Vereadora Maria Elena afirma que Edinaldo Lima tentar desviar foco sobre fechamento do matadouro

O vereador Edinaldo Lima classificou de eleitoreira a atitude do deputado Miguel Coelho, em ter realizado, na última sexta-feira (6), uma audiência pública para discutir a problemática de fechamento, por parte do município, do matadouro público de Petrolina. Nas entrelinhas o edil criticou o passivo trabalhista deixado pelo ex-prefeito Fernando Bezerra com a extinção da EMPA e afirmou que o deputado nunca se preocupou em fazer uma visita ao matadouro para conhecer as dependências do órgão em questão.

Em resposta, a vereadora Maria Elena, também através de nota, disse que o líder do prefeito tenta mesmo é desviar o foco da discussão mostrando total desrespeito com a população que está apreensiva com a situação que foi criada em nossa cidade com o fechamento do matadouro sem qualquer alternativa.

Confira a íntegra da nota:

É no mínimo muito cinismo e ousadia do vereador Edinaldo Lima enviar uma nota querendo tirar o foco do problema do matadouro público de Petrolina para vir falar de atitudes eleitoreiras do deputado Miguel Coelho. Antes de mais nada, é preciso reforçar que os comerciantes, os marchantes e, principalmente, a população não está preocupada com eleição, mas sim com a saúde pública. Por isso, foi mais do que necessária a realização de uma audiência pública semana passada para tratar desse enorme pepino que o prefeito criou e para o qual o agora vereador Edinaldo Lima tenta desviar a atenção.

Ao agir assim, o até pouco tempo atrás secretário de Julio Lóssio mostra total desrespeito com a população que está apreensiva com a situação que foi criada em nossa cidade com o fechamento do matadouro sem qualquer alternativa. O vereador precisa esquecer o nosso partido e nossas representações e se ocupar de resolver os dramas de nossa população. Ele finge que esqueceu que esse prefeito teve oito anos para encontrar uma solução para o abatedouro e o trabalho dos marchantes e nada fez.

Não adianta vir com essa conversa de que o deputado Miguel Coelho nunca se interessou por esse tema. Primeiro porque é mentira. Desde antes de assumir o mandato que o deputado demonstra sua preocupação e dialoga com os interessados nessa questão ao contrário desse prefeito autoritário e negligente. Prefeito, por sinal, que não deu as caras na audiência e ordenou que os poucos representantes de seu governo ficassem calados, sem explicar a sociedade o que está acontecendo. Segundo porque esta questão, como já disse, não é apenas de interesse de Miguel, mas de toda a sociedade que não sabe se está comendo uma carne devidamente tratada.

O vereador em sua necessidade permanente de querer desviar o foco dos problemas da cidade e servir de menino de recado do prefeito ainda mostra desconhecimento do assunto. Diz que esse problema foi alertado pelo Ministério Público em 2012, mas na verdade essa situação já vinha sendo apontada pela Adagro desde 2007. Lóssio assumiu a prefeitura e empurrou com a barriga durante esse tempo inteiro.

Edinaldo, preocupe-se em fiscalizar a prefeitura e cuidar da população. Este é seu papel como vereador. Esqueça o deputado Miguel Coelho e pare de fazer politicagem e espalhar mentiras sobre o PSB e o grupo Bezerra Coelho. O senhor certamente não sabe ou prefere divulgar calúnias, mas foi Miguel quem mais recursos destinou recursos para Petrolina pela Assembleia Legislativa no ano passado. O vereador também não deve saber que foi o deputado quem correu atrás de um projeto junto ao Governo do Estado para oferecer como alternativa ao matadouro fechado arbitrariamente pelo prefeito que também nada faz para resolver.

Sobre a Vigilância Sanitária é lamentável que o menino de recados de Lóssio fale que está tudo ótimo em nossa cidade. Fala como se não estivesse acontecendo abate clandestino denunciado inclusive pela Adagro na audiência pública. Aproveito para agradecer ao Governo do Estado por ajudar nessa tarefa mesmo não sendo seu dever e principalmente prestar minha solidariedade aos funcionários da Vigilância Sanitária por terem que assumir esse pepino que o prefeito jogou no colo deles agora, mesmo sem estrutura e condições de trabalho adequadas para conseguir dar conta do aumento enorme dessa demanda.

Quero encerrar pedindo ao vereador para ele deixar de “jogar palavras ao vento”. Parar de brincar com a saúde pública da sociedade para ficar politizando uma questão tão séria para milhares de pessoas. Esta questão está muito acima do deputado, do meu e do seu partido ou de qualquer eleição. O que está em jogo aqui é a saúde de todos os petrolinenses e moradores da região.

Maria Elena – Vereadora PSB

Deixe uma resposta