Em Petrolina, ministro da Educação e Miguel Coelho anunciam R$ 5,7 milhões para construção de escola e climatização de salas de aula

(Foto: Jonas Santos)

Em primeira agenda oficial no Nordeste, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciou, junto com o prefeito Miguel Coelho, um pacote de investimentos para o Sertão. Na passagem por Petrolina, nesta segunda-feira (17), só para o município foram garantidos R$ 5,7 milhões, que serão destinados para a construção de uma escola municipal e climatização de salas de aula.

LEIA TAMBÉM

Petrolina e municípios do Sertão do São Francisco receberão mais de R$ 7 milhões em recurso do MEC

A nova unidade escolar será erguida no bairro Quati, que até então não contava com nenhuma unidade escolar municipal. Os demais recursos serão utilizados no programa de climatização de pelo menos vinte escolas de Petrolina e compra de outros equipamentos para o ensino.

LEIA MAIS

Reitor da Univasf participa de audiência com ministro da Educação nesta quarta-feira

A agenda de Julianeli Tolentino com Abraham Weintraub foi confirmada pelo MEC na última quinta-feira (23). (Foto: Divulgação)

O reitor da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), Julianeli Tolentino estará em Brasília (DF), nesta quarta-feira (29), para audiência no Ministério da Educação (MEC) onde se reunirá com o ministro Abraham Weintraub. A agenda da Univasf com o MEC objetiva apresentar as pautas defendidas pela universidade e o impacto do contingenciamento de recursos que impôs às Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes) um novo limite para execução orçamentária em 2019, aquém do programado na Lei Orçamentária Anual (LOA), principal instrumento de planejamento da administração pública. A nova medida de contingenciamento, divulgada pelo MEC no último dia 30 de abril, bloqueia aproximadamente 30% das verbas que seriam destinadas à Univasf para as despesas de custeio e de capital, excluindo emendas parlamentares que já estavam bloqueadas  desde o inicio do ano.

“A nossa autonomia é ameaçada a partir do momento em que você restringe o orçamento, porque sem dinheiro, sem recurso você não faz nada, então é preciso que haja minimamente a manutenção do que está previsto, inclusive em lei”, disse o reitor da Univasf em entrevista durante um evento realizado na Universidade Federal de Pernambuco, em Recife.

LEIA MAIS

Dezenove policiais são denunciados por envolvimento na morte de reféns durante assalto a banco no Ceará

Carro em que vítima estava junto com criminosos foi atingido por diversos tiros em Milagres, no Ceará. (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Na última segunda-feira (20), a Justiça do Ceará aceitou a denúncia do Ministério Público que aponta 19 policiais militares envolvidos no massacre em Milagres, que matou 14 pessoas em dezembro do ano passado. O vice-prefeito de Milagres, Abraão Sampaio, é acusado de fraude processual por “alterar a cena do crime e induzir em erro a conclusão da perícia forense”.

LEIA TAMBÉM:

Família de Serra Talhada é morta durante tentativa de assalto a banco no Ceará

“Com o objetivo de alterar a cena do crime e induzir em erro a conclusão da perícia forense, passaram os três [o vice-prefeito de Milagres e dois policiais], com a ajuda de outros policiais não identificados, a retirar os corpos das vítimas João Batista Campos de Magalhães, Gustavo Tenório dos Santos, Cícero Tenório dos Santos, Claudineide Campos de Souza e Vinícius de Souza Magalhães, alvejados e mortos ao lado do Banco Bradesco”, afirma o MP. 

Conforme a denúncia, os policiais dispararam contra um grupo criminoso que tentava assaltar duas agências bancárias no Centro de Milagres, no interior do Ceará, matando oito assaltantes e seis pessoas que eram mantidas reféns. Dos seis reféns mortos, cinco eram da mesma família. Segundo a investigação, as lesões que causaram as mortes de cinco reféns foram provocadas por disparos de fuzil efetuados por policiais.

LEIA MAIS

MEC anuncia novo diretor do Inep

Novo mandatário do Inep já foi anunciado (Foto, Michael Melo/Metrópoles)

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) já tem um novo presidente. O escolhido pelo Ministério da Educação é Alexandre Lopes, anunciado hoje (17). Ele substitui Elmer Coelho Vicenzi, que se demitiu ontem.

Lopes é bacharel em direito pela Universidade de Brasília (2004) e engenheiro químico pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ-1996). Desde 2006, ocupou cargos públicos e nesse ano passou a desempenhar a função de diretor legislativo da Casa Civil da Presidência da República.

Cabe ao Inep organizar as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), principal porta de entrada à universidade pública do país. As inscrições para o Enem seguem até às 23h59 de hoje. (Com informações do G1).

Líder do governo no Senado afirma que Planalto dá aval para recriar dois ministérios

(Foto: Ascom)

O relator da Medida Provisória 870, que altera a estrutura administrativa, e líder do governo no Senado Federal, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), confirmou nesta terça-feira (7) que o governo cedeu e concordou com o desmembramento do Ministério do Desenvolvimento Regional em dois, Cidades e Integração.

Ao deixar uma reunião com o ministro Paulo Guedes (Economia), FBC confirmou que o tema foi debatido na manhã de hoje com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil). “Ficou decidido que o ministério do Desenvolvimento Regional vai ser desmembrado e vai ser recriado o ministério das Cidades e o ministério da Integração Nacional”, afirmou.

A volta dos ministérios faz parte da negociação do relator com parlamentares da comissão especial para que a MP da reforma administrativa seja aprovada. A MP,que reduziu de 29 para 22 o número de ministérios na Esplanada, perde validade no início de junho. Após ser aprovada no colegiado, ainda precisará passar por votações nos plenários da Câmara e do Senado.

LEIA MAIS

Governo faz novas mudanças no Ministério da Educação

(Foto: Internet)

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, exonerou hoje (18) o diretor de Avaliação da Educação Básica do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Paulo Cesar Teixeira e Ricardo Machado Vieira, que era assessor especial do ministro da Educação. As demissões foram publicadas no Diário Oficial da União.

Vieira foi nomeado secretário-executivo do MEC no final de março, na gestão do então ministro Ricardo Vélez.  Quando o atual ministro, Abraham Weintraub, assumiu, anunciou que o cargo seria ocupado por Antonio Paulo Vogel de Medeiros.

LEIA MAIS

Miguel Coelho pleiteia investimentos para novas creches em encontro com ministro da Educação

(Foto: Rafael Nunes)

Fechando a agenda em Brasília (DF), o prefeito de Petrolina (PE), Miguel Coelho, reuniu-se, na última quarta-feira (17), com o novo ministro da Educação, Abraham Weintraub. A reunião foi acompanhada também pelo senador Fernando Bezerra (MDB-PE), e teve como pauta principal a liberação de recursos para a construção de creches em Petrolina.

LEIA MAIS

Ministra da Agricultura cumpre agenda em Petrolina nesta segunda

(Foto: Carlos Silva/MAPA)

Petrolina será a primeira cidade pernambucana a receber a ministra de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina. A gestora cumprirá duas agendas no município sertanejo, nesta segunda-feira (15), na companhia do prefeito Miguel Coelho. O objetivo é conhecer de perto as necessidades dos produtores rurais da região.

Tereza Cristina desembarca às 8h30 na capital do Sertão do São Francisco e segue direto para uma reunião com o Sindicato Patronal Rural de Petrolina, onde terá encontro com lideranças ligadas à produção de cana-de-açúcar, frutas, da avicultura e pecuária. À tarde, a ministra cumpre agenda em Juazeiro (BA) onde visitará o Distrito de Irrigado de Maniçoba e uma fazenda de produção de frutas e embalagens. Tereza Cristina ainda conhecerá na cidade baiana o Centro de Excelência em Fruticultura, onde se reunirá com produtores do setor, e anunciará investimentos.  Às 18h ela retorna para Petrolina onde participa de um encontro com exportadores da região, na Fundação Nilo Coelho.

LEIA MAIS

Ministério da Saúde não envia doses de vacina e Juazeiro pode ter abastecimento comprometido

(Foto: Ilustração)

Para evitar possíveis transtornos, na tarde de hoje (9), por meio de um comunicado, a Secretaria Municipal da Saúde de Juazeiro (BA) informou que o Ministério da Saúde não enviou novas doses de vacinas e o último estoque  disponível das vacinas: DPT, VOP, Tríplice Viral e BCG foi encaminhado às unidades de saúde do município e ao Hospital Materno Infantil de Juazeiro nesta terça-feira (9).

Ainda de acordo com a Sesau, não há previsão de envio de novas doses pelo Ministério da Saúde à Secretaria de Saúde do Estado Bahia.

O Blog Waldiney Passos entrou em contato com a Assessoria de Comunicação do Ministério da Saúde para saber o motivo do atraso na entrega das doses das vacinas, e quando serão enviadas as novas doses. Até o momento a pasta não se pronunciou sobre o caso.

Governo exigirá cadastro de famílias que optem por ensino domiciliar

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, durante entrevista à Empresa Brasil de Comunicação (EBC). (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

A medida provisória a ser enviada ao Congresso Nacional para regulamentar a educação domiciliar no país vai definir ações de acompanhamento e fiscalização dessa modalidade de ensino. Em entrevista à Empresa Brasil de Comunicação (EBC), a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, disse que as famílias que optarem pelo ensino domiciliar serão cadastradas, e as crianças vão passar por avaliações periódicas.

A intenção é que esses estudantes também possam ser inseridos em atividades culturais e esportivas, mesmo não frequentando a escola.

“Não vai ser uma coisa solta. As famílias que estão optando pelo ensino domiciliar serão cadastradas, a escola vai saber, o Ministério da Educação vai saber, o Ministério da Família vai saber. Vamos ter a fiscalização, o controle, as crianças serão visitadas e elas passarão por avaliações”, afirmou Damares.

LEIA MAIS

Escolas de Pernambuco não cumprirão orientação do MEC; Ricardo Vélez afirma ter cometido um erro

(Foto: Internet)

Nesta terça-feira (26), a Secretaria de Educação de Pernambuco divulgou uma nota afirmando que as escolas do Estado não cumprirão a recomendação pedida em carta ontem (25) pelo ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodriguez.

A nota da secretaria  diz que o pedido do MEC fere a autonomia das escolas e dos Estados. Assim como já havia dito o conselho de secretários ontem, o texto também afirma que o MEC deveria focar em políticas para melhorar a aprendizagem.

Pernambuco se destaca no País por ter um programa de escolas em tempo integral, considerado modelo por educadores, e com bons resultados.

LEIA MAIS

MEC instala lava jato da educação, diz Bolsonaro

(Foto: Marcelo Casal Jr.)

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) defendeu hoje (15) a chamada lava jato da educação, batizada com este nome pelo ministro da área, Ricardo Vélez Rodríguez, sobre as investigações de medidas adotadas em gestões anteriores. A afirmação ocorre um dia depois da assinatura de um protocolo de intenções para apurar indícios de irregularidades no âmbito do Ministério da Educação.

“Muito além de investir, devemos garantir que investimentos sejam bem aplicados e gerem resultados. Partindo dessa determinação, o ministro professor Ricardo Vélez apurou vários indícios de corrupção no âmbito do MEC em gestões passadas. Daremos início à ‘Lava Jato da Educação’”, disse o presidente na sua conta pessoal no Twitter.

LEIA MAIS

Ministério da Infraestrutura emite nota sobre privatização do aeroporto de Petrolina

Com base nas informações divulgadas pelo jornal Folha de Pernambuco, o Blog Waldiney Passos publicou na manhã desta quarta-feira (30) uma matéria sobre a possível privatização do Aeroporto Senador Nilo Coelho, em Petrolina (PE), como afirmou o veículo de Recife.

LEIA TAMBÉM

Aeroporto Senador Nilo Coelho deve ser privatizado, afirma jornal

Segundo a Folha de Pernambuco, a informação sobre a privatização teria sido repassada pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, durante uma reunião com representantes do Governo de Pernambuco.

Para confirmar a notícia, e saber maiores detalhes do processo de privatização do aeroporto de Petrolina, o Blog Waldiney Passos entrou em contato com o Ministério da Infraestrutura, que por meio de nota, afirmou que “o Aeroporto Senador Nilo Coelho, em Petrolina, está sendo estudado pela Secretaria Nacional de Aviação Civil para uma futura rodada de concessão em blocos, ainda a ser definida”.

MPPE e MPF agendam reunião com presidente da Compesa e prefeito de Petrolina para discutir obras de saneamento na cidade

(Foto: Ascom/Prefeitura de Petrolina)

A reunião entre o prefeito de Petrolina (PE) e a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), mediada pelos Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e o Ministério Público Federal (MPF), está marcada para quarta-feira (23) .

De acordo com a Assessoria de Comunicação do MPPE, a iniciativa tem como intuito solucionar o impasse entre os dois órgãos para iniciar as obras de saneamento básico das bacias do bairros Dom Avelar e Antônio Cassimiro.

A expectativa é de que os órgãos possam construir um entendimento para dar início à realização do serviço que, segundo estudos, poderá elevar em 20% a cobertura de esgotamento sanitário de Petrolina.

Equipe econômica de Paulo Guedes terá nove nomes do governo Temer

(Foto: Arquivo/ Agência Brasil)

O superministério que cuidará da política econômica do Brasil nascerá com diversos nomes do governo atual. Secretários, assessores e até ministros da gestão Michel Temer serão aproveitados na equipe do futuro ministro Paulo Guedes. A maioria em cargos adjuntos, os quadros atuais serão mantidos no futuro governo por causa do conhecimento da máquina pública, segundo informações da equipe de transição.

Até agora, oito nomes da equipe econômica atual serão aproveitados no Ministério da Economia e um na diretoria do Banco Central (BC). O levantamento não leva em conta a situação de Ilan Goldfajn, que continuará à frente do BC até a aprovação, pelo Senado, do nome de Roberto Campos Neto, prevista para ocorrer em março.

Braço direito de Guedes no Ministério da Economia, o secretário executivo Marcelo Guaranys atualmente trabalha no Palácio do Planalto, como subchefe de Análise e Acompanhamento de Políticas Governamentais da Casa Civil da Presidência da República. Ele tem experiência em outros governos. De 2011 a 2016, foi diretor-presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). De 2007 a 2010, ocupou a Diretoria de Regulação Econômica da Anac e foi assessor especial para Infraestrutura na Casa Civil por seis meses, em 2011.

Entre os secretários especiais da pasta, o futuro secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues Júnior, estava cedido pelo Senado desde 2016, para um cargo de assessor especial no Ministério da Fazenda. Ele também preside o Conselho Fiscal da BB Corretora de Seguros e Administradora de Bens, subsidiária do Banco do Brasil.

Responsável por diversos órgãos hoje vinculados à Fazenda e ao Ministério do Planejamento, essa secretaria terá dois nomes da atual equipe econômica reaproveitados no novo governo. O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, será o secretário-geral adjunto da Fazenda. O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, foi mantido no cargo.

Receita

Outra secretaria especial que contará com um nome que atuou no governo atual será a da Receita, que vai ser ocupada por Marcos Cintra. Até o fim de novembro, ele era presidente da Financiadora de Estudos e Projetos

LEIA MAIS
123