Prefeitura de Petrolina vai priorizar atendimento virtual para evitar propagação do coronavírus em repartições

(Foto: ASCOM/PMP)

Diante das novas medidas de isolamento social para conter o avanço do coronavírus, o atendimento à população será alterado nas repartições da Prefeitura de Petrolina. Os serviços presenciais no prédio na prefeitura, bem como nos órgãos ligados à Administração Municipal estarão suspensos até o próximo dia 27, com exceção dos serviços essenciais.

Neste novo momento, o atendimento será realizado, exclusivamente, de forma virtual e uma das principais ferramentas utilizadas pela gestão para manter os serviços é a plataforma ‘Petro online’ disponível no site da prefeitura no link https://petrolina.pe.gov.br/petro-online/ .

No ambiente virtual é possível solicitar quase 250 serviços como comprovante de rendimentos, contracheques, ITBI, IPTU (parcelamento, prescrição), certidões, licença de construção, alvará, baixa de inscrição municipal, entre outros. Além da plataforma no site da prefeitura, os cidadãos também podem ter acesso através do aplicativo ‘1 Doc’ que está disponível para as versões android e IOS e pode ser baixado no link: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.com.a1doc.theioapp.

Atendimento via WhatsApp:

Além de poder solicitar atendimento através da plataforma e do aplicativo, o cidadão que desejar algum serviço junto à Secretaria Municipal da Fazenda, também pode solicitá-lo via WhatsApp no número (87) 99190-7667.

Já na Ouvidoria Municipal, o cidadão pode solicitar atendimento de segunda a sexta das 7h às 13h através dos números (87) 98844-2540; (87) 98834-7434; (87) 99802-0840 ou ainda pelo WhatsApp (87) 99190-7475.  Solicitações junto ao setor de Recursos Humanos (RH) podem ser feitas tanto através da plataforma e aplicativo quanto através do número de WhatsApp (87) 99645-6080 das 8h às 13h.

WhatsApp suspende contas de distribuição de mensagens do PT

Pelo menos 10 contas de distribuição de mensagens no WhatsApp que pertencem ao Partido dos Trabalhadores (PT) foram supostamente derrubadas sem nenhuma explicação, de acordo com a sigla.

O partido afirma que as contas, chamadas “Zap do PT”, eram mantidas para distribuição de notícias e conteúdos a filiados, e foram derrubadas desde o último dia 25.

A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, afirmou, de acordo com reportagem do G1, que procurou o Facebook, dono do WhatsApp, na última segunda-feira (6). A assessoria do partido informou nesta quarta (9) que a empresa ainda não respondeu ao pedido.

A reportagem do G1 procurou o WhatsApp, e a empresa respondeu que várias contas foram banidas por “disparos massivos”, sem citar quais, quantas e a quem pertenciam, e que não comenta casos específicos. Mas que sabe que entre essas contas havia alguma ligada ao partido porque o PT recorreu da decisão.

O partido diz que soube que os canais foram suspensos por meio de um e-mail padrão, após o bloqueio, onde o WhatsApp afirmava que houve “reclamações”.

O WhatsApp ainda afirmou, através de nota, que seus produtos “não foram projetados para enviar mensagens em massa ou automatizadas, que violam nossos termos de serviço”. E que “por meio de nossos avançados sistemas de aprendizado de máquina somos capazes de detectar essas práticas”.

WhatsApp suspende contas do PT por disparo de mensagens

12 contas do Partido dos Trabalhadores (PT) foram suspensas no aplicativo WhatsApp, pertencente ao Facebook. A empresa afirma que as contas violaram os termos de serviço e estariam operando de forma automatizada. O bloqueio aconteceu no último dia 25 de junho e somente ganhou repercussão nessa semana.

A direção do PT disse não ter sido oficialmente informada sobre a decisão, mesmo após quase 15 dias da decisão. Segundo o Extra, a assessoria do partido também entrou em contato com a empresa responsável pelo disparo das mensagens, mas ainda não obteve resposta.

O serviço

Os perfis eram gerenciados pela empresa Lead Whats – contratada há três meses – que em seu site oferecia o serviço de gestão e automatização do WhatsApp para Empresas. Na decisão de suspender as contas o WhatsApp informou que o aplicativo não foi projetado para enviar mensagens em massa.

Na quarta-feira (8) o Blog noticiou a suspensão de contas do Facebook ligadas aos ex-partido do atual presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), por disseminação de fake news.

Sicredi Vale do São Francisco começa a operacionalizar um novo sistema de pagamentos via WhatsApp Business

O Sistema Sicredi é um dos parceiros do Facebook Pay na realização de uma das mais surpreendentes transações financeiras feitas pelo celular: o envio e o recebimento de dinheiro pelo WhatsApp.

A novidade, que também vai permitir a compra de produtos oferecidos por empresas que utilizam o WhatsApp Business, passou a funcionar nessa segunda-feira (15), em todo Brasil e está disponível para pessoas físicas e pequenas empresas.

De acordo com o presidente do Sicredi Vale do São Francisco, Antônio Vinícius Ramalho Leite, a cooperativa de crédito que tem sede em Petrolina e atua em toda região, já começou a operacionalizar a nova opção de pagamento pelo aplicativo.

LEIA MAIS

WhatsApp: Deputado Fernando Filho alerta para tentativa de golpe usando seu nome

Mais um deputado se tornou vítima de tentativa de golpe pelo aplicativo WhatsApp. Nessa quanta-feira (27), Fernando Filho alertou amigos e seguidores sobre pessoas usando seu nome para conseguir cometer crimes pelo app.

“É um golpe para poder roubar o Whatsapp e a gente sabe que é para cometer todo tipo aí de ato criminoso”, alertou.

Segundo o parlamentar, são vários números com DDD de São Paulo ligando e enviando mensagens para seus contatos e seguidores das redes sociais.

“Isso já está acontecendo com outros parlamentares na Câmara e infelizmente desde ontem também alguns dos nossos seguidores têm recebido essa ligação e essa mensagem, isso por conta das lives que estamos fazendo todos os dias com as lideranças dos mais diversos  municípios”, disse.

Números de São Paulo têm ligado para várias pessoas seguidoras do parlamentar nas redes sociais pedindo para poder confirmar um número através de um link enviado por SMS. Fernando Filho pede para que  desconsiderem e avisem também aos demais contatos para evitar esta tentativa de golpe.

Veja vídeo:

WhatsApp limita envio de mensagens para tentar conter fake news durante pandemia do covid-19

A pandemia do novo coronavírus afetou também o funcionamento do WhatsApp. No começo da semana o aplicativo anunciou que limitará ainda mais o envio de mensagens durante essa época. Uma mensagem recebida por meio de encaminhamento só pode ser reencaminhada para uma única conversa por vez.

A medida, segundo o WhatsApp é para conter a disseminação de fake news durante a pandemia do covid-19. Soma-se a isso a nova política de controle das mensagens, adotada desde o final de 2019 pela empresa pertencente ao Facebook.

“Acreditamos que é importante desacelerar a disseminação de mensagens encaminhadas para que o WhatsApp continue sendo um espaço seguro para conversas pessoais“, destacou em um comunicado oficial.

Ministério da Saúde lança canal no WhatsApp para tirar dúvidas sobre coronavírus

(Foto: Webster2703/Pixabay)

O Ministério da Saúde lançou no WhatsApp nesta quinta-feira (26) um sistema gratuito para tirar dúvidas da população sobre o novo coronavírus.

A ferramenta responde a uma série de solicitações por meio de mensagens automáticas e funciona durante 24 horas. Para acessá-la, basta salvar o número (61) 9938-0031 na agenda de contatos do telefone e enviar um “oi” no WhatsApp.

LEIA MAIS

Juazeirenses podem tirar dúvidas sobre o novo coronavírus e a H1N1 via Whatsapp

Com 2 casos confirmados do novo coronavírus e 9 da gripe H1N1, a Secretaria de Saúde de Juazeiro divulgou um número de Whatsapp para a população tirar dúvidas, comunicar a chegada à cidade advinda de país com casos confirmados para coronavírus ou receber informações sobre qual lugar procurar para ser atendido caso esteja com sintomas das enfermidades.

O número disponível é o (74) 9 9819-3089.  O atendimento funciona de segunda a sexta-feira, no horário das 8h às 17h.

LEIA MAIS

Mais de 198 mil brasileiros tiveram WhatsApp clonado durante o mês de janeiro

(Foto: Internet)

Estima-se que 198,1 mil brasileiros tiveram o WhatsApp clonado em todo o País no mês de janeiro de 2020. Esse dado faz parte de um levantamento realizado por um laboratório especializado em segurança digital, PSafe. O estudo indica que há maior concentração de vítimas nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Para realizar a clonagem, o golpista cadastra indevidamente o número de telefone do usuário em um outro dispositivo e, após esse processo, um SMS contendo o código de liberação de acesso é enviado para o celular da vítima. O dono do número, então, é induzido a fornecer esse código de liberação ao hacker, que ativa o acesso no próprio celular. Depois disso, a conta do WhatsApp é bloqueada no celular da vítima.

LEIA MAIS

WhatsApp deixa de funcionar em celulares mais antigos

A partir de hoje (1º) o aplicativo de mensagens WhatsApp deixou de funcionar nos celulares com sistema operacional Android 2.3.7 e anteriores, assim como no iOS 8 e anteriores. A medida, segundo o Facebook é a falta de atualização dos desenvolvedores dos sistemas feito pelo Google e Apple, respectivamente.

Quem tiver versões mais antigas do iPhone, como o 4, por exemplo, não mais conseguirá utilizar o app. Já no sistema Android, a desatualização afetará poucos usuários, afirma o Google, já que apenas 0,3% ainda utilizam o antigo sistema operacional conhecido como Gingerbread.

Segundo o site Olhar Digital, o WhatsApp é o aplicativo de mensagens mais utilizado no Brasil. O anúncio de que o app deixaria de funcionar nesses sistemas avia sido anunciada há um ano.

Miguel Coelho alerta para golpe de estelionato com sua imagem

(Foto: Reprodução)

O prefeito de Petrolina (PE) Miguel Coelho alertou a população para um golpe que está sendo aplicado em seu nome e com sua imagem. O criminoso utiliza o número (11) 96378-1241 para solicitar dinheiro, através do WhatsApp, de pessoas que conhecem o prefeito.

Na mensagem, o estelionatário pede uma ajuda com uma transferência sob a desculpa de que sua conta excedeu o limite diário. “Tem como me ajudar a fazer uma transferência até amanhã? Precisando efetuar um pagamento. Minha conta excedeu o limite”, diz parte do golpe.

LEIA MAIS

AGE lança WhatsApp para se aproximar dos empreendedores de Petrolina

Alô AGE deve melhorar comunicação com petrolinses (Foto: ASCOM)

Na era da tecnologia, a Agência Municipal do Empreendedor de Petrolina (AGE) anunciou uma novidade nessa quarta-feira (29). Os microempreendedores individuais (MEIs) e demais pessoas assistidas na Agência ganharam um novo canal de comunicação: o Alô AGE. O anúncio foi feito pelo diretor-presidente da Agência, Sebastião Amorim, no programa Super Manhã dessa quarta-feira (29).

“Estou lançando em primeira mão o Alô AGE. É um canal que serve também para que a gente possa ampliar [os serviços] a toda comunidade de Petrolina, que possam tirar suas dúvidas não só ao Imposto de Renda, mas aos financiamentos que a AGE tem”, disse Sebastião.

A gestão tem investido na comunicação móvel, já tendo lançado um WhatsApp próprio para ouvir as demandas dos petrolinenses acerca de problemas como infraestrutura, segurança, saúde entre outros no Informa Petrolina.

WhatsApp libera modo noturno para usuários do Android; confira as vantagens da nova função

Atendendo aos pedidos dos usuários que são adeptos do modo noturno, o WhatsApp liberou na última terça-feira (21) o tão aguardado modo escuro. Até o momento, só podem testar a nova função as pessoas que utilizam a versão beta do WhatsApp para o Android, mais especificamente para a edição 2.20.13.

Para quem já tem essa versão e quer ativar a telinha escura, basta tocar no ícone de três pontinhos, acessar a área de “Configurações”, entrar em “Conversas”, depois “Tema” e selecionar entre as opções “Claro”, “Escuro” ou “Automático (sistema)” – esta última opção acompanhará a configuração de cores do seu Android.

Ainda não se sabe quando o recurso será liberado para todos os usuários, mas a chegada da função ao público beta indica que ela está em fase avançada de testes. Ou seja: não deve demorar muito. Porém, se você quiser experimentar a função o mais rápido possível, o ideal é migrar para o programa de beta do WhatsApp.

Vantagens

O modo escuro do aplicativo faz exatamente o que se imagina. Ele troca os tons brancos e claros do WhatsApp por um tonalidades de azul escuro e preto, o que tem algumas implicações positivas. A primeira delas é tornar o uso do aplicativo mais confortável para os olhos, especialmente à noite, e a segunda é que, em telas Amoled (telas de alta tecnologia de qualidade visual), os tons escuros ajudam a economizar bateria.

Com informações do Jornal do Commercio

Usuários relatam instabilidade no WhatsApp

Os usuários do WhatsApp relataram dificuldades para enviar fotos, vídeos e áudios nesse domingo (19). O aplicativo registrou instabilidade nas versões para Android e iPhone e atinge as versões WhatsApp Web, bem como WhatsApp Desktop, acessados via computador.

O site DownDetector, especializado em registrar falhas de plataformas digitais, contabilizou milhares de reclamações entre 8h, quando o problema foi detectado, e 9h. Por volta de 9h17 usuários relataram que o envio de arquivos foi restabelecido.

Até o momento o Facebook, detentor do WhatsApp não se manifestou sobre o que teria provocado a instabilidade na rede mundial, já que usuários de outros países também enfrentaram problemas no envio de arquivos.

 

WhatsApp vai parar de funcionar em alguns celulares; confira a lista dos aparelhos

(Foto: Internet)

Após esta terça-feira (31), o WhatsApp não será mais compatível com o Windows Phone, o sistema operacional móvel desenvolvido da Microsoft, que não alcançou o resultado esperado. A partir de fevereiro de 2020, o aplicativo de mensagens também deixará de operar em versões mais antigas do Android e do iOS.

Quem tiver um aparelho com a versão Android 2.3.7 ou iOS 8 e anteriores já não consegue mais criar novas contas nem reverificar contas existentes, mas pode utilizar o aplicativo até o dia 1º de fevereiro de 2020.

LEIA MAIS
123