Exclusivo: funcionário desmente nota do HDM e relata demissão por justa causa após gravar vídeo mostrando estragos causados por chuva

Funcionário acionou a Justiça para buscar direitos (Foto: Blog Waldiney Passos)

No dia 6 de janeiro, Petrolina registrou uma forte chuva durante a noite. Um funcionário do Hospital Dom Malan/IMIP fez um vídeo para mostrar a situação da unidade, que registrou alagamentos em algumas áreas. Dois dias depois das imagens circularem em grupos de WhatsApp, ele e uma colega de trabalho foram demitidos por justa causa.

LEIA TAMBÉM

Dom Malan desmente boato e classifica de “informação equivocada” notícia sobre demissão de funcionários

Em conversa com o Blog Waldiney Passos, o funcionário – que será mantido em sigilo – desmentiu a nota encaminhada pela assessoria do hospital que alegava não ter havido corte de profissionais. “Minha demissão e de minha amiga foi no dia 8 de janeiro. Fomos informados que agimos com improbidade ao fazer o uso do celular dentro do hospital e por causa do vídeo fomos demitidos por justa causa“, relatou à nossa equipe.

Ele e sua colega eram terceirizados pela Solunni Serviços Especializados, prestadora de serviços no HDM cuja sede é no Recife. O conceito de improbidade é “falta de honradez, de integridade, de lisura”. Ou seja, a empresa entendeu que os profissionais erraram ao mostrar a realidade do hospital.