Vereadores cobram posição de governos diante da falta d’água na zona rural de Petrolina

A situação preocupante com o agravamento da seca em comunidades da zona rural de Petrolina (PE), fez o vereador Manoel da Acosap,PHS, acompanhado de vários colegas, a cobrar mais atenção para essas localidades. O tema foi abordado na sessão desta quinta-feira, 17; Manoel se referiu a falta de contratação de carros-pipas, pois o povo do interior está passando sede. O vereador criticou a política de atenção dos governos com os moradores da zona rural petrolinense.

“O povo está com sede minha gente. Providências devem ser tomadas. Município e estado. Água é necessária e urgente”, frisou Manoel da Acosap. O presidente da Casa Plínio Amorim, vereador Osório Siqueira, PSB, endossou o discurso de Acosap e sugeriu a formulação de um documento assinado por todos os colegas para cobrar com veemência providências para atender o povo do interior atingido pela estiagem.

“Temos que cobrar, nos unir e fazer com que providências sejam tomadas. A política de carros-pipa deve atender de fato a população da zona rural prejudicada com a seca”, argumentou Osório. O vereador Ronaldo Silva, PSDB, defendeu o prefeito Julio Lóssio, PMDB, alvo de críticas também que segundo a bancada da oposição, não tem olhado para a população que sofre com a estiagem no interior do município.

“O prefeito não está insensível a situação do povo do interior que sofre com a estiagem. Nesta sexta, 18, ele vai aproveita a presença do ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, em Petrolina para cobrar providências para que assim, a situação seja amenizada”, assinalou

Ronaldo Cancão, sem partido, vereador da oposição, lembrou que o ministro já coordena uma operação pipa na região. Ele fez apelo ao prefeito para que decrete emergência, para que os recursos possam chegar com mais agilidade ao município e assim atender a zona rural que sofre com a seca.

“Lossio não decretou estado de emergência em Petrolina devido à seca. Ele pode decretar e ampliar o programa de carros pipa endossado pelos vereadores”, adiantou. Alvorlande Cruz, PRTB, vereador da situação, questionou os colegas que são da oposição, mas aliados do governo do estado, por que após uma audiência púbica para tratar da operação carro-pipa do estado e assistência as pessoas do interior,  foi que tinha reduzido o número de veículo.

“Foi nessa audiência pública com tanta gente do governo que se cobrou uma atenção maior para esse povo do interior e ninguém resolveu nada? Isso é grave”, questionou Cruz.

Zenildo também se alterou e Ronaldo Silva sugeriu aos vereadores doarem a ajuda de custo que recebem.para bancar os pipas do interior; Claro, a sugestão não foi bem vista pelos colegas.

A vereadora Cristina Costa, PT, frisou que os três poderes precisam resolver esse assunto. “A situação é grave. Nesse documento do Câmara precisamos chamar a responsabilidade de cada ente. Quem sofre é a população do interior”, constatou a petista.

Deixe uma resposta