TJPE decide por suspensão de passagem gratuita para idosos com menos de 65 anos e portadores de necessidade especiais, em Petrolina

7244408066_daa2aed23dO Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) decidiu, por meio de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade, pela suspensão da gratuidade das passagens de ônibus na cidade de Petrolina (PE) para idosos com menos de 65 anos e pessoas com deficiência físicos.

O Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo do Vale do São Francisco (Setranvasf) emitiu uma nota afirmando que concederá um prazo que se estenderá até o próximo dia 10 de dezembro para que essas pessoas possam regularizar sua situação.

Confira a íntegra da nota:

Conforme decisão do Tribunal de Justiça de Pernambuco, através de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade, estão suspensas as gratuidades para idosos com menos de 65 anos e portadores de necessidades especiais. O Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo do Vale do São Francisco – Setranvasf está concedendo um prazo até o próximo dia 10 de dezembro para que esse público possa tomar as devidas providências e evitar constrangimentos. A orientação é que os portadores dos referidos cartões dirijam-se a uma Loja Bip para revalidação e aquisição de créditos, caso seja do interesse. O Setranvasf está à disposição para dirimir quaisquer dúvidas.

2 Comentários

  • Milenna

    7 de dezembro de 2016 at 10:18

    Lamentável que mais esse direito seja retirado dos Petrolinenses…nós , cidadãos da cidade não podemos nos calar diante de tamanhos retrocessos, precisamos nos mobilizar e cobrar junto aos vereadores da cidade o retorno da gratuidade das passagens para idosos e deficientes.

    Responder
  • Milenna

    7 de dezembro de 2016 at 10:24

    olá, gostaria de aproveitar o espaço para falar também sobre os cobradores de petrolina…ontem tive a oportunidade através do programa do aldiney passos, na rádio jornal de falar com os vereadores Ibamar e a vereadora Cristina costa á respeito do retorno dos cobradores nas linhas dos ônibus. Os mesmos me disseram que se o assunto voltasse a pauta de projeto de lei na câmara dos vereadores. Eles debateriam e votariam a favor ou contra(ainda esse ano), mas para isso precisariam que o vereador Osório Siqueira colocasse novamente o assunto na pauta de debates de projetos de lei, por esse motivo faço um apelo ao vereador Osório Siqueira para que coloque novamente o assunto em pauta na câmara dos vereadores.

    Responder

Deixe uma resposta