-PE), Luciano Felix. Em 2014 e 2015, o Guararapes conquistou a primeira colocação. No ano passado, ficou em quarto lugar no levantamento, que é realizado trimestralmente.

Atualmente, a Infraero administra 55 aeroportos por meio de subsídio cruzado, que é quando recursos de estruturas superavitárias são utilizados para sustentar as deficitárias. “Se o Governo Temer conceder mais unidades lucrativas à iniciativa privada, o Brasil vai ter um prejuízo de R$ 3 bilhões por ano para manter os que são deficitários”, estimou o sindicato em carta aberta, lida durante a audiência.

“Estão colocando em risco a sustentabilidade do sistema aéreo”, avaliou Jonatas Mesquita, funcionário da Infraero. Também aeroportuário, Sérgio Farias frisou o compromisso da Infraero de garantir o deslocamento em todas as regiões: “Conseguimos ligar Bagé (RS), na fronteira com o Uruguai, e Tabatinga (AM), cercada por Colômbia e Peru, ao resto do Brasil”. “Se o problema é falta dinheiro, por que o Governo Federal gastou tanto com emendas parlamentares?”, indagou.

Na avaliação de Fabiano Moura, da Central Única dos Trabalhadores em Pernambuco (CUT-PE), a questão não é econômica, mas ideológica: “Estamos colhendo os frutos do golpe e dessa concepção entreguista de modelo de Estado”.

Ao final, Teresa Leitão comprometeu-se a levar a síntese da audiência pública para a Câmara Federal, onde o debate em defesa da Infraero está sendo conduzido pela deputada Erika Kokay (PT-DF). Teresa também verificará a possibilidade de criação de uma Frente Parlamentar sobre o tema na Alepe.

123