Vereadores rejeitam moção de repúdio a reitor da Univasf e sugerem nova audiência sobre HU  

CAMARA-PETROLINA

Acaba de ser rejeitada na sessão da Câmara Municipal, desta terça-feira, a moção de repúdio ao reitor da Universidade do Vale do São Francisco (Univasf), Julianeli Tolentino, proposto pelo vereador Ronaldo Souza (sem partido). O parlamentar acusa negligência do Hospital Universitário (HU) no último sábado (12) no episódio que resultou na morte de um jovem de 17 anos na porta da unidade federal de saúde em Petrolina (PE).

Na justificava os parlamentares reprovaram o requerimento de Cancão alegando que a moção deve ser direcionada a gestão do HU e não a reitoria da Univasf, além disso uma moção não irá evitar perda de vidas no hospital. Em consenso, os vereadores sugeriram uma nova audiência pública com a presença de representes da Univasf como da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) que administra o Hospital Universitário.

Questionado sobre a retirada da votação do requerimento sobre a moção de repúdio, o vereador Ronaldo Souza ressaltou que, “respeita o sentimento de cada vereador, eu tenho meu sentimento, imagine aí se tivesse lá um parente meu e fosse a óbito na porta do HU com o cadeado algo inédito em Petrolina! Como é que você fecha um hospital que tem uma pactuação de 52 municípios com receita de R$ 4,5 milhões que atende mais de um milhão de pessoas? O hospital é universitário a responsabilidade é do reitor da Univasf.” Conclui o parlamentar.

Deixe uma resposta