Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Programa busca incentivar doação de leite materno em Petrolina

Projeto busca criar campanhas educativas a nível municipal (Foto: iStock.com/Getty Images)

As doações no Banco de Leite Materno (Biama) do Hospital Dom Malan, em Petrolina tendem a cair no mês de janeiro, por isso a unidade intensifica o clamor para que mães possam contribuir com o abastecimento e consequentemente, contribuindo com outros bebês atendidos no hospital.

Na tentativa de fortalecer o trabalho do Biama um projeto de lei foi aprovado em dezembro de 2018 na Câmara de Vereadores de Petrolina. A matéria de autoria do vereador Elias Jardim (PHS) cria o Programa de Doação de Leite Materno.

LEIA TAMBÉM:

Estoque do Banco de Leite do Hospital Dom Malan é considerado crítico, Secretaria Estadual de Saúde reforça importância de doação

O PL nº 105/2018 busca conscientizar a população local, através de campanhas publicitárias e educativas, a importância da doação. É prevista a destinação de orçamento municipal para essa atividade que terá caráter permanente e deve fortalecer o trabalho do Banco de Leite.

LEIA MAIS

Exoneração de Zé Batista é publicada, vereador reassume cadeira na Câmara de Vereadores

O que o vereador José Batista da Gama (PSB) havia anunciado no dia 1º de janeiro desse ano se concretizou na terça-feira (8). A exoneração do então secretário de Desenvolvimento Econômico e Agrário foi publicada no Diário Oficial de ontem, através  da Portaria nº 1805/2019.

Zé Batista ocupava a pasta desde o início da gestão do prefeito Miguel Coelho, mas com a reforma administrativa a secretaria foi extinta e Agricultura se uniu a Governo, enquanto que Desenvolvimento Econômico está com Turismo.

LEIA TAMBÉM:

De volta à Câmara, Zé Batista manda recado a colegas e pede respeito

O vereador foi eleito com 1,58% dos votos, equivalente a 2.492 votos na eleição de outubro. Com seu retorno à Câmara de Vereadores o destino de Ibamar Fernandes (PTB), membro da base governista é incerto. Outra mudança sancionada ontem foi a nomeação de Orlando Tolentino para o cargo de Coordenador de Assessoria.

Tolentino ocupava a função de secretário municipal de Planejamento e Inovação, outra pasta extinta na reforma. Ele será o elo entre a gestão de Miguel e a Câmara de Vereadores, cargo que já exerceu durante o mandato do prefeito.

Novo 2º secretário, Rodrigo Araújo espera melhora nos trabalhos da Câmara de Vereadores

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Entre as novidades na Mesa Diretora da Casa Plínio Amorim no biênio 2019/2020, que tomou posse no dia 1º de janeiro, está o vereador Rodrigo Araújo (PSC). Ele exercerá a função de segundo secretário e se disse honrado em poder contribuir para os trabalhos na Câmara de Vereadores.

“Fico muito feliz de fazer parte dessa nova Mesa como segundo secretário. Quero me dedicar, quero ser responsável com esse cargo que me foi dado e vocês podem confiar que eu farei tudo para que não decepcione ninguém”, disse o edil que está em seu primeiro mandato.

Rodrigo avaliou a nova Mesa e disse esperar uma melhora no trabalho da Câmara, que em 2018 foi marcada por discussões públicas, no momento das das sessões e rusgas entre os colegas.

“Essa Mesa é mista, ela têm pessoas calmas, têm pessoas brigonas. Mas com certeza é uma Mesa que tem muita responsabilidade, até porque nós estamos aqui porque merecemos estar. Compreendo quando a Mesa se impor de uma forma mais rígida, o recado foi dado. A partir da primeira sessão a gente tem que tentar melhorar, no bom sentido”, concluiu.

Manoel da Acosap justifica decisão de não compor Mesa Diretora da Câmara: “Não sou vaidoso”

(Foto: Blog Waldiney Passos)

No biênio 2019/2020 o vereador Manoel da Acosap (PTB) estará na “planície” e não fará mais parte da Mesa Diretora. Durante a cerimônia de posse dos colegas que vão comandar os trabalhos na Casa Plínio Amorim o edil comentou sua decisão.

Manoel foi um dos principais responsáveis pelo projeto da reforma administrativa, que segundo ele resultou em desgaste com os colegas, em especial o presidente da Câmara, Osório Siqueira (PSB). Para Manoel a opção de não compor a Mesa foi pensada em abrir espaço aos companheiros de partido.

“Quero agradecer a cada um de vocês pela confiança. Não estou aqui porque não quis,  eu não sou vaidoso, eu acho que teria que dar oportunidade a quem queria estar ai, que era os membros do meu partido. Para o bom andamento da Casa e abrir oportunidade para os membros do próprio partido, eu decidi descer para a planície“, destacou.

Osinaldo Souza (PTB) que é companheiro de partido de Manoel agradeceu a atitude do colega. “O vereador não fez questão nenhuma, foi muito gentil na hora da composição da Mesa em que eu pedi a 1ª secretaria. Em qualquer cargo que Manoel queira dentro do partido ele tem meu apoio. Ele foi muito humano e gentil”, afirmou Osinaldo.

Além de Osinaldo o PTB terá Ronaldo Souza compondo a Mesa, no cargo de primeiro vice-presidente. A nova Mesa Diretora fica no comando da Câmara até o dia 31 de dezembro de 2020.

Lóssio afirma não temer reprovação de contas na Câmara de Petrolina: “Eu não perco uma noite de sono com isso”

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Julio Lóssio ainda não teve suas contas analisadas pela Câmara de Vereadores de Petrolina, apesar de a votação ter sido tema de conversas nos bastidores da política em 2018 na Casa Plínio Amorim. Em conversa com a imprensa local o ex-prefeito disse não temer a reprovação.

“Minhas contas como a de Fernando Bezerra, como a de Guilherme Coelho, como a de Odacy Amorim foram aprovadas com ressalvas. Aero [Cruz] é o braço político do grupo do prefeito. Eu não perco uma noite de sono com isso”, disse o ex-prefeito.

Aero Cruz (PSB), líder do governo na Câmara foi o relator e deu um parecer reprovando as contas, já o presidente da Comissão de Finanças, Ronaldo Silva (MDB) não divulgou seu posicionamento. Ainda segundo Lóssio, se houver uma reprovação na Casa Plínio Amorim é resultado de uma atitude política.

“Eu não tenho com nenhum vereador problemas pessoais, com qualquer um. Se houver uma reprovação é uma reprovação política, eu vou recorrer. Se não puder ser candidato, se não puder trabalhar com política não vai mudar minha vida”, finalizou.

Maria Elena promete atuação resistente na defesa dos direitos da mulher

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Na cerimônia de posse da nova Mesa Diretora da Casa Plínio Amorim a vereadora Maria Elena de Alencar (PRTB) já deixou claro que 2019 será um ano de luta pelos direitos das mulheres na Câmara de Petrolina. Apesar de apenas duas representantes femininas no Legislativo, Elena afirma que o trabalho da dupla será ainda mais ativo.

“A voz da mulher aqui, embora só em torno da minha pessoa e a de Cristina [Costa], nós vamos fazer dessa Casa cada vez mais resistente, que ela produza e legisle em função da maioria do povo de toda Petrolina, inclusive da maioria das mulheres”, destacou a vereadora.

Manutenção de políticas públicas

A colocação de Elena fez referência também à posse de Jair Bolsonaro (PSL) como presidente da República. Ela disse esperar que o novo governo federal faça uma boa gestão, sem excluir o direito das mulheres e das minorias, como os LGBTs. “Eu rezava por ele, rezava por sua gestão rogando a Deus que nenhuma das conquistas sociais que hoje são políticas públicas possam ser desconstruídas”, pediu.

Osório presidente

A vereadora já foi presidente da Câmara e parabenizou o colega Osório Siqueira (PSB) pela reeleição ao cargo. “Queria dar parabéns e desejar a esta Mesa que aja proativamente, que amarre as coisas que deram certo ao longo do seus mandatos e que aproveitem a experiência [dos membros] e procurem fazer cada vez mais um trabalho que orgulhe e enalteça o parlamento de Petrolina”, afirmou.

72 BI afirma não ter débitos com pipeiros de Petrolina

Dezembro terminou com manifestação de um grupo de pipeiros na Câmara de Vereadores de Petrolina. Eles alegavam falta de pagamento pelo serviço prestado na zona rural do município. À época nossa equipe entrou em contato com o Ministério da Integração Nacional e o 72º Batalhão de Infantaria Motorizado (BIMTZ) solicitando um posicionamento dos órgãos.

Hoje (2) o Exército Brasileiro emitiu uma nota ao Blog Waldiney Passos com os esclarecimentos a respeito da Operação Pipa na região. Segundo a nota as pendências financeiras foram quitadas, ou seja “os pagamentos previstos, realizados conforme as regras editalícias vigentes, relativos aos meses de janeiro a novembro de 2018”.

LEIA TAMBÉM:

Pipeiros de Petrolina vão a Câmara e cobram pagamento por serviços da ‘Operação Pipa’

De acordo com o Exército os pipeiros que se manifestaram na Câmara de Vereadores tiveram “suas carradas (entregas de água) não validadas pelo sistema de rastreamento e monitoramento (GPS), o qual constitui o instrumento obrigatório para a validação do pagamento das referidas carradas”, informa a nota.

Reunião com vereadores

Conforme o Blog havia noticiado uma comissão de vereadores havia se comprometido a acompanhar os pipeiros para uma reunião no Exército de Petrolina, fato confirmado pelo 72 BIMTZ. No entanto “nenhum dos solicitantes ou seus representantes compareceram ao aludido evento”.

Nossa produção segue buscando contato com os pipeiros e vereadores de Petrolina, para saber por quais motivos a reunião foi realizada. Desde já o espaço do Blog está aberto aos esclarecimentos.

Primeira vereadora do PT é homenageada durante sessão solene na Câmara de Petrolina

A sessão solene de terça-feira (1º) na Câmara de Vereadores de Petrolina foi marcada por uma homenagem a ex-vereadora de Petrolina que morreu no final de dezembro. Maria José Farias foi a primeira mulher eleita pelo Partido dos Trabalhadores (PT) na cidade e exerceu sua função legislativa entre 1989 e 1992.

LEIA TAMBÉM:

Companheiros de partido destacam história de Maria José, primeira vereadora do PT em Petrolina

Em seu discurso o líder da oposição, Paulo Valgueiro (MDB) lembrou o nome de Maria José e pediu uma salva de palmas. “Essa fala é para homenagear uma grande amiga que perdemos no último dia 23 de dezembro e que fez parte dessa Casa junto com o vereador José Batista da Gama. Não vou pedir um minuto de silêncio porque Maria José era uma pessoa muito dinâmica, vou pedir a vocês uma salva de palmas”, disse Valgueiro.

O público presente, juntamente com os edis e convidados atenderam ao pedido de Valgueiro e saudaram a ex-vereadora. Maria José morreu em consequência de problemas de saúde. Figura conhecida também na comunidade católica, destacou-se pela atuação social, levantando a bandeira dos menos favorecidos.

Cancão afirma ter virado a página com Osório e propõe aliança na Câmara de Petrolina

(Foto: Wesley Lopes/Ascom CMP)

Empossado vice-presidente da Câmara de Vereadores de Petrolina, Ronaldo Souza (PTB) discursou num tom reconciliador. Ele terminou 2018 com relação estremecida com os edis, especialmente com os da situação, tecendo críticas aos colegas da antiga Mesa Diretora.

Agora membro da Mesa Diretora no biênio 2019/2020 Cancão disse ter virado a página e quer começar 2019 em paz com todos, principalmente com o presidente Osório Siqueira (PSB). “Vamos construir um novo tempo na Casa Plínio Amorim, isso vai ser construído na coletividade. Vossa Excelência vai ter meu apoio irrestrito, vai ter o apoio da Mesa, vai ter o apoio dos outros companheiros. Vou virar a página para que a gente possa construir um novo relacionamento”, afirmou.

LEIA TAMBÉM:

De volta à Câmara, Zé Batista manda recado a colegas e pede respeito 

Com Osório reeleito presidente, Mesa Diretora é empossada na Câmara de Petrolina

Apesar do tom conciliador, Cancão voltou a cobrar o cumprimento do Regimento Interno e afirmou ser necessário resgatar o prestígio da Câmara de Vereadores. “Eu não estou para fazer corretivo na vida de ninguém, até porque Vossas Excelências, cada um de vocês têm o Regimento Interno, tem a Lei Orgânica e tem o Código de Ética. Se colocar em prática é desnecessário cobrar qualquer repreensão”, destacou.

De volta à Câmara, Zé Batista manda recado a colegas e pede respeito

(Foto: Wesley Lopes/Ascom CMP)

O vereador licenciado e atual secretário de Desenvolvimento Agrário, José Batista da Gama (PSB) voltou à Câmara de Vereadores na terça-feira (1º) para a cerimônia de posse da nova Mesa Diretora da Casa Plínio Amorim. E Zé Batista não poupou elogios a Osório Siqueira (PSB) reeleito presidente.

“Você é um gigante, vossa Excelência é um herói porque comandar uma Casa Legislativa como a de Petrolina por 10 anos é preciso ter muita liderança, é preciso ter muito prestígio, é preciso ter muito jogo de cintura”, destacou o edil.

LEIA TAMBÉM:

Com Osório reeleito presidente, Mesa Diretora é empossada na Câmara de Petrolina

Em discurso na Tribuna Livre Zé Batista confirmou que voltará à Casa Plínio Amorim, já que a reforma administrativa de Miguel Coelho deve afetar seu posto de secretário. “Deverei estar voltando a essa Casa em fevereiro. Tive uma conversa muito sincera com o prefeito e o prefeito está fazendo uma arrumação na equipe para dar uma energia nova e realmente encontrar os destinos que ele norteou no seu plano de governo”, afirmou.

LEIA MAIS

Com Osório reeleito presidente, Mesa Diretora é empossada na Câmara de Petrolina

(Foto: Wesley Lopes/Ascom CMP)

A terça-feira (1º) foi dia de solenidade em Petrolina. No final da tarde a nova Mesa Diretora da Câmara de Vereadores tomou posse e viu Osório Siqueira (PSB) fazer história ao assumir seu quinto mandato como presidente da Casa Plínio Amorim.

No biênio 2019/2020 ele estará acompanhado de Ronaldo Souza (PTB) como 1º vice-presidente, Gilberto Melo (PR) 2º vice-presidente, Major Enfermeiro (MDB) 3º vice-presidente, Osinaldo Souza (PTB) na função de 1º secretário, Rodrigo Teixeira (PSC) como 2º secretário e Elias Jardim (PHS)  como 3º secretário.

Após o hino nacional os edis eleitos fizeram o juramento. Essa Mesa Diretora seguirá no comando da Casa Plínio Amorim até o dia 31 de dezembro de 2020. A primeira sessão desse ano está marcada para o dia 5 de fevereiro, já com a reforma administrativa aprovada no ano passado.

Petrolina: às vésperas da posse da nova Mesa Diretora da Câmara, projeto da reforma administrativa é sancionado 

(Foto: Blog Waldiney Passos)

A tarde do dia 1º de janeiro será marcada não apenas pela cerimônia de posse do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Na Casa Plínio Amorim a nova Mesa Diretora assume o comando da Câmara de Vereadores e a reforma administrativa aprovada nesse ano passará a valer.

LEIA TAMBÉM:

Reforma administrativa da Câmara de Petrolina é aprovada pelos vereadores

O projeto aprovado no começo de dezembro foi sancionado no Diário Oficial de sexta-feira (28). A Lei Municipal nº 3.131/2018 prevê que a estrutura da Câmara será composta pela Presidência, Secretaria, Consultoria Jurídica, Coordenadoria de Controle Interno, além dos gabinetes dos vereadores.

Foram extintos 34 cargos e criados mais de 100 cargos. A reforma foi aprovada com a justificativa de readequar a estrutura da Câmara e modernizar o serviço prestado pelo poder Legislativo municipal.

Vereadores rejeitam discussão sobre projeto de Ronaldo Silva, matéria deve ficar para 2019

(Foto: Blog Waldiney Passos)

A última sessão legislativa de 2018 na Casa Plínio Amorim foi marcada pela tranquilidade dos discursos de fim de ano e a votação de projetos de lei do Legislativo. Seis matérias estavam na ordem do dia e foram analisadas, terminando com votação unânime de 17 votos a zero.

No entanto, após a votação o vereador Ronaldo Silva (PSDB) tentou colocar em análise uma matéria de sua autoria e encontrou resistência dos colegas, inclusive da bancada de situação. O projeto buscava “capacitação das merendeiras”, justificou o edil.

De acordo com Ronaldo a matéria visa orientar os profissionais que atuam nas escolas e creches municipais, dando orientações a essas merendeiras sobre a manipulação de alimentos. Apesar da tentativa de colocar o projeto em votação a matéria foi rejeitada pelos colegas.

LEIA MAIS

Gaturiano coloca ponto final em polêmica com Cristina Costa: “o pedido de desculpa da senhora foi aceito”

(Foto: Blog Waldiney Passos)

O vereador Gaturiano Cigano (PRP) terminou o ano colocando um ponto final na rusga com a vereadora Cristina Costa (PT). O edil ficou descontente com um comentário emitido pela petista durante a votação da reforma administrativa proposta pela Poder Executivo de Petrolina.

Usando a Tribuna Livre na última sessão de 2018 Gaturiano aceitou o pedido público de desculpas da colega e justificou o porquê da sua reação. “O pedido de desculpa da senhora foi aceito, a senhora sabe do respeito e do carinho que eu sinto pela senhora. Me exaltei naquele momento porque eu sei da dificuldade que eu senti durante a campanha para poder estar aqui. Levei o nome de ladrão, que cigano é matador”, explicou.

LEIA TAMBÉM:

Bancada da oposição cita “pegadinhas” na reforma administrativa; fala de Cristina gera incômodo em colegas da situação

Durante a votação da reforma Cristina fez uma afirmação pesada contra os membros da situação, alegando que eles são subservientes ao prefeito Miguel Coelho e recebem dinheiro para aprovar as matérias do Executivo. Gaturiano não gostou da afirmação, mas reconheceu que se exaltou.

“Se me exaltei com a senhora peço desculpas. [Gostaria] de dizer pra senhora que a senhora tem todo meu respeito. Se eu errei em algum momento peço desculpas a senhora”, finalizou.

Aero Cruz discursa na Câmara em tom de despedida: “O futuro a Deus pertence”

Líder da situação desde o primeiro semestre de 2018 o vereador Aero Cruz (PSB) fez um discurso na quinta-feira (20) que chamou a atenção dos colegas de Câmara. A sessão foi a última do ano e o edil falou em tom de despedida, deixando em aberto o seu futuro na Casa Plínio Amorim.

“[Quero] Agradecer primeiramente a Deus por estar aqui nessa Casa como vereador, procurando fazer minha parte. Quero agradecer a confiança do prefeito Miguel Coelho, aonde me entregou a liderança da bancada, agradecer a confiança do senador Fernando Bezerra, do deputado Antônio Coelho, do deputado federal Fernando Filho e a cada um dos vereadores dessa Casa, quero dizer que aprendi muito aqui nos debates”, destacou.

Possível saída

A fala de Aero foi entendida pelos colegas como um até breve, deixando subentendido sua saída da Câmara para assumir alguma secretaria na gestão de Miguel Coelho. “Que o senhor faça um belíssimo trabalho e não esqueça que 2020 vem aí, todos no mesmo caminho e desejo boa sorte”, discursou Ronaldo Silva (PSDB).

LEIA MAIS
123