Mototaxista de Juazeiro cobra mais fiscalização da Prefeitura contra clandestinos

Veículo da Guarda Civil Municipal foi flagrado próximo ao ponto irregular

O transporte irregular de passageiros é um problema não apenas em Petrolina, mas também da sua cidade irmã Juazeiro (BA). Um membro da Associação dos Mototaxistas de Juazeiro (AMJ) procurou a nossa Redação para denunciar a existência de um ponto de mototaxista existente no Centro.

Localizado na Praça Pedro Pereira Primo, próximo ao Terminal de Ônibus, o ponto funciona de forma irregular em um beco entre o Hotel Itamaraty e a Juáfarma. O membro da AMJ flagrou um veículo da Guarda Civil Municipal na manhã dessa quarta-feira (29), próximo ao ponto, mas o trabalho dos clandestinos continua.

“Esse ponto fica localizado a poucos metros da CSTT e nada fazem”, criticou o profissional. Nossa equipe procurou a Prefeitura de Juazeiro e apresentou uma série de questionamentos em relação à fiscalização. Estamos aguardando um posicionamento sobre nossas perguntas.

Taxistas de Petrolina vão parar atividades, categoria cobra mais fiscalização contra clandestinos

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Nos próximos dias 14 e 15 de agosto os taxistas de Petrolina vão paralisar suas atividades em forma de protesto. O motivo da manifestação é a falta de fiscalização do poder público contra os motoristas que atuam de maneira irregular na cidade.

Segundo representantes da Associação dos Taxistas de Petrolina (Astape), a categoria quer mais efetividade dos órgãos municipais que estão deixando de fiscalizar aqueles que realizam o transporte de passageiros sem o Termo de Permissão e também não estão cadastrados nos aplicativos.

Durante os dois dias os taxistas estarão concentrados no Centro de Convenções da cidade e a intenção é cruzar os braços até que seja sinalizado algum avanço nas negociações.

Em contato com a nossa equipe, a Autarquia de Mobilidade de Petrolina (Ammpla) afirma ter intensificado a  fiscalização contra os transportes irregulares na cidade. São alvo dessa ação veículos escolares, táxis, mototáxis, veículos de turismo, vans e ônibus.

Leitor flagra mototaxistas de Petrolina atuando ilegalmente em Juazeiro

(Foto: Whatsapp)

Um leitor que prefere não se identificar, filmou dois mototaxistas com motos de placas vermelhas de Petrolina (PE), “pegando” passageiros na Orla de Juazeiro (BA), o que é ilegal.

Um acordo entre os órgãos de fiscalização de trânsito das duas cidades, proíbe que os mototaxistas atuem na cidade vizinha.

Funciona assim: um mototaxista de Petrolina, pode ir deixar um passageiro em Juazeiro, mas não pode pegar um passageiro lá e trazê-lo para Petrolina, nem tão pouco, pode transportar passageiros entre os bairros de Juazeiro. Os mototaxistas de Juazeiro devem seguir o mesmo procedimento em relação a Petrolina.

Mas um leitor do blog enviou um vídeo a nossa redação, que mostra dois mototaxistas de Petrolina “pegando” passageiros na Orla de Juazeiro. Veja o vídeo.

A Companhia de Segurança Trânsito e Transporte de Juazeiro (CSTT), se manifestou através de nota sobre o assunto.

Nota CSTT

A Companhia de Segurança, Trânsito e Transporte (CSTT) informa que irá encaminhar ofício para Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA) para apurar o ocorrido. Existe um acordo entre os dois órgãos que determina que os mototáxis de Juazeiro não podem pegar passageiro em Petrolina, nem os mototáxis da cidade pernambucana podem pegar passageiro na cidade baiana.  Os mototaxistas das duas cidades têm amplo conhecimento deste acordo e sabem que o descumprimento pode gerar medidas administrativas.

O blog procurou também a assessoria da Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA). Mas há 3 dias estamos esperando uma nota da empresa e até agora não foi nos enviada.

Guichê de transporte clandestino é fechado em Petrolina

antt_1

A empresa atuava no bairro Jardim Amazonas e comercializava passagens para São Paulo./ Foto: divulgação

Nesta  sexta-feira (24), a  Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) fechou um guichê de que fazia transporte ilegal de passageiros Petrolina-São Paulo. Dois veículos foram apreendidos, além de multa aplicada em R$48.200 mil.

A empresa atuava no bairro Jardim Amazonas e comercializava passagens para São Paulo. As viagens aconteciam toda sexta-feira.  Além do pagamento da multa, a empresa deve assinar um termo que registra que ela não vai realizar esse tipo de transporte na região.

Segundo ANTT,  os usuários dos transportes podem verificar  no site da ANTT  a regularidade da empresa.

Com informações de G1