Juazeiro: bairros ficarão sem água na sexta-feira (11)

Na próxima sexta-feira (11), 13 bairros de Juazeiro ficarão sem água. Segundo o Serviço de Água e Saneamento Ambiental (SAAE), o motivo na interrupção do abastecimento é a manutenção no flutuante da estação de captação.

De acordo com o SAAE, o fornecimento será interrompido das 10h às 13h nos bairros Pirangas I e II, Quidé, Dom José Rodrigues, João XXIII, Alto do Alencar, Dom Thomaz, Monte Serrat, Loteamento Barranqueiro, Alto do Cruzeiro, Monte Castelo, Sol Levante e Condomínio Mais Viver.

Ainda segundo a empresa, “a paralisação se faz necessário para melhor eficácia do serviço e, tão logo seja concluído, o abastecimento voltará à normalidade”, informou a nota.

SAAE interrompe fornecimento de água em 24 bairros de Juazeiro

O fornecimento de água em Juazeiro precisou ser interrompido na noite da quinta-feira (26), informou o Serviço de Água e Saneamento Ambiental (SAAE).

De acordo com o SAAE, o motivo da interrupção foi o rompimento e consequente afundamento do flutuante na Estação de Captação, causado pela elevação da água no Rio São Francisco.

A previsão é que o serviço seja normalizado até o final da tarde dessa sexta-feira (27). Enquanto isso, 24 bairros estão sem água, em diferentes pontos da cidade, a exemplo do Piranga, Quidé e Country Clube.

Confira a nota enviada pelo SAAE:

LEIA MAIS

Falta água no bairro Atrás da Banca; Compesa informa que está trabalhando para solucionar problema

(Foto: Arquivo)

Moradores do bairro Atrás da Banca entraram em contato com a nossa equipe, para denunciar a falta d’água na comunidade, desde o meio dia da quinta-feira (22). Segundo o leitor Adriano Silva Cavalcante relatou ao Blog, os moradores estão vivendo uma situação difícil com o abastecimento interrompido.

Nossa equipe entrou em contato com a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) em Petrolina, para saber o motivo do corte de abastecimento.

A Assessoria de Comunicação informou, através de uma nota, que desde o dia 16 de fevereiro ficou constatado uma queda de pressão nos bairros Atrás da Banca, Cohab Massangano, Distrito Industrial, Gercino Coelho, Palhinhas, Park Massangano e Orla 2, devido à um vazamento.

LEIA MAIS

Moradores da Zona Rural de Petrolina reclamam de falta d’água e pedem ação da Codevasf

Além de enfrentar a seca que assola o Nordeste do país, os petrolinenses residentes na Zona Rural estão passando por dificuldades pela constante falta d’água na região.

Segundo a vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura de Petrolina, Maria de Lourdes de Menezes Lima, moradora do Pontal, conhecida como “Lurdinha”, a Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf) não tem liberado água para o riacho que abastece as comunidades da Zona Rural como Lajedo, Jatobá, Bela Vista, Assentamento Welson Maciel, Gavião, Poço do Canto e Londrina.

“Essa água percorre um riacho perenizado. Já faz 21 anos que essa água passa pelo local temporariamente. As pessoas se acostumaram com a água, mas estamos há um mês sem água. São locais de assentamentos com mais de 25 famílias e comunidades que não são de assentamentos, o que dá cerca de 300 famílias precisando de água. Quando a água não sai do canal para o riacho, as famílias ficam sem água. Ou para o consumo humano, animal ou para plantas, essas famílias tiram seu sustento dessa água”, afirmou.

Ainda segundo Maria de Lourdes, a principal reivindicação dos agricultores é que a água volte a correr pelo riacho e que chegue às casas por meio de tubulações, já que, atualmente, os moradores têm que pegar água direto do riacho para abastecer suas residências.

“Não estamos brigando por carro pipa, o que queremos é que a água percorra o riacho perenizado, que é uma água demandada pela Codevasf há alguns anos. O que é preciso é que a Codevasf resolva para a água sair do canal para o riacho perenizado. Estamos sem água há um mês. O que a gente quer é que a água venha por uma tubulação e assim todos os moradores vão pagar as taxas necessárias”, disse.

De acordo com a vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura de Petrolina, haverá uma reunião na tarde desta quarta-feira (08) com o superintendente da Codevasf, Aurivalter Cordeiro, para tratar do assunto

“Hoje nós teremos uma audiência, às 14h30, com o superintendente da Codevasf para tratar desse assunto e saber o que está impedindo a chegada da água nas comunidades. Agora não podemos admitir que essas famílias fiquem sem água”, finalizou.

Compesa justifica a falta de água em alguns bairros de Petrolina

(Foto: Internet)

Um acidente nesta segunda-feira (2) na Avenida da Integração, quebrou dois canos deixando 39 bairros sem água, hoje (3) em Petrolina.

Através de nota, a Compesa informou que uma equipe está empenhada para resolver o problema, para que o abastecimento volte ao normal em breve. Os bairros afetados são: Cond. Portal das Águas, Terras do Sul, Vila Eduardo, Lot Arco-íris, Santa Luzia, Vila dos Ingás, São Jorge, Lot N. Sra Rainha dos Anjos, Vila Eulália, José e Maria, Vitivinícola, Vila Carolina, Alto Cheiroso, Areia Branca, Jardim Maravilha, São José, Dom Malan, Ouro Preto, Henrique Leite, Caminho do Sol, Alto Grande, Novo Horizonte, Maria Auxiliadora, Antonio Cassimiro, Jatobá, Mandacaru, Vale do Grande Rio, Carneiros, Pedra Linda, Vale Dourado, Vila das Imbiras, Cidade Universitária, Vila Mocó, Parte do Gercino Coelho, Vila Esperança, Condomínio Mais Viver, Residencial Vinhedos e Cond. Água Viva.

SAAE comunica falta de água nesta quinta em Juazeiro

(Foto: Ilustração/Internet)

Nesta quinta-feira (6), das 8h às 14h o abastecimento de água será interrompido nos bairros Piranga I e II, Quidé, Condomínio Jardim Vitória, Palmares II, Codevasf, Antônio Conselheiro e Argemiro, em Juazeiro.

Segundo informações divulgadas pelo o Serviço de Água e Saneamento Ambiental (SAAE), paralisação será necessária para que a equipe técnica possa trocar a tubulação da rede de sucção na estação de tratamento de Piranga.

Já na sexta-feira (7) devido a troca das curvas de redução da bomba 4, faltará água das 8h às 12h em toda a área do Distrito Industrial, João Paulo II, Antônio Guilhermino, Residenciais Praia do Rodeadouro, Morada do Salitre e São Francisco, Itaberaba, Vila Nova Fé, Sol Nascente, Alto da Aliança e Jardim São Paulo.

Alguns bairros de Petrolina vão ficar sem água nesta quinta

(Foto: Ilustração/Internet)

A Compesa programou executar um serviço de manutenção considerado emergencial, na próxima quinta-feira (29), a partir das 8h com previsão de término para as 18h.

A intervenção é necessária para efetuar a manutenção de um registro e para qual a companhia precisou providenciar materiais e mobilizar equipamentos especiais. O abastecimento será totalmente restabelecido de forma gradativa.

Os bairros que ficarão sem água serão: Cohab Massangano, Alto do Cocar, Pedro Raimundo, Quati, Jardim São Paulo, Bella Vista e Campus Universitário – UNIVASF.

Presidente da Compesa explica constante falta d’água na região do bairro Terras do Sul, em Petrolina

(Foto: Internet)

Alvo de diversas reclamações da população petrolinense, o frequente problema de falta d’água nos bairros próximos ao Terras do Sul parece ter se aproximado de uma solução. O presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Roberto Tavares, falou sobre as causas do problema e sobre as ações da companhia para resolver o caso.

“Nós tínhamos um desequilíbrio ainda lá na região do Terras do Sul. Houve uma mudança na barragem de Sobradinho na liberação de água. Vários peixes morreram, tivemos que colocar uma tela imensa para que os peixes não chegassem à nossa capacitação. Ou seja, tivemos que dar uma parada no nosso sistema para solucionar esse outro problema. Quando acontece uma parada como essa, desequilibra um pouco o sistema”, explicou.

Além disso, Tavares afirmou que tem notado uma diminuição significativa nas reclamações dos moradores da cidade sobre o serviço prestado pela Compesa. De acordo com o presidente da companhia, as reclamações que aparecem são mais pontuais, e não generalizadas, como acontecia antes. “Estive na cidade, conversei com a imprensa e percebemos que não temos mais aquelas reclamações generalizadas. As reclamações são pontuais”, disse.

 Tarifa social

O presidente da Compesa aproveitou para falar sobre a “Tarifa Social”, que possibilita àqueles que fazem parte de algum programa social do governo uma redução no custo da taxa de água e a isenção da tarifa de esgoto.

“Pernambuco é o único estado em que a pessoa que se cadastra na tarifa social, que participa de algum programa social, paga a menor taxa de água, que é de R$ 7,98, e tem isenção na tarifa de esgoto”.

1234