Vereadores aliados em Petrolina direcionam críticas ao governador Paulo Câmara

CAMARA DE VEREADORES DE PETROLINA

Na última sessão de 2015 da Câmara Municipal de Petrolina (PE), realizada nesta terça-feira, 29, dois vereadores aliados do governador Paulo Câmara, PSB, não pouparam nenhum pouco o chefe do poder executivo estadual. As mudanças no programa de abastecimento de água através de carros pipa continuam rendendo e a responsável pelos lamentos foi a vereadora do PSB, Maria Elena Alencar. O fogo amigo continuou e quem destinou toda a indignação com o governador foi o vereador Adalberto Bruno Filho Betão, PSL.

Betão lamentou a publicação do decreto de Paulo Câmara isentando de imposto do combustível os veículos que fazem o transporte público na Região Metropolitana do Recife. O parlamentar exigiu o mesmo tratamento para Petrolina. “Ele não governa para o sertão, comando o estado de costas para Petrolina. Desfaz de nossa cidade. Peço essa isenção na alíquota do combustível também para a nossa cidade”, enfatizou Betão.

A situação é de calamidade pública, disse Maria Elena, sobre a falta de água em comunidades da zona rural de Petrolina e o motivo ela colocou a nova forma de abastecimento feito pelo governado estadual através do carro pipa. Aliada de Paulo Câmara, a vereadora não se fez de rogada em tecer severas críticas ao governador no tocante a esse novo modelo que ela frisou, tem deixado o povo com sede na zonar rural de Petrolina. A redução significativa no número de veículos, de pouco mais de 70 para apenas 17 carros pipa, deixou o povo do interior de Petrolina passando sede.

“A muito grave. Está faltando água para o básico. Essa política de 17 carros pipa é errada. Antes era mais caminhões, com a administração do IPA e funcionava. Hoje não tem água, as pessoas têm que comprar água. Quem cria tem sofrido com essa política. Vamos exigir e continuar cobrando mudança nesse novo formato do programa de carros pipa do estado”, concluiu Maria Elena.

Deixe uma resposta