Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Transporte complementar: moradores do N-5 reclamam da qualidade do serviço das vans em Petrolina

(Foto: Ilustração)

Inúmeros moradores do Perímetro Irrigado Senador Nilo Coelho, Núcleo 5, zona rural de Petrolina (PE), entraram em contato com o Blog Waldiney Passos para denunciar as dificuldades enfrentadas com o transporte complementar da cidade.

De acordo com o relato dos moradores, o principal problema são as más condições dos veículos, que não oferecem nenhum conforto aos passageiros. Além disso, em determinadas situações, os moradores correm risco, já que muitas vezes os veículos trafegam com o número de passageiros acima do permitido.

“As vans que fazem a rota do projetos não têm conforto algum, os bancos quentes, andam sempre superlotadas, e não têm ar condicionado. A gente fica no ponto esperando pra ir pra casa, e muitas vezes estão tão lotadas que vem gente até nos degraus”, disse uma moradora do N-5.

LEIA MAIS

Motoristas de Vans realizam protesto na manhã desta sexta-feira (25) em Petrolina e Juazeiro contra o preço do diesel

(Foto: WhatsApp)

Motoristas de Vans aderiram ao movimento dos caminhoneiros e estão passando em carreata pelas ruas de Juazeiro (BA) e Petrolina (PE), em protesto conta o preço dos combustíveis. Na cidade baiana, as vans percorreram um trecho da BR 407 e foram em direção ao centro da cidade, passando pela a avenida Adolfo Viana e pela Orla.

Há a expectativa de que os grupos, de Petrolina e Juazeiro, se encontrem na ponte Presidente Dutra causando novamente o fechamento da via, como aconteceu nesta quinta-feira (24), durante o protesto de mototaxistas, taxistas e motorista de aplicativos.

IF-Sertão suspende aulas no campus Zona Rural

A coordenação do campus zona rural do Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF-Sertão) decidiu suspender as atividades acadêmicas desta sexta-feira (25). Em uma breve nota enviada à imprensa, o Instituto afirma que o motivo da decisão é a falta de transportes das vans.

Na tarde de hoje (24), a Associação dos Transportadores dos Projetos de Irrigação Senador Nilo Coelho (ATPI) comunicou a suspensão das atividades, até que os protestos pelo preço dos combustíveis seja finalizado. O IF-Sertão ainda não informou se a paralisação das atividades continuará ao longo da próxima semana.

Confira a nota enviada pelo IF-Sertão:

A Direção Geral do campus Petrolina Zona Rural do IF Sertão-PE informa que não haverá atividade administrativa e acadêmica, nesta sexta-feira (25). A suspensão ocorre devido à ausência de transportes por parte das Associações de Vans.

Reunião entre Ammpla e Atacipe vai analisar pedido de moradores da Agrovila Massangano

Usuários pedem mudança no local do ponto das vans (Foto: Blog Waldiney Passos)

Os moradores da Agrovila Massangano, zona rural de Petrolina, vêm lutando pela mudança no ponto das vans. No último dia 5 de março o Blog apresentou as reivindicações da comunidade e uma reunião na noite da quinta-feira (15) terminou de maneira positiva.

Segundo uma moradora da Agrovila, durante a reunião ficou acertado que o diretor-presidente da Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (Ammpla) se reunirá com o presidente da Atacipe, para discutir as melhorias no transporte complementar realizado pelas vans.

“Ficou certo que os vereadores vão se reunir com Geraldo Miranda e o presidente da Atacipe para melhorar o transporte dessa região e que todas as reivindicações vão ser atendidas, pois como passageiro é mais do que justo. Só queremos melhorar a qualidade das vans na nossa região”, informou a moradora.

LEIA MAIS

Presidente da ATACIPE rebate reclamações de passageiros da região da Agrovila Massangano

Os moradores da Agrovila Massangano, do Roçado, da Ilha e da Cerca – que fica depois do roçado –, zona rural de Petrolina (PE), procuraram o blog esta semana, para reclamar dos serviços prestados pelas vans que fazem linha entre Petrolina (PE) e o povoado da Tapera, zona rural do município.

Os passageiros pediram a mudança do ponto dos carros do bairro Atrás da Banca para o Centro da Cidade, reclamaram que o toldo que tinha para fazer sombra caiu e não teria sido recolocado no lugar, deixando quem fosse viajar no sol, e também reclamaram que o ponto de apoio não tem banheiro e nem bebedouro.

O presidente da Associação de Transporte Complementar de Petrolina a Tapera, Carlos Augusto de Sousa Passos, enviou nota ao blog, rebatendo as críticas e informando que as reclamações não procedem.

Veja a nota na íntegra:

“O presidente da Associação de Transporte Complementar de Petrolina a Tapera (ATACIPE) vem, por meio desta, informar que a nota enviada ao blog não é verídica, pois temos sim um ponto de apoio situado Atrás da Banca bem próximo ao viaduto que dispõe de banheiro, cadeiras e água, onde temos secretaria que fica vendendo os vales transportes.

Sobre o toldo que caiu no dia da ventania e danificou, já está sendo providenciado outro.

Em relação à mudança desse ponto para o centro, não tem como, porque não tem espaço suficiente para estacionar todos os nossos micro-ônibus e sem contar que não tem nem um ponto comercial mais próximo para alugar. A gente já possui um ponto de embarque e desembarque no SAF, junto ao ponto de ônibus da Joalina que faz o transporte para sobradinho.

Antes de comunicarem e solicitarem uma reunião com a nossa associação para reivindicar essas situações, os moradores enviaram uma nota ao blog sem nem antes terem nos informados, nem o próprio presidente da comunidade estava sabendo. Mas já estamos vendo a possibilidade de os carros do Roçado também passarem por esse ponto de parada. Amanhã teremos uma reunião com a comunidade para resolver essa situação”.

Atenciosamente,

Carlos Augusto de Sousa Passos

Presidente da Associação de Transporte Complementar de Petrolina a Tapera

Moradores da região da Agrovila Massangano pedem mudança do ponto das vans que fazem transporte

Moradores reclamam da distância do ponto e da precariedade. (Foto: Google Maps)

Os moradores da Agrovila Massangano, do Roçado, da Ilha e da Cerca – que fica depois do roçado –, zona rural de Petrolina (PE), estão indignados com a situação do ponto das vans que fazem o transporte dos passageiros do Centro da cidade à região, que fica no bairro Atrás da Banca. Os moradores reivindicam a mudança do ponto para o Centro da cidade.

“Estamos sofrendo muito com o ponto no bairro Atrás da Banca. Fazemos um percurso grande para pegar a van para voltar para casa e quando chegamos o carro tem acabado de sair e temos que esperar quase uma hora. O toldo que tinha para fazer sombra caiu e nunca foi consertado. Queríamos um ponto ali perto do SAF, com sombra, água, banheiro, já que a passagem é tão cara”, disse uma das moradoras.

Segundo informações, os moradores não dispõem nem de uma sombra para aguardar os veículos, que saem a cada 40 minutos de segunda a sexta-feira e que não tem horário definido nos finais de semana. Além disso, o local não tem banheiro e nem água para os clientes. A população busca uma reunião com Geraldo Miranda, diretor da AMMPLA, para saber sobre a viabilidade da mudança.

Ainda de acordo com informações, os proprietários das vans não querem que a mudança seja feita. “Em outra oportunidade, Geraldo Miranda disse que quem decide onde deve pegar e deixar os passageiros é a própria associação, os motoristas. A gente acha que o preço do aluguel Atrás da Banca é mais barato. Mas pelo preço da passagem dá para arrumarem um lugar melhor para a gente”, afirmou a moradora.

O blog Waldiney Passos entrou em contato com Geraldo Miranda para saber como a mudança pode ocorrer.

Passageiros reclamam aviso de aumento nas Vans que fazem linha na região da Tapera

vans

Imagem Ilustrativa/Foto: Internet

Passageiros que utilizam o transporte coletivo feito através de Vans entre a localidade da Tapera e a cidade de Petrolina, estão reclamando do aumento anunciado nos para-brisas dos veículos a partir desta quinta-feira.

Segundo informações repassadas por ouvintes através das rádios locais, o valor da passagem passará dos atuais R$ 5,70 para R$ 7,00 reais.