Homem é preso após denúncia de pessoas usando droga no bambuzinho, em Petrolina

No final da tarde dessa terça-feira (03), por volta das 17h40, a Guarda Municipal foi acionada para verificar uma denúncia sobre um grupo de pessoas fazendo uso de drogas na praça do bambuzinho, no Centro de Petrolina.

A guarnição se deslocou até o local e encontrou um grupo de moradores de rua. Após abordagem, foi encontrado com um dos suspeitos 3g de maconha e uma pedra de crack.

 O acusado e a droga foram conduzidos e apresentados na delegacia policial para que fossem adotadas as medidas cabíveis.

Usuários do TFD de Petrolina devem fazer recadastramento

Caso o paciente não compareça à unidade, o cadastro será encerrado. (Foto: ASCOM)

A Prefeitura de Petrolina iniciou o recadastramento para os pacientes do programa de Tratamento Fora do Domicílio (TFD). A iniciativa busca realizar um levantamento dos pacientes que não utilizam mais o serviço, além de avaliar os resultados para traçar estratégias de melhorias. O procedimento é necessário para que os usuários deem continuidade ao tratamento.

Segundo a coordenadora do serviço, Wanicleidy Passos, o recadastramento será feito mediante o agendamento da data e horário. Caso o paciente não compareça à unidade, o cadastro será encerrado.

“Nós estamos ligando para os pacientes e agendando o horário e dia para comparecer ao TFD. Caso não receba a ligação durante esse mês de outubro, a gente pede que o paciente compareça a nossa sede no mês de novembro. Se após esse período o paciente não comparecer, o cadastro dele será encerrado e a documentação será enviada para o arquivo morto”, destacou.

Para realizar o recadastramento é preciso apresentar cópia do comprovante de residência atualizado, RG e cartão SUS do paciente e do acompanhante. “Caso o paciente seja menor de idade, o comprovante deve ser no nome do pai ou mãe”, explicou.

O Tratamento Fora do Domicílio está localizado no mesmo prédio da Secretaria de Saúde, na Rua Joaquim Nabuco, Centro, funcionando das 7h às 13h, de segunda a sexta-feira.

Juazeiro: problemas no servidor faz SAAE suspender os serviços comerciais nesta quarta-feira

A gerência do Setor Comercial do Serviço de Água e Saneamento Ambiental (SAAE) de Juazeiro (BA), suspendeu nesta quarta-feira (7), todos os seus serviços comerciais.

Problemas no servidor da empresa, não permite o atendimento aos usuários e à população em geral. Serão mantidos apenas os serviços internos.

Os pedidos de ligação e religação de água e esgoto, negociação de débitos e solicitação de segunda via das contas voltarão ao normal nessa quinta-feira (8).

Anatel poderá ser obrigada a publicar reclamações de usuários

(Foto: Internet)

Anatel pode ficar obrigada a publicar todo mês os indicadores de qualidade das firmas que prestam serviços de telecomunicações. (Foto: Internet)

Qual a empresa de telecomunicações com mais reclamações dos usuários? Quais os serviços mais ineficientes? A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) pode ficar obrigada a publicar todo mês os indicadores de qualidade das firmas que prestam serviços de telecomunicações. A mesma obrigação valerá para as reclamações dos consumidores. O PLS 159/2016, que traz essas regras, está pronto para ser votado na Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA).

O projeto apresentado pelo senador Telmário Mota (PDT-RR) estabelece ainda que a divulgação deve acontecer, inclusive pela internet, até 30 dias após o período de aferição. Ao defender a mudança na lei que criou a Anatel (Lei 9.472/1997), o parlamentar lembrou que o setor de telecomunicações tem sido, já há alguns anos, campeão de reclamações nos órgãos de defesa do consumidor.

Presidente do Sindicato fala sobre greve dos bancários e orienta população nesse período

(Foto: Ilustração)

O presidente do Sindicato dos Bancários de Juazeiro, Maribaldes da Silva concedeu entrevista na manhã desta segunda-feira (05), no programa Sem Fronteiras na Rádio Juazeiro, onde falou sobre a greve dos bancários que começa amanhã, dia 06 em todo país por tempo indeterminado. A categoria reivindica aumento salarial e melhores condições de trabalho.

Na ocasião, o representante da categoria destacou as reivindicações dos bancários de Juazeiro e região. “Estamos pleiteando o reajuste salarial de 14,78, vales alimentação, refeição, 13ª cesta e auxílio-creche/babá, entre outros benefícios. Pedimos que os banqueiros tenham a consciência da valorização do trabalhador, hoje o bancário  está sendo escravizado nas instituições, a pressão é muito grande. Precisamos de  contratações, investimento em segurança, melhores condições de trabalho, fim das metas abusivas que desencadeia doenças para nossos trabalhadores. A paralisação foi motivada pela falta de uma proposta digna dos bancos”, disse.

Maribaldes pontuou ainda durante a entrevista sobre o novo momento político do Brasil, como as propostas de reforma da Previdência e sobre a terceirização. “São projetos que estão tramitando e estão presentes também na categoria bancária, são propostas devastas ao trabalhador, não só para os bancários, mas a proposta da previdência é um assassinato a vida do trabalhador. A terceirização vai precarizar o trabalho. Precisamos nos mobilizar a nível nacional. A luta não é só do bancários, mas de todos trabalhadores”, enfatizou.

O presidente do sindicato orientou a população para que se organize, se possível adiante pagamentos de boletos, cartões de crédito e outras contas, e usem os canais alternativos, a exemplo lotéricas, correios e pela internet, etc.

Para Anatel, bloqueio do Whatsapp é desproporcional

"Decisão desproporcional porque acaba punindo todos os usuários", disse o presidente da ANATEL, joão Rezende/Foto:Elza Fiuza Agência Brasil

“Decisão desproporcional porque acaba punindo todos os usuários”, disse o presidente da ANATEL, João Rezende/Foto: Elza Fiuza Agência Brasil

O presidente da Anatel, João Rezende, afirmou que o bloqueio do WhatsApp nesta segunda-feira (2) foi uma “decisão desproporcional porque acaba punindo todos os usuários”.

Para ele, o “WhatsApp deve cumprir as determinações judiciais dentro das condições técnicas que ele tem. Mas, evidentemente o bloqueio não é a solução”.

Rezende disse que a agência não é parte da decisão judicial e, por isso, não pode tomar nenhuma medida para restabelecer o serviço.

O aplicativo de mensagens foi bloqueado após determinação judicial do juiz Marcel Montalvão, da comarca de Lagarto (SE).

Para a companhia, o bloqueio “pune mais de 100 milhões de brasileiros que dependem do nosso serviço para se comunicar, administrar os seus negócios e muito mais, para nos forçar a entregar informações que afirmamos repetidamente que nós não temos”.

Com informações da Folha de Pernambuco