Templos religiosos e camelódromo devem permanecer fechados em Juazeiro

Após prorrogar até 10 de maio o fechamento do comércio, o prefeito de Juazeiro (BA) Paulo Bomfim também estendeu a proibição de abertura aos templos religiosos, camelódromo, salões de beleza, centros estéticos e feiras livres.

LEIA TAMBÉM

Prefeito prorroga fechamento do comércio e de outros serviços não essenciais em Juazeiro até o dia 10 de maio

Através do Decreto n° 372/2020, publicado no Diário Oficial dessa sexta-feira (1°), a Prefeitura também orienta aos comerciantes. Eles poderão abrir as portas apenas para o “recebimento de prestação aos clientes”.

O número de pessoas no local deve ser de no máximo seis ao mesmo tempo e os empresários devem fazer a demarcação do espaço entre cada. O uso de máscaras aos funcionários permanece obrigatório. Esse item, inclusive, se tornará obrigatório na próxima semana em toda Bahia, após sanção de lei pelo governador Rui Costa (PT).

Deixe uma resposta