Moradora do José e Maria critica falta de educação de moradores que jogam lixo em terreno

Uma moradora do bairro José e Maria enviou um vídeo ao Blog para mostrar um terreno particular que hoje é usado como depósito de lixo na comunidade. O problema foi registrado na Rua Nordeste, ao lado da caixa d’água. Ela afirma que o espaço sempre é passa por limpeza, porém os próprios vizinhos voltam a sujar.

Falta de educação

“Peguei dengue tenho certeza que foi desse terreno, porque estou de isolamento. O dono limpa, a população vem e suja. É a máquina limpando e as pessoas sujando. Tinha que cercar pra ver se tem jeito“, contou à nossa equipe através do WhatsApp. Confira a dimensão do problema:

Resposta da Prefeitura

A Prefeitura de Petrolina respondeu em nota que notificará o proprietário. “A responsabilidade pela manutenção e limpeza de áreas particulares é dos proprietários. A equipe de fiscalização será encaminhada ao endereço para verificar a denúncia e, se constatada, o dono será notificado com prazo de 15 dias úteis para limpeza e de 60 para que o espaço seja cercado. Em caso de descumprimento, a multa pode variar de R$ 600 a R$ 2400“, diz.

Leitor cobra limpeza de terreno baldio no Idalino Bezerra, em Petrolina

As fotos foram enviadas por um morador do bairro Idalino Bezerra, em Petrolina. Ele reclama de terrenos baldios que ficam na Rua 18 daquela comunidade.

Segundo o leitor, os terrenos estão servindo de lixão, local para uso de Drogas e acúmulo de água, o que tem causado um surto de dengue nos moradores, diz ele.

O denunciante também afirma que já entraram em contato com o presidente da associação de moradores que informou que já enviou ofício cobrando uma atitude da prefeitura, mas até o momento nada foi feito para resolver o problema.

Os terrenos são particulares e segundo nosso leitor já foram feitas outras denúncias, mas o proprietário não toma providências.

A pedido do Blog, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação de Petrolina informou que “a responsabilidade por terrenos particulares é do proprietário. A equipe de fiscalização será encaminhada ao endereço para identificar e notificar o dono, com o prazo de 15 dias para fazer a limpeza e 60 para cercar os limites da área, sujeito à multa que pode variar de R$ 600 a R$ 2400 reais.

A Guarda Civil Municipal já realiza rondas regularmente no bairro, mas vai intensificar a patrulha nos próximos dias. A GCM lembra ainda que a população pode denunciar atos ilícitos pela Central de Atendimento, no 153, ou à Polícia Militar, no 190″.

Espaço do Leitor: população pede limpeza de terreno no Loteamento Bella Vista, em Petrolina

Terreno é particular (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Moradores da Rua 3 do Loteamento Bella Vista, em Petrolina estão angustiados com a sujeira acumulada em um terreno particular. Sempre que podem eles se unem, pagam para alguém retirar o entulho, mas pouco tempo depois a própria comunidade volta a sujar a via.

Diante da situação eles pedem ajuda da Prefeitura de Petrolina. “Gostaríamos que o órgão competente resolva essa questão da Rua 3, está um matagal enorme. Tudo escuro de noite, temos medo de sair de casa. Ninguém sabe quem são os donos”, contou um leitor que reside na rua.

Em nota, a Prefeitura de Petrolina disse que notificará o proprietário. “A equipe de fiscalização será encaminhada ao endereço para verificar a denúncia e, se constatada, o dono será notificado com prazo de 15 dias úteis para limpeza e de 60 para que o espaço seja cercado”, diz o município.

Veja a seguir a íntegra da nota:

LEIA MAIS

Pessoas que forem flagradas jogando lixo em terrenos baldios podem ser presas, alerta prefeitura de Petrolina

A informação é da Prefeitura de Petrolina através da Secretaria de Infraestrutura, Mobilidade e Serviços Públicos. O órgão foi procurado pelo Blog Waldiney Passos, após receber de um leitor a denúncia de que moradores estão jogando lixo e entulhos nesse terreno baldio que aparece na foto acima.

O local fica na avenida baraúna, próximo a rua 55 do bairro São Gonçalo. De acordo com o denunciante, a prefeitura enviou máquinas para limpar o terreno há cerca de 1 mês, mas quando a equipe vai embora os moradores voltam a jogar tudo que encontram pela a frente no espaço que já foi limpo e se alguém falar para não jogar, é ameaçado.

Em nota, a Prefeitura de Petrolina informa que faz a limpeza periodicamente do local, sendo a última há menos de um mês. A Secretaria de Infraestrutura, Mobilidade e Serviços Públicos reitera que segue um cronograma de limpeza para que, os mais de 80 bairros do município, sejam contemplados e pede a população conscientização para que se jogue os resíduos em locais adequados.

A prefeitura ainda alerta que pessoas que forem flagradas jogando lixo em local indevido poderão ser detidas por infringirem a lei de degradação ambiental. Os cidadão que presenciarem este ato, podem acionara a Guarda Municipal pelo 153.

Moradora do Alto do Cruzeiro denuncia descarte irregular de lixo em terreno baldio e cobra providências da prefeitura

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Uma moradora do bairro Alto do Cruzeiro, em Juazeiro (BA), entrou em contato com o Blog Waldiney Passos para denunciar a situação de um terreno baldio, localizado na Travessa da Rua 8 da referida localidade. O local virou ponto de descarte de lixo, e os transtornos causados à população são inúmeros.

“Tenho duas crianças pequenas e praticamente quase todos os dias e toda hora entra aranha grande dentro de casa, cobra, muita barata, sem contar nos focos de água parada que é prato cheio para dengue. Muito mosquito e muriçocas, até escorpião já foi visto. Enquanto não localizarem os donos dos terrenos para que eles possam murar ou cercar, quem mora aqui vai passar por essa situação”, conta a denunciante.

LEIA MAIS

Leitora pede limpeza de terreno no Rio Jordão, em Petrolina

Comunidade dá péssimo exemplo no bairro (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Uma moradora do Loteamento Rio Jordão, em Petrolina entrou em contato com o Blog Waldiney Passos para denunciar uma situação que vem tirando a paz dos moradores da Rua 5. Um terreno está servindo como depósito de lixo e há inclusive, animais mortos no local.

“Isso é um terreno baldio que tem na Rua 5 do Loteamento Rio Jordão, tem animal morto que estão jogando, lixo de toda espécie. A vizinhança sofre com esse lixo acumulado e o dono não aparece pra limpar“, desabafou a leitora que preferiu não se identificar.

Outro problema, segundo a moradora, é que o proprietário do terreno nunca apareceu no bairro. “Não sabemos de quem é esse terreno, só tinha uma placa pra não colocar lixo. Não adiantou de nada, porque ele não fechou o terreno”, disse.

Nossa Produção procurou a Prefeitura de Petrolina para saber quais medidas podem ser adotadas contra o proprietário desse terreno. Em nota, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação informou que enviará uma “equipe de fiscalização irá ao endereço, na Rua 5 do Rio Jordão, a fim de identificar o dono do imóvel e notificá-lo com o prazo de 15 dias para limpeza e 60 para construção do muro nós limites do terreno. No caso de descumprimento, a multa pode variar de R$ 600 a R$ 2400”.

Falta de educação de moradores irrita morador, que pede limpeza no Loteamento Rafael, em Petrolina

Moradores usam local como lixão (Foto: Reprodução/WhatsApp)

A Redação do Blog recebeu um apelo de moradores do Loteamento Rafael, localizado em frente ao Residencial Brasil, em Petrolina. Eles clamam à Prefeitura de Petrolina que tome providências em relação ao entulho depositado nos terrenos.

“Alguns moradores do Residencial Brasil e carroceiros têm feito descarte de móveis e lixo doméstico, o mal cheiro tem incomodado e insetos peçonhentos têm invadido minha casa. Pra completar, alguns ainda colocam fogo e a fumaça tem provocado problemas respiratórios”, desabafou um leitor que preferiu não ser identificado.

Nossa Produção entrou em contato com a Prefeitura de Petrolina. Em nota, a secretaria Desenvolvimento Urbano e Habitação (Sedurbh) informou que “uma equipe de fiscalização será enviada ao local para identificar e notificar o proprietário, para que ele limpe e construa um muro nos limites do terreno“, por se tratar de terreno particular.

Ainda de acordo com a Sedurbh, “após a notificação, o prazo é de 15 dias para a limpeza do imóvel e de 60 dias para cercar o espaço, sujeito à multa que pode variar de R$ 600 a R$ 1300. A Sedurbh ainda orienta a população a formalizar a denúncia junto à Ouvidoria Municipal através do número de telefone 156, ou presencialmente na sede da Secretaria, de segunda à sexta-feira, pela manhã”, concluiu.

Falta de educação de moradores no Jardim São Paulo irrita leitor

O flagrante dessa quinta-feira (18) feito por um leitor do Blog vem do bairro Jardim São Paulo. Moradores da Rua Vitória Régia estão dando um péssimo exemplo: saem de suas residências para jogar lixo em terreno particulares.

Além do lixo, resto de móveis e obras também podem ser vistos no local. Segundo nosso leitor, o que mais incomoda é a falta de respeito da população. “Pessoas sem nenhum respeito ao seu próximo tiram o lixo da porta de sua casa e joga em terreno baldio. Total falta de respeito e cidadania com o seu próximo e cadê o poder público para fiscalizar?”, questionou.

Outro lado

Nossa produção entrou em contato com a Prefeitura de Petrolina. Através de nota a secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Sedurbh) informou que o terreno utilizado como depósito de lixo é particular. “Até a próxima semana, uma equipe de fiscalização será enviada ao local para identificar e notificar o proprietário, para que ele limpe e construa um muro nos limites do terreno“, informou a pasta.

Ainda segundo a Sedurbh, o proprietário terá um “prazo é de 15 dias para a limpeza do imóvel e de 60 dias para cercar o espaço, sujeito à multa que pode variar de R$ 600 a R$ 1300”.

Lixo toma conta de terreno baldio no bairro Jatobá e moradores cobram providências

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Um terreno baldio localizado na Avenida Maria Coelho Cavalcante Rodrigues, no bairro Jatobá, em Petrolina (PE), tem tirado o sossego dos moradores da localidade. De acordo com os moradores, o lixo tomou conta do espaço, e a aparição de animais peçonhentos tem preocupado a população.

“Eu não sei se esse terreno é da prefeitura, mas as pessoas estão começando a jogar sofá. Esse terreno baldio está trazendo cobra, rato, escorpião para as residências das pessoas. É muito mato. Eu gostaria que a prefeitura viesse limpar esse terreno por que está um absurdo”, disse uma moradora.

O Blog Waldiney Passos entrou em contato com a prefeitura de Petrolina, para saber quais providências serão tomadas, diante da reclamação dos moradores do Jatobá. Até o momento não obtivemos resposta da gestão municipal.

Terreno baldio causa transtornos para moradores do Centro de Petrolina

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

O Blog Waldiney Passos recebeu a reclamação de uma leitora dando conta de que um terreno baldio localizado na Rua Mário Melo, área Central de Petrolina (PE), tem tirado o sossego de moradores e transeuntes que passam pela região.

Segundo o relato da leitora, o terreno murado está abandonado, o matagal tomou conta do local e a população está apreensiva, temendo a ação de bandidos que possam usar o terreno como esconderijo.

Diante da denúncia, o Blog procurou a prefeitura municipal para saber quais providências serão tomadas para resolver o problema. Em nota enviada ao Blog, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Sedurbh) esclareceu que os terrenos baldios precisam ser murados e cobertos. Por isso, ainda nesta semana, uma equipe de fiscalização será enviada ao endereço, a fim de identificar o terreno e notificar o proprietário para que faça a limpeza e cobertura do imóvel.

Ainda de acordo com a SEDURBH, “após a notificação, o dono terá 15 dias para limpar o local e 60 para construir a estrutura. O descumprimento dos prazos pode gerar uma multa que varia entre R$ 600 e R$ 1300. A Sedurbh também orienta que a população formalize a denúncia junto à Ouvidoria Municipal, no telefone 156.”

Moradora do bairro Jardim São Paulo reclama de lixo descartado em terreno baldio

(Foto: Talyta Farias)

Na última semana, o Blog Waldiney Passos recebeu várias denúncias da população petrolinense sobre terrenos baldios que se tornaram depósito de lixo, e que atualmente tiram o sossego de moradores dos mais diversos bairros de Petrolina (PE).

Talyta Farias é moradora do bairro Residencial Jardim São Paulo, e por meio do WhatsApp relatou o sufoco que é morar próximo a essas áreas que foram transformadas em lixões.

“Sou fortalezense mas atualmente moro em Petrolina, no bairro Residencial Jardim São Paulo, minha filha está estudando próximo ao IF Sertão e todos os dias, juntamente com toda a população que mora nas adjacências do terreno baldio ao lado do Instituto Federal, temos que aguentar ver animais mortos jogados lá, lixo de toda espécie também, e além disso um canal aberto que não serve para nada de proveitoso para a população”, desabafa a moradora.

LEIA MAIS

Leitor cobra providências da prefeitura sobre lixo depositado em terreno baldio na Vila Mocó

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Um leitor do Blog Waldiney Passos, entrou em contato via WhatsApp, e indignado, reclamou sobre o descarte indevido de lixo em um terreno baldio, localizado na Rua Dona Justina Freire de Souza, no bairro Vila Mocó, em Petrolina (PE).

Segundo a denúncia do leitor, no local se encontra de tudo, pneus, colchões, resto de madeira, vaso sanitário e muito entulho. “Um verdadeiro sinal de abandono e falta de conscientização. Gostaria de chamar atenção da Prefeitura Municipal, para que identifique o proprietário do terreno para fazer a limpeza e a muragem do terreno, para que essa situação não continue da mesma forma que está”, disse o leitor.

LEIA MAIS

Leitor denuncia sujeira no bairro Atrás da Banca, Prefeitura de Petrolina responde

A redação do Blog foi novamente procurada por moradores do bairro Atrás da Banca, que dessa vez denunciaram o desrespeito da própria comunidade. Um terreno localizado na Rua Major Agostinho Albuquerque Cavalcanti, nas imediações do Bom Preço está servindo como depósito de lixo.

O leitor que preferiu não se identificar contou a nossa produção que o problema é antigo. “Faz tempo que existe esse lixão ai em frente a uma creche. já fizemos a cobrança à Prefeitura há muito tempo”, disse. Pelas fotos é possível perceber que há desde restos de obras e até sofá abandonado no local.

Procurada pela nossa produção, a secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação informou em nota que “vai mandar uma equipe de Fiscalização de Obras e Posturas ao local para tentar identificar o proprietário do imóvel e notificá-lo”.

Após a notificação o dono do terreno deverá “realizar a limpeza e construção de muro estando sujeito à multa que varia de R$ 500 a R$ 1300 caso não o faça”, informa a nota.

Prefeitura notificará proprietário de terreno baldio no Jardim São Paulo

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Em reposta à matéria publicada no Blog na sexta-feira (9) sobre o despejo de lixo em um terreno no bairro Jardim São Paulo, a Prefeitura de Petrolina informou que enviará uma equipe até o local mencionado pelo morador. Identificado o proprietário, ele deverá construir um muro e caso não o faça, está sujeito a multa.

LEIA TAMBÉM:

Morador do bairro Jardim São Paulo denuncia descarte de lixo em terreno baldio

O leitor que entrou em contato com o Blog relatou que os carroceiros são violentos e intimidam a comunidade, sendo obrigados a conviver com o lixo depositado no terreno.

Confira a resposta da SEDURBS:

LEIA MAIS

Morador do bairro Jardim São Paulo denuncia descarte de lixo em terreno baldio

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Nós recebemos a denúncia de um morador do bairro Jardim São Paulo em Petrolina (PE), dando conta da ação de carroceiros que descartam entulhos em terrenos baldios da comunidade, o que tem causado prejuízo e transtorno para os moradores.

De acordo com Pedro Sobreira, o descarte indevido é feito diariamente, e ao abordar os carroceiros, os moradores são xingados. “[…] Quando vamos falar com eles para não jogarem entulho ali, ainda somos agredidos verbalmente pelos mesmos, até quando vamos ter que passar por isto, sem que ninguém tome providências, teremos que viver no meio do lixo? ”, questiona o morador.

Nossa produção entrou em contato com a Prefeitura de Petrolina para saber quais providências serão tomadas diante do caso. Até o momento não obtivemos resposta da gestão municipal, reiteramos que o espaço está aberto para serem feitos os esclarecimentos.

12