Ronaldo Silva critica atuação da oposição na Câmara de Vereadores

Ronaldo Silva convidou vereadores da situação a votarem contra as solicitações da oposição. (Foto: Blog Waldiney Passos)

Durante a sessão ordinária desta quinta-feira (16), o vereador Ronaldo Silva (PSDB) fez duras críticas à atuação do grupo de oposição na Câmara Municipal. Segundo o parlamentar, sempre que a bancada de situação é contra algum requerimento, os opositores fazem “carnaval”. Durante seu discurso, Ronaldo convocou os vereadores governistas a votarem contra todas as solicitações – projetos, requerimentos e títulos de cidadão – da oposição.

“Todas as vezes que a gente vota contra um requerimento da oposição, eles fazem aquele carnaval. Quero chamar a atenção dos amigos da situação que, a partir de hoje, vamos votar contra todos os requerimentos, projetos, títulos de cidadão da oposição, enquanto não tiver humildade, vamos pedir destaque e votar contra todos”, disse.

Paulo Valgueiro. (Foto: Jean Brito)

O líder da oposição, Paulo Valgueiro (MDB), criticou a fala de Ronaldo e disse que a bancada estava apenas cumprindo o seu papel. “Esse é o nosso papel, que vocês votem contra ou a favor, é da consciência de vocês. A gente não tem que pedir permissão para colocar requerimento nesta casa. Não seremos subservientes. Humildade não quer dizer subserviência”, disse.

Alguns vereadores da situação não seguiram o pedido de Ronaldo Silva, como José Batista da Gama (PDT) e Maria Elena (PSB). Em seus discursos, os parlamentares afirmaram que não poderiam deixar de votar a favor de requerimentos que sejam importantes, ainda que sejam da oposição.

Após toda a confusão, apenas o requerimento 177/2019, de autoria da oposição, que solicitava informações sobre o contrato de financiamento de R$ 60.000.00,00 para pavimentação, foi reprovado por 14 a 6. Os demais requerimentos do grupo de oposição e situação foram aprovados.

Votação da LOA e PPA marca mais um embate entre oposição e situação da Casa Plínio Amorim

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Apesar da importância da Lei Orçamentária (LOA) e da revisão do Plano Plurianual (PPA) o debate na Câmara de Vereadores de Petrolina na terça-feira (4) foi marcado por uma grande confusão protagonizada pela Mesa Diretora e a oposição.

Como de praxe os dois projetos do Executivo foram lidos vereador Gaturiano Cigano (PRP) e postos em votação pelo presidente da Câmara, Osório Siqueira (PSB). Gilmar Santos (PT) reivindicou um tempo para debater as propostas, mas foi interpelado por Ronaldo Silva (PSDB) e o próprio Osório, ambos alegando haver muitas emendas para discutir e era necessário aprovar os PLs antes.

A oposição subentendeu que as emendas seriam debatidas em momento posterior, o que não houve. “O encaminhamento que Vossa Excelência deu para votação não foi esse, seria colocado em votação o projeto e em seguida discutidas as emendas. Se tiver alguma dúvida está tudo gravado ali, mas não tem aqui na oposição nenhum idiota”, pontuou o líder da oposição, Paulo Valgueiro (MDB).

LEIA MAIS

LOA e PPA são aprovadas por unanimidade, sem discussão na Câmara de Vereadores de Petrolina

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Os dois projetos encaminhados pelo Poder Executivo na sessão dessa terça-feira (4) foram aprovados por 22 votos a zero, porém sem discussão das emendas propostas pelos vereadores de Petrolina. Os PLs nº 066/2018 e 067/2018 estimam receita e ficam despesa ao município na Lei Orçamentária (LOA) de 2019 e a revisão do Plano Plurianual (PPA) do próximo ano.

As duas matérias foram lidas e colocadas em votação em 1º e 2º turno, sem discussão no Plenário da Casa Plínio Amorim. No entanto, apesar da votação aparentemente tranquila, a oposição questionou a forma como a Mesa Diretora conduziu o processo, excluindo o debate em torno das emendas da oposição que foram rejeitadas pela comissão.

Celeuma foi parar no MPPE

22 emendas propostas por Domingos de Cristália (PSL), Gilmar Santos (PT) e Cristina Costa (PT) foram excluídos pelo presidente da Comissão de Redação e Justiça, Ronaldo Silva (PSDB), porém os edis questionaram que a rejeição deveria ser debatida em plenário.

LEIA MAIS

Aero Cruz afirma que chegada de Alvorlande fortalece situação na Casa Plínio Amorim

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Com os trabalhos do Legislativo encerrados nessa terça-feira (26), a expectativa é que em agosto a Câmara de Vereadores de Petrolina tenha o retorno de Alvorlande Cruz (PSL). Hoje no grupo de Miguel Coelho, o edil ocupará a vaga de Gabriel Menezes (PSL), que é da oposição.

Questionado ao fim da sessão pelo Blog Waldiney Passos, o líder da Situação, Aero Cruz (PSB) disse que a chegada do irmão dá mais forças ao grupo político do prefeito. “Com certeza fortalece, Alvorlande aqui dentro dessa Câmara é um Neymar na seleção. Ele conhece muito, sabe tudo e conhece o Regimento Interno como poucos”, disse.

Aero não escondeu a alegria de trabalhar na legislatura ao lado do seu irmão e afirma que o objetivo é unir forças e trabalhar para aprovar as matérias. “A gente fica muito feliz pela primeira vez dois irmãos, dois Cruz aqui na Casa e a gente vai procurar trabalhar, vai unir as forças para aprovar as matérias da melhor forma possível os projetos”, destacou.

De volta à Câmara, Ibamar afirma que oposição “não tem o que mostrar”

(Foto: Blog de Waldiney Passos)

O vereador Ibamar Fernandes retornou à Casa Plínio Amorim na sessão de terça-feira (20), dessa vez para ocupar o cargo deixado por Edilsão do Trânsito. Nem bem retomou seu posto, Ibamar criticou a oposição de Petrolina.

Em entrevista ao programa Revista da Tarde, da Rádio Jornal Petrolina, ainda na terça-feira, o vereador disse que a oposição busca criar fatos contra a gestão de Miguel Coelho.

“Na verdade, essa oposição não tem o que mostrar. O prefeito no ano passado, lá para novembro ele fez uma seleção através da Facape, para professores, merendeiras, ASG e AC e eles estão tentando procurar algo que não está acontecendo”, afirmou Ibamar.

Ainda de acordo com o vereador, os problemas enfrentados na educação municipal são pontuais. “Não tem escola fechada no município, não tem creche fechada. Eles ficam procurando o que não tem e a gente entende que é o papel da oposição”, disse.

Aero Cruz faz coro a Miguel e afirma que trabalhos na Sete de Setembro não estão parados

Prestes a assumir a liderança da Situação na Casa Plínio Amorim, o vereador Aero Cruz ratificou a fala do prefeito Miguel Coelho sobre as obras na Avenida Sete de Setembro.

Na quarta-feira (7), este Blog publicou uma matéria onde Miguel rebateu as críticas da população sobre a duplicação no local. Aero Cruz também refutou os comentários contrários a obra e explicou mais sobre a situação.

LEIA TAMBÉM:

Vereador Ruy Wanderley confirma candidatura a deputado estadual

Miguel Coelho rebate críticas sobre duplicação na Avenida Sete de Setembro

LEIA MAIS

Bancada de situação se desentende na Câmara de Vereadores de Petrolina

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Na sessão ordinária desta terça-feira (28), os vereadores da bancada de situação na Câmara Municipal de Petrolina tiveram um momento de desentendimento após Gilmar Santos (PT) apresentar um requerimento solicitando informações da Secretaria Municipal de Direitos Humanos.

A proposição requeria o detalhamento do quadro de funcionários – efetivos e comissionados -, equipamentos – imóveis – e veículos à disposição desta secretaria.

Nove vereadores da bancada governista votaram a favor do requerimento, o que causou desconforto nos que se posicionaram contra a solicitação de Gilmar. O líder da situação, Ruy Wanderley (PSC), foi um dos que estiveram a favor do requerimento, enquanto Aero Cruz (PSB) votou contra. O racha no grupo ficou evidente após a votação.

Petrolina: Audiência Pública sobre privatização da Chesf e da Eletrobrás começa sem vereadores da situação

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Os vereadores da bancada de situação de Petrolina (PE) não compareceram à Audiência Pública sobre a privatização da Chesf e da Eletrobrás. A audiência foi requerida pelos vereadores Cristina Costa (PT) e Paulo Valgueiro (PMDB) e está acontecendo neste momento na Câmara Municipal da cidade.

Muitas pessoas se fizeram presente no evento com camisas e cartazes que condenam as privatizações. Algumas lideranças estaduais como os deputados Lucas Ramos (PSB) e Rodrigo Novaes (PSD) participam do evento que deverá seguir até a tarde de hoje.

Hospital Universitário emite nota de esclarecimento sobre situação da senhora Alvina

Alvina Maria de Araújo, conhecida como “Neneca”, não foi recebida no HU por falta de vagas. (Foto: Divulgação)

Após um grupo de pessoas dar início a uma corrente solidária para ajudar a idosa Alvina Maria de Araújo, que aguardava uma vaga no Hospital Universitário (HU) de Petrolina, o HU emitiu uma nota esclarecendo o porquê de não ter recebido a paciente, que se encontrava no Hospital Regional de Juazeiro (BA).

Confira a nota

A regulação da senhora Alvina Maria da Araújo para Hospital da Universidade Federal do Vale do São Francisco (HU-Univasf) foi impossibilitada devido à extrapolação da capacidade física do hospital. Neste momento a taxa de ocupação do hospital é de 154%. Apenas pacientes de ortopedia internados são mais de 80.

O HU-Univasf lembra que está inserido em uma rede de assistência à saúde composta por outras unidades públicas de saúde que também têm a responsabilidade de oferecer serviços à população e que cabe a Central Interestadual de Regulação de Leitos (CRIL) a regulação da paciente, inclusive para outras cidades, como Recife e Salvador, para realização da sua cirurgia”.

Governador do Estado de Pernambuco, Paulo Câmara, fala sobre o momento político atual

(Foto: ASCOM)

O governador do Estado de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), fez um pronunciamento em vídeo, divulgado na manhã desta sexta-feira (19) para o povo pernambucano, em que afirmou que as denúncias reveladas contra o presidente da república, Michel Temer (PMDB), “são graves” e devem ser “investigadas a fundo com isenção e responsabilidade”. Câmara cobrou explicações do presidente e apelou para o respeito irrestrito à Constituição:

“Qualquer solução para esse novo impasse político deve passar por um necessário e absoluto respeito à Constituição. Um país da dimensão e importância do Brasil não pode pegar atalhos”, afirmou.

Paulo Câmara também defendeu o diálogo como “melhor caminho para superar a atual crise” e voltou a lembrar do difícil momento econômico em que o país se encontra.

 “Vivemos um desajuste severo, que insiste em se prolongar, afetando milhões de brasileiros com desemprego crescente e desalentador”, disse.

Em tom conciliador, Câmara termina o vídeo conclamando a população para um reencontro com a “unidade nacional”, “preservando a paz e o respeito à democracia”.

Ronaldo Cancão descarta liderança da bancada de situação na Câmara de Vereadores

(Foto: Arquivo)

O vereador Ronaldo Cancão (PTB) anunciou sua volta ao grupo do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) durante essa semana. Contudo, descartou uma possível composição na liderança da situação na Câmara Municipal de Petrolina. “Liderança não. Vou ajudar a bancada, mas essa questão de liderança não discutimos”, enfatizou o vereador.

O parlamentar afirmou que voltou para o grupo após um convite do senador e do prefeito Miguel Coelho (PSB). “Houve um convite do senador Fernando e de Miguel na tentativa de uma reaproximação, já que eu convivi com ele 27 anos. Ainda resisti durante 20 dias, mas resolvi atender esse pedido para que eu pudesse ajudar o governo, inclusive na candidatura de Fernando Filho a deputado Federal. Eu entendi que devo ajudá-lo e vou fazer o que for possível”, disse Ronaldo.

 

Morte de Fidel Castro divide cubanos e gera incerteza política para o futuro de Cuba

fidel-castro-600O anúncio da morte do líder Fidel Castro gerou homenagens e lamentações e, de outro lado, comemorações e esperança.

A morte de Fidel deixa a esquerda latino-americana órfã de sua principal referência, apesar de ele ter deixado o poder em julho de 2006, depois que uma doença intestinal o obrigou a ceder o comando de Cuba a Raúl. Detalhes sobre sua saúde nunca foram revelados.

Em Cuba, o governo cubano declarou nove dias de luto e anunciou que as homenagens começarão na próxima segunda-feira com uma cerimônia em que os cubanos poderão se despedir de Fidel. As honrarias incluem um comício na Praça da Revolução e terminarão com o envio de suas cinzas para Santiago de Cuba para descanso.

LEIA MAIS

Vereador Betão deve assumir a liderança do governo na Câmara

Betão e Edinaldo

Vereador Adalberto Bruno Filho (PMDB), deve ser o novo líder do prefeito na Câmara Municipal de Petrolina

Após o anúncio por parte do vereador Edinaldo Lima (PMDB), que entregou a liderança do governo na Câmara Municipal de Petrolina na manhã desta terça-feira (21), informações de vereadores da bancada da situação sinalizam para a possibilidade do novo líder ser o vereador Adalberto Bruno Filho, Betão (PMDB).

Em conversa reservada com nossa reportagem Betão não confirmou a informação, mas se disse pronto para assumir a função caso seja mesmo o indicado pelo prefeito Julio Lossio (PMDB).

Questionado sobre a possibilidade, o ex-líder Edinaldo Lima, elogiou o colega que, segundo ele, “veio para o lado do prefeito reforçar o trabalho da bancada da situação”.

O nome do novo líder deve ser anunciado já na sessão da próxima quinta-feira (23). Caso seja mesmo o escolhido Betão terá que renunciar à cadeira  de 2º vice-presidente na Mesa Diretora da Casa, em conformidade com Art 28, Parágrafo 7º, Inciso 1º do Regimento Interno da Câmara Municipal de Petrolina.

Regimento Interno 2

“Desde que rompi com FBC estou independente na Câmara”, diz Pedro Felipe, apontado como vereador da situação

Vereador Pedro Felipe (PSL/PE), nos corredores da Câmara Municipal de Petrolina. Foto: Jean Brito

Vereador Pedro Felipe (PSL/PE), nos corredores da Câmara Municipal de Petrolina. (Foto: Jean Brito)

Ainda integrando a fileira do Partido Social Liberal (PSL/PE), o vereador Pedro Felipe que também é advogado e estudante de medicina em Maceió (AL), em recente entrevista à imprensa no corredor da Câmara Municipal de Petrolina (PE), falou sobre seu destino político no município e sua posição favorável a alguns projetos do Executivo petrolinense na Casa do Povo.

Questionado se já faz parte da bancada de situação, já que o PSL, segundo rumores do tabuleiro político, vai marchar com o PMDB do prefeito Julio Lossio, Felipe ressalta que, “ não disse que iria marchar com o prefeito, pode ser que eu fique no PSL pode ser que não, caso fique no partido acredito que o partido deve deixar eu à vontade como ocorreu nas eleições de 2012. Há 15 dias votei na questão da AMMPLA, contra o prefeito, marcho ao lado do povo”, afirma.

O parlamentar destaca ainda que mesmo votando na maioria das vezes a favor de projetos oriundos do Poder Executivo, administra um mandato independente na Câmara de vereadores de Petrolina. “Desde que rompi como o grupo de Fernando Bezerra (PSB), estou independente aqui na Casa, marchando sempre a favor do povo. Na maioria das vezes os projetos do prefeito eram para beneficiar a população e consequentemente votei do lado do prefeito, mas isso não significa que estou na situação. Quando eu estiver na situação vou comunicar a vocês, caso não esteja, também comunicarei”, pontua o vereador.

Concluindo a sua fala sobre a retomada de uma possível aliança com o PSB, capitaneado pelo senador Fernando Bezerra, Pedro Felipe argumenta que, “ na política tudo é possível, inclusive nada, é como os colegas vereadores dizem quem tem tempo não tem pressa, deixar as coisas acontecerem naturalmente, a gente tem até o dia 2 de abril, para decidir, até agora só tivemos conversa de bastidores”, destaca o parlamentar.

12