Alerta: ocupação dos leitos de UTI sobe em Petrolina e se aproxima dos 80%

Imagem ilustrativa

O boletim epidemiológico da Covid-19 divulgado pela Secretaria de Saúde de Petrolina, informa que nesta quarta-feira (24), 78,72% dos leitos de UTI da rede estão ocupados. Dos 47 leitos, 37 estão com pacientes. Desse total, 21 são de Petrolina e 16 pacientes são de outras cidades da região.

O boletim também traz informações sobre os casos confirmados. Foram registrados hoje 131 novos casos da Covid-19. Agora, 16.389 pessoas já foram infectadas pelo novo coronavírus. As pessoas que se recuperaram da doença somam 13.747, isso representa 83.9% do total.

Dos novos infectados, 81 foram confirmados através de 554 testes rápidos realizados pela prefeitura, os outros 50 registrados se deram a partir de exames laboratoriais. São 52 pessoas do sexo masculino, com idades entre dois e 90 anos, e 79 pessoas do sexo feminino, entre oito e 90 anos.

Petrolina registrou um óbito. Trata-se de uma mulher de 90 anos com histórico de comorbidades. A paciente morreu em um hospital particular da cidade, no dia 24 deste mês. O município passa a ter 199 óbitos causados pela Covid-19.

LEIA MAIS

Alerta: taxa de ocupação de leitos de UTI chega a 88% em Pernambuco

Com os números dos casos de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus aumento cada vez mais no país, alguns estados já estão adotando medidas mais duras na tentativo de conter o avanço do vírus. Em Pernambuco, mesmo sem o governador Paulo Câmara (PSB) ter anunciado ainda restrições mais severas, a taxa de ocupação dos leitos públicos de terapia intensiva (UTI), administrados pelo governo do Estado, voltou ao patamar de 88% nesta segunda-feira (22). Além disso, 74% das vagas em enfermaria também estão com pacientes que apresentam quadro respiratório grave com sintoma sugestivo de covid-19. Ao todo, o Estado tem 1.928 leitos voltados para atender pessoas com essa condição: 996 são UTI e 932 enfermaria. Considerando o total de ambos os tipos de vagas, 82% estão ocupadas.

O secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, alerta que os próximos dias continuarão sendo decisivos em relação ao agravamento (ou não) da situação da pandemia no Estado. “O que determinará o curso da doença continuam sendo as nossas próprias atitudes. Nós não podemos, de forma alguma, subestimar a situação atual e, para impedir mais contaminações, mortes e saturação da rede de saúde, que já vemos em vários outros Estados, é preciso que tenhamos responsabilidade e sigamos as medidas sanitárias”, frisou Longo, em coletiva de imprensa, na última quarta-feira (17).

O secretário ressaltou que, neste cenário de alta da pandemia, existe a presença do vírus de forma preocupante em todas as regiões de Pernambuco. “Há uma distribuição praticamente homogênea da circulação viral e, por isso, precisamos dos esforços de toda a sociedade, do Litoral ao Sertão, e de todos os gestores municipais”, acrescentou.

Em Pernambuco, a última semana epidemiológica (14/02 a 20/02) registrou 774 notificações de síndrome respiratória aguda grave – 33 casos a mais do que a anterior (07/02 a 13/02). Com as 689 novas confirmações de covid-19 divulgadas nesta segunda-feira (22), o Estado totaliza 291.189 casos confirmados da doença, sendo 32.131 graves e 259.058 leves, que estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha.

Média de mortes por Covid-19 no Brasil cai mais de 10% em uma semana

(Foto: Michael Dantas/AFP)

A média diária de mortes por Covid-19, de acordo com a média móvel de sete dias, no Brasil chegou a 687,86 casos na última sexta-feira (25), segundo dados da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Houve queda de 10,35%, ou 79,23 registros a menos, em relação à sexta-feira anterior (18), quando haviam sido registradas 767,29 mortes.

A média móvel de sete dias é calculada somando-se o número de mortes nesse intervalo de tempo (o dia de referência mais os seis dias anteriores) e dividindo-se o total por sete. Com isso, é possível reduzir o impacto de oscilações diárias.

Esse é o menor número médio de mortes desde o dia 9 de setembro (682,86). O pico de mortes (1.095,14) foi atingido em 25 de julho. Desde então, apresentou tendência de queda (com oscilações e leves altas) até o dia 9 de setembro. Depois disso, as mortes voltaram a aumentar até chegarem a 814,57 no último dia 15 e depois caíram novamente.

LEIA TAMBÉM

Capitão do Salgueiro testa positivo para a Covid-19 e desfalca o time neste sábado

Bahia registra 1.810 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

A média diária, de acordo com a média móvel de sete dias, de novos casos é de 27.587,86. Também aqui há uma tendência de queda, mas desde o dia 16 de setembro, quando foram registrados 31.374,86 novos casos.

Entre os estados, há aqueles que apresentaram na última semana altas e aqueles que apresentaram queda. Entre as quedas, destacam-se Rondônia (-46%), Pará (-43,34%), Santa Catarina (-26,17%) e Rio Grande do Sul (-20,26%).

Entre as altas ocorridas do dia 18 de setembro até ontem aparecem Paraíba (17,5%), Sergipe (15,29%), Espírito Santo (12,44%). Roraima e Rio Grande do Norte não tiveram seus dados divulgados ontem.

(Com informações da Agência Brasil)

Juazeiro: SAAE aumenta taxa de esgoto de 50% para 80% e consumidor reclama

Um morador de Juazeiro levou um susto ao receber a conta de água que veio neste mês de setembro. Até o mês de agosto, o Serviço Autônomo de Água e Saneamento Ambiental (SAAE), responsável pelo o abastecimento na cidade, cobrava 50% de taxa de esgoto sobre o valor de consumo de água. Na cobrança que veio no mês de setembro, a taxa passou para 80% sobre o valor de consumo, sem aviso prévio, segundo ele.

 “Observei na conta de água de setembro de 2020,que o valor do m3 da água continua o mesmo, mas que a taxa de esgoto aumentou de 50% para 80% do valor da água. Nessa lógica gastei R$ 56 de água e deveria pagar R$28, mas com esse aumento vou pagar R$ 45 só de taxa de esgoto”, contou o professor o professor universitário Francisco de Assis Silva.

Francisco que mora na travessa José Matias de Moraes Filho, no Bairro Maringá, detalhou as cobranças no papel de água.

Valor da conta: R$ 114,71 sendo que:
R$ 56,41 de água
R$ 45,21 (esgoto 80% da água)
R$ 0,92 taxa de conservação de hidrômetro
R$ 12,07 taxa de coleta de lixo

O professor não gostou nada nada desse acréscimo no orçamento. “Em tempo de pandemia, de recessão. Em tempos de auxílio emergencial, fazer isso com a população é maldade”, concluiu.

O SAAE informou através de sua assessoria de comunicação que, o usuário deve comparecer ao setor comercial da empresa, no centro da cidade e solicitar uma revisão na sua conta para saber o que houve.

Gonzaga Patriota defende adiamento das provas do Enem 2020

Deputado Gonzaga Patriota.

O deputado federal Gonzaga Patriota (PSB) defende que as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 sejam adiadas por conta da pandemia do coronavírus. Para o parlamentar, não é possível saber se até novembro a pandemia terá se dissipado a ponto de a prova ocorrer sem ocasionar prejuízos aos alunos. Além disso, o socialista aponta que a paralisação das aulas presenciais deixam os alunos em desigualdade, afetando principalmente aqueles que não tem acesso remoto dos conteúdos.

“Muitos estudantes não dispõem de internet em suas casas, o que dificulta o processo de aprendizagem. Além disso, existe uma diferença entre o ensino particular e o ensino público e, mesmo aqueles que estão tendo acesso às plataformas das aulas, podem não estar totalmente prontos para o Exame, já que a dinâmica do ensino foi alterada. Diante disso, defendo o adiamento da prova do Enem para que os alunos mais carentes não sejam prejudicados no processo”, defendeu Patriota.

A prova do Enem está marcada para os dias 1 e 8 de novembro. A primeira versão digital do exame será em 22 e 29 de novembro, novidade este ano. A taxa de inscrição custa R$ 85 e deve ser paga entre 11 e 28 de maio, em agências bancárias, casas lotéricas e correios.

Aberto o prazo para pedido de isenção de taxa do concurso público da Guarda Civil de Petrolina

Ao todo, são 80 vagas disponíveis no concurso público da Guarda Civil de Petrolina.

Começou às 0h desta segunda-feira (11), o prazo para os candidatos inscritos no concurso da Guarda Civil de Petrolina solicitarem o pedido de isenção da taxa do processo seletivo, que é de R$ 125.

Para isso, eles devem acessar o site do Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro (IDIB) e preencher o formulário específico para este fim.

De acordo com o texto do edital, só podem ingressar com a solicitação os candidatos que efetivaram a inscrição no certame até a última sexta-feira (08). O período para pedir a isenção termina às 23h59 desta terça-feira (12).

Ainda segundo o edital do concurso público, têm direito ao pedido de isenção da taxa de inscrição, candidatos que possuem baixa renda e também os que forem doadores de sangue regulares.

LEIA MAIS

Pernambuco tem queda no número de homicídios pelo 8º mês seguido

Por outro lado, o Estado ainda tem a sexto maior taxa de homicídios no país. (Foto: Ilustração/Internet)

Pelo oitavo mês consecutivo, Pernambuco registrou uma queda na estatística de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) em relação ao mês equivalente de 2017. O número de ocorrências registradas de dezembro de 2017 a julho de 2018 diminuiu 20,4% quando comparado ao mesmo período no ano anterior.

Julho teve uma diminuição de 24% no número de homicídios, com 341 registrados – 105 a menos do que em julho do ano anterior. Apesar disso, o mês registrou quatro casos a mais do que em junho (+1,2%), mês menos violento do ano até agora.

Dos 184 municípios pernambucanos (além do distrito de Fernando de Noronha), 86 não computaram nenhum homicídio durante os 31 dias de julho. Quase todas as regiões do Estado apresentaram reduções nas estatísticas, tanto em julho, quanto no somatório de todos os meses até agora.

LEIA MAIS

Juazeiro: leitor volta a questionar SAAE sobre taxa de Coleta de Lixo cobrada na conta de água

O leitor Nilson Rodrigues entrou em contato com a reportagem do Blog Waldiney Passos questionando mais uma vez a cobrança da taxa de coleta de lixo que vem sendo cobrada na conta de água e esgoto. Segundo ele, até 2016 essa taxa era cobrada anualmente embutida no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

A partir de 2017 a prefeitura de Juazeiro, através do Serviço de Água e Saneamento Ambiental (SAAE), desdobrou o valor da taxa em doze vezes e passou a fazer a cobrança na conta de água. “É um absurdo a cobrança dessa taxa na conta de água e o valor cobrado”, lamentou o leitor. Ele afirmou ainda que a justiça já determinou que o SAAE suspenda a cobrança, mas ela continua sendo feita. Nilson se refere a uma ação movida pelo Ministério Público da Bahia.

Em junho de 2017, depois de muita reclamação da população,  a promotora de Justiça Andréa Mendonça da Costa, ajuizou uma ação pedindo a desvinculação da cobrança da taxa na mesma fatura de água e esgoto. Segundo a promotora de Justiça Andrea Mendonça Costa, autora da ação civil pública ajuizada contra o SAAE, “a cobrança conjunta do serviço prestado de água com taxa de coleta de lixo representa uma nítida violação ao interesse coletivo dos consumidores”.

A decisão só saiu em janeiro desse ano. Acatando o pedido da promotoria, o juiz José Goes Silva Filho determinou não só a suspensão da cobrança, como também que o SAAE somente vincule o pagamento da taxa de coleta de lixo na mesma fatura em que é cobrado o serviço de água e esgoto dos consumidores que autorizarem tal cobrança.

Em reposta a reclamação do nosso leitor, o SAAE enviou nota informando o seguinte: “O Serviço de Água e Saneamento Ambiental – SAAE/Juazeiro informa que o município recorreu da orientação do Ministério Público e aguarda  ainda uma decisão. Enquanto não houver uma posição definitiva da Justiça a cobrança da taxa continua em vigor e, mesmo que essa decisão seja contrária a esse formato de cobrança, o SAAE está buscando outras formas (já que é uma taxa divisível e legal)  para que o serviço continue sendo realizado com eficiência.”

Compesa nega responsabilidade sobre esgoto lançado no rio São Francisco e explica cobrança de taxas

(Foto: Ilustração)

Após a prefeitura de Petrolina aplicar uma multa de R$ 800 mil à Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) por lançar dejetos no Riacho das Porteiras e pela cobrança de taxa de esgotos no Loteamento Vale Dourado, a companhia se pronunciou sobre a penalidade e afirmou não ser responsável sobre o esgoto e explicou a cobrança de taxas no local.

LEIA TAMBÉM

Prefeitura de Petrolina multa Compesa em quase R$ 800 mil por lançar esgoto em afluente do Rio São Francisco

Após multa milionária da AMMA, Compesa afirma que não despeja esgoto no rio São Francisco

Segundo nota da Compesa, o esgoto do Loteamento Vale Dourado não é operado pela empresa, já que “o empreendimento nunca deu entrada na documentação legal para fazer a transferência da titularidade para a Compesa”.

Além disso, de acordo com a companhia, era prestada assistência aos moradores do loteamento “sempre que era acionada a fim de fazer a desobstrução do esgoto nas ruas. Em decorrência da prestação desses serviços, a Compesa realizava a cobrança”.

Na nota, a Compesa afirmou ter recebido com indignação uma multa aplicada pela Agência Reguladora de Serviços Públicos do Município de Petrolina (ARMUP).

Confira a íntegra da nota

Enquanto a Companhia Pernambucana de Saneamento- Compesa trabalha para ampliar os serviços de saneamento em Petrolina, a prefeitura do município insiste no caminho do confronto que não interessa aos petrolinenses. A Companhia recebe com indignação uma multa aplicada pela Armup (Agência Reguladora de Serviços Públicos do Município de Petrolina), sobre o lançamento de esgoto do Loteamento Vale Dourado no Rio São Francisco, que sequer é operado pela empresa. 

LEIA MAIS

Taxa de desemprego cresce no trimestre em Pernambuco

(Foto: Internet)

Segundo dados divulgados, nesta sexta-feira (17) pelo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Pernambuco registrou a maior taxa de desemprego entre os estados com uma taxa de 17,9%.

O número é menor do que na comparação entre o segundo e o primeiro trimestres, quando 11 Estados tiveram queda no desemprego -mas, em outros dois, Rio e Pernambuco, houve alta. Naquele trimestre, a taxa de desemprego nacional também caiu, de 13,7% para 13%.

De acordo com o IBGE, no terceiro trimestre apenas Santa Catarina, Rio, Goiás, Alagoas, Rio Grande do Norte, Ceará e Roraima tiveram redução do desemprego. Em São Paulo, a taxa de desemprego ficou estável em 13,2%, acima da média nacional.

Procon alerta consumidores sobre cobrança de seguros em passagens

A Coordenadoria de Defesa e Proteção do Consumidor está sediada à Rua José Petitinga, Nº 253, no bairro Santo Antônio (Foto: Ascom)

Em vigor desde 2015, a Resolução da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) fez uma revogação na resolução que previa a oferta do seguro facultativo aos passageiros de ônibus em viagens interestaduais. Com a determinação, as empresas de ônibus interestaduais e internacionais não podem vender, e nem mesmo ofertar, o seguro nas passagens adquiridas nas rodoviárias.

Segundo informações divulgadas pelo PROCON de Juazeiro, o não pagamento do seguro facultativo não implica a falta de assistência ao viajante. Tanto o DPVAT, seguro obrigatório pago pelas empresas de ônibus, quanto o Seguro de Responsabilidade Civil (já incluso no valor da tarifa) garantem a segurança dos passageiros e oferecem assistência em caso de acidente.

As empresas devem manter cartazes com a proibição da venda de seguros em seus guichês de vendas, em local visível ao consumidor, até o dia 31 de dezembro de 2017.

Os consumidores que se sentirem lesados em seus direitos podem denunciar ao PROCON de Juazeiro localizado à Rua José Petitinga, 253, bairro Santo Antônio. Outras informações podem ser adquiridas através do telefone 3613 4523.

Após cobrança por bagagens, preços das passagens aéreas sobem no País

(Foto: Internet)

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) permitiu que as companhias aéreas passassem a vender passagens que não dão direito a despachar bagagem, com isso o preço das tarifas tem subido. Entre junho e setembro, essa alta chegou a 35, 9%, segundo dados da FGV. De acordo com levantamento do IBGE, entretanto, a elevação foi mais moderada, de 16,9%.

O preço das passagens aéreas está no centro de uma discussão entre o governo federal e as companhias do setor. No fim de setembro, o Ministério da Justiça instaurou averiguação sobre um estudo da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) que apontou tendência de queda no preço das passagens nos últimos meses.

Segundo o levantamento da entidade feito com base em dados preliminares, entre junho e o início de setembro, as tarifas recuaram de 7% a 30% nas rotas domésticas das companhias que adotaram a cobrança da mala despachada (Azul, Gol e Latam).

Os números da FGV e do IBGE, porém, mostram queda apenas em agosto, de 2,07% e 15,16%, respectivamente. A divergência de 13 pontos porcentuais entre os índices de agosto revela a complexidade que as entidades enfrentam para calcular o preço médio das passagens e as diferentes metodologias adotadas por cada uma – é também sobre a metodologia adotada que o Ministério da Justiça questionou a Abear.

A divergência no acumulado de junho a setembro dos índices de passagem aérea da FGV e do IBGE chega a 19 pontos porcentuais, enquanto, no mesmo período, os índices de preço geral das entidades se diferem em 0,54 ponto porcentual.

Com informações da Agência do Estado

Em outubro, bandeira tarifária fica vermelha e taxa extra na conta de luz chega a R$ 3,50

(Foto: Divulgação)

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta sexta-feira (29) que a bandeira tarifária vai passar para vermelha patamar 2, o mais caro previsto, e a taxa extra cobrada nas contas de luz vai subir em outubro para R$ 3,50 a cada 100 kWh consumidos.

O aumento é justificado pela estiagem e a necessidade de uso mais intenso das termelétricas. No mês de setembro, vigorou a bandeira amarela, que aplica uma taxa extra de R$ 2 para cada 100 kWh de energia consumidos.

Com informações do G1

Divulgado resultado com os pedidos de isenção para concurso do TJPE

(Foto: Ilustração)

Foi divulgada, nesta terça-feira (1º/8), a lista com o resultado dos pedidos de isenção do pagamento de taxa de inscrição do concurso público para o provimento de servidor do Poder Judiciário de Pernambuco. Das mais de 31 mil solicitações, exatas 22.668 foram deferidas pela organizadora do certame, o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC). Quem teve o pedido indeferido pode recorrer da decisão das 9h desta quarta-feira (2/8) até as 16h de quinta (3/8), pelo horário de Brasília (DF), no site www.ibfc.org.br. Na maioria dos casos, houve problemas com o Número de Identificação Social (NIS).

Após o recurso, quem não tiver a solicitação de isenção aprovada ainda pode se inscrever no certame do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e realizar o pagamento da taxa, que custa R$55,00 para os cargos de nível médio e R$63,00 para os de superior. As inscrições seguem até 24 de agosto, também no site do IBFC, com quitação do boleto permitida até o dia 25. No total, são oferecidas 109 vagas para diferentes níveis de formação, além de cadastro de reserva.  Os vencimentos variam de R$4.222,45 (médio) a R$5.502,12 (superior). O certame terá validade de dois anos a partir da publicação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por igual período.

Desde o anúncio das inscrições do concurso para servidor, o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), por meio da Assessoria de Comunicação Social, promove no site da instituição, nas redes sociais e demais canais de comunicação do Judiciário pernambucano uma série de postagens temáticas com orientações voltadas ao certame. Nesse período, são disponibilizados vídeos especiais, reportagens e explicações sobre o procedimento para realização da inscrição; o conteúdo programático da prova objetiva; as atribuições e especificidades dos cargos: oficial de justiça, analista judiciário e técnico judiciário; as vagas destinadas às pessoas com deficiências e para pessoas negras; e as demais etapas do cronograma do concurso.

Juazeiro: Prefeitura revoga cobrança de taxa de inscrição para Processo Seletivo

(Foto: Internet)

A prefeitura de Juazeiro (BA) publicou uma errata no Diário Oficial do Município, nessa quarta-feira (26), para revogar a cobrança de taxa de inscrição para o Processo Seletivo Simplificado, que visa atender à necessidade excepcional de manutenção dos serviços essenciais da Autarquia Municipal de Abastecimento (AMA).

De acordo com a publicação, após a inscrição online, o candidato deverá levar o formulário de inscrição impresso e preenchido,
juntamente com os documentos comprobatórios, em envelope lacrado, na Superintendência de Gestão de Pessoas, de 26 de julho a 04 de agosto, das 8h às 12h e das 14h às 18h. Mais informações no telefone (74) 3612-5674.

Os candidatos que já efetuaram o pagamento da taxa serão ressarcidos.

12