Número de homicídios diminuiu mais de 30% em Pernambuco, afirma SDS

(Foto: Ilustração)

O número de crimes violentos letais intencionais (CVLI) em Pernambuco diminuiu em abril deste ano, em comparação com o mesmo período de 2017. De acordo com o balanço divulgado pela Secretaria de Defesa Social (SDS), foram registrados 356 homicídios no mês passado, o menor patamar desde julho de 2016.

Considerando o primeiro quadrimestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2017, a redução foi de 21,98%: 1.590 entre janeiro e abril de 2018, contra 2.038 entre janeiro e abril do ano passado. De acordo com a SDS, a maior parte dos homicídios praticados em abril deste ano, tem relação com o tráfico de drogas, acertos de contas e outras atividades criminosas. Das 356 vítimas, 73,31% foram assa

Porém, em Petrolina o número de homicídios voltou a crescer em abril, em comparação com o mês de março. Segundo os dados da SDS, 60 pessoas já foram assassinadas em Petrolina em 2018. Sendo 16 em abril, 12 em março, 11 em fevereiro e 21 de janeiro.

Voltando para os dados do estado, no comparativo com o mesmo quadrimestre de 2018 com o ano passado, o número de feminicídio também diminuiu, de 29 para 13 casos. 13 mulheres foram mortas em Pernambuco no mês de abril, mas apenas um caso foi considerado feminicídio. O crime aconteceu na cidade de Olinda no 09 do mês passado. O marido e pais dos dois filhos da vítima foi preso no dia 09 de maio, um mês após o feminicídio, por força de um mandado de prisão.

Violência: mais de 5 mil assassinatos foram registrados em Pernambuco em 2017

(Foto: Internet)

Os números foram divulgados nesta segunda-feira (15), pela Secretaria de Defesa Social (SDS). Foram registrados 5.424 assassinatos em todo e estado no de 2017. Os números tornam o ano passado o mais violento desde que o número de crimes desse tipo passou a ser contabilizado pelo DataSUS, em 1979.

No mês passado, foram contabilizados 394 homicídios, segundo menor número do ano e, na visão da secretaria, um indicativo do viés de queda desse tipo de delito.

A cúpula da segurança pública recorreu ao comparativo entre as duas metades do ano para analisar os dados e argumentar sobre a tendência de redução, a despeito de o número absoluto ser o pior do Pacto pela Vida, criado em 2007.

Segundo o secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua, houve 2.875 mortes no primeiro semestre, ante 2.552 registradas no segundo. Ou seja, houve 323 vítimas a menos nos últimos seis meses do ano.

“Fizemos esse estudo comparativo entre os semestres para demonstrar que há uma tendência, e trabalhamos por resultados mais significativos em 2018”, avaliou Pádua.

Ainda segundo a SDS, os latrocínios caíram de 143 para 107 casos (-25,2%) no comparativo entre os semestres, e a taxa de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) por 100 mil habitantes teve uma redução de 11,7% (de 30,31 para 26,75). A SDS também optou por destacar a redução do número de dezembro em relação aos de novembro de 2017 (406, -3%) e dezembro de 2016 (472, -16,5%).

LEIA MAIS

Pernambuco chega a 3.323 assassinatos; só em julho foram 447

Reduzir o número de assassinatos é um dos grandes desafios do governo do estado. Foto: Annaclarice Almeida/DP/D.A Press

O mês de julho teve o registro de 447 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) em todo o estado, segundo dados da Secretaria de Defesa Social (SDS) divulgados nesta terça-feira, o que representou uma média diária de 14,42 homicídios, contra 12,67 no mês anterior. Em junho, 380 pessoas foram assassinadas no estado. Somados os sete primeiros meses deste ano, o total de mortes violentas já chega a 3.323, número maior do que o registrado em todo o ano de 2013, quando 3.100 pessoas foram asassinadas em Pernambuco. O secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua, falou sobre os números.

“Trabalhamos intensamente para que continuássemos a tendência de queda dos CVLIs registradas, mês a mês, entre abril e junho. Prendemos mais suspeitos em flagrante delito (1.964 presos em julho, contra 1.947 em junho), recolhemos mais por ato infracional (416 contra 392). Em todo o ano, foram 13 mil presos em flagrante, sendo 1.355 homicidas. Dos homicídios de julho, 32% tiveram relação com o tráfico de drogas, 19% foram acerto de contas e 18,5% foram resultantes de conflitos na comunidade ou proximidade”, detalhou o secretário de Defesa Social, Antonio de Pádua.

Já nos Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs), que englobam assaltos a transeuntes, roubos a ônibus, bancos e outros que visam a subtração de valores e pertences, foram contabilizadas no mês de julho 10.064 ocorrências, uma média diária de 324,65, contra 10.142 no mês anterior (338,07/dia). “Os celulares ainda são o maior objeto dos roubos, e é por isso que criamos o programa Alerta Celular, para que a população ajude, informando o IMEI do aparelho no site da SDS (www.sds.pe.gov.br). Identificando celulares roubados ou furtados e os receptadores, diminuiremos a atratividade dessa modalidade criminosa”, explicou o secretário. Em julho, houve 5,65% de queda na média diária de roubos de veículos (51,5 contra 51,52 no mês anterior) e 14,63% nos furtos de automóveis (17,39 contra 20,37).

Em relação à violência contra as mulheres, segundo a SDS, houve redução. Em junho foram contabilizados, a cada dia, 5,1 estupros. No mês de julho, de acordo com os dados divulgados nesta terça-feira, foram registrados 3,03 casos por dia, o que representa uma diminuição de 40,54%. Houve ainda a queda de 11,26% nos registros de vítimas de violência doméstica e familiar: 74,52 casos/dia em julho contra 83,97 no mês anterior.

Com informações do Diário de Pernambuco

Sobe para 2.495 o número de assassinatos neste ano em Pernambuco

De acordo com a Secretaria de Defesa Social, somente em maio, foram 457 mortes

Somente em maio, foram registrados mais 457 homicídios em Pernambuco. Além dos assassinatos, ainda houve mais de 10 mil casos de roubos e furtos contra o patrimônio, entre roubos a bancos, ônibus, carros-fortes, comércios e transeuntes, sendo 105 assaltos a ônibus. Nos 31 dias do mês, foram registrados mais de 2,6 mil casos de violência contra a mulher e 147 crimes de estupro. Considerando os dados de janeiro a maio, já foram contabilizadas, oficialmente, 2.495 mortes violentas em todo o estado. Os dados foram divulgados pela cúpula da SDS, na tarde desta quarta-feira.

Se comparado ao mês de abril, quando foram registradas 514 mortes violentas, com uma média diária de 17,13 assassinatos, foram menos 57 mortes no mês de maio. Segundo a SDS, foram presas 199 pessoas em flagrante ou em cumprimento de mandado de prisão por assassinato. Ao longo do ano, já foram 963 presos. Quanto aos crimes violentos contra o patrimônio – que envolvem roubos e furtos – foram 10.107 apenas em maio. O número tem 179 crimes a mais, se comparado ao mês anterior, abril, quando foram registrados 9.928 Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVP).

“A nossa grande meta é reduzir sempre a criminalidade e oferecer segurança para a população. Nosso esforço é todo nesse sentido. A população de Pernambuco merece segurança e qualidade de vida. Nós somos o braço armado do estado e há que se respeitar as instituições e preceitos basilares de toda a polícia em todo o mundo: o principio da autoridade, o respeito a hierarquia e o respeito a disciplina. A Polícia Civil e a Polícia Militar estão no rumo certo”, declarou o secretário de Defesa Social, Angelo Gioia.

Em maio, também foram registrados, oficialmente, 105 roubos a ônibus. O dado representa uma redução de 0,38% na média diária se comparado ao mês de abril, quando foram 102 ocorrências. Foram roubados 1.699 carros, uma média diária de 54,81, e 556 furtos de veículos, com média diária de 17,94.

VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Os índices de violência doméstica e familiar contra a mulher também preocupam. Somente em maio, foram registrados 2.674 casos, com média diária de 86,26. Em abril, foram 2.706. Os casos de estupro, que em abril, oficialmente, houve 151 casos, em maio, foram para 147.

Com informações do Diário de Pernambuco.

Pernambuco: Segundo Polícia, número diário de assassinatos diminuiu

Chefe de Polícia Civil do Estado, Joselito Kehrle. (Foto: Internet)

Após a divulgação dos dados de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) nesse final de semana, a Polícia Civil de Pernambuco apresentou uma nova perspectiva dos números apresentados. Segundo a instituição, apesar dos 548 casos contabilizados em março, quando se considera a média diária é possível perceber uma redução no quantitativo em relação a fevereiro. O mesmo cenário se observa em relação a outras modalidades de delitos, como roubos a ônibus e estupros.

“Estamos comparando um mês de 31 dias, que é março, com fevereiro, que teve apenas 28 dias. Então, a média diária, na verdade, teve uma redução de 0,21%, no que diz respeito aos CVLIs”, explicou o chefe de Polícia Civil, Joselito Kehrle. Além do número alto em março, a soma dos assassinatos ocorridos em todo o ano já chega a 1.522.

O delegado afirmou que a instituição espera melhorias nos resultados com as mudanças feitas na estrutura de investigação, por meio da portaria 930, da Secretaria de Defesa Social (SDS). Com as alterações, homicídios passaram a ser apurados também por delegacias distritais, o que elevou de 15 para 58 o número de unidades voltadas a esse trabalho.

LEIA MAIS

Da “lista da morte” encontrada em cemitério cinco pessoas já foram assassinadas

Um homem identificado como Urrobson de Lima dos Santos, 24, foi morto neste domingo (19) no município de Amaraji, Zona da Mata Sul pernambucana. A vítima é um das pessoas citadas na “lista da morte”, que foi fixada em um muro do cemitério de Chã Grande, no Agreste, e já fez, com mais este homicídio, um total de 5 vítimas

Apontado na lista como Chuchu, Urrobson estava numa galeteria junto com outro homem, o Cidinho, quando foi atingido por vários disparos. Segundo a Polícia Militar (PM), as duas vítimas, naturais de Chã Grande, teriam ido ao município vizinho ao encontro das namoradas. Os dois morreram no local. Urrobson já foi preso uma vez e tem envolvimento com tráfico de drogas, roubo e assalto, de acordo com a PM.

Lista Negra

19 nomes integram a “Lista Negra da Morte” que foi encontrada no Cemitério Público de Chã Grande. Ao todo, até este domingo, 5 pessoas listadas morreram. Para a PM, todos os nomes são de pessoa envolvidas com crimes na região.

Tragédia: duas mortes em Santana do Sobrado

Amigos do jovem William, assassinado na tarde deste domingo (15) no Distrito de Santana do Sobrado, Casa Nova-BA, resolveram fazer justiça com as próprias mãos. Após tomar conhecimento do ocorrido, eles esfaquearam o autor do crime,  Robson Alves, mais conhecido por Robinho, que ainda foi socorrido para um hospital em Petrolina, mas não resistiu aos ferimentos.

Petrolina é a cidade com maior taxa de crescimento de homicídios do estado em 2015

Foto protesto polícia civis 02

Em relação à taxa de homicídios para cada 100 mil habitantes, Petrolina aparece em 6º lugar. / Foto: arquivo

A Secretaria de Defesa Social (SDS) concluiu recentemente um estudo da conjuntura criminal, responsável por analisar os números da violência, mês a mês, em todas as regiões do Estado. Com o pior resultado da história do Pacto pela Vida em 2015, os municípios com mais de 100 mil habitantes também apresentaram forte crescimento da violência, com exceção de Paulista, que teve uma leve redução nos números.

Em relação à taxa de homicídios para cada 100 mil habitantes, o município do Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife, venceu a disputa. A taxa passou de 62,5 para 80,66. Confira a lista completa abaixo:

1 – Cabo de Santo Agostinho – 80,66

2 – Igarassu – 62,64

3 – Caruaru – 58,23

LEIA MAIS

Dois assassinatos foram registrados hoje em Casa Nova-BA

Assassinato Casa Nova 01

A violência está assustando os moradores de Casa Nova-BA, somente neste domingo (24) foram registrados mais dois homicídios na cidade, um homem identificado apenas por Daniel foi encontrado morto a outra vítima era conhecido pelo apelido de Casquinha e segundo informações que circulam nas redes sociais gostava de correr atrás das mulheres e também ficava olhando as residências.

Assassinato Casa Nova 02

Um foi morto no bairro conhecido como das Casinhas e outro encontrado sem vida por trás de um ponto comercial da cidade.

Em menos de 12 horas dois homicícios são registradoa em Floresta – PE

O aumento da violência na cidade de Floresta, Sertão de Pernambuco,  está deixando a população temerosa, em apenas 12 horas dois assassinatos foram registrados no domingo (6):  o mototaxista Manoel Luiz, morto pela manhã, e um homem identificado como Glauter Menezes Novaes, mais conhecido como “Gagá”, 41 anos, morto à noite.

A esposa de Glauter, Lilian Kiara Alves Diniz, também foi atingida por tiros e foi socorrida para o Hospital Álvaro Ferraz, no Centro de Floresta, mas precisou ser transferida para Recife por conta da gravidade dos ferimentos.

Os autores do crime chegaram ao local em um carro, invadiram a residência e efetuaram vários disparos. Ninguém foi preso até o momento, mas a Polícia Civil está investigando o caso. (Com informações do blog do Alvinho Patriota)