Juazeiro: homem invade residência e tenta matar mulher, mas é preso pela Guarda Civil

Vítima foi transferida ao HU de Petrolina (Foto: Ilustração)

A Guarda Civil Municipal de Juazeiro (BA) prendeu um homem na noite de segunda-feira (6), após ele invadir a residência de uma mulher no bairro Sol Levante e tentar matá-la. A vítima foi ouvida por uma equipe da GCM que fica na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e relatou que o agressor entrou na residência para matar outro homem.

Como o alvo não estava no local, ele resolveu atacá-la. Quando a equipe se dirigiu até o bairro encontrou um princípio de incêndio na residência da vítima. Segundo vizinhos, o fogo foi provocado pelo agressor, mas foi contido pela própria comunidade.

Após diligências no bairro, a Guarda Civil conseguiu prender o homem que ainda estava armado com a faca utilizada na tentativa de homicídio. Ele foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil.  A vítima foi transferida da UPA de Juazeiro ao Hospital Universitário de Petrolina.

Juazeiro: SESAU confirma 2ª morte suspeita por H1N1

Paciente morreu na UPA da cidade (Foto: Divulgação)

Em meio a notícia de um caso suspeito de coronavírus em Juazeiro (BA), a Secretaria de Saúde (SESAU) confirmou mais uma morte suspeita de H1N1. A vítima é uma mulher, que veio a óbito na quarta-feira (11). Ela residia no bairro Tabuleiro e deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) já sem os sinais vitais.

Na última sexta-feira (6), um homem morador do bairro Jardim Flórida também morreu com suspeita da mesma doença. Há ainda casos notificados como suspeito e outros sendo monitorados pela secretaria.

Em nota, a Sesau relatou que a possível segunda vítima deu entrada na unidade já com sintomas avançados da doença e não resistiu.

Pai de paciente solta o verbo por demora no atendimento na UPA de Juazeiro: “Humanização passa longe”

Acompanhantes de pacientes aguardam do lado de fora da unidade (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Mais de 12 horas de espera. Essa é a angústia de João Marcos, pai que precisou levar sua filha de apenas oito anos até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Juazeiro (BA). A garota deu entrada na unidade por volta de 17h da última segunda-feira (27) e até agora não recebeu alta. Num desabafo ao Blog Waldiney Passos ele citou e registrou uma série de problemas.

O primeiro deles é a famosa “sala de espera” na parte externa. “Os acompanhantes dos pacientes aguardam do lado de fora da unidade, onde não existe a menor estrutura e a humanização passa longe. Sem nenhuma acomodação, sob o sol quente, ou chuva, relento, sem acesso a banheiro ou a um bebedouro, os acompanhantes ficam horas a espera dos pacientes“, disse.

LEIA MAIS

Juazeiro: domingo violento termina com dois mortos

Comerciante foi baleado próximo a UPA da cidade (Foto: Reprodução/WhatsApp)

O domingo (15) em Juazeiro (BA) foi marcado por violência. Dois homicídios foram registrados na cidade, assustando a população. A primeira ocorrência foi registrada no Parque Residencial. Segundo a Polícia Civil, Eugênio dos Santos Regis foi morto após ser atingido por golpes de faca em uma briga generalizada.

Já no bairro Castelo Branco, um comerciante identificado como Ubiratan Roberto Pinto foi morto a tiros próximo à Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Ele foi baleado na cabeça e morreu no local. A Delegacia de Homicídios de Juazeiro está apurando a motivação dos dois casos.

Gilberto Melo critica descaso na saúde após Rede PEBA contabilizar mais uma morte

Presidente da Comissão de Saúde da Câmara vai procurar família de garoto juazeirense (Foto: Blog Waldiney Passos)

Nessa semana a saúde pública da região foi alvo de críticas da família de um paciente, que aguardou a regulação através da Rede PEBA, mas acabou morrendo no Hospital Dom Malan/IMIP Petrolina na quarta-feira (18). André Ricardo dos Santos tinha apenas 13 anos e veio a óbito após sofrer uma parada cardíaca.

LEIA TAMBÉM:

UPA de Juazeiro afirma que garoto de 13 anos “recebeu toda a assistência necessária”

Segundo Dom Malan, paciente que veio da UPA de Juazeiro deu entrada com suspeita interrogada de morte encefálica

Garoto que precisava de transferência para o Dom Malan morre após família fazer peregrinação por atendimento médico

A família do garoto chegou a citar negligência médica, pois André deu entrada na UPA de Juazeiro, aguardou durante toda terça-feira (17) para ser transferido ao Dom Malan, mas a transferência ocorreu apenas pela tarde. Essa situação vai ser acompanhada pela Câmara de Vereadores de Petrolina.

LEIA MAIS

UPA de Juazeiro afirma que garoto de 13 anos “recebeu toda a assistência necessária”

(Foto: Divulgação)

A Secretaria de Saúde de Juazeiro (SESAU) emitiu uma nota comentando o caso do garoto André Ricardo dos Santos, de 13 anos que sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) que estava internado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade.

LEIA TAMBÉM:

Segundo Dom Malan, paciente que veio da UPA de Juazeiro deu entrada com suspeita interrogada de morte encefálica

Garoto que precisava de transferência para o Dom Malan morre após família fazer peregrinação por atendimento médico

André foi transferido para Petrolina na terça-feira (17) e morreu na manhã de ontem (18). De acordo com a SESAU, o garoto deu entrada na UPA às 1h43 na terça, classificado como prioridade vermelho e “recebeu toda a assistência necessária”.

Na nota a pasta destaca que “presta toda a assistência necessária e preconizada conforme os protocolos médicos”. Confira a seguir a nota:

LEIA MAIS

Após vídeo de mães criticando UPA de Juazeiro, SESAU emite nota sobre atendimento infantil

(Foto: Divulgação)

No sábado (14) o Blog publicou uma matéria mostrando mães na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Juazeiro (BA) reclamando do atendimento na unidade. Em um vídeo elas reclamavam da estrutura e denunciavam o descaso da gestão municipal.

LEIA TAMBÉM:

Indignadas, mães divulgam vídeo reclamando de condições e atendimento da urgência pediátrica na UPA de Juazeiro

A Secretaria de Saúde (SESAU) respondeu em nota que o próprio vídeo mostra “acomodações para todos que estão na Ala infantil e profissionais prestando assistência às crianças” e rebateu a notícia de um suposto fechamento do Hospital da Criança.

Confira a seguir a nota da SESAU:

LEIA MAIS

SOTE receberá demandas de ortopedia da UPA Juazeiro

A partir de hoje (9) o Hospital SOTE, em Juazeiro (BA) passará a ser a responsável pelos casos de urgência e emergência de ortopedia que antes eram recebidos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade. O acordo entre as duas partes foi firmado na sexta-feira (6).

Segundo a Prefeitura de Juazeiro, a SOTE funcionará das 7h às 19h, todos os dias. O deslocamento das demandas deve-se ao “reordenamento da rede Especializada de Saúde, que pretende garantir mais agilidade e eficiência no atendimento da população e otimizar a utilização dos recursos públicos”.

Atendimento na SOTE

Na SOTE os pacientes da rede pública poderão buscar serviços em ortopedia de baixa e média complexidade, como nas ocorrências de fraturas fechadas. Os casos cirúrgicos de urgência e emergência continuarão sendo encaminhados para o Hospital Regional de Juazeiro e o Hospital Universitário em Petrolina.

Outras mudanças

A partir dessa segunda-feira a UPA também passará a atender urgências pediátricas, que antes eram recebidas no Hospital Materno Infantil/HMIJ. A maternidade receberá apenas urgências obstétricas.

Juazeiro registra mais um homicídio em junho

O final de semana em Juazeiro foi marcado por violência. Na noite de ontem (9) um home foi morto a tiros no bairro Palmares I. O crime aconteceu na Rua São Francisco, quando dois homens em uma moto chegaram armados.

Eles atiraram contra dois homens da mesma família. Uma das vítimas morreu ainda no local e o outro foi socorrido à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade.

Os criminosos fugiram e ainda não foram localizados. Esse foi o terceiro homicídio do mês em Juazeiro. Até o momento nossa produção não conseguiu confirmação das identidades das vítimas.

Prefeitura de Juazeiro desmente boato sobre fechamento da UPA

Unidade passará por reformas, afirma Prefeitura

Mensagens que circularam nas redes sociais durante esse final de semana afirmavam que a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Juazeiro (BA) seria fechada, deixando a população desassistida na saúde pública. Contudo, a Prefeitura emitiu uma nota nessa segunda-feira (18), desmentindo o boato.

De acordo com a secretaria de Saúde (SESAU), não haverá fechamento. A UPA passará por reformas, cujo “prazo previsto para a conclusão dos trabalhos é de três meses”, fato este responsável por alterar o funcionamento da unidade.

UPA será reformada

“A Secretaria Municipal da Saúde informa que a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Juazeiro precisa de reformas em sua estrutura. O prazo previsto para a conclusão dos trabalhos é de três meses. No período em que isto ocorrer, os serviços prestados pela UPA serão compartilhados pelo Hospital Regional e rede privada credenciada”, diz a nota.

Ainda segundo a Prefeitura de Juazeiro, todo os detalhes sobre “a redistribuição dos serviços e as datas em que esse remanejamento vai acontecer, visando orientar os usuários e garantir a prestação dos serviços”.

Vereadores de Juazeiro engrossam cobranças ao Governo da Bahia a respeito de investimentos na saúde pública

Vereadores cobraram mais recursos para a Maternidade, UPA e SOTE de Juazeiro (Foto: Arquivo)

A saúde de Juazeiro foi o principal tema debatido pelos vereadores nessa semana. Eles aproveitaram a passagem do secretário de Saúde da Bahia para cobrar melhorias no Hospital Maternidade e na Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Neguinha da Santa Casa (MDB) criticou a Rede PEBA, que segundo ela “é peba mesmo”. A vereadora se revoltou com uma colocação do secretário Fábio Vilas-Boas, a respeito dos gastos com a maternidade local e o chamou de “frio” por ver o descaso do Governo do Estado e não buscar soluções.

“A gente vê que não tem o mínimo de interesse de resolver as coisas das pessoas que estão lá na ponta, os pacientes. Quando eu vejo o secretário de Saúde do Estado dizer que se resolve os problemas da saúde com R$ 600 mil reais. Cadê a responsabilidade, cadê a humanização? Eu peço que peguem esses R$ 600 mil para ele gerenciar a Maternidade de Juazeiro, com a quantidade de partos que tem na nossa cidade. São pacientes de 55 municípios e se ele tiver condições de gerenciar a maternidade com R$ 600 mil ele é o cara”, ironizou.

LEIA MAIS