Falta de educação de moradores irrita morador, que pede limpeza no Loteamento Rafael, em Petrolina

Moradores usam local como lixão (Foto: Reprodução/WhatsApp)

A Redação do Blog recebeu um apelo de moradores do Loteamento Rafael, localizado em frente ao Residencial Brasil, em Petrolina. Eles clamam à Prefeitura de Petrolina que tome providências em relação ao entulho depositado nos terrenos.

“Alguns moradores do Residencial Brasil e carroceiros têm feito descarte de móveis e lixo doméstico, o mal cheiro tem incomodado e insetos peçonhentos têm invadido minha casa. Pra completar, alguns ainda colocam fogo e a fumaça tem provocado problemas respiratórios”, desabafou um leitor que preferiu não ser identificado.

Nossa Produção entrou em contato com a Prefeitura de Petrolina. Em nota, a secretaria Desenvolvimento Urbano e Habitação (Sedurbh) informou que “uma equipe de fiscalização será enviada ao local para identificar e notificar o proprietário, para que ele limpe e construa um muro nos limites do terreno“, por se tratar de terreno particular.

Ainda de acordo com a Sedurbh, “após a notificação, o prazo é de 15 dias para a limpeza do imóvel e de 60 dias para cercar o espaço, sujeito à multa que pode variar de R$ 600 a R$ 1300. A Sedurbh ainda orienta a população a formalizar a denúncia junto à Ouvidoria Municipal através do número de telefone 156, ou presencialmente na sede da Secretaria, de segunda à sexta-feira, pela manhã”, concluiu.

Falta de educação de moradores no Jardim São Paulo irrita leitor

O flagrante dessa quinta-feira (18) feito por um leitor do Blog vem do bairro Jardim São Paulo. Moradores da Rua Vitória Régia estão dando um péssimo exemplo: saem de suas residências para jogar lixo em terreno particulares.

Além do lixo, resto de móveis e obras também podem ser vistos no local. Segundo nosso leitor, o que mais incomoda é a falta de respeito da população. “Pessoas sem nenhum respeito ao seu próximo tiram o lixo da porta de sua casa e joga em terreno baldio. Total falta de respeito e cidadania com o seu próximo e cadê o poder público para fiscalizar?”, questionou.

Outro lado

Nossa produção entrou em contato com a Prefeitura de Petrolina. Através de nota a secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Sedurbh) informou que o terreno utilizado como depósito de lixo é particular. “Até a próxima semana, uma equipe de fiscalização será enviada ao local para identificar e notificar o proprietário, para que ele limpe e construa um muro nos limites do terreno“, informou a pasta.

Ainda segundo a Sedurbh, o proprietário terá um “prazo é de 15 dias para a limpeza do imóvel e de 60 dias para cercar o espaço, sujeito à multa que pode variar de R$ 600 a R$ 1300”.

Lixo toma conta de terreno baldio no bairro Jatobá e moradores cobram providências

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Um terreno baldio localizado na Avenida Maria Coelho Cavalcante Rodrigues, no bairro Jatobá, em Petrolina (PE), tem tirado o sossego dos moradores da localidade. De acordo com os moradores, o lixo tomou conta do espaço, e a aparição de animais peçonhentos tem preocupado a população.

“Eu não sei se esse terreno é da prefeitura, mas as pessoas estão começando a jogar sofá. Esse terreno baldio está trazendo cobra, rato, escorpião para as residências das pessoas. É muito mato. Eu gostaria que a prefeitura viesse limpar esse terreno por que está um absurdo”, disse uma moradora.

O Blog Waldiney Passos entrou em contato com a prefeitura de Petrolina, para saber quais providências serão tomadas, diante da reclamação dos moradores do Jatobá. Até o momento não obtivemos resposta da gestão municipal.

Terreno baldio causa transtornos para moradores do Centro de Petrolina

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

O Blog Waldiney Passos recebeu a reclamação de uma leitora dando conta de que um terreno baldio localizado na Rua Mário Melo, área Central de Petrolina (PE), tem tirado o sossego de moradores e transeuntes que passam pela região.

Segundo o relato da leitora, o terreno murado está abandonado, o matagal tomou conta do local e a população está apreensiva, temendo a ação de bandidos que possam usar o terreno como esconderijo.

Diante da denúncia, o Blog procurou a prefeitura municipal para saber quais providências serão tomadas para resolver o problema. Em nota enviada ao Blog, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Sedurbh) esclareceu que os terrenos baldios precisam ser murados e cobertos. Por isso, ainda nesta semana, uma equipe de fiscalização será enviada ao endereço, a fim de identificar o terreno e notificar o proprietário para que faça a limpeza e cobertura do imóvel.

Ainda de acordo com a SEDURBH, “após a notificação, o dono terá 15 dias para limpar o local e 60 para construir a estrutura. O descumprimento dos prazos pode gerar uma multa que varia entre R$ 600 e R$ 1300. A Sedurbh também orienta que a população formalize a denúncia junto à Ouvidoria Municipal, no telefone 156.”

Moradora do bairro Jardim São Paulo reclama de lixo descartado em terreno baldio

(Foto: Talyta Farias)

Na última semana, o Blog Waldiney Passos recebeu várias denúncias da população petrolinense sobre terrenos baldios que se tornaram depósito de lixo, e que atualmente tiram o sossego de moradores dos mais diversos bairros de Petrolina (PE).

Talyta Farias é moradora do bairro Residencial Jardim São Paulo, e por meio do WhatsApp relatou o sufoco que é morar próximo a essas áreas que foram transformadas em lixões.

“Sou fortalezense mas atualmente moro em Petrolina, no bairro Residencial Jardim São Paulo, minha filha está estudando próximo ao IF Sertão e todos os dias, juntamente com toda a população que mora nas adjacências do terreno baldio ao lado do Instituto Federal, temos que aguentar ver animais mortos jogados lá, lixo de toda espécie também, e além disso um canal aberto que não serve para nada de proveitoso para a população”, desabafa a moradora.

LEIA MAIS

Leitor cobra providências da prefeitura sobre lixo depositado em terreno baldio na Vila Mocó

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Um leitor do Blog Waldiney Passos, entrou em contato via WhatsApp, e indignado, reclamou sobre o descarte indevido de lixo em um terreno baldio, localizado na Rua Dona Justina Freire de Souza, no bairro Vila Mocó, em Petrolina (PE).

Segundo a denúncia do leitor, no local se encontra de tudo, pneus, colchões, resto de madeira, vaso sanitário e muito entulho. “Um verdadeiro sinal de abandono e falta de conscientização. Gostaria de chamar atenção da Prefeitura Municipal, para que identifique o proprietário do terreno para fazer a limpeza e a muragem do terreno, para que essa situação não continue da mesma forma que está”, disse o leitor.

LEIA MAIS

Leitor denuncia sujeira no bairro Atrás da Banca, Prefeitura de Petrolina responde

A redação do Blog foi novamente procurada por moradores do bairro Atrás da Banca, que dessa vez denunciaram o desrespeito da própria comunidade. Um terreno localizado na Rua Major Agostinho Albuquerque Cavalcanti, nas imediações do Bom Preço está servindo como depósito de lixo.

O leitor que preferiu não se identificar contou a nossa produção que o problema é antigo. “Faz tempo que existe esse lixão ai em frente a uma creche. já fizemos a cobrança à Prefeitura há muito tempo”, disse. Pelas fotos é possível perceber que há desde restos de obras e até sofá abandonado no local.

Procurada pela nossa produção, a secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação informou em nota que “vai mandar uma equipe de Fiscalização de Obras e Posturas ao local para tentar identificar o proprietário do imóvel e notificá-lo”.

Após a notificação o dono do terreno deverá “realizar a limpeza e construção de muro estando sujeito à multa que varia de R$ 500 a R$ 1300 caso não o faça”, informa a nota.

Prefeitura notificará proprietário de terreno baldio no Jardim São Paulo

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Em reposta à matéria publicada no Blog na sexta-feira (9) sobre o despejo de lixo em um terreno no bairro Jardim São Paulo, a Prefeitura de Petrolina informou que enviará uma equipe até o local mencionado pelo morador. Identificado o proprietário, ele deverá construir um muro e caso não o faça, está sujeito a multa.

LEIA TAMBÉM:

Morador do bairro Jardim São Paulo denuncia descarte de lixo em terreno baldio

O leitor que entrou em contato com o Blog relatou que os carroceiros são violentos e intimidam a comunidade, sendo obrigados a conviver com o lixo depositado no terreno.

Confira a resposta da SEDURBS:

LEIA MAIS

Morador do bairro Jardim São Paulo denuncia descarte de lixo em terreno baldio

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Nós recebemos a denúncia de um morador do bairro Jardim São Paulo em Petrolina (PE), dando conta da ação de carroceiros que descartam entulhos em terrenos baldios da comunidade, o que tem causado prejuízo e transtorno para os moradores.

De acordo com Pedro Sobreira, o descarte indevido é feito diariamente, e ao abordar os carroceiros, os moradores são xingados. “[…] Quando vamos falar com eles para não jogarem entulho ali, ainda somos agredidos verbalmente pelos mesmos, até quando vamos ter que passar por isto, sem que ninguém tome providências, teremos que viver no meio do lixo? ”, questiona o morador.

Nossa produção entrou em contato com a Prefeitura de Petrolina para saber quais providências serão tomadas diante do caso. Até o momento não obtivemos resposta da gestão municipal, reiteramos que o espaço está aberto para serem feitos os esclarecimentos.

Ouricuri: corpo de homem é encontrado em um terreno baldio

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Na manhã desta terça-feira (06), o corpo de um homem ainda não identificado, foi encontrado em um terreno baldio, no bairro Santa Maria em Ouricuri (PE), após denúncia anônima.

Segundo informações da Polícia Militar, a vítima apresentava lesões na cabeça, mas a causa da morte ainda não foi constatada. O corpo foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Petrolina (PE).

Com informações do G1

Terreno baldio tira o sossego de moradores do bairro Palhinhas

Já é rotina na cidade a população encontrar um terreno abandonado e utilizá-lo como depósito de lixo. No bairro Palhinhas, próximo à Panevale o problema se repete e com maior gravidade: além da comunidade, funcionários de empresas também estão usando os terrenos como lixo.

Isso tudo acontece na Rua do Progresso, próximo à residência de número 7. Um leitor do Blog entrou em contato com a nossa produção nessa terça-feira (6) relatando a dor de cabeça que já é antiga. “Ninguém sabe quem é o dono, a situação é feia. Esse terreno fica nos fundos da Panevale, esse ano tem sido pior porque nesse calor e o povo tacando fogo no terreno, ninguém aguenta”, desabafou.

Veja um vídeo gravado pela comunidade mostrando o problema:

LEIA MAIS

Moradores do bairro Jardim São Paulo reclamam que terreno baldio está servindo de depósito de lixo

Terreno baldio, Rua Vitória Régia, bairro Jardim São Paulo. (Foto: moradores do bairro)

Moradores do bairro Jardim São Paulo, em Petrolina, entraram em contato com o nosso blog para denunciar um problema que está causando dor de cabeça e transtorno. Segundo eles, na Rua Vitória Régia, um terreno baldio virou depósito de lixo.

Entulho, resto de podas de árvores, tudo isso está sendo descartado no terreno. A quantidade de lixo é tão grande que os moradores têm receio de que em poucos dias, o trânsito seja prejudicado.

“De quem é a culpa? Do proprietário que não cerca seu terreno, do poder público que não fiscaliza, dos carroceiros e pessoas que pagam para retirar o entulho de sua porta e joga em qualquer lugar”, afirma uma moradora que não quis se identificar.

Por meio de nota, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade informou que vai enviar uma equipe da Gerência de Fiscalização de Obras e Posturas até o local para verificar a propriedade do terreno. Se for particular, o proprietário será notificado para realizar a limpeza e murar. Se for área pública, uma solicitação de limpeza será encaminhada para a Secretaria de Infraestrutura, Mobilidade e Serviços Públicos (SEINFRA).

Moradora cobra fiscalização da Prefeitura sobre terreno baldio no Dom Avelar

Um terreno baldio na Rua do Cobre, no bairro Dom Avelar tem gerado muita dor de cabeça a uma moradora que preferiu não se identificar. Ela relata ao Blog que reside no local há mais de um ano e o proprietário nunca apareceu para cuidar do terreno.

Enquanto isso, o lixo se acumula e cresce a aparição de baratas, escorpiões e do mosquito da dengue. “Os insetos estão invadindo a rede de esgotos e entrando pelos ralos da minha casa e a noite entram pelo portal frontal já que vivem circulando por minha calçada”, comenta.

O terreno é localizado ao lado da residência da moradora e para evitar mais transtornos, ela tem custeado a dedetização da sua casa.

Nós procuramos a Prefeitura de Petrolina para registrar essa denúncia e estamos aguardando o retorno da secretaria competente.

Leitores usam whatsApp do blog para denunciar lixo e mato em terreno abandonado no centro de Petrolina

Leitores entraram em contato com o blog, através do nosso WhatsApp e denunciaram o abandono de um terreno baldio no centro de Petrolina (PE). O imóvel fica na rua Manoel Barbosa. O proprietário abandonou a casa que estava construída no local e pelas fotos enviadas, dar para perceber que as paredes caíram e o mato cresceu. É possível observar também, que estão jogando entulhos no local e o que poderia ser a moradia de uma família, se transformou em ponto de usuários de droga e esconderijo de ladrões.

O blog entrou em contato com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade de Petrolina, que  informou que irá enviar uma equipe de fiscalização de Obras e de Posturas até a Rua Manoel Barbosa, no centro da cidade, a fim de notificar os devidos proprietários do terreno baldio e da casa abandonada para que realizem a limpeza e/ou construção de muro nos respectivos imóveis. Caso não o façam, vão estar sujeitos à multa que varia entre R$ 500 e R$ 1300.

Você também pode enviar sua denúncia ou uma notícia para o blog usando o whatsApp. Anote aí na sua agenda: (87)9 8816-1881.

Leitora denuncia abandono de terreno baldio no bairro Maria Auxiliadora em Petrolina; prefeitura responde

A leitora Mônica Maria da Silva, moradora do condomínio Jardim Colonial, que fica no bairro Maria Auxiliadora, em Petrolina (PE), enviou mensagem ao blog, denunciando o abandono de um terreno baldio que fica na rua Camilo Sá, a mesma do condomínio onde ela mora.

Segundo Mônica, o terreno (foto acima) se transformou em ponto de despejo de lixo e esconderijo de bandidos. De acordo com a denúncia, várias pessoas que passam pela rua já foram assaltadas. Além disso, um pé de eucalipto que tem no terreno ameaça desabar, o que poderia provocar danos a quem passa no local ou a veículos estacionados nas proximidades.

Documento fornecido pela AMMA.

A moradora informa que o bloco 6 do condomínio é o mais prejudicado, pois com frequência, cai galhos e folhas da árvore sobre os carros e fio elétricos.

De acordo com a leitora do blog, os moradores já procuraram todos órgãos competentes e já tem até documento com a autorização dada pelo IBAMA e pela Agência Municipal de Meio Ambiente (AMMA), mas até agora o eucalipto não foi retirado.

Hoje (21), em resposta a questionamentos do blog, a prefeitura de Petrolina, através da SEINFRA, enviou nota sobre o assunto. Leia abaixo o que diz a secretaria sobre a reivindicação dos moradores do condomínio Jardim Colonial.

“A Secretaria de Infraestrutura, Mobilidade e Serviços Públicos (SEINFRA) informa que a responsabilidade pela retirada da árvore é do proprietário do terreno baldio que também é responsável por manter a limpeza e construir o muro do imóvel.

Diante do risco de queda e a possibilidade de acidente, a SEINFRA irá programar a remoção da árvore para esta semana. Da mesma forma, uma equipe de Fiscalização de Postura da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (SEDURBS) será enviada ao local a fim de identificar o proprietário do terreno para que cumpra com as responsabilidades descritas acima. Caso não o faça estará sujeito a multa que varia entre R$ 500 e R$ 1300.

A Prefeitura de Petrolina aproveita o espaço para orientar a população para que, nestes casos, formalize a solicitação junto à Ouvidoria Municipal através do 156 ou presencialmente na sede da prefeitura de segunda à sexta-feira, sempre pela manhã.

Também estão disponíveis os meios digitais, como o site www.petrolina.pe.gov.br e o WhatsApp (87) 99985-0081, que permitem o envio de fotos e vídeos dos problemas relacionados.”

12