Trio de canibais vai a júri popular nesta sexta-feira (23) em Recife

O trio é acusado pelas mortes de Alexandra da Silva Falcão, na época com 20 anos, e Gisele Helena da Silva, 31, no município de Garanhuns, no Agreste de Pernambuco. (Foto: Arquivo/Folha de Pernambuco)

Nesta sexta-feira (23), o caso dos “Canibais de Garanhuns” ganhará um novo capítulo. Jorge Beltrão Negromonte da Silveira, Isabel Cristina Pires da Silveira e Bruna Cristina Oliveira da Silva vão a júri popular a partir das 9h no Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano, Ilha Joana Bezerra, área central de Recife (PE). O trio é acusado por matar Alexandra da Silva Falcão, na época com 17 anos, e Gisele Helena da Silva, 31, no município de Garanhuns, no Agreste Pernambucano.

O trio será julgado por duplo homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver e furto qualificado. Jorge Beltrão e Bruna Cristina respondem ainda pelo crime de estelionato. Bruna também é acusada pela Justiça pelo crime de falsa identidade.

Os réus ficaram conhecidos como “Trio de Garanhuns”, após a investigação policial apontar que, além de matar as vítimas, eles teriam consumido partes dos corpos e comercializado carne humana como recheio de empadas e coxinhas, nas cidades de Garanhuns e Caruaru (PE).

Presidida pelo juiz Ernesto Bezerra Cavalcanti, a sessão vai contar com sete jurados do Conselho de Sentença. Além do interrogatório dos réus, o delegado que conduziu as investigações em Garanhuns, Wesley Fernandes Oliveira, também será ouvido a pedido do Ministério Público de Pernambuco (MPPE). A promotoria e os advogados de defesa terão duas horas e meia cada uma para apresentar os argumentos de acusação e defesa.

Com informações da Folha de Pernambuco

Deixe uma resposta