Casos da Covid-19 em Petrolina não sofreram alterações nas últimas 24 horas, informa Secretaria da Saúde

(Foto: Ascom/PMP)

O domingo começa com uma boa notícia para os petrolinenses. De acordo com o boletim divulgado pela Secretaria da Saúde, na noite deste sábado (25), os casos positivos para o novo coronavírus não aumentaram em Petrolina nas últimas 24 horas.

O informe mostra que o município continua com 27 casos positivos da doença, sendo que 14 foram confirmados através de testes rápidos feitos pela prefeitura e 13 diagnosticados através do exame realizado pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE). Nenhum óbito foi registrado e já são 7 casos considerados curados clinicamente.

Quanto aos dados relacionados à Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), o boletim aponta que 11 casos são investigados e 29 foram descartados. Confirmados somam 9 casos, além de 1 óbito. Todos os casos suspeitos e confirmados dessas doenças continuam sendo monitorados pela Secretaria de Saúde.

Coronavírus: boletim de Petrolina segue inalterado

A Secretaria de Saúde de Petrolina divulgou na noite de sábado (4) mais um boletim sobre as ocorrências do novo coronavírus na cidade. Não há novos registros da doença, de acordo com a Prefeitura. 12 casos foram descartados e outros sete estão em investigação.

A paciente que havia testado positivo para covid-19 está clinicamente curada e não há registros de óbitos. Em relação à Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), seis casos permanecem em investigação e 20 foram descartados.

Dos nove casos confirmados há uma morte, de uma adolescente com histórico de problemas respiratórios. Ainda nesse domingo (5) a pasta deve informar os dados mais recentes sobre as doenças em Petrolina.

Criança morre com suspeita de Síndrome Respiratória Aguda Grave em Ouricuri

Ela deu entrada na unidade no sábado e morreu na manhã de domingo (Foto: Internet)

Ouricuri (PE) registrou uma morte suspeita de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Trata-se de uma criança de apenas um ano e cinco meses, que veio a óbito no domingo (29), no Hospital Regional Fernando Bezerra. Ela havia dado entrada na unidade um dia antes.

De acordo com o G1 Petrolina, a criança apresentava cansaço respiratório e estava fragilizada e morreu durante a manhã. O teste para covid-19 foi realizado e encaminhado ao Laboratório Central de Saúde (Lacen-PE). O resultado do exame deve ser divulgado ainda nessa semana.

Prefeitura de Petrolina divulga novos números sobre o coronavírus

A Prefeitura de Petrolina divulgou mais um boletim do novo coronavírus (Covid-19) no município. Os dados desta sexta-feira (27) mostram que a Secretaria Municipal de Saúde investiga 8 casos suspeitos, enquanto 11 foram descartados. A cidade continua com 2 casos confirmados, sem nenhum óbito.

Quanto aos dados relacionados à Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), o boletim aponta que 10 casos já foram descartados, 6 estão em investigação e 4 deram positivo. Tanto os casos suspeitos da Covid-19 quanto os de SRAG continuam sendo monitorados pela Secretaria Municipal de Saúde.

Paciente viajou a Bahia e apresentou sintomas de gripe após retornar a Petrolina, informou Secretaria Municipal de Saúde

Após a publicação da matéria sobre a primeira morte por gripe confirmada em Pernambuco ter sido registrada em Petrolina, a Secretaria Municipal de Saúde informou em nota encaminhada ao Blog que o paciente de 50 anos, residente na cidade, havia viajado para a Bahia.

De acordo com a secretaria, a pasta foi notificada pelo Hospital Neurocardio no dia 5 de fevereiro, após o empresário apresentar “suspeita de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG)”. O caso clínico do paciente piorou e ele veio a óbito em 18 do mesmo mês.

LEIA TAMBÉM:

Pernambuco registra primeira morte por gripe em 2019, vítima é de Petrolina

A causa da morte atestada foi “hipóxia (falta de oxigênio em tecidos do corpo) e SRAG”, confirmando-se então o primeiro óbito por gripe no Estado. Outro caso – uma estudante de 17 anos do Recife – também é investigado.

“O paciente viajou para o município de Chorrochó, na Bahia no dia 24 de janeiro, retornando à Petrolina no dia 28 de janeiro, sem apresentar nenhum sintoma”, destacou a nota. Em seguida ele fez outra viagem a Inhambupe, também na Bahia e começou a apresentar sintomas de resfriado no dia 3 de fevereiro, já em Petrolina.

Leia a seguir a nota da Secretaria de Saúde de Petrolina:

LEIA MAIS