PGR investiga Temer e ministros por crimes relacionados à Caixa Econômica

(Foto: Internet)

A Procuradoria-Geral da República (PGR) está investigando o presidente Michel Temer, após ver indícios da participação de Temer e ministros e ex-ministros do seu governo em crimes relacionados à Caixa Econômica Federal.

No dia 17 do mês passado foi realizada uma perícia encomendada pela Caixa, que resultou no afastamento de quatro vice-presidentes da instituição por envolvimento em esquemas de favorecimento de empresas em troca de propina. Essa investigação fez o Ministério Público recomendar a Temer, o afastamento de 12 vice-presidentes da Caixa, atitude tomada pelo presidente semanas após a orientação do MP.

Entre os indícios observados pela PGR, estão um email de Michel Temer à época vice-presidente da República, intercedendo na nomeação de um funcionário para ocupar cargo de Superintendência Regional do banco na cidade de Ribeirão Preto (SP).

Na perícia há menções de encontros de Temer com ex-funcionários da Caixa, mediado por Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara dos Deputados. Ministros do governo também tiveram seus nomes envolvidos. Moreira Franco, Geddel Vieira Lima e Eduardo Cunha são suspeitos de negociar cargos em troca de propina.

Mesmo com a investigação, Temer desembarca no Sertão amanhã (2), para inaugurar obras na cidade de Cabrobó.

Deixe uma resposta