Transporte Público mais uma vez em pauta: passageiros reclamam de superlotação em rotas Vivendas Petrolina e Monsenhor Bernardino

mobi onibus

Os residenciais construídos na Zona Leste de Petrolina, no Sertão Pernambucano, podem ter sanado um pouco do problema habitacional da cidade, mas a falta de logística para agrupar tantas pessoas numa área onde antes não se tinha nada, tem trazido problemas para os novos moradores e também para aqueles que residem em bairros próximos.

Além de casa, as pessoas necessitam de escolas, atendimento médico, segurança e… transporte público. Recentemente os moradores do Residencial Monsenhor Bernardino realizaram protesto para que fosse atendidos com melhor qualidade pelos ônibus da cidade. A solução encontrada  pela Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina – (AMMPLA)  foi extinguir a rota Loteamento Recife/Vila Marcela para dar lugar ao Residencial Monsenhor Bernardino e Vivendas.  Ficando a linha do Vivendas atendendo ao bairro Vila Marcela e a do Bernardino o Loteamento Recife.

Segundo leitor que nos encaminhou a denúncia, o problema é que os ônibus estão sempre superlotados, oferecendo riscos a idosos, crianças e usuários em geral, que agora, se espremem para andar no coletivo. Além da modificação da rota, em que a linha Vivendas/Vila Marcela em direção ao Centro de Petrolina, deixou de passar na Avenida da Integração, na Vila Eduardo e os passageiros que precisam descer naquela área têm que descer no ponto de ônibus em frente ao 5º Batalhão da Polícia Militar (5º BPM). Principalmente, os que estão em tratamento na Clínica do Rim.

A reportagem do Blog Waldiney Passos entrou em contato com a Assessoria da  Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA) que informou que vão encaminhar nota. Até o momento, não recebemos resposta.

Deixe uma resposta