Eduardo Bolsonaro planeja visitar Nordeste em fevereiro

Pernambuco não está na agenda (Foto: Adriano Machado/Reuters)

O deputado federal e filho do presidente da República, Eduardo Bolsonaro anunciou em suas redes sociais que visitará o Nordeste em fevereiro. A agenda não inclui Pernambuco. Em sua passagem pela região, o parlamentar irá à Bahia, Rio Grande do Norte e Paraíba.

Ele também anunciou que não exercerá mais a função de presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados. “Esse ano não tenho aspiração a ser presidente de nenhuma comissão. Com isso, vou ter mais tempo para as atividades aqui dentro do Congresso, estou planejando novidade nas redes sociais e pretendo estar junto com vocês para levar o Brasil mais adiante”, afirmou.

Advogado e policial federal, Eduardo Bolsonaro, de 34 anos, foi reeleito deputado federal em 2018 com a maior votação do País (1.843.735 votos), pelo PSL. Terceiro filho do atual presidente, cabe a ela a articulação para do Aliança pelo Brasil, novo partido dos Bolsonaros. (Com informações do Blog do Jamildo).

Embarque de Bolsonaro a Petrolina está programado para 13h

(Foto: Leo Malafaia/Folha de Pernambuco)

Em sua primeira visita oficial ao Nordeste o presidente Jair Bolsonaro (PSL) desembarcou no Recife (PE) por volta das 9h20 de hoje (24). O embarque a Petrolina está programado para 13h, após uma reunião com governadores da única região na qual foi derrotado nas eleições de 2018.

LEIA TAMBÉM:

Visita de Bolsonaro a Petrolina deve ser marcada por manifestações pró e contra presidente

Fernando Bezerra fala sobre vinda de Bolsonaro a Petrolina

De acordo com o Palácio do Planalto, o desembarque de Bolsonaro em Petrolina – a primeira cidade do Sertão a recebê-lo – acontece por volta de 14h. Do Aeroporto Internacional Senador Nilo Coelho o presidente seguirá para o bairro Antônio Cassimiro, onde às 14h30 inaugura o Residencial Morada Nova do Programa Minha Casa, Minha Vida.

LEIA MAIS

Visita de Bolsonaro a Petrolina deve ser marcada por manifestações pró e contra presidente

(Foto: Internet)

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL) desembarcará em Petrolina no começo da tarde e deve ser recepcionado com manifestações favoráveis e contrárias a sua vinda. Durante a sessão de quinta-feira (23) na Câmara de Vereadores o Blog conversou com manifestantes os quais acompanhavam a votação do Título de Cidadão Petrolinese a Bolsonaro, que explicaram como será a agenda de hoje (24).

Apoiadores devem fazer recepção no Aeroporto

Segundo Everaldo de Almeida, que acompanhava a votação do Título, haverá uma recepção ao presidente ainda no Aeroporto de Petrolina. “Os grupos estão organizando um encontro no Aeroporto ao meio dia, ainda não sei a agenda oficialmente dele, mas a princípio essa recepção está mantida para o Aeroporto”, destacou.

Opositores também programam ato 

Representante do DA de Artes Visuais da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), Bruno de Melo explicou que movimentos sociais e estudantis estão mobilizados para um protesto contrário ao presidente. “A gente está se organizando para fazer essa recepção às avessas, para que ele nunca mais volte e pise mais”, afirmou.

LEIA MAIS

Líder do governo no Senado, Fernando Bezerra afirma que Bolsonaro pode vir ao Nordeste em maio

(Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)

Nessa semana Petrolina recebeu a visita do ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto e na segunda-feira (15) recebe a ministra da Agricultura, Tereza Cristina. Segundo o líder do governo no Senado Federal, Fernando Bezerra Coelho (MDB), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) deve fazer uma visita ao Nordeste no próximo mês.

A visita deve acontecer na segunda quinzena do próximo mês. “Estive com o presidente na última quarta-feira (10) e falei que era uma boa ideia visitar os estados. Ele hoje está em visita ao Amapá e já disse que pretende ir ao Nordeste. Dei a sugestão para ir a Pernambuco em maio, e ele disse que iria”, disse o emedebista em entrevista ao Diario de Pernambuco.

Segundo Fernando Bezerra, a agenda é normal e não uma tentativa de se aproximar com a região, onde o presidente foi derrotado nas eleições de 2018. “É agenda normal dele, pois o presidente tem que trabalhar em Brasília e correr o país para mostrar o que está fazendo. Recentemente, foi anunciado o 13º do Bolsa Família, aumento de recursos para saúde, determinação de atendimentos mais estendido nas unidades de saúde (no período noturno)”, destacou.

Uma das agendas de Bolsonaro no Nordeste, em Pernambuco, será a Transposição do Rio São Francisco e isso deve incluir Petrolina na rota. Após a campanha passada o senador já havia convidado o então presidente eleito para conhecer a região.