Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Secretário de Justiça e Direitos Humanos descarta possibilidade de ataques de facções em Pernambuco

(Foto: Arquivo/Jornal do Commercio)

Diante da série de ataques articulados por facções ocorrida no estado do Ceará na madrugada desta sexta-feira (04), o secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, Pedro Eurico, afastou a possibilidade de uma situação semelhantes acontecer em Pernambuco. “Aqui não vai acontecer nada. Aqui nós temos um ambiente de fiscalização permanente dessas organizações. As facções aqui não estão empoderadas”, afirmou em entrevista à Rádio Jornal, na manhã de hoje (04).

Segundo o secretário, o governo mantém o diálogo com todos os presos, visitando os presídios do Estado. “Eu converso com todos os presos, vou aos presídios. Não converso com facções, não vou conversar e não sei nem quem é. A gente dá um tratamento de dignidade para a situação do preso”, completou Eurico.

Ao longo da entrevista, Pedro Eurico ainda lançou críticas ao secretário de Administração Penitenciária (SAP) do Ceará, o policial civil Luís Mauro Albuquerque, que segundo o pernambucano, quando Mauro comandava a pasta no Rio Grande do Norte, a situação também chegou a chamar a atenção das autoridades. “Mas o senhor secretário (Mauro) foi também do Rio Grande do Norte e tem vídeo dele jogando bombas de efeito moral dentro de uma cadeia. Esse tipo de bravata não resolve o problema no sistema prisional”, criticou.

‘Tem risco, sim’

LEIA MAIS