Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Homem é morto a tiros em Casa Nova

Mais um homicídio foi contabilizado na região. Por volta de 9h20 dessa terça-feira (19) um homem foi morto a tiros em Casa Nova (BA).

A vítima, ainda não identificada, foi atingida por vários disparos de arma de fogo no Residencial São Francisco.

O corpo do jovem foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML), mas o Blog ainda não conseguiu novas informações sobre a motivação do crime e os suspeitos.

Petrolina: rondas da Polícia Militar são intensificadas no entorno da Escola Humberto Soares; Polícia Civil investiga suposto ataque

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Uma troca de mensagens sobre um suposto ataque no Colégio Modelo, em Juazeiro (BA), e na Escola Estadual Humberto Soares, em Petrolina (PE), deixou a população do Vale do São Francisco apavorada, na manhã desta segunda-feira (18).

A conversa realizada em um grupo de WhatsApp revelava um plano de ataque nas duas unidades de ensino, semelhante ao ocorrido em Suzano (SP), na semana passada, que deixou 10 mortos. Em Juazeiro (BA), a PM destinou uma guarnição para fazer a segurança de estudantes e funcionários da escola. A polícia Civil identificou os responsáveis pelas ameaças, e agora, trabalha para localizar os acusados.

LEIA TAMBÉM:

Polícia Militar mantém policias fardados e à paisana no Colégio Modelo, Civil já identificou responsáveis por ameaças

Em nota a Secretaria de Educação e Esportes do Estado de Pernambuco, informou que não foi registrada nenhuma ocorrência sobre o suposto ataque contra a Escola Estadual Humberto Soares. Ainda de acordo com a nota, a Polícia Militar intensificou a ronda no entorno da unidade de ensino, e as aulas estão acontecendo normalmente.

LEIA MAIS

Número de homicídios apresenta redução de 33% em fevereiro, afirma SDS

(Foto: Ilustração)

O número de homicídios em Pernambuco no mês de fevereiro teve uma redução de 33,99%, afirmou a secretaria de Desenvolvimento Social (SDS). No mês passado foram contabilizados 275 casos, contra 416 no mesmo período de 2018.

De acordo com a SDS, do número total, 10 ocorrências foram de crime contra a mulher, menor índice já registrado desde 2004 quando o Governo de Pernambuco iniciou a atual metodologia de contagem dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs).

Comparando-se a 2018, a redução foi de 61,5%, já que em fevereiro de 2018 foram registrados 26 crimes desse tipo. Três dos 10 óbitos foram classificados como feminicídios, quando a mulher é morta pela condição de gênero, reduzindo os índices ao menor desde 2017.

Regiões

Por regiões, a Zona da Mata teve a queda mais acentuada, diminuindo de 46 para 24 o número de queixas prestadas contra a mulher em comparação ao mesmo período do ano passado, uma diminuição de -10,71% dos casos. No Recife a redução foi de -29,41%, na Região Metropolitana -23,81% e o no Sertão, -35,56%. Com informações da Folha de Pernambuco.

Vítimas de ataque em Suzano são veladas em ginásio da cidade, 11 pessoas seguem internadas

(Foto: Felipe Rau / Estadão)

Um dia após o ataque a Escola Estadual Raul Brasil, os moradores de Suzano (SP) se reuniram no Ginásio para velar as vítimas dos dois atiradores que entraram na unidade na manhã de quarta-feira (13). Desde 7h familiares, amigos e populares estão no local se despedindo dos alunos.

LEIA TAMBÉM:

Polícia divulga nomes de assassinos responsáveis por massacre na Escola Raul Brasil em São Paulo

Tiroteio em escola de SP deixa pelo menos seis mortos

Estão sendo velados os estudantes Cleiton Antonio Ribeiro, 17; Caio Oliveira, 15; Samuel Melquiades Silva de Oliveira, 16; e Kaio Lucas da Costa Limeira, 15. Por volta de 11h os choros das famílias deu espaço para o culto ecumênico realizado pelo pároco da igreja São Sebastião, Cláudio Taciano.

Um novo ato religioso está previsto para 14h e às 15h os corpos seguirão para o Cemitério São Sebastião. O ministro da Educação, Ricardo Vélez e o prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi estão no velório. A escola alvo dos ataques de ontem amanheceu rodeada de flores e mensagens de apoios aos familiares. Com informações do Estado de São Paulo e Folha de SP.

PM confirma mais duas mortes durante ataque em escola de São Paulo

Mais duas mortes foram confirmadas até o momento (Foto: Reprodução/TV Globo)

O número de mortos no atentado praticado por duas pessoas encapuzadas na manhã de hoje (12) na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano (SP), subiu. Durante entrevista a Band News FM, a capitã da Polícia Militar Cibele Marsolla confirmou mais dois óbitos. As vítimas haviam sido socorridas em unidades do próprio município, mas não resistiram.

LEIA TAMBÉM:

Tiroteio em escola de SP deixa pelo menos seis mortos

“Nós tivemos no local oito óbitos, cinco estudantes, um funcionários e os dois atiradores e no Pronto Socorro nós tivemos mais dois óbitos, a gente tem no total agora 10 mortos. Socorridos vivos nós temos cinco que foram para a Santa Casa da Suzano e outros cinco vivos [para outra unidade]”, disse a capitã que é porta-voz da PM.

LEIA MAIS

Tiroteio em escola de SP deixa pelo menos seis mortos

(Foto: Reprodução/Band TV)

Pelo menos seis pessoas morreram no tiroteio registrado na manhã dessa quarta-feira (12) em uma escola de Suzano (SP). Informações iniciais afirmam que dois adolescentes encapuzados entraram na Escola Estadual Raul Brasil e por volta de 9h30 efetuaram vários disparos de arma de fogo.

Os jovens teriam se matado em seguida. Das seis vítimas identificadas até o momento, cinco eram estudantes e um funcionário da instituição. A Polícia Militar foi acionada e está no local, assim como equipes do SAMU e Corpo de Bombeiros.

De acordo com a BandNews FM, a PM confirmou que quatro dos alunos mortos são meninos e a outra vítima é uma menina. A instituição possui 358 alunos da segunda etapa do fundamental (6º ao 9º ano) e 693 estudantes do ensino médio. segundo o Censo Escolar de 2017.

LEIA MAIS

Casos de violência contra a mulher são maiores no interior de Pernambuco

(Foto: Ilustração)

O Dia Internacional da Mulher, celebrado nessa sexta-feira (8) remete às conquistas sócio-políticas delas, mas também é um momento de reflexão. Em Pernambuco a data representa para o Poder Público um grande desafio, já que em 2018 os dados da violência contra esse grupo foram preocupantes.

De acordo com o monitoramento realizado pela secretaria de Defesa Social, no ano passado foram contabilizados 36.314 casos de violência doméstica e 2.522 ocorrências de estupro em todo Estado. O interior lidera negativamente e teve 18.074 ocorrências de violência doméstica e outros 1.371 de estupro.

Petrolina e municípios vizinhos

Petrolina terminou 2018 com 1.949 registros de violência doméstica – praticada por companheiro, cônjuge, filho ou parente da vítima. Araripina somou 315, Salgueiro 353, Lagoa Grande 61 e Ouricuri 186. Em relação aos casos de estupro, Petrolina teve 77, Araripina 19, Ouricuri somou 12 e Salgueiro 13.

LEIA MAIS

Suspeito de agredir companheira com capacete é preso pela Guarda Civil em Petrolina

(Foto: Ilustração)

Acionada através de denúncia registrada na Central de Operações 153, a Guarda Civil de Petrolina (PE) prendeu um homem acusado de agredir a companheira com um capacete e ameaçá-la de morte, nas imediações do bairro Maria Auxiliadora. Segundo a vítima, o suspeito também a obrigou a subir na garupa da moto, contra sua vontade.

Jardel dos Santos Costa, de 40 anos, estava na casa da namorada de seu irmão com a companheira quando começaram as agressões. O fato aconteceu por volta das 23h de terça-feira (5), quando a jovem teria dito que não queria manter relacionamento com Jardel. O irmão do acusado ainda tentou defendê-la, mas sem sucesso. O casal foi encontrado de moto nas proximidades pela GCM. Durante a abordagem, foi verificado que o condutor tinha sinais de embriaguez.

Diante do ocorrido, ambos foram conduzidos à Delegacia da 213ª Circunscrição da Polícia Civil, que fica no bairro Ouro Preto. No local, Jardel foi apresentado para a autoridade policial de plantão para a tomada das providências legais cabíveis diante do caso que se enquadra na Lei Maria da Penha.

Cabrobó: bandidos invadem residência, sequestram casal, mas abandonam vítimas após perseguição

Um casal residente em Cabrobó, Sertão de Pernambuco foi vítima de um sequestro na noite de terça-feira (5). De acordo com a 2ª CIPM, Inaldo Novaes e Jaqueline Sá foram levados por quatro bandidos armados que estavam em um veículo prata.

O casal estava em sua residência, no bairro Alta Temperatura. De imediato os policiais foram ao local e constataram que os criminosos arrombaram o portão da casa e após uma longa busca pelas vítimas, o casal foi liberado pelo quarteto próximo à Fazenda Manguinha, zona rural da cidade.

Inaldo e Jaqueline foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Cabrobó, mas os bandidos não foram localizados. Ainda segundo a PM, eles exigiam uma alta quantia de dinheiro, mas devido o cerco policial, desistiram de continuar o crime e liberaram o casal.

Salgueiro: estudante universitário denuncia PMs por agressão durante carnaval

(Foto: Arquivo Pessoal)

Um estudante universitário afirmou ter sofrido agressões de policiais militares de Salgueiro na madrugada de terça-feira (5). Audinauer Ferreira Machado, de 33 anos reside em Olinda, também em Pernambuco e foi a Salgueiro passar o feriado de carnaval.

Segundo a vítima, as agressões aconteceram quando ele voltava para casa, durante abordagens do Grupamento Tático de Apoio Itinerante (Gati). Os policiais teriam desferidos golpes de cassetete e chutes na vítima, provocando diversas lesões como é possível ver na foto acima.

As agressões teriam durado cinco minutos. Jornais de Salgueiro informaram que a vítima teria sido apontada pela PM como um agressor de mulheres, mas o fato foi negado diversas vezes por Audinauer enquanto ele sofria as agressões.

LEIA MAIS

Lagoa Grande: homem invade casa de ex-companheira, agride a vítima, mas é preso pela polícia

Mais uma caso de violência contra a mulher foi registrado na região. No domingo (24), por volta das 22h uma mulher foi até o Pelotão da 7ª CIPM de Lagoa Grande (PE) pedir ajuda.

Ela relatou aos policiais que seu ex-companheiro invadiu sua residência enquanto ela estava no banheiro, com o objetivo de agredi-la. A irmã da vítima tentou intervir, mas acabou ferida.

Em seguida o homem puxou sua ex-companheira pelo cabelo, arrastou para fora da residência e começou a desferir chutes na vítima. Ele ainda roubou o celular da mulher e fugiu. No entanto, o agressor foi preso em flagrante escondido na casa da mãe e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Cabrobó.

Sábado violento termina com três homicídios registrados em Juazeiro

O sábado (23) em Juazeiro (BA) foi marcado por violência. Conforme o Blog havia mostrado ontem, um homem foi morto a pedradas no bairro Sol Levante no início da manhã, contabilizando mais um Crime Violento Letal Intencional (CVLI) no ano.

Pela tarde mais dois homicídios foram registrados na cidade baiana. Por volta de 14h45 mais um homem morreu, dessa vez no bairro Piranga. A vítima de identidade ainda não revelada foi atingida por disparos de arma de fogo.

O terceiro e último assassinato de ontem aconteceu no final da tarde, por volta de 17h, no bairro Alto da Aliança. A vítima também era um homem, que foi atingido por disparos de arma de fogo. A Polícia Civil está investigando as mortes.

Professora é morta a tiros em Juazeiro

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Juazeiro contabilizou nessa manhã (20) mais um homicídio no ano. Uma professora foi baleada e morta no bairro Alto do Alencar enquanto saia de casa. De acordo com testemunhas, Elida Souza estava no banco do passageiro e foi alvejada diversas vezes.

Ela morreu no local, um homem que conduzia o veículo também foi atingido pelos disparos e socorrido pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU). Não há informações sobre o autor do homicídio, que estava em uma moto e fugiu sem seguida.

O Blog tentou contato com a Polícia Civil em busca de mais informações sobre a ocorrência, mas não obtivemos retorno até o momento. O corpo de Elida foi removido ao Instituto Médico Legal (IML).

Petrolina: jovem usa redes sociais para denunciar ameaças de ex-companheiro e recebe apoio de autoridades e da prefeitura

Temendo por sua vida, Janaína Coelho publica vídeos denunciando ameaças de ex-companheiro (Foto: Reprodução/Instagram)

“Por favor, me ajudem e não me deixem virar estatística de feminicídio”. Essas são as últimas palavras do texto descritivo de uma série de vídeos publicada pela jovem Janaína Coelho, em sua conta no Instagram na tarde de ontem (13).

Segundo o relato de Janaína, que se identifica como Pernambucana, Eunilson Lins Macedo Júnior, com quem ela se relacionou durante dois anos, não aceita o fim do relacionamento e desde então faz ameaças contra ela.“Não aceitando o fim do nosso relacionamento, ele me ameaça , me ofende e afasta qualquer pessoa que se aproximar de mim”, conta a jovem.

Mais de 7 mil pessoas já curtiram a série de vídeos que mostra o desespero da jovem que com medo de morrer, apela pela vida e pela justiça. Na mensagem, Janaína faz uma apelo especial a deputada estadual delegada Gleide Angelo (PSB), que de pronto respondeu a solicitação da jovem, demonstrando empatia e orientando sobre os principais órgãos de proteção à mulher, existentes em Petrolina (PE) e no Estado de Pernambuco.

LEIA MAIS

Jovem de 19 anos é morto a tiros em Juazeiro

Juazeiro (BA) registrou mais um homicídio em 2019, o sétimo apenas em fevereiro. Um jovem de 19 anos foi morto a tiros na noite de domingo (10), no bairro Jardim Primavera. Mirosmar da Conceição Silva estaria usando drogas em uma quadra poliesportiva quando um homem encapuzado se aproximou e efetuou vários disparos contra a vítima.

Um dos tiros atingiu a cabeça de Mirosmar. Ele chegou a ser socorrido por moradores que o levaram a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Juazeiro, mas ele não resistiu e veio a óbito na unidade. O homem que efetuou os disparos fugiu e até o momento não foi localizado.

A Polícia Militar pede ajuda da população para capturar o suspeito de matar Mirosmar. As informações podem ser repassadas a 75ª CIPM através do WhatsApp, com sigilo garantido. Os números são: (74) 99944-7687 ou (74) 98845-6528.

123