Números de assaltos caem em Pernambuco, segundo governo

Houve uma diminuição de 31,8% no número de registros de roubos de celulares. (Foto: Ilustração)

De acordo com dados divulgados pela Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS) nesta terça-feira (14), foi registrada uma queda de 28,3% nos números de Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs), que englobam assaltos a ônibus, a bancos, a transeuntes e roubos de carros e bens.

Segundo os dados, em julho de 2018 foram registrados 7.742 crimes do tipo. No mesmo mês em 2017 aconteceram 10.807 ocorrências. Além disso, houve redução no acumulado do ano. Nos sete primeiros meses deste ano, foram registradas 57.864 CVPs, o que representa 22,4% a menos do que o mesmo período de 2017, quando foram registrados 74.642 crimes.

Assalto a carros-fortes e bancos

Entre os meses de janeiro e julho de 2018, Pernambuco registrou 46 ocorrências criminosas contra agências bancárias, carros-fortes e caixas eletrônicos, 25% a menos em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 61 casos.

LEIA MAIS

Violência contra mulher no interior apresenta redução em junho

Dados apresentados pela Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco apontaram uma leve queda no índice de violência contra a mulher no interior do estado. No comparativo entre maio e junho, o mês passado apresentou uma redução.

Junho terminou com 1.559 ocorrências registradas, contra 1.686 em maio. O primeiro semestre foi finalizado somando 9.406 crimes na região, maior índice do estado. A capital contabilizou 5.143 casos e a Região Metropolitana, 4.538.

Violência doméstica ou familiar é aquela praticada por cônjuge ou algum parente da vítima (pai, irmão, filho etc). Petrolina foi uma das cidades que teve redução nos casos. Em junho foram apenas oito registros, contra 16 em maio.

Parnamirim, Salgueiro, Serra Talhada e Ouricuri também apresentaram queda nas agressões. Por outro lado, Trindade, Terra Nova e Moreilândia registraram aumento das ocorrências.

Governo de Pernambuco e Prefeitura firmam convênio para segurança no trânsito em Petrolina

(Foto: Soldado Gilberto Santos/BPChoque)

A Polícia Militar de Pernambuco, através do 5º BPM e a Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA) firmaram um convênio de segurança no trânsito com validade até 2020.

O convênio diz respeito ao reforço de policiamento ostensivo. Dessa forma 40 policiais militares deverão ser empregados nas ações de fiscalização de trânsito na cidade, juntamente com a AMMPLA.

Por parte do município os agentes de trantrân continuarão com o trabalho diário de fiscalização, administração e educação.

Segundo o documento assinado pelos representantes dos dois órgãos, o convênio tem validade de 24 meses, passando a valer desde o dia 1º de junho de 2018. Em 2020, prazo de encerramento poderá haver prorrogação do pacto.

A AMMPLA custeará a parte financeira do convênio através de dotação orçamentária no valor de R$ 1.032.000,00. Caso alguma das partes queira desfazer o acordo é necessário aviso prévio com 60 dias de antecedência.

Apesar de redução nos roubos em Pernambuco, Petrolina apresenta alta no mês de maio

(Foto: Ilustração)

O levantamento da Secretaria de Defesa Social (SDS) referente à criminalidade no mês de maio em Pernambuco apontou uma redução nos números de Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVP). No entanto, Petrolina foi na contramão e contabilizou um crescimento nos roubos na cidade.

Em abril, Petrolina contabilizou 234 roubos contra 260 no mês de maio. Nos cinco primeiros meses de 2018 o município já contabiliza 1.215 CVPs. Petrolândia foi outra cidade do Sertão com alta nos roubos (3 em abril e 8 em maio).

LEIA TAMBÉM:

Média de roubos por dia em Pernambuco chega a 260 em maio

Outros municípios da região com crescimento nos CVPS foram Lagoa Grande, Moreilândia e Exu. Na contramão, Dormentes e Parnamirim conseguiram reduzir os roubos no mês de maio.

Por região, o Interior lidera o número de ocorrências de roubos no estado, com 15.172. Em seguida aparece Recife (14.091) e a Região Metropolitana (12.259). No ano, Pernambuco contabiliza 41.522 CVPs registrados.

Apesar de divergências políticas, Governo do Estado e Prefeitura firmam parceria para São João

(Foto: Arquivo)

Logo mais Petrolina se transformará no polo do São João de Pernambuco, com nove dias de festa com shows de atrações locais e nacionais. Para garantir a segurança no Pátio Ana das Carrancas, a Prefeitura conseguiu o apoio do Governo de Pernambuco.

Mesmo com a rusga política, a Secretaria de Defesa Social (SDS) e o decreto de que o São João teria horário para começar e terminar no estado, a pasta assegurou participação dos policiais militares até às 4h, o que rendeu elogios de Miguel Coelho.

“A gente vinha em negociação com a SDS há pelo menos três semanas sobre o horário de festa e a gente explicou a particularidade do evento em Petrolina e agora chegamos a um entendimento, a SDS concordou em garantir o policiamento até às 4h da amanhã como já foi feito no ano anterior”, comentou.

Além da Polícia Miliar, também atuarão na segurança do evento policiais civis, Polícia Científica, Polícia Rodoviária Federal e seguranças privados. O Corpo de Bombeiros e equipes do SAMU já garantiram presença na festa. “Tenho certeza que com essa combinação vamos conseguir proporcionar um São João de muita paz”, disse o prefeito.

Pernambuco tem redução de 22% no número de homicídios em maio

(Foto: Arquivo)

O balanço da Secretaria de Defesa Social (SDS) apresentado nessa quinta-feira (14) apontou uma redução de 22,49% na taxa de homicídios em Pernambuco. Os dados são referentes a maio, quando foram contabilizados 458 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs).

Se comparado ao mesmo período de 2017, houve uma queda de 22,12%. A redução dos CVLIs não se restringiu apenas no Grande Recife (21,88%), tendo sido percebida em todas as regiões do estado. De acordo com a SDS, o Agreste teve uma queda de 28%, o Sertão de 24,4% e a Zona da Mata, de 20%.

A SDS também apresentou os motivos para os CVLIs registrados em Pernambuco. Dos 355 em maio, 73,8% foram relacionados ao tráfico de drogas, acerto de contas e outras atividades criminais. Em seguida aparece a questão do conflito em comunidades (16,06%), conflitos afetivos ou familiares (2,82%) e os latrocínios (2,54%).

São João de Pernambuco terá quase 10% a mais de policiais atuando na segurança

(Foto: SDS/Divulgação)

Os festejos juninos no estado de Pernambuco desse ano terão um reforço de 22.478 policiais militares. Esse número representa um aumento de 9,3% em relação aos agentes de segurança que trabalharam no São João em 2017. A Secretaria de Defesa Social (SDS) anunciou nessa quarta-feira (13) o planejamento para as festas no estado.

Serão investidos R$ 2,55 milhões para mobilizar as forças e serão ocupados 30.098 postos, entres policiais militares, civis, Corpo de Bombeiros e Polícia Científica. O secretário executivo de Defesa Social, Humberto Freire explicou que os policiais trabalharão em escala durante o período junino.

“Todo o efetivo das operativas Secretaria de Defesa Social está empenhado para a segurança do São João. Alguns desses profissionais se candidatam a escala extra e pega um ou mais plantões”, elucidou. “Dentre desses 30 mil, um mesmo profissional cumpre a escala mais de uma vez”, disse.

A Polícia Civil destacará delegacias móveis para Petrolina, Gravatá, Araripina, Caruaru e em Recife. Essas unidades atuarão em casos de menor expressão, as ocorrências mais graves serão encaminhadas às delegacias de plantão.

O São João de Petrolina começa nesta sexta-feira (15) e a Prefeitura realiza nessa tarde uma coletiva de imprensa, onde anunciará o esquema de segurança e outros pontos importantes da festa.

Número de homicídios diminuiu mais de 30% em Pernambuco, afirma SDS

(Foto: Ilustração)

O número de crimes violentos letais intencionais (CVLI) em Pernambuco diminuiu em abril deste ano, em comparação com o mesmo período de 2017. De acordo com o balanço divulgado pela Secretaria de Defesa Social (SDS), foram registrados 356 homicídios no mês passado, o menor patamar desde julho de 2016.

Considerando o primeiro quadrimestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2017, a redução foi de 21,98%: 1.590 entre janeiro e abril de 2018, contra 2.038 entre janeiro e abril do ano passado. De acordo com a SDS, a maior parte dos homicídios praticados em abril deste ano, tem relação com o tráfico de drogas, acertos de contas e outras atividades criminosas. Das 356 vítimas, 73,31% foram assa

Porém, em Petrolina o número de homicídios voltou a crescer em abril, em comparação com o mês de março. Segundo os dados da SDS, 60 pessoas já foram assassinadas em Petrolina em 2018. Sendo 16 em abril, 12 em março, 11 em fevereiro e 21 de janeiro.

Voltando para os dados do estado, no comparativo com o mesmo quadrimestre de 2018 com o ano passado, o número de feminicídio também diminuiu, de 29 para 13 casos. 13 mulheres foram mortas em Pernambuco no mês de abril, mas apenas um caso foi considerado feminicídio. O crime aconteceu na cidade de Olinda no 09 do mês passado. O marido e pais dos dois filhos da vítima foi preso no dia 09 de maio, um mês após o feminicídio, por força de um mandado de prisão.

Polícia Militar de Pernambuco realiza palestra nas escolas sobre o Projeto Alerta Celular

(Foto: Polícia Militar)

Policiais militares de Pernambuco estão indo as escolas fazer palestras sobre o Projeto Alerta Celular, da Secretaria de Defesa Social. Nesta quinta-feira (3), militares da 2ª Companhia Independente da Polícia estiveram na Escola Senador Paulo Guerra, em Cabrobó (PE).

Os policiais tiraram dúvidas e cadastraram aparelhos no aplicativo que ajuda a recuperar celulares roubos ou furtados. Mais de 100 alunos participaram da palestra.

De acordo com a PM, o programa foi responsável pela recuperação de mais de 3 mil aparelhos celulares desde o lançamento, em março de 2017, até o início do mês de abril deste ano (2018).

LEIA MAIS

Crimes Violentos contra Patrimônio têm alta em Petrolina, apesar de redução de índice no estado

(Foto: Reprodução/Internet)

Apesar da redução no índice de Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVP) no estado de Pernambuco, Petrolina foi um dos municípios que andou na contramão. Em comparação ao mês de fevereiro desse ano, março foi finalizado com um aumento nas ocorrências registradas na Secretaria de Defesa Social (SDS).

Os dados foram apresentados pela SDS nessa semana. No mês passado foram contabilizados 268, enquanto que em fevereiro, 226. Em 2018 Petrolina já soma 714 crimes desse tipo, estando empatada com a cidade de Santa Cruz do Capibaribe.

LEIA TAMBÉM:

Roubos em Pernambuco têm redução de 22,55% em março, segundo SDS

Casos de violência contra mulher em Petrolina crescem no mês de março, segundo dados da SDS

De acordo com os números da SDS, Petrolina é superada por seis cidades: Cabo de Santo Agostinho (773), Paulista (913), Caruaru (1.270), Olinda (1.883), Jaboatão dos Guararapes (1.905) e Recife (8.608).

Ontem o Blog publicou uma matéria sobre os crimes de violência contra mulher, no qual Petrolina é a quinta cidade no ranking das ocorrências desse tipo.

Casos de violência contra mulher em Petrolina crescem no mês de março, segundo dados da SDS

(Foto: Ilustrativa)

Apesar da redução de homicídios no estado de Pernambuco, segundo dados da Secretaria de Defesa Social (SDS), Petrolina teve um crescimento dos casos de violência contra mulher. De acordo com a SDS, em março Petrolina registrou 187 casos de violência doméstica e familiar, enquanto no mês de fevereiro foram contabilizadas 157 ocorrências desse tipo.

LEIA TAMBÉM:

Pernambuco registra diminuição em número de homicídios

Somando os três primeiros meses do ano, Petrolina já registrou 483 casos de violência contra a mulher, dos quais a maioria é praticado pelo seu parceiro ou algum membro da família. À frente de Petrolina estão somente os municípios de Olinda com 495, Caruaru (529), Jaboatão dos Guararapes (544) e Recife, que ocupa o primeiro lugar totalizando 2.723.

Estupros

Uma notícia positiva, de acordo com a SDS é que em março houve uma redução nas ocorrências de estupro em Petrolina. Em fevereiro o município contabilizou 8 casos e no mês passado, somente 4. Em 2018 já são 22 ocorrências desse tipo na cidade.

Delegado é afastado após comentários sobre assassinato de Marielle Franco

(Foto: Internet)

O delegado Jorge Ferreira foi afastado da sua função a frente do Departamento de Polícia da Mulher em Pernambuco. A medida foi tomada após o delegado ter utilizado uma rede social para fazer comentários sobre a morte da vereadora Marielle Franco (PSOL).

(Foto: Reprodução)

Na postagem publicada no sábado (17), Jorge Ferreira teria dito que a vereadora assassinada na semana passada era “mulher de bandido” e estava envolvida com o narcotráfico. A mensagem provocou uma reação e gerou críticas à postura do delegado.

Na tarde desse domingo (18) o delegado afirmou que a mensagem não foi postada por ele. “Nunca falaria uma coisa dessa natureza. Até porque eu trabalho em uma delegacia especializada em crimes contra a mulher e fui escolhido pelo meu caráter.”

SDS se pronuncia

A Corregedoria da Secretaria de Defesa Social (SDS) do Estado abriu sindicância para apurar a conduta do profissional. Em nota oficial, o Governo de Pernambuco e a SDS afirmam que o delegado foi afastado do plantão da Delegacia da Mulher, “em decorrência de declarações publicadas a respeito do bárbaro assassinato da vereadora Marielle Franco, em uma rede social”.

O conteúdo da postagem foi encaminhado à Corregedoria Geral da SDS, que iniciou uma investigação, na qual o servidor terá direito à ampla defesa e ao contraditório”. Até a conclusão do procedimento administrativo, o servidor ficará à disposição do setor de recursos humanos da Polícia Civil.

Crimes violentos têm aumento no Interior, mas Petrolina apresenta redução

(Foto: Reprodução/Governo de PE)

O levantamento mensal da Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco sobre o índice de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) no estado, em fevereiro, apresentou uma redução. Segundo a SDS, se comparado ao mesmo período de 2017, houve uma queda de 16,13%, com 80 mortes a menos que em 2017.

Os dados da SDS foram apresentados na quinta-feira (15). De acordo com a Secretaria, os principais motivos para os homicídios em Pernambuco ainda são as atividades criminais, como tráfico de drogas e acertos de conta. Juntos, eles correspondem a 75% dos casos notificados nesse mês.

LEIA MAIS

Fevereiro teve redução nos Crimes Violentos contra o Patrimônio, afirma SDS

(Foto: Polícia Militar)

O levantamento divulgado nessa quinta-feira (15) pela Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco revelou que o mês de fevereiro teve uma redução nos casos de Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs).

Segundo a SDS, foram registrados 8.063 casos no mês passado, em todo estado. Esse número representa uma queda de 20,5% se comparado as ocorrências com o mesmo período de 2017, quando houve 10.146 casos.

São considerados CVPs crimes como assaltos a ônibus, celulares, veículos e instituições financeiras. A SDS também informou uma redução de 2,4%, em comparação com janeiro deste ano.

Assaltos a ônibus

Houve uma queda de 58% nos assaltos a ônibus em relação a fevereiro de 2017. No total, o mês passado registrou 73 investidas contra coletivos, enquanto que em 2017 foram 178. Ainda segundo a SDS, o número de ocorrência contra agências bancárias e carros-fortes também diminuiu.

Em 2018 foram contabilizadas seis ocorrências e em 2017, oito. Quanto aos veículos, os roubos e furtos tiveram um total de 1.738 ocorrências, ou seja 20,9% menos registros em relação a fevereiro do ano passado, quando foram 2.196 casos.

Com informações do JC Online

Pernambuco: estado deve registrar 800 homicídios no ano

Nos dois primeiros meses desse ano, o número de homicídios registrados em Pernambucano impressiona. Em uma matéria publicada no JC Online, o estado tem quase 800 casos no ano, 42 registrados somente no final de semanada passado.

As estatísticas foram contabilizadas pela editoria de polícia da Rádio Jornal. Entre o domingo (25) e hoje, foram pelo menos 24 assassinatos, 13 no interior do estado, segundo o jornal.

Em janeiro a Secretaria de Defesa Social (SDS) contabilizou 448 mortes. Já em fevereiro, segundo dados preliminares da Rádio Jornal, foram pelo menos mais 333 homicídios.

LEIA MAIS
123