Travestis e transexuais podem usar nome social em unidades do SUS em PE

(Foto: Ilustração)

Transexuais e travestis podem utilizar o nome social em todos os documentos apresentados durante atendimento em unidades vinculadas ao Sistema Único de Saúde (SUS) em Pernambuco.

De acordo com a portaria, publicada em 10 de fevereiro, o nome social deve estar presente em todos os registros dos serviços da Rede Pública de Saúde de Pernambuco, como fichas de cadastro, formulários, prontuários, matrícula, fichas de frequência e cadernetas eletrônicas. O nome social deverá ser colocado por escrito, antes do respectivo nome civil, que deverá estar entre parênteses em letras menores.

Uma equipe técnica foi enviada ao Hospital Correia Picanço, referência estadual para o tratamento de doenças infecto-contagiosas, para orientar profissionais e fiscalizar o tratamento à população LGBT. Em maio, o Hospital Agamenon Magalhães (HAM) vai ser a segunda unidade a receber a visita da equipe.

Com informações do G1

Deixe uma resposta