Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Única vereadora mulher na Câmara de Petrolina, Cristina Costa comanda sessão especial no 08 de março

Autora do requerimento que solicitou a sessão especial na Câmara de Vereadores de Petrolina (PE), para homenagear as mulheres, a vereadora Cristina Costa transformou a sessão solene desta quinta-feira (08) em um momento de luta.

Além homenagear cerca de trinta mulheres, que se destacaram no município de Petrolina por seus serviços prestados a sociedade, com a Medalha de Honra ao Mérito Josepha Coelho e com um buquê de flores, ela também fez questão de destacar e relembrar o nome de mulheres que foram assassinadas de forma brutal por seus companheiros que continuam impunes.

A vereadora também aproveitou o momento para chamar a atenção dos outros 22 vereadores da casa, todos do sexo masculino, para um momento de reflexão para que os mesmos apresentem e aprovem mais projetos voltados para a valorização, defesa e fortalecimento das mulheres.

“É preciso que como parlamentares, nós tenhamos a capacidade de nos colocar aqui não como oposição ou situação, mas como vereador, pessoa que foi constituída legalmente para divulgar e constituir políticas públicas”, defendeu a vereadora.

Cristina, que é professora, sindicalista e está em seu terceiro mandato como vereadora, disse que fez questão de convidar para a sessão de hoje, mulheres de vários segmentos da sociedade.

“Aqui tem mulheres negras, mulheres brancas, mulheres espíritas, católicas, do candomblé, evangélicas, mulher empresária… porque independente da sua raça, da sua cor e da sua posição social, são mulheres que tem o dom da vida. E como mulher, é ela que tem ali o dom que Deus lhe deu de procriar e dar segmento na sua residência. Então é um momento de prestigiar”, disse a vereadora.

Cristina Costa não estava na lista para ser homenageada, mas as mulheres fizeram questão de lhe prestar uma homenagem. Ela se emocionou. “Isso demonstra um reconhecimento da nossa luta, do nosso trabalho e principalmente do fortalecimento das mulheres que precisam está mais aqui ocupando esses espaços. As mulheres precisam acreditar mais na sua capacidade, na sua força para poder ocupar os espaços para participar das decisões que envolvem o nosso dia-a-dia”, concluiu Cristina.

Deixe uma resposta