Terreiros Produtivos: prefeitura orienta agricultores sobre uso de biofertilizantes

(Foto: ASCOM)

Orientar e capacitar os agricultores para o cultivo saudável utilizando tecnologias naturais na Agricultura Biossalina. Este foi o principal tema do dia especial promovido pela Prefeitura de Petrolina, na Unidade Demonstrativa ‘Terreiros Produtivos’, na fazenda Carretão, comunidade de Caititu, zona rural do município.

Durante o evento, que foi coordenado pelos técnicos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Agrário e com o apoio da Empresa Agrobom, os participantes puderam conferir de perto o preparo e a utilização da calda orgânica na produção de espécies nativas da região. A ideia é que as técnicas naturais de cultura sejam passadas aos agricultores, estudantes, professores e multiplicadas nas regiões.

“Esta é a segunda fase dos Terreiros Produtivos que visa auxiliar os pequenos agricultores na utilização de biofertilizantes naturais na sua plantação. Sem dúvida, uma capacitação sobre calda orgânica pode proporcionar aumento na produção e renda do agricultor, e o melhor, sem agredir o meio ambiente,” disse o secretário executivo de Desenvolvimento Rural e Irrigação, André Jackson de Holanda.

Outra importante questão abordada por André Jackson é que o procedimento da calda orgânica tem como base o uso de insumos existentes na propriedade do agricultor como o esterco e o húmus, fazendo com que o equilíbrio seja adquirido sem a intervenção química e da maneira mais natural possível.

Terreiros Produtivos

O projeto, realizado pela Prefeitura de Petrolina, aproveita ao máximo as águas de poços tubulares para ampliar a produção e renda dos agricultores. A primeira unidade demonstrativa foi inaugurada neste ano e utiliza a água de um poço tubular com vazão de 3.000 litros/hora e irriga, inicialmente, uma área de 0,5 hectares de palma e 0,4 hectares de sorgo forrageiro, além do umbu.

Neste trabalho, os agricultores também são orientados a empregar a água salobra de forma correta, técnica e em quantidades pré-estabelecidas nas pequenas plantações de espécies características da região. Além desta, mais cinco unidades demonstrativas serão implantadas pela prefeitura em outras localidades da zona rural.

Deixe uma resposta