Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Compesa participa de ação no Rio São Francisco pelo Dia do Meio Ambiente

As atividades se concentraram na Porta do Rio, às margens do Rio São Francisco. 

Um abraço coletivo no Rio São Francisco. Assim foi marcado este 05 de junho, em Petrolina, para comemorar o Dia do Meio Ambiente. Cerca de  cem estudantes de escolas públicas municipais e estaduais participaram da ação promovida pelo Projeto Escola Verde, da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) campus Petrolina, que contou com a parceria da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa).

O foco das ações foi a preservação do Velho Chico com o plantio de mudas margeando o Rio, peixamento com alevinos, limpeza simbólica e passeio de caiaque. Os técnicos da Compesa também distribuíram copos com água e realizaram atividades lúdicas com os estudantes.

“O Rio São Francisco é o maior patrimônio de Petrolina e temos que ensinar às crianças, desde cedo, a importância de preservá-lo”, afirmou o gerente de Unidade de Negócios do Sertão do São Francisco, João Raphael de Queiroz.

Petrolina: Avenida Darci Ribeiro é contemplada com programa Árvore Nossa

Avenida Darci Ribeiro é a nova contemplada (Foto: Ascom)

Mais um corredor verde está sendo implantado em Petrolina. A Avenida Senador Darci Ribeiro recebe 50 mudas de diversas árvores nativas da Caatinga em uma ação da Prefeitura Municipal.

As mudas estão sendo colocadas no trecho compreendido entre o Parque Municipal Josepha Coelho até o Centro de Convenções, dentro do programa Árvore Nossa. Desde o início da atual gestão, mais de duas mil novas mudas foram plantadas.

Segundo o diretor-presidente da Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA), Geraldo Miranda, o objetivo é fortalecer a preservação do meio-ambiente. “A ideia é criar um corredor verde em locais de grande fluxos de pessoas, como hospital, universidade e comércio, assim, geramos um microclima e fortalecemos a biodiversidade usando uma variedade de espécies nativas, como sibipiruna, pau-brasil e ipê amarelo. A gestão do prefeito Miguel Coelho tem cuidado para trazer mais bem-estar e preservação do meio ambiente, somente nos últimos dois anos já implantamos três corredores, como nas avenidas das Nações e Integração”, disse.

SEMAURB firma parceria com Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis de Juazeiro

(Foto: Ascom)

A Prefeitura Municipal de Juazeiro (BA), através de algumas Secretarias Municipais, tem realizado serviços em parceria com a Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis (COOPERFITZ). Agora é a vez da Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano ser parceira na coleta seletiva.

De acordo com o gestor da SEMAURB, Jadson Barros, o objetivo da parceria é minimizar os impactos ambientais causados pelos resíduos sólidos. “Colocamos a equipe de Educação Ambiental à frente disso e temos agora um ponto de entrega voluntário aqui na Secretaria. Isso vai incentivar os funcionários a destinar de forma correta os materiais recicláveis”, comenta Jadson.

LEIA MAIS

Parceria entre prefeitura e Coletivo Jovem desperta consciência ambiental em alunos de Petrolina

(Foto:Jonas Santos)

Imaginar, desenvolver e colocar em prática ações para um lugar melhor e mais sustentável com ajuda das crianças que moram na comunidade. Este é o objetivo do projeto ‘Eu sou meio ambiente’ desenvolvido pelo ‘Coletivo Jovem de Meio Ambiente’, em parceria com a Prefeitura de Petrolina. Na última sexta-feira (26), a Escola Olavo Bilac, da vila de ‘Atalho’, zona rural do município, foi a escolhida para receber o projeto piloto.

Cerca de 200 crianças, com idade entre 6 e 15 anos, puderam debater questões sobre o bioma Caatinga e o espaço escolar. O projeto pretende transformar o ambiente educacional e a localidade no qual está inserido,  através de atividades voluntárias sugeridas e executadas pelos próprios alunos e comunidade acadêmica.

LEIA MAIS

Senador afirma que Rio São Francisco está praticamente morto

Rio São Francisco está em perigo, segundo senador.

Durante debate na Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR), quando foram colocados em pauta os temas da segurança hídrica e a gestão da água, o senador Otto Alencar (PSD-BA) afirmou que o Rio São Francisco está praticamente morto e pediu a decretação de estado de emergência por parte do governo federal para revitalização do Velho Chico.

“Para se agir imediatamente estado de emergência. Primeiro fazer o desassoreamento e depois o trabalho mais longo que é de replantio das matas ciliares da beira do rio, que foram desmatadas de forma criminosa”, sugeriu o parlamentar.

O senador citou ainda que o Rio São Francisco está morrendo devido à falta de afluentes em Minas Gerais, onde o rio nasce, e afirmou que a situação é grave, já que a bacia do São Francisco dá mostras de estar comprometida.

Parque Fluvial: prefeitura de Juazeiro realiza oficina sobre educação ambiental em passeio pelo Rio São Francisco

(Foto: Ascom PMJ)

A Prefeitura de Juazeiro (BA), através da Secretaria de Obras e Desenvolvimento Urbano (SEDUR), realiza, nesta sexta-feira (15), mais uma oficina da Meta 1 do Parque Fluvial, etapa voltada para a educação ambiental. Dessa vez, os participantes terão a oportunidade de contemplar a obra por outro ângulo, navegando pelo Rio São Francisco, em um passeio de barco por toda a extensão do Parque. A ação é gratuita e a saída está prevista para as 8h, na descida das barcas, na Orla da cidade.

Com o tema ‘Ação para conscientização de acessibilidade e mobilidade física’, a oficina tem como objetivo discutir o projeto de revitalização da Orla junto com a população, especialmente as pessoas com deficiência e os idosos. “Nós estamos fazendo um processo de construção coletiva. Assim como já ouvimos os skatistas e as pessoas que utilizam as quadras de futebol da Orla para adequar esses espaços, agora vamos conversar sobre acessibilidade e posteriormente adaptar a obra às necessidades daqueles que têm a mobilidade reduzida”, revela a diretora social da SEDUR, Graciele Gomes.

LEIA MAIS

“Transformaram o local num imenso lixão público”, afirma grupo de proteção ambiental sobre Distrito Industrial de Petrolina

(Foto: Grupo de Proteção Ambiental do Distrito Industrial)

Por e-mail, o Grupo de Proteção Ambiental do Distrito Industrial (G-PAADI) procurou o Blog Waldiney Passos para denunciar, o que eles denominam de crimes ambientais, que estão ocorrendo em grande escala no Distrito Industrial de Petrolina (PE).

Segundo o relato do grupo, atualmente o local é visto como um lixão a céu aberto, de acordo com os defensores do meio ambiente, a culpa é de empresas e cidadão comuns que descartam lixo na área.

“Considerado por muitos, atualmente, como maior lixão a céu aberto de Pernambuco, inúmeras empresas e pessoas que trafegam pelo Distrito transformaram o local num imenso lixão público”, afirma o G-PAADI.

LEIA MAIS

Rejeito de Brumadinho ameaça um dos principais afluentes do Rio São Francisco

Usina hidrelétrica de Retiro Baixo (Foto: Google Maps)

A chegada dos rejeitos da barragem de Brumadinho (MG) na hidrelétrica Retiro Baixo, instalada no Rio Paraopeba, representa uma ameça a este, que é um dos principais afluentes do Rio São Francisco, e pode comprometer as operações da usina.

A Agência Nacional de Águas (ANA), confirmou que a barragem da usina hidrelétrica Retiro Baixo, localizada a 220 km do local do rompimento “possibilitará amortecimento da onda de rejeito”. Segundo a ANA, a estimativa é que essa onda atinja a usina dentro de dois dias.

LEIA TAMBÉM:

Barragem da empresa Vale do Rio Doce se rompe em Brumadinho (MG)

A hidrelétrica Retiro Baixo está localizada entre os municípios mineiros de Curvelo e Pompeu. A usina tem duas turbinas em operação, com capacidade instalada de 82 megawatts, energia suficiente para atender 200 mil habitantes, e opera desde 2010. Seu reservatório é de 22 quilômetros quadrados.

LEIA MAIS

Barragem da empresa Vale do Rio Doce se rompe em Brumadinho (MG)

(Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

Informações preliminares repassadas pela Defesa Civil, dão conta de que uma barragem se rompeu na cidade de Brumadinho, próximo a Belo Horizonte. Ainda de acordo com o órgão, uma equipe com técnicos está se dirigindo ao local para avaliar a situação.

A Vale do Rio Doce, empresa responsável pela barragem, divulgou nota há pouco. “As primeiras informações indicam que os rejeitos atingiram a área administrativa da companhia e parte da comunidade da Vila Ferteco. Ainda não há confirmação se há feridos no local. A Vale acionou o Corpo de Bombeiros e ativou o seu Plano de Atendimento a Emergências para Barragens”, informou a empresa.

LEIA MAIS

Futuro ministro de Desenvolvimento Regional recebe relatório sobre transposição do Rio São Francisco 

(Foto: ASCOM)

O futuro ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, que assumirá competências atualmente de responsabilidade das pastas de Cidades e Integração Nacional, recebeu o relatório com 12 propostas que visam garantir a efetividade da transposição do rio São Francisco e a sustentabilidade econômico-financeira da obra, que se arrasta desde 2007 e atualmente tem 97% dos serviços executados. O texto é o resumo de um relatório final com mais de 200 páginas e foi elaborado pela comissão externa da Câmara Federal que acompanha a obra desde 2015 e encerrará os trabalhos neste ano.

O deputado federal Gonzaga Patriota (PSB-PE), relator do parecer, disse que é preciso cuidar do rio. Segundo ele, é preciso ter revitalizar, fiscalizar e cobrar pelo uso da água. “Porque senão o camarada tira água e joga à vontade. E o outro que não pode tirar? A gente vê às margens do São Francisco gente que está ali morando a 200, 300 metros e não tem água”, afirmou.

LEIA MAIS

Ministro Edson Duarte assume chefia da delegação Brasileira na Polônia e defende mais investimentos para países em desenvolvimento

A COP24 reúne representantes de 195 países.

O Ministro do Meio Ambiente, Edson Duarte, chefe da delegação brasileira na Conferência do Clima (COP24), defendeu nessa segunda-feira (10) em Katowice, na Polônia, em pronunciamento na plenária, sobre a necessidade do cumprimento, por todos, dos acordos firmados até o momento, destacando ainda, que “países ricos devem cumprir com o acordo para financiar projetos de países em desenvolvimento”.

O Ministro reforçou durante sua fala que “os países mais ricos podem fazer muito, independente dos acordos e ajudas externas”, e complementou afirmando que “A política ambiental e climática não é política de governo, mas de estado, onde todos governos, sociedade, empresas devem participar. “

Edson Duarte participou de vários eventos e lançou, com ministros de outros países, o relatório Biofuturo, que trata da promoção dos biocombustíveis. A comitiva brasileira, sob a chefia de Edson, discute na Polônia diversos temas a exemplo da redução das emissões e dos impactos da mudança do clima, com contribuição para a erradicação da pobreza.

LEIA MAIS

Empresa de Petrolina recebe multa de R$ 10 mil por descartar entulho na orla 

Durante fiscalização do projeto de revitalização ‘Orla Nossa’, realizada na segunda-feira (03), uma equipe da Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA) encontrou uma grande quantidade de entulho contendo resto de material de construção, na orla de Petrolina, às margens do Rio São Francisco. Ao vasculhar o entulho, a equipe identificou algumas correspondências que indicavam o endereço de uma loja no centro da cidade. Esse papeis descartados facilitaram a identificação do endereço e do infrator.

Com apoio da equipe de fiscalização da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs), a empresa foi localizada e ao chegar no endereço as equipes constataram que o local estava passando por reforma e que o material descartado correspondia ao encontrado na loja. O responsável foi multado no valor de R$ 10 mil por descarte de resíduos sólidos em local aberto. A punição foi baseada no artigo 62 da Lei 6.514/08. A empresa tem o prazo de cinco horas, para retirar o material da orla e descartá-lo de forma correta. Na cidade existem cinco pontos de descarte de lixo localizados nos bairros: Vila Eduardo, Centro, José e Maria, João de Deus e Quati.

LEIA MAIS

Maitê Proença confirma ter sido sondada para o Ministério do Meio Ambiente

Atriz, no entanto, disse que, até o momento, seu nome “é apenas uma ideia” para o cargo de ministra

Maitê Proença foi sondada para assumir o comando do Ministério do Meio Ambiente. A própria atriz confirmou a informação, mas ressaltou que, por enquanto, seu nome é “apenas uma ideia”.

“A ideia é tirar o viés ideológico a que o setor ambiental ficou associado. Trazer um nome que possa abrir as portas que se fecham para os ecologistas. Um nome ligado às causas ambientais, mas que circule nos diversos meios de forma isenta. E que possa colocar a pasta acima de picuinhas políticas. Concordo com tudo. Mas o meu nome é apenas uma ideia”, disse ao jornal O Globo.

A pasta do Meio Ambiente se tornou uma das maiores polêmicas da transição para o governo Jair Bolsonaro (PSL). O presidente eleito chegou a considerar a possibilidade de uma fusão com o Ministério da Agricultura. Porém, diante da repercussão negativa — inclusive com manifestações de funcionários e até do atual ministro da Agricultura, Blairo Maggi —, Bolsonaro decidiu recuar e manter as duas pastas.

Ainda segundo O Globo, apesar de não ser política, a atriz conta com bom trânsito na área ambiental e tem proximidade com Bolsonaro. Ela é ex-mulher e tem um filho com o empresário Paulo Marinho, que participou da campanha do presidente eleito. Ao jornal, porém, o empresário disse que “já deu sua contribuição”, não participa do governo e considerou a indicação de Maitê como “uma loucura”: “Não sei de onde tiraram isso”.

Compesa é multada em mais de R$ 2 milhões por irregularidades em estações de esgoto em Petrolina

Falta de bombas reservar causa poluição do meio ambiente, segundo diretor da ARMUP. (Foto: ASCOM)

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) foi multada em mais de R$ 2 milhões pela Prefeitura de Petrolina por irregularidades em estações de esgoto da cidade. Após inspeções, a Agência Reguladora de Serviços Públicos do Município de Petrolina (ARMUP) constatou que 13 estações de tratamento de esgoto estavam sem bombas reservas.

De acordo com Rubem Franca, diretor-presidente da ARMUP, a Companhia já havia sido notificada em junho deste ano para que se adequasse às normas estabelecidas e disponibilizasse bombas reservas para recolher esgotos brutos até as estações de tratamento. Ainda segundo o diretor, a ausência dos equipamentos resulta em poluição ambiental.

LEIA TAMBÉM

Prefeitura de Petrolina multa Compesa em quase R$ 800 mil por lançar esgoto em afluente do Rio São Francisco

Após multa milionária da AMMA, Compesa afirma que não despeja esgoto no rio São Francisco

“Esses equipamentos são importantíssimos para a segurança do sistema e para a preservação do meio ambiente, pois, como o próprio nome diz, entram em funcionamento quando a bomba principal sofre uma avaria ou é retirada para manutenção preventiva ou de rotina. Quando não há bombas reservas instaladas nas estações, os esgotos são lançados, via de regra, em um riacho mais próximo, afluente do Rio São Francisco ocasionando sérios danos ambientais”, disse.

Estações com irregularidades

De acordo com as fiscalizações, as irregularidades foram encontradas nas seguintes estações: Estação Elevatória da Vila Marcela, Jardim Amazonas, Ouro Preto, Jardim São Paulo, São Gonçalo, Colina do Rio, Dom Avelar Final, Dom Avelar III, Residencial Nova Vida I, João de Deus, Monsenhor Bernardinho, Rajada I e Rajada II, totalizando multa no valor de R$ 2.046.928,00.

LEIA MAIS

Orla Nossa: Prefeitura avança com ações de revitalização do Velho Chico em Petrolina

As baronesas retiradas passarão pelo processo de compostagem, transformando-se em adubo.

O projeto “Orla Nossa”, em Petrolina (PE) – que teve início em 2017 com o desenvolvimento de diversas ações das obras de revitalização do trecho urbano do Rio São Francisco – segue em mais uma etapa com a fiscalização dos pontos de despejo de esgoto in natura. Além disso, algumas baronesas estão sendo retiradas na Orla 1.

Técnicos observaram nas últimas semanas, em um trecho da Orla I, o extravasamento de ligações clandestinas de esgoto que tinham como destino o São Francisco. As equipes da prefeitura, através da Agência Municipal do Meio (AMMA) estão investigando a origem desse esgoto para, assim, autuar os responsáveis.

“Nesse momento, estamos promovendo uma manutenção do ‘Orla Nossa’. A proposta é manter a circulação da água para garantir a navegabilidade e uso pessoal. Logo em seguida retomaremos o processo de oxigenação da água. Não podemos esquecer que essa situação é resultado de anos de descaso com o Velho Chico”, afirma o Diretor-presidente da AMMA, Geraldo Miranda.

Ações

As ações do ‘Orla Nossa’ já removeram mais de 3.500 toneladas de sedimentos das águas do Rio São Francisco e aumentou mais 500% a oxigenação da água. As baronesas retiradas passarão pelo processo de compostagem, transformando-se em adubo. O projeto é resultado da parceria entre a AMMA, Secretaria de Infraestrutura, Mobilidade e Serviços Públicos (SEINFRA), Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (SEDURBS) e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE).

12345