Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Reforma do matadouro de Petrolina deve terminar ainda este ano

O matadouro público de Petrolina está passando por uma intensa reforma para se adequar às normas técnicas dos órgãos fiscalizadores. De acordo com a prefeitura, a previsão é que a obra seja concluída ainda no segundo semestre deste ano.

Técnicos da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco (ADAGRO) visitaram o equipamento e solicitaram à gestão municipal a cobertura dos currais e a construção de uma passarela para garantir um abate seguro.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico e Agrário, José Batista da Gama, há ainda um projeto de segurança contra incêndio e pânico solicitado pelo Corpo de Bombeiros.

“Como em toda reforma, os aditivos vão surgindo ao longo da obra. Mas adianto que 90% dos serviços já foram executados e muito em breve, este equipamento será entregue pelo prefeito Miguel Coelho”.

Investimento

Até o momento, já foram investidos cerca de R$ 2,2 milhões para recuperação estrutural do imóvel, pintura, serviços de rede elétrica, recuperação de equipamento e compra de novos maquinários.

Com a entrega do novo matadouro, o município voltará a ter um equipamento público para o abate seguro e fiscalizado, permitindo mais segurança para consumidores, além de condições adequadas de trabalho para os marchantes.

Prefeitura de Petrolina vai lançar edital para compra de novos equipamentos para o Matadouro Municipal; metade da obra da reforma já foi concluída

(Foto: ASCOM)

Com mais de 50% dos serviços já executados, a obra de reforma do Matadouro Público de Petrolina (PE) segue dentro do cronograma planejado pela Prefeitura. Nesta quinta-feira (12), o secretário de Desenvolvimento Econômico e Agrário José Batista da Gama, acompanhou os trabalhos no local. Os serviços iniciaram no dia 02 de janeiro e deverão estar concluídos no segundo semestre deste ano.

“1.600 metros de muro foram construídos e chapiscados, o piso e a pintura externa estão concluídas e os currais já estão na fase de madeiramento. Os serviços seguem dentro do cronograma pré-estabelecido pela nossa gestão municipal”, disse o secretário.

O secretário anunciou ainda a publicação em edital da licitação para a compra de novos equipamentos no valor de R$ 369 mil.

No total serão investidos cerca de R$ 1,9 milhão da Prefeitura e do Governo Federal para recuperação estrutural do imóvel.

Matadouro Público de Petrolina deve ficar pronto no segundo semestre deste ano

(Foto: ASCOM)

As obras de reforma do Matadouro Público de Petrolina estão em ritmo acelerado. Os serviços iniciaram no dia 02 de janeiro e deverão estar concluídos no segundo semestre deste ano.

Serão investidos cerca de R$ 1,9 milhão da Prefeitura e do Governo Federal para recuperação estrutural do imóvel, pintura, serviços de rede elétrica, recuperação de equipamento e compra de novos maquinários.

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Agrário, José Batista da Gama, tem acompanhado diariamente as obras e está animado com os serviços. “Esse equipamento que foi fechado há mais de dois anos vai voltar a funcionar e vai beneficiar centenas de famílias e comerciantes que moram nas proximidades, além do município como um todo. A gestão do Prefeito Miguel Coelho está trabalhando para que as instalações fiquem prontas o mais breve, oferecendo qualidade e segurança no trabalho desenvolvido no local e para quem consome os produtos”, assegurou o secretário.

Prefeito Miguel Coelho visita obras de reforma do Matadouro em Petrolina

(Foto: Instagram)

O prefeito de Petrolina Miguel Coelho postou em sua conta em uma rede social na tarde desta quinta-feira (11), que tinha acabado de fazer uma visita as obras de reforma do matadouro municipal, que estava fechando há vários anos.

Acompanhado do Senador Fernando Bezerra Coelho, ele disse que gostou do que viu. No post, o prefeito diz que o ritmo do trabalho é muito intenso.

“As obras tão aceleradas e a gente já pode ver o sonho dos marchantes e de todos nós tomando forma! Tem mais saúde para a nossa mesa vindo aí e, tudo seguindo o previsto, até junho já teremos o novo matadouro”, garantiu Miguel Coelho em sua mensagem.

Miguel Coelho assina ordem de serviço da reforma do Matadouro de Petrolina nesta quinta-feira

Durante entrevista ao programa Super Manhã, com Waldiney Passos, na Rádio Jornal de Petrolina, o prefeito Miguel Coelho, anunciou que vai assinar nesta quinta-feira (21), às 9h, a ordem de serviço para a reforma e recuperação do Matadouro do Município, que está desativado.

Segundo o prefeito, as obras devem começar imediatamente e terão um prazo de 120 dias para serem concluídas. Após a reforma, será feita a compra e instalação de novos equipamentos. A previsão feita por Miguel Coelho, é de que o matadouro volte a funcionar entre os meses de junho e julho do ano que vem.

De acordo com o prefeito, serão investidos 1 milhão e 100 mil reais para a recuperação do local. Dinheiro que foi adquirido junto ao Ministério da Agricultura. Miguel anunciou ainda que a manutenção do abatedouro não ficará apenas sob responsabilidade da prefeitura. Será feita através de uma parceria entre o município e as empresas que utilizarão o espaço para abater seus animais.

Miguel Coelho e Ministro da Agricultura assinam convênio de R$ 2,2 milhões

(Foto: Arquivo)

O ministro da Agricultura, Eumar Novacki, desembarca em Petrolina, nesta terça-feira (13), para anunciar um pacote de ações para o fortalecimento da produção rural no município sertanejo. O anúncio será feito com o prefeito Miguel Coelho (PMDB) durante evento no matadouro público, no bairro do Jatobá.

Durante a visita do ministro, serão assinados convênios para a reforma do matadouro, fornecimento de 2 mil toneladas de milho aos agricultores da cidade, além da compra de máquinas para limpeza de barragens e manutenção de estradas.

Ao todo, o convênio disponibilizará R$ 2,2 milhões para o pacote de ações. Desse total, R$ 1 milhão será para reforma completa do matadouro público, que foi desativado em 2015. Serão recuperados equipamentos como câmara fria e caldeira. Ainda estão previstas a reforma dos currais, melhoria nas lagoas de estabilização, pintura completa, recuperação da parte hidráulica e elétrica e manutenção do bloco administrativo. As obras devem começar em setembro, após a conclusão do processo licitatório.

Os produtores rurais receberão 2 mil toneladas de milho para consumo animal e o convênio para compra de máquinas para atuar no interior. Serão adquiridos uma pá mecânica, uma retroescavadeira é uma patrol através de investimento de R$ 1,2 milhão. Os equipamentos irão atuar na manutenção de estradas e limpeza de barreiros, aguadas entre outras estruturas de abastecimento hídrico. Já o milho será comercializado ao preço subsidiado de R$ 33,00 a saca de 60 Kg. Cerca de 400 agricultores estão inscritos no Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR).

A Prefeitura de Petrolina entrará com uma contrapartida de R$ de 150 mil na logística (carrego e descarrego), desse material. O milho já começa a ser distribuído durante esta semana em especial nas comunidades mais afetadas pela longa estiagem dos últimos anos.

“O matadouro vai ter a sua reforma macro”, diz Ronaldo Cancão

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Em recente viagem a Brasília o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho retornou com diversas novidades, entre elas a verba de R$1 milhão para a reforma do matadouro do município. Em recente entrevista ao blog, o vereador Ronaldo Cancão revelou detalhes sobre o futuro do matadouro.

Ronaldo Cancão, divulgou que o orçamento para a reforma do matadouro de Petrolina, seria em torno de R$ 600 mil, entretanto o prefeito conseguiu um valor maior, o que foi animador para o vereador, que contou detalhes sobre a reforma.

“O dinheiro vai ser liberado pelo o ministério da agricultura, vamos realizar a reforma e vamos, com certeza absoluta, dar um tratamento mais qualificado para a carne”. Cancão ainda afirmou que o prefeito tem buscado informações com o empresário, que foi o responsável pela reforma do matadouro em Garanhuns.

“Vamos ter uma conversa com um empresário, sobre o matadouro ele restabeleceu o matadouro de Garanhuns e ele foi convidado para uma conversa com o prefeito Miguel Coelho há 60 dias atrás e ele está voltando quarta-feira para que possamos fazer esse fechamento da forma de como será a reforma do matadouro. Vai ter o processo licitatório, a partir do processo começa a reforma e isso dará a oportunidade de ter 60 ou 70 dias para concluir essa reforma. É preciso de uma reforma macro e ela será feita pelo o governo”, afirmou o vereador.

Ronaldo Cancão, tem esperança de que um novo matadouro seja construído em breve na cidade. “No futuro o prefeito Miguel Coelho vai viabilizar o recurso, em torno de 8 à 10 milhões e vai ser construído um novo matadouro em uma área mais apropriada”, concluiu.

Contra o impechment de Dilma e a favor da reabertura do matadouro, garante Adalberto Cavalcanti

Deputado Adalbeto Cavalcanti no estúdio da Grande Rio AM, FOTO. JEAN BRITO

Deputado Adalberto Cavalcanti em entrevista com o radialista Francisco José da Rádio Grande Rio AM

O deputado federal e pré-candidato a prefeito de Petrolina, pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), Adalberto Cavalcanti, garantiu ontem (27), que a reabertura do matadouro de Petrolina será uma das prioridades do seu governo. “Eu quero apenas 30 dias para entregar o matadouro de volta a população”, afirmou.

Adalberto ressaltou ser um homem que ouve as pessoas e sempre cumpre com sua palavra. ““Tenho meu jeito de matuto, mas sempre ouço as pessoas e para atender a uma das demandas da população, meu primeiro compromisso é reabrir o matadouro público de Petrolina, no início de 2017”.

Ao ser entrevistado pelo radialista Francisco José, no programa Opinião, na rádio Grande Rio AM, o deputado reafirmou ser contra o impeachment da presidente  Dilma Rousseff. “O governo da presidente é legitimo e deve ser concluído, não sou a favor do golpe que querem aplicar no povo brasileiro, Dilma vai voltar e juntos iremos retomar o rumo do desenvolvimento de políticas públicas através de um governo democrático que pensa com o povo”, destacou.

Ronaldo Cancão afirma que justiça de Petrolina é inconsequente ao acatar abate de animais em Juazeiro

Ronaldo Cancão 01

Vereador Ronaldo Cancão (PTB) questiona atitude da justiça petrolinense em aceitar decisão do Estado da Bahia

A polêmica sobre o fechamento do matadouro de Petrolina só aumenta com o passar tempo sem que nenhuma alternativa seja apresentada para solucionar o problema do abate clandestino de animais que se instalou no município com a decisão da prefeitura e da justiça em fechar o equipamento e determinar o abate na vizinha cidade de Juazeiro-BA.

Acontece que através de despacho do Ministério da Agricultura a população de Petrolina tomou conhecimento que a empresa GMJ Distribuidora de Carnes EIRELI-ME (Abatedouro de Juazeiro) não tinha os selos SISBI nem SIF que autoriza a comercialização de carnes entre Estados, mesma situação até então verificada também no frigorífico Abatal.

Porém, em reunião com o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) o advogado do abatedouro de Juazeiro-BA, informou que a ABATAL estaria habilitada e possuía o SISBI-POA mediante liminar judicial. Já a GMJ estaria habilitada e possuía o SIE da Bahia.

Na sessão desta terça-feira (07), o vereador Ronaldo Cancão (PTB), protagonizou mais um capítulo dessa novela ao informar que a justiça de Petrolina está acatando uma decisão da justiça da Bahia a qual reputou ser inconsequente. “O juiz determinou lá que tem que ter o Sisbi para a empresa Eireli que tem um CNPJ diferente da Abatal e diz que está decido, que a decisão é do Estado da Bahia, mas a justiça da Bahia não manda em Pernambuco e houve isso da promotora, ela disse que decisão judicial não se discute, se cumpre, uma decisão de uma instância da Bahia para entregar carne em Pernambuco”, questionou Cancão.

O edil reagiu também a afirmação do prefeito Júlio Lossio (PMDB) de que o fechamento do matadouro de Petrolina é irreversível. “Ele não é o dono do mundo não, quando ele afirma uma coisa dessa ele desmoraliza o judiciário de Petrolina, ele faz um enfrentamento à promotora e ao juiz de Petrolina. Nós estamos e vamos continuar na luta pela reabertura do matadouro, eu quero é desafiar um juiz dessa cidade que obrigue ele  a reformar em noventa dias, que ninguém fez nada, fechou o matadouro e não teve punição nenhuma, isso é que é revoltante e a justiça aonde é que está? E o povo tem que pagar pelo prejuízo que ultrapassa a casa de R$ 1 milhão?, desabafou o vereador.

Ronaldo Cancão solicitou a constituição de uma comissão especial da Câmara Municipal de Petrolina para acompanhar o caso justo a justiça da cidade.

Prefeitura de Petrolina avalia espaço do antigo matadouro para construção de casas populares

O projeto idealizado pelo prefeito Julio Lossio, está em fase de elaboração de estudo e viabilidade

A secretária de habitação de Petrolina, Edinalva Gomes, esteve nesta segunda-feira (06), com parte da equipe da pasta, no antigo matadouro municipal para avaliar a viabilidade de construir no local casas populares que irão atender servidores públicos.

O projeto idealizado pelo prefeito Julio Lossio, está em fase de elaboração de estudo e viabilidade. Se concretizada, a ação vai atender mais famílias do município com a casa própria, a exemplo do que vem acontecendo nos últimos anos, em que mais de 9 mil pessoas já foram contempladas através do programa federal Minha Casa Minha Vida, executado em Petrolina com parceria da Prefeitura.

“Queremos dar uma nova utilidade aquele espaço e fazê-lo atender as demandas das pessoas, nesse caso com a conquista do sonho da casa própria. Estamos projetando essa linha de ação junto a Secretaria de Habitação e logo traremos mais novidades para as famílias”, afirmou o prefeito Julio Lossio.

Adagro e Vigilância Sanitária devem enviar relatório de fiscalização ao MPPE

matadouro

De acordo com a promotora de Justiça Ana Cláudia de Sena Carvalho cabe à Adagro a fiscalização da entrada, trânsito e comércio de produtos de origem animal e vegetal

Para garantir o cumprimento do programa Carne de Primeira em Petrolina, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou à Agência Municipal de Vigilância Sanitária e à Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro) que exerçam, de forma permanente, em conjunto ou separadamente, fiscalização constante da comercialização e transporte de carnes nos entrepostos instalados nas feiras do município de Petrolina.

A Agência Municipal de Vigilância Sanitária e a Adagro deverão, ainda, adotar as medidas necessárias para regularizar o transporte, a comercialização e o armazenamento de carnes, no tocante à refrigeração, condições sanitárias e de higiene. Também é dever da Adagro e da Vigilância Sanitária a fiscalização nas barreiras sanitárias fixas e móveis, procedendo à apreensão de produtos sem registro ou acondicionados de forma irregular.

Por fim, o MPPE recomenda a emissão periódica de relatórios das fiscalizações, que deverão ser encaminhados ao órgão ministerial.

LEIA MAIS

MPPE emite nota sobre a regularização do abate em Petrolina

MPPE

Nesta quarta (25), o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio da promotora de Justiça de Defesa do Consumidor de Petrolina, Ana Cláudia de Sena Carvalho, reuniu-se com representantes da Adagro, da Apevisa e com o advogado da empresa ABATAL e GMJ Distribuidora de Carnes EIRELI ME; com a finalidade de discutir a Notícia de Fato que trata de uma possível ausência de cadastro no Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Agropecuária (SISBI-POA) pela ABATAL e GMJ.

O advogado do abatedouro de Juazeiro(BA) informou que a ABATAL está habilitada e possui o SISBI-POA mediante liminar judicial. Já a GMJ está habilitada e possui o SIE da Bahia. A chefe regional da Adagro, Maria do Carmo Freitas Sá, informou, na ocasião, que esteve na Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB) e teve a notícia de que a ABATAL possui o SISBI-POA, mediante liminar, e desta forma a carne proveniente dos animais abatidos pela referida empresa poderão entrar em Petrolina. Também foi checado a atividade econômica principal pelo CNPJ do ABATAL e a sua regularidade na Junta Comercial da Bahia.

Na reunião, ficou acordado que a empresa que realizará os abates dos animais oriundos de Petrolina será a ABATAL, que tem o SISBI-POA. O MPPE concedeu o prazo de 48 horas para que o advogado da ABATAL e GMJ apresente certidão expedida pela Vara da Fazenda com relação a validade da liminar expedida.

LEIA MAIS

Abatedouro de Juazeiro tem menos de 48h para apresentar documentação

Ronaldo Cancão 1

Vereador Ronaldo Cancão entregou nas mãos da promotora a documentação

A empresa JMJ que hoje administra o Abatedouro Municipal de Juazeiro, Norte da Bahia, tem menos de 48h para apresentar a documentação que comprove a permissão para abater e vender a carne para outros estados.

Desde fevereiro deste ano, a carne bovina de Petrolina está sendo abatida no abatedouro de Juazeiro. O problema agora, é que de acordo documentação levantada pelo vereador de Petrolina, Ronaldo Cancão (PTB), quem possuía o selo SIF, que permite comercialização entre estados, era a antiga empresa que administrava o matadouro, a Abatal. E desde então, os moradores de Petrolina estariam consumindo carne de maneira irregular.

De acordo o vereador Ronaldo Cancão, ficou decidido na reunião entre o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e a Adagro, que contando a partir de ontem (23), a empresa JMJ tem que apresentar a documentação da certificação.

Marchante conclama classe a fazer greve em Petrolina

oie_24123736fnDHbfYV

Gilberto Castro sugere reabertura do Matadouro de Petrolina-PE

Ao participar do programa Bom Dia Vale, Rádio Jornal, na manhã desta terça-feira (24), um dos marchantes mais antigos de Petrolina, Gilberto Castro, com mais de 40 anos de atividade na cidade, afirmou que parte da carne comercializada nas feiras de Petrolina é clandestina, ou seja, as pessoas podem está consumindo carnes contaminadas.

Diante da gravidade da situação, levando-se em consideração ainda que a abatedouro de Juazeiro (GMJ Distribuidora de Carnes EIRELI-ME), não  tem autorização para abater animais, o marchante convocou toda a classe a paralisar as atividades e impedir que a carne, clandestina de Juazeiro, também entre em Petrolina.

“Eu prefiro fechar três comércios que tenho, mas não vou partir para a clandestinidade”, afirmou Gilberto Castro.

MPPE pede esclarecimento sobre denúncia de falta de certificação de abatedouro de Juazeiro

Matadouro Petrolina

Desde fevereiro o matadouro de Petrolina está fechado

Na sessão de quinta-feira (19), o vereador de Petrolina, Sertão de Pernambuco, Ronaldo Souza (PTB), apresentou a resposta do ofício encaminhado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, sobre a verificação do porte de selo do abatedouro de Juazeiro, Norte da Bahia.

De acordo com o documento apresentado, o Matadouro de Juazeiro não faz parte da relação do SIF e nem do SISBI- Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal,  estando este, impedido de comercializar a carne abatida para outros estados.

A redação do Blog Waldiney Passos entrou em contato com a promotora Ana Cláudia Sena que está à frente do caso perante o Ministério Público Estadual de Pernambuco para esclarecimentos. De acordo com a assessoria, a nova denúncia foi instaurada e será solicitada esclarecimento e documentação para comprovar o fato. Ficando comprovada a irregularidade, a carne poderá até ser abatida no Matadouro Municipal de Juazeiro, porém não poderá voltar para Petrolina.

Entramos em contato com com a Adagro que afirmou que até que o caso seja devidamente esclarecido, ainda não será tomada nenhuma medida de suspensão de entrada da carne. A agência regional aguarda uma orientação da sede, localizada na capital do estado, Recife para tomar outras providências. A Adagro em Petrolina foi responsável por fornecer o laudo técnico orientando reforma do abatedouro municipal, para adequação fitossanitária.

 

12