Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Vítima de calúnia e difamação, cantor Flávio Leandro presta queixa contra ataque sofrido nas redes sociais

(Foto: Internet)

Por meio das redes sociais, o cantor Flávio Leandro divulgou uma foto, na última sexta-feira (23), no momento em  prestou queixa na Delegacia de Polícia Civil, em Recife (PE), contra ataques que teria sofrido de pessoas que teriam duvidado que a autoria da música “Chuva de Honestidade” seria dele.

“Às pessoas que preferiram a calúnia, a difamação e a injúria ao debate sadio e civilizado em meus canais de comunicação, informo que recorri às autoridades competentes para que sejam reparados os ataques recentes dirigidos contra a minha honra e reputação”, diz o cantor em postagem feita no Instagram.

LEIA MAIS

Moradores denunciam falta de iluminação e limpeza no bairro Piranga II

Um morador do bairro Piranga II entrou em contato com o Blog Waldiney Passos, para denunciar problemas de infraestrutura que têm comprometido a qualidade de vida da população local. Segundo o denunciante, em diversas ruas do bairro falta limpeza e iluminação pública.

“Existe uma área próxima aos caminhos 01, 02 ,03, 11 e  12, que segundo o presidente do bairro, é particular, essa área esta servindo como lixão e alguns moradores ateiam fogo nessa área para acabar com o lixo, o que acaba causando problemas de saúde, pois na rua que moro tem pessoas que sofrem com falta de ar. Essa área serve de acesso ao Residencial Mairi, Residencial São Francisco, Malhada da Areia  e outros bairros. Hoje essa área se encontra sem iluminação, com um matagal alto e continua servindo de lixão”, relata o morador.

LEIA MAIS

Em nota, SAMU de Juazeiro afirma que paciente se recusou a ser conduzido para o hospital

(Foto: Ascom)

O blog Waldiney Passos publicou uma matéria, na manhã desta sexta-feira (23), sobre uma denúncia a respeito da negativa do SAMU em atender um senhor, identificado como José Raimundo Neves, de 59 anos, morador do bairro Codevasf. O fato aconteceu na última quarta-feira (21), e o senhor foi encontrado sem vida nesta quinta-feira (22).

Em resposta à solicitação do blog, a Secretaria da Saúde de Juazeiro/SESAU esclareceu que na última quarta-feira (21), às 18h30, o SAMU recebeu uma solicitação de ocorrência feita por populares para atendimento ao senhor José Raimundo Neves, que foi prontamente atendida.

“A equipe prontamente chegou ao local e verificou a situação de abandono do paciente, residindo em um terreno baldio. No local também não havia familiares, apenas vizinhos e populares. Como de praxe, verificou-se os sinais vitais do senhor José Raimundo e não foi apresentada nenhuma alteração”, diz um trecho da nota da SESAU.

LEIA MAIS

Estacionamento: leitor denuncia prática de extorsão cometida por flanelinhas no Centro de Petrolina

(Foto: Ilustração)

A atuação dos flanelinhas em Petrolina (PE), tem deixado a população local preocupada e indignada. Isso por conta da conduta e comportamento dos indivíduos que ganham a vida nas ruas da cidade oferecendo serviços de lavagem de automóveis, e até mesmo aquela “olhadinha”, com a promessa de garantir a segurança dos veículos.

LEIA TAMBÉM:

Briga com pedras entre flanelinhas é registrada no Centro de Petrolina

As brigas, que muitas vezes acabam em homicídio, têm sido comuns entre membros dessa categoria. Além disso, outra prática ilegal tem sido recorrentemente cometida em Petrolina, como denuncia um leitor que preferiu não se identificar: “Os flanelinhas estão cobrando R$ 5,00 e ainda dão o ticket em locais de zona azul.”

LEIA MAIS

Moradores da Cohab Massangano reclamam de som alto e cobram providências da Polícia Militar

(Foto: Ilustração)

O Blog Waldiney Passos recebeu nesta segunda-feira (5), um desabafo de um morador do bairro Cohab Massangano, em Petrolina (PE), dando conta de que a população não suporta mais, ser obrigada a conviver com som alto.

Segundo o denunciante, aos finais de semana, moradores de uma residência, localizada na Rua 99, do referido bairro, ligam o som em alto volume, sem hora para desligar. A população da localidade não sabe mais o que fazer para resolver o problema, e cobra providências da Polícia Militar.

“As pessoas das Ruas 94, 95, 96 e 99, já estão se mobilizando para fazer um ofício para a Polícia Militar, para que tomem providências, pois nestas ruas tem pessoas idosas, crianças e enfermos”, disse o morador.

Diante da denúncia, o Blog procurou a Polícia Militar de Pernambuco, para saber quais medidas serão tomadas, bem como, qual orientação deve ser dada aos moradores que estão sendo prejudicados. Até o momento não obtivemos resposta.

Leitora flagra carroceiro despejando entulho em terreno e cobra providências

Ação e corriqueira em vários pontos da cidade.

Uma leitora, que preferiu não se identificar, entrou em contato com nosso blog, nesta sexta-feira (02), para denunciar um carroceiro que foi flagrado despejando entulho e lixo em um terreno baldio no bairro Gercino Coelho nessa quinta-feira (01).

De acordo com a denúncia, o carroceiro estava pegando o material em uma rua próxima e jogando no terreno, que fica localizado na rua Antônio Raposo Tavares, que fica por trás da Avenida Honorato Viana. “Ficou o rastro de sujeira na rua, porque estavam caindo alguns pedaços”, disse.

A leitora cobrou ações da prefeitura para coibir atividades desse tipo. “A prefeitura poderia simplesmente dar um ultimato ao dono do terreno para murar. Caso não cumprisse, receberia uma multa grande”, afirmou.

Nosso blog entrou em contato com a prefeitura e aguarda resposta.

Seculte rebate denúncia sobre contratação de Raimundinho do Acordeon apresentando retificação feita no Diário Oficial do Município

(Foto: Ascom/PMJ)

Uma polêmica envolvendo o músico Raimundinho do Acordeon e a prefeitura de Juazeiro (BA), ganhou os noticiários da região nesta terça-feira (30). A confusão se deu, após uma denúncia informar que o artista teria sido contratado para a Marcha para Jesus, sendo que o mesmo não se apresentou no evento.

LEIA TAMBÉM:

Raimundinho do Acordeon nega contrato para Marcha de Jesus em Juazeiro

Hoje, Raimundinho negou a contratação. Ele afirmou que foi contratado pela prefeitura municipal para se apresentar apenas no dia 13 de julho, durante as comemorações do aniversário de Juazeiro.

LEIA MAIS

Moradores do bairro Km 2 reclamam de descarte de entulho na Rua José Bonifácio

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Conviver com o descarte irregular de entulho, é quase que unanimidade nos bairros de Petrolina (PE). No bairro Km 2, mais precisamente, na Rua José Bonifácio, o entulho descartado em um terreno baldio já invadiu a via pública e tem causado transtornos aos moradores da localidade.

Indignados, os moradores procuraram o Blog Waldiney Passos para denunciar a irregularidade e cobrar providências do poder público.

“A falta de respeito para com as pessoas e com o trânsito na Rua José Bonifácio é latente. O entulho jogado na via já tomou espaço de um lado a outro da rua, apesar da placa: “Proibido jogar lixo”. Exigimos que as autoridades competentes tomem as devidas providências”, disse um morador.

LEIA MAIS

Juazeiro: moradores do bairro Argemiro cobram pavimentação de ruas e avenidas

(Foto: Reprodução/ WhatsApp)

Há anos, moradores do bairro Argemiro, em Juazeiro (BA), estão sofrendo com a falta de infraestrutura na localidade. A falta de pavimentação é um dos problemas mais graves, segundo moradores que procuram o Blog Waldiney Passos.

“Crianças brincam em meio ao lixo, poeira e buracos. Quando chove a rua fica intransitável. E essa obra de calçamento até hoje não foi concluída”, disse uma moradora da Rua São Francisco do referido bairro.

Diante da denúncia, o Blog procurou a prefeitura de Juazeiro para saber quais providências serão tomadas. Em nota, a gestão municipal, por meio da Secretaria de Obras e Desenvolvimento Urbano (SEDUR), informou que “a pavimentação da Rua São Francisco, localizada no bairro Argemiro, está entre as vias previstas para ser pavimentada dentro do projeto Intervenção da Poligonal Urbana, uma das iniciativas da Prefeitura de Juazeiro que tem como foco a diminuição do déficit de pavimentação na cidade.”

Ainda de acordo com a SEDUR, no momento, “o contrato do projeto está passando por um replanilhamento de valores e assim que for concluído, as obras serão retomadas beneficiando não só ruas do bairro Argemiro, mas também de outros 11 bairros que compõem a Poligonal Urbana de Juazeiro.”

Compesa responde leitor sobre obra no Portal da Cidade

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

No último final de semana o Blog mostrou a queixa de um leitor a respeito do bairro Portal da Cidade, em Petrolina. A comunidade chamava atenção para uma obra na Rua do Pandeiro que está causando muita dor de cabeça as moradores.

LEIA TAMBÉM:

Obra no Portal da Cidade provoca transtornos a moradores do bairro

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) respondeu através de nota desconhecer qualquer problema de falta d’água na rua. Contudo, uma equipe será enviada ao endereço a fim de apurar possíveis irregularidades na obra. “Caso seja comprovado os danos à rede de distribuição de água, a Compesa adotará as providências para executar os serviços de reparo”, informa a nota.

Confira a seguir a resposta da Companhia:

LEIA MAIS

Leitor critica Compesa por serviço na Monsenhor Ângelo Sampaio; Prefeitura notifica Companhia

Compesa foi multada pela Prefeitura de Petrolina (Foto: Reprodução/WhatsApp)

“As avenidas todas pavimentadas ai a Compesa destrói”. A frase é de um leitor que encaminhou a foto de um buraco aberto na Avenida Monsenhor Ângelo Sampaio, em Petrolina durante o final de semana. A faixa da avenida que vai sentido a Orla foi interditada e a Prefeitura de Petrolina notificou a Compesa pelo buraco aberto.

De acordo com o diretor presidente da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Município de Petrolina (Armup), Rubem Franca, a Companhia tem um prazo de até cinco dias para recuperar os danos causados na via.

“A Armup tem feito fiscalizações constantemente para assegurar que os petrolinenses tenham seus direitos preservados, principalmente, quando se trata de segurança. Por isso, não podemos admitir que a Compesa deixe serviços pela metade ou não recupere as vias públicas danificadas pelos seus serviços”, disse o diretor-presidente.

Nossa produção também procurou a Compesa, que até o momento não se pronunciou a respeito do problema. A Prefeitura ressalta que a população pode denunciar casos como o mostrado na matéria através do número 0800-2812479 (Armup) ou ainda na Ouvidoria Municipal: 156, no site da prefeitura e WhatsApp (87) 99190-7475.

Petrolina: aparição constante de ‘barbeiros’ preocupa moradores da Cohab Massangano

A doença de Chagas é causada pelo protozoário Tripanossoma cruzi, cujo vetor é o triatomíneo, popularmente conhecido como barbeiro (Foto: Internet)

Preocupados com a aparição constante do inseto ‘barbeiro’, no bairro Conhab 5, em Petrolina (PE), os moradores  da comunidade resolveram procurar o Blog Waldiney Passos para denunciar a situação e cobrar providências ao poder público.

O inseto é um dos principais transmissores da doença de Chagas, que é transmitida por um parasita que pode ser encontrado nas fezes de alguns insetos.

LEIA MAIS

Lei do silêncio: Moradores do N-10 reclamam da falta de fiscalização e PM-PE reforça atuação da Polícia

(Foto: Ilustração)

Moradores do Projeto Senador Nilo Coelho – Núcleo 10, zona rural de Petrolina, entraram em contato com o Blog Waldiney Passos, para denunciar a falta de fiscalização da PM sobre a Lei do Silêncio nas comunidades do interior do município

De acordo com um morador da localidade, as equipes são acionadas, porém não vêm atendendo as demandas da comunidade. Com a falta de fiscalização, os infratores prosseguem com som alto em bares e residências até o dia amanhecer, prejudicando o repouso dos residentes.

“Passaram a noite com esse som ligado perturbando as pessoas que trabalham. Quando eu ligo só dizem que vão mandar uma viatura, mas essa viatura nunca chega”, relatou o denunciante.

LEIA MAIS

Juazeiro: câmeras flagram agressão de PMs a jovem

Três pessoas teriam sido vítimas de agressões de PMs (Foto: Reprodução/TV São Francisco)

Uma abordagem que culmina em agressões a um jovem. Foram essas imagens que uma câmera de vigilância flagrou na última terça-feira (25), em Juazeiro (BA). Dois policiais militares da Bahia agridem com socos e tapas um rapaz que caminhava pela calçada.

As imagens foram divulgadas na sexta-feira (28), dia no qual a vítima procurou a polícia para registrar um Boletim de Ocorrência. “Eles já chegaram me batendo. O primeiro já me deu um murro no peito. Aí o outro começou a bater do outro lado. Eu fiquei praticamente sem reação”, contou.

O caso será encaminhado para a Corregedoria da Polícia Militar da Bahia. Além dele, outros dois adolescentes, de 13 e 16 anos também narraram ter sido vítimas de agressões na semana passada. “O policial puxou meu cabelo e me deu um tapa no rosto“, conta a garota.

LEIA MAIS

Juazeiro: Ministério Público Federal denuncia servidoras envolvidas em fraude milionária contra o INSS

A ação penal é decorrente da Operação Ameaça Fantasma, deflagrada em Juazeiro (Foto: Internet)

Na última quinta-feira (27), o Ministério Público Federal (MPF) tornou pública a denúncia oferecida à Justiça Federal, em Juazeiro (BA), contra dez envolvidos em fraudes contra o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que causaram prejuízo aos cofres públicos de quase R$ 1,4 milhão. A ação penal, ajuizada pelo procurador da República Filipe Albernaz Pires, que atua em Petrolina/Juazeiro, é decorrente da Operação Ameaça Fantasma, deflagrada pela Polícia Federal em 2016, no município de Juazeiro.

De acordo com informações do MPF, as investigações apontaram que duas servidoras do INSS, lotadas na agência de Juazeiro, cooptaram diversos particulares para a obtenção indevida de pensão por morte de segurados especiais, entre 2012 e 2013. Além das servidoras, o MPF também denunciou oito pessoas envolvidas nas fraudes.

Segundo a denúncia, a prática consistia na inserção de dados falsos no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), com cadastro de segurados e beneficiários fictícios ou inclusão de informações falsas em cadastros verdadeiros. Após o cadastro no CNIS, as servidoras utilizavam matrícula e senha de outros servidores, de forma não autorizada, ou mesmo falsificavam assinaturas, para inserir os dados no sistema do INSS e liberar a concessão dos benefícios indevidos. Além disso, também cadastravam os particulares cooptados como representantes legais dos beneficiários fictícios, para possibilitar o saque das parcelas dos benefícios.

LEIA MAIS
123