Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

SINDSEMP vai à Câmara pedir apoio para aprovar gratificação dos agentes de endemias

Presidente do Sindsemp, Walber Lins conversou com imprensa durante sessão (Foto: Blog Waldiney Passos)

No decorrer da sessão dessa terça-feira (13) um grupo de servidores municipais de Petrolina esteve presente na Câmara de Vereadores com um item na pauta: buscar apoio na aprovação da matéria responsável pela gratificação dos agentes de combate às endemias.

Presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina, Walber Lins conversou com a imprensa e comentou sobre o Projeto de Lei proposto pelo Poder Executivo. “O projeto ele foi apresentado pelo Poder Executivo Municipal, pelo que foi colocado em mesa de negociação o projeto já está aprovado previamente pelas instâncias competentes e só falta a decisão do prefeito de encaminhamento do projeto de lei à Câmara de Vereadores. Nós estamos reunidos hoje, a gente veio hoje pedir essa intermediação desse agendamento junto com o prefeito com a Comissão de Saúde”, destaca Walber.

Segundo o presidente do sindicato, a gratificação é resultado de um programa nacional e também está inserida na Constituição Federal, cabendo ao município destinar orçamento ao pagamento. “Já existe nos agentes comunitários de saúde e esse pleito vem para os agentes de combate às endemias”, afirma.

Reajuste do Judiciário deve estourar teto de gastos pelo segundo ano consecutivo

O reajuste concedido pelo Congresso Nacional aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e ao titular do cargo de procurador-Geral da República (PGR) aprovado na semana passada deve estourar o teto de gastos definido pela Emenda Constitucional nº 95/2016 pelo segundo ano consecutivo.

Especialistas afirmam que se a situação não for controlada, em 2020 o Judiciário será obrigado a congelar os salários, proibir contratações e realizações de concurso, além de cortar efetivo. Pela Emenda Constitucional cabe ao Poder Executivo cobrir o estouro do gasto, mas com um limite de 0,25% das despesas previstas.

Porém essa margem compensatória já está totalmente comprometida e para evitar o estouro dessa margem compensatória, o Judiciário terá de escolher quais despesas precisará cortar em seu próprio orçamento para acomodar o reajuste que ainda não foi sancionado pelo atual presidente Michel Temer (MDB).

“O governo vai estourar o teto de gastos em 2019, pelas nossas previsões, pois não há mais espaço para aumento de despesas com pessoal ou de gastos extraordinários, como está sendo sinalizado com esse reajuste do Judiciário e os que devem vir a reboque, como parlamentares, militares e demais servidores”, pontua Bruno Lavieri, economista da 4E Consultoria.

Com informações do Correio Braziliense

Senadores pernambucanos divergem em votação sobre reajuste salarial do STF

Humberto Costa (PT) foi único pernambucano ausente (Foto: Arquivo)

O Senado Federal aprovou na quarta-feira (7) o reajuste salarial dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e do titular da Procuradoria-Geral da República (PGR) em 16,38%. A partir de agora os ministros receberão R$ 39,2 mil, quando recebiam R$ 33,7 mil.

Foram 41 votos a favor, 16 contra e uma abstenção. Os representantes pernambucanos – um deles relator da matéria – no Senado divergiram de opinião. Armando Monteiro Neto (PTB) e Fernando Bezerra Coelho (MDB) votaram a favor e Humberto Costa (PT) se ausentou da votação.

A medida foi duramente criticada pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) e analistas afirmam que o reajuste provocará um efeito cascata nas contas públicas do país. A matéria teve relatoria de Fernando Bezerra. Confira a seguir como votaram os senadores:

LEIA MAIS

Depois de meses tentado negociações, vigilantes do Sertão conseguem reajuste salarial

(Foto: Blog Waldiney Passos)

A última semana foi marcada pela manifestação do Sindicato dos Vigilantes do Sertão Pernambucano (Sindvig), em Petrolina e mais duas cidades. Em pauta, a cobrança para que o sindicato patronal dialogasse sobre o reajuste salarial proposto pela categoria ainda em 2017.

Depois de muitos meses esperando, os vigilantes conseguiram aprovação das pautas. De acordo com o presidente do Sindvig, Laércio Vasconcelos, ainda na semana passada houve a negociação e os profissionais de Petrolina e todo Sertão obtiveram resposta positiva e sem perdas.

LEIA TAMBÉM:

Vigilantes protestam contra retirada de direitos e não descartam paralisação

Sindicato dos Vigilantes do Sertão realiza manifestação nesta terça-feira (31)

“A mobilização da semana passada foi ótima, os patrões nos chamaram para conversar. O Ministério do Trabalho do Recife viu o movimento tanto aqui, em Caruaru e no Recife e na quinta-feira (2) fechamos a nossa negociação”, disse ao Blog.

LEIA MAIS

Sindicato dos Vigilantes do Sertão realiza manifestação nesta terça-feira (31)

Manifestação será na sede do sindicato (Foto: Divulgação)

Na manhã desta terça-feira (31), às 7h o Sindicato dos Vigilantes do Sertão Pernambucano (Sindvig) realizará uma manifestação contra a reforma trabalhista e cobrando o reajuste salarial que está em pauta desde novembro passado. A concentração será na sede do sindicato e o grupo seguirá para um destino ainda não revelado.

Segundo o presidente do Sindvig, Laércio Vasconcelos, o ato contará com a participação de vigilantes de outros municípios do Sertão, como Santa Maria da Boa Vista, Lagoa Grande, Serra Talhada e Salgueiro e se repetirá também nas cidades de Caruaru e Recife.

“O vigilante também sangra, nós damos a nossa própria vida para o patrimônio alheio. O patrão vem para uma mesa de negociação mostrar pedidos indecentes e nós não aceitamos isso. Eles têm que nos respeitar”, disse em participação no programa Revista da Tarde, na Rádio Jornal.

LEIA MAIS

Uauá: reajuste salarial de professores é sancionado pela Prefeitura Municipal

(Foto: Ascom)

Os professores da rede municipal de ensino de Uauá (BA) receberam o reajuste de 6,81% após o prefeito Lindomar Dantas sancionar a Lei Municipal nº 595/2018 que altera o valor do piso, na quinta-feira (26). Dessa forma, o valor será acrescido já na folha de pagamento de julho.

A assinatura da lei contou com a presença do coordenador da APLB/Uauá, Francisco Prolepses e do Sindicato dos Servidores Municipais de Uauá (SINDSIMU), Milton Rodrigues, que representaram a categoria. Segundo o Poder Executivo, a sanção é mais um passo na valorização dos profissionais.

Isso porque no início do ano a Prefeitura autorizou a mudança de nível para 70 professores, com acréscimos variando entre 40% e 55%.

Uauá: reajuste salarial dos professores será discutido na Câmara de Vereadores

(Foto: Reprodução/Internet)

Os professores da rede municipal de Uauá, a 125 km de Juazeiro poderão ter um reajuste salarial de 6,81% a partir desse mês. Na sessão do dia 26 de junho o Projeto de Lei do Executivo deu entrada na Câmara de Vereadores e deverá ser votado, após longas discussões com a categoria.

Desde fevereiro a Prefeitura e o sindicato negocia o reajuste que será feito em cima do piso. Segundo o Poder Executivo, a proposta segue a Lei Federal do Piso Nacional do Magistério. O prefeito Lindomar Dantas (PCdoB) afirmou que, mesmo com a dificuldade financeira vivida pelo Brasil, a bonificação só foi possível por meio do diálogo.

“Apesar das dificuldades, com responsabilidade e transparência, conseguimos manter um importante diálogo junto a categoria dos educadores para buscarmos as melhores soluções para que todos os direitos possam ser reconhecidos”, disse o gestor.

Ainda não há previsão de quando o Projeto de Lei será apreciado na Câmara de Vereadores, já que o Legislativo está em recesso no mês de julho.

Professores de Ouricuri discutem campanha salarial em assembleia nesta sexta (29)

Uma assembleia geral convocada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Ouricuri (SINDSEP) tem como pauta o reajuste salarial aos professores da educação.

Marcada para às 10h desta sexta-feira (29), o encontro pode definir os rumos da campanha de reajuste nos vencimentos dos docentes.

Serão realizadas duas convocações, uma que necessita de 2/3 dos sindicalizados e a outra às 10h30 com o coeficiente de professores presentes nessa que será a quarta Assembleia Geral da categoria. Segundo informações da diretoria, houve avanço na reunião com o Poder Executivo e se aprovada, o reajuste será retroativo.

Servidores da Adagro aceitam propostas do Governo de Pernambuco e greve é finalizada no estado

Ordem do Sindagro é que servidores retomem atividades de imediato (Foto: Reprodução/Google Maps)

Depois de quatro dias paralisados para reivindicar melhorias salariais, os servidores da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária (Adagro) em Pernambuco conseguiram uma vitória. Na tarde da quarta-feira (4), o Governo do Estado apresentou uma proposta ao Sindicato, que foi apreciada em uma Assembleia Geral durante a manhã de hoje (5) e terminou sendo aprovada por unanimidade.

Dessa forma, a greve nos 167 postos de Pernambuco foi finalizada e a orientação do Sindagro é que os servidores retomem as atividades de imediato. Em Petrolina, a expectativa é que ainda pela tarde o atendimento ao público seja retomado.

Segundo o presidente do Sindagro no estado, Lucíolo Galindo, a oferta proposta pelo governo foi uma conquista para todos. “Foi uma vitória para todos, servidores, produtores e população em geral”, afirmou Galindo em entrevista ao Blog.

LEIA MAIS

Reajuste salarial dos servidores municipais será discutido na sessão desta terça-feira (27) na Casa Plínio Amorim

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Retirado da votação na sessão de quinta-feira (22), o Projeto de Lei nº 038/2018 será apreciado pelos vereadores de Petrolina na manhã desta terça-feira (27). A proposta do Executivo dispõe sobre o reajuste salarial dos servidores municipais e dá outras providências.

O Projeto foi retirado de pauta na última sessão, a pedido do vereador Ronaldo Silva, que pediu mais tempo para a Comissão competente analisar a proposta, que será a única em pauta na sessão de amanhã.

A pauta da sessão dessa terça-feira ainda analisará quatro Requerimentos e 36 Indicações dos edis. Outros três Projetos de Lei do Legislativo também darão entrada na Casa Plínio Amorim e tratam de Medalha de Honra ao Mérito, nomeação de vias públicas e prédios públicos.

Vereadores de Petrolina apreciam Projeto de Lei que prevê reajuste salarial dos servidores

Sessão desta quinta deve ser bastante movimentada. (Foto: Blog Waldiney Passos)

Os vereadores de Petrolina devem analisar, na sessão desta quinta-feira (22) – que começa às 9h – o Projeto de Lei nº. 038/2018, de autoria do Poder Executivo, que dispõe sobre o reajuste salarial dos servidores municipais, e dá outras providências. O texto não está incluído na pauta da sessão, pois aguarda os pareceres das comissões. No entanto, poderá entrar na pauta e ser discutido pelos parlamentares.

O Projeto de Lei prevê um reajuste de 2,95% aos profissionais de nível elementar, nível médio e nível superior do município. Além disso, os valores dos vencimentos básicos dos profissionais da carreira do magistério serão reajustados em 6,81%. Outra alteração deve acontecer nos vencimentos de quem ocupa cargo de secretário escolar, que será reajustado em 2,95%, percentual que também será aplicado ao reajuste dos servidores públicos municipais cujos cargos e remunerações são regidos por lei específica.

Causa Animal

A vereadora Maria Elena deve apresentar três Projetos de Lei voltados para a causa animal em Petrolina. Os projetos instituem a Semana Municipal da Adoção, Proteção e Bem-Estar dos Animais; o Código Municipal de Proteção aos Animais; Além de sanções e penalidades administrativas para aqueles que praticarem maus-tratos aos animais.

Cristina Costa levará para discussão dos parlamentares o Projeto de Lei nº 024/18, que institui no calendário oficial do município de Petrolina o Dezembro Verde, mês de reflexão sobre o abandono de animais na cidade.

Vereadores aprovam reajuste salarial dos servidores municipais de Juazeiro

(Foto: ASCOM)

Em sessão realizada na manhã dessa quarta-feira (7), os vereadores de Juazeiro aprovaram o reajuste dos servidores municipais da cidade. O Projeto de Lei nº 3394/2018, de autoria do Poder Executivo entrou na ordem do dia e teve votação unânime.

Segundo a proposta, fica autorizado o reajuste de 3% na tabela de vencimentos dos servidores efetivos e ou estabilizados. O Projeto de Lei também fixa o valor de R$ 954,00, como remuneração mínima no âmbito municipal.

LEIA TAMBÉM:

Servidores municipais de Juazeiro terão reajuste salarial a partir de março

O auxílio alimentação também foi reajustado em 4%. O reajuste deve entrar em vigência na folha de pagamento de março, conforme havia anunciado o Poder Executivo. A sessão na Casa Aprígio Duarte precisou ser remarcada de ontem para hoje, devido a problemas no abastecimento da energia elétrica do prédio.

Sento Sé: profissionais da Educação terão reajuste salarial 

(Foto: ASCOM)

Profissionais da Educação no município de Sento Sé terão reajuste salarial seguindo a portaria assinada pelo ministro da Educação, Mendonça Filho. Dessa forma, o piso salarial da categoria terá aumento de 6,81%.

De acordo com o Ministério da Educação, por estar acima do índice de inflação previsto para este ano, o piso nacional do magistério terá ganho real de 3,9%, resultando num salário de R$ 2.455,35, para jornada de 40 horas semanais.

“O município preocupado em valorizar o educador e a boa qualidade da educação assegurou o cumprimento do Piso Salarial dos professores, isso mostra o compromisso da gestão com todos”, ressaltou o secretário de Educação, Izamar Reis.

Servidores municipais de Juazeiro terão reajuste salarial a partir de março

(Foto: Ascom)

Uma reunião entre os representantes dos sindicatos dos servidores municipais de Juazeiro e o prefeito Paulo Bonfim terminou com a notícia de que, em 2018 o reajuste salarial será acima da inflação. A partir de março, o salário base terá um aumento de 3% e o auxílio alimentação de 4%.

A reunião entre prefeito e Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Juazeiro (SINSERP), Sindicato dos Agentes de Saúde e Endemias (SINTASE), Associação dos Guardas Municipais de Juazeiro e Associação dos Servidores do Fisco Municipal foi realizada na manhã de hoje (26).

“Ano passado, Juazeiro foi o município que garantiu o maior percentual de reajuste entre todas as cidades da Bahia e esse ano nós saímos daqui com mais uma vitória”, comemora o presidente do SINSERP, Cícero Sales.

Durante a reunião, Paulo Bonfim também assinou o Termo de Convênio para criação de uma Cooperativa de Crédito, a qual possibilitará o empréstimo em consignação aos trabalhadores do município, com acesso facilitado ao crédito e taxas de juros abaixo das taxas de mercado.

SINDSEMP vai à Casa Plínio Amorim acompanhar a audiência pública com Secretária de Saúde de Petrolina.

(Foto: Blog Waldiney Passos)

O Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina e representantes das Associações de Categorias de Leis Específicas do município de Petrolina estiveram presentes na sessão desta quinta-feira (01), na Câmara de Vereadores, para acompanhar a audiência pública para prestação de contas do 1º quadriênio da Secretaria Municipal de saúde.

A secretária Magnilde Albuquerque expôs um diagnóstico da saúde de Petrolina, partindo da situação encontrada no início do mandato, considerada, pela atual gestão como caótica, e especificou todos os pontos administrativos, os desafios e avanços até o momento.

No momento dos questionamentos, apenas os parlamentares estavam autorizados a participar, e o vereador Paulo Valgueiro foi o porta-voz do SINDSEMP, com a pergunta do presidente Walber Lins, sobre o reajuste dos servidores não contemplados, assim como as gratificações propostas nas emendas da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e Lei Orçamentária Anual (LOA) não cumpridas, tendo em vista a redução na folha de pagamento, em relação ao último quadrimestre, na ordem de R$ 678.148,30 (seiscentos e setenta e oito mil, cento e quarenta e oito reais e trinta centavos), o que deixa claro que tem recurso sobrando e que esse recurso de folha de pagamento de pessoal só pode ser destinado a este fim.

A secretária Magnilde, em sua resposta ao vereador Paulo Valgueiro, sobre o questionamento do sindicato, argumentou que a Secretaria de Administração e Fazenda e o SINDSEMP haviam acordado, em mesa de negociação, que estariam sentando no segundo semestre para discutir a possibilidade do reajuste, prazo que não foi aceito pela diretoria do sindicato, uma vez que o mesmo sempre procurou adiantar o processo dessa negociação, levando em consideração a data base de 1º de janeiro.

12