Vereadores criticam cobranças abusivas da empresa responsável por gerenciar zona azul de Juazeiro

Edis criticaram política da Sinal Park sobre a zona azul (Foto: Ascom)

Os vereadores de Juazeiro (BA) não estão satisfeitos com o sistema de zona azul da cidade. Vice-presidente da Casa Aprígio Duarte, Anastácio de Assis (PC do B) criticou o modelo abusivo que hoje existe no município durante a sessão de terça-feira (30) passada.

“Quando a zona azul foi implantada em nossa cidade, foi para oferecer vagas no centro comercial. Mas todos os dias nós nos deparamos com vídeos de abusos da zona azul. A gente observa funcionários quando muitas vezes o proprietário do veículo vai chegar ao parquímetro e já foi multado”, disse o vereador.

“Bater meta”

Lembrando um fato que aconteceu com ele, Anastácio classificou como “inadimissivel” o funcionamento da zona azul executado pela Sinal Park. “É inadmissível, em todo lugar você tem um tempo, aqui em Juazeiro não. Isso gera gasto, gera multa, pontuação na carteira e isso é inadmissível. Nós não vamos admitir essa empresa. Eu procuro um projeto social dessa empresa e eu não encontro e me parece que ela tem que bater metas”, destacou.

“Colher dinheiro”

Aníbal Araújo (PTC) fez coro a demanda do colega e cobrou ações da Prefeitura de Juazeiro. “O povo de Juazeiro tem pagado um preço muito caro em relação a zona azul. A finalidade real da zona azul é colher dinheiro do povo, em tese a zona azul é para coordenar o trânsito”, afirmou.

Deixe uma resposta