UNEB-DCH III Promove Formação Inicial da 9º Etapa do TOPA

o programa além de contribuir com a redução do índice de analfabetismo na Bahia, possibilita a inserção de jovens, adultos e idosos na educação formal

o programa além de contribuir com a redução do índice de analfabetismo na Bahia, possibilita a inserção de jovens, adultos e idosos na educação formal./ Foto: Ascom 

O Departamento de Ciências Humanas – DCH, Campus III/ Juazeiro, da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), realizou entre os dias 19, 20 e 21 a formação inicial da 9º etapa do Programa Todos pela Alfabetização (TOPA).

No pólo de Juazeiro, o encontro reuniu alfabetizadores dos municípios de Sobradinho, Canudos e Curaçá. Cidades como Remanso, Sento Sé, Casa Nova e Serrinha também realizaram a formação durante esse período. 

As turmas foram instruídas sobre conteúdos como a Educação de Jovens e Adultos (EJA) na educação brasileira, pressupostos teórico-metodológicas da Pedagogia de Paulo Freire, alfabetização, diversidade, linguagem e aprendizagens, planejamento e plano de aula.

De acordo com a coordenadora pedagógica do TOPA, Aurilene Rodrigues Lima, o programa além de contribuir com a redução do índice de analfabetismo na Bahia, possibilita a inserção de jovens, adultos e idosos na educação formal. “As atividades desenvolvidas nas comunidades envolvem alfabetizadores e alfabetizandos em processos de participação, emancipação e exercício da cidadania”, afirma.

O TOPA é um programa da Secretaria de Educação do Estado da Bahia com o apoio do Governo Federal em parceria com universidades e outros institutos de ensino superior. O público alvo abrange trabalhadores rurais, população cigana, comunidades indígenas, pescadores, quilombolas, catadores de materiais recicláveis, população carcerária, pessoas em situação de rua e jovens em cumprimento de medidas sócio educativas.

Os encontros continuam até outubro intensificando o processo de socialização das experiências e aquisição de conhecimentos. A 9ª etapa do TOPA também acontece em outros municípios do estado da Bahia.

Com informações de Ascom

Deixe uma resposta