Verão: Salva-vidas dá dicas de segurança para evitar afogamentos

(Foto: Maria Akemi)

O verão, estação mais esperada por muitos, começou no dia 21 de dezembro de 2018, e termina no dia 20 de março de 2019. Neste período, as temperaturas ficam mais elevadas e em cidades ribeirinhas como, Petrolina (PE) e Juazeiro (BA), os pontos de diversão mais disputados são as ilhas, e piscinas.

É nesta época também, que os números de afogamentos tendem a crescer. Em entrevista a Blog Waldiney Passos, o Salva-vidas Antônio Carlos, que atua na região do Vale do São Francisco há 12 anos, pontuou algumas dicas de prevenção de acidentes aquáticos. Confira:

Nunca deixar a criança sozinha

“Os pais devem ter muito cuidado com as crianças, nada de deixar criança à vontade. Antes de liberar o banho, se certifiquem das condições do local, profundidade, e limpeza, tudo isso deve ser levado em conta.”

Distância da margem

“Nós aconselhamos que as pessoas não se banhem na parte mais funda, tanto do rio como da piscina, tente se banhar no local que você tenha visualização. Caso haja alguma eventualidade o socorro chegará mais rápido por que a vítima foi visualizada.”

LEIA MAIS

Dermatologista do IMIP dá dicas de como utilizar o protetor solar de maneira eficaz e segura 

(Foto: Internet)

De acordo com o dermatologista do IMIP, Valter Kozmhinsky, o uso de protetor solar é muito importante para se proteger do sol. Pensando nisso, o especialista dá algumas dicas de como utilizar o produto de forma eficaz e segura, chamando atenção para o cuidado redobrado que os pais devem ter com as crianças.

Segundo informações do especialista, o protetor solar deve ser aplicado de duas em duas horas, mas se houver exposição excessiva ao sol, atividades na água, ou muita liberação de suor, a reposição deve ser reforçada de hora em hora.

Essa recomendação vale, inclusive, para aqueles que preferem a sombra, pois a luz solar é refletida na água e na areia, por exemplo. É indicado ainda o uso de chapéus, bonés, óculos escuros, roupas com proteção UVA e UVB, sombrinhas e sombreiros, como aliados ao uso do protetor, esse sempre indispensável.

Dicas para crianças:

– Para as crianças, os cuidados devem ser redobrados, pois o risco de insolação é alto. Até os 6 meses de idade, no entanto, não é recomendável o uso de protetor solar, pois a criança pode desenvolver alguma alergia ou irritação.

LEIA MAIS

Oftalmologista do IMIP dá dicas de como evitar a conjuntivite no verão

(Foto: ASCOM/IMIP)

A conjuntivite é uma irritação ou inflamação da conjuntiva, que recobre a parte branca do olho, os sintomas mais comuns da doença são ardor, secreção, vermelhidão e coceira nos olhos. “Ela pode ser causada por alergias ou por uma infecção bacteriana ou viral. A conjuntivite pode ser extremamente contagiosa, sendo transmitida pelo contato com as secreções oculares da pessoa infectada”, explica o oftalmologista do IMIP, Luciano Lira.

A infecção provoca bastante desconforto e atinge adultos e crianças, mas no período de férias, os pequenos acabam se contaminando com mais facilidade, principalmente por frequentarem lugares com grande aglomeração de pessoas. “Lugares públicos e fechados são mais propícios para a transmissão do vírus ou da bactéria; por isso, é importante sempre lavar as mãos. A higiene das mãos é muito importante para evitar a doença “, alerta Luciano Lira.

LEIA MAIS

Especialista destaca importância da hidratação durante o período mais quente do ano

(Foto: Gosphotodesign/Shutterstock)

O verão começou na última semana e para evitar problemas de saúde uma especialista afirma que a hidratação é o segredo. Nas altas temperaturas há uma grande perda de água pelo organismo, ocasionando a desidratação, que pode ser combatida também com uma alimentação correta.

De acordo com a endocrinologista Gláucia Berreta Ruggeri se hidratar corretamente, seja com água ou alimentos é crucial nesse período do ano. “A água pura é prioritária para a nossa hidratação, mas você pode ingeri-la de formas distintas, como acrescentando folhas de hortelã fresco na alimentação, além de fatias finas de gengibre, maçã e rodelas de limão. Você ainda pode ingerir a água na forma de chás diversos”, afirma.

Além de cuidar do organismo a prevenção ao sol também é importante. “Para prevenir a insolação, evite exposição solar no horário compreendido entre 10 e 16 horas, hidrate-se com frequência (não espere ter sede), beba água e sucos com frequência, use chapéu ou boné, procure ambientes ventilados e coma verduras, legumes e frutas”, diz a especialista.

Com informações de A Tarde

Conta de luz terá bandeira amarela em janeiro

(Foto: Ilustração)

Com as chuvas favoráveis na região das hidrelétricas no início do verão, as contas de luz deverão ter um alívio a partir de janeiro, quando a cobrança adicional gerada pelas chamadas bandeiras tarifárias deverá cair. O anúncio foi feito hoje (19) pelo diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Luiz Eduardo Barata.

O verão deverá começar com bandeira tarifária amarela, que gera custo extra de 1 real a cada 100 kilowatts-hora consumidos, contra 3 reais da bandeira tarifária vermelha nível 1, vigente em dezembro.

As alterações aprovadas pela Aneel no final de outubro fazem com que agora o nível dos reservatórios das hidrelétricas tenha uma influência maior sobre a definição da bandeira tarifária.

Celpe realiza manutenção para evitar queda de energia em Petrolina

(Foto: Arquivo)

A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), está concluindo ações de manutenção e melhoria da rede elétrica de Petrolina. A ideia é evitar quedas de energia durante o verão, onde equipamentos de refrigeração na potência máxima.

O sistema de distribuição que supre o município e área rural foi reforçado com a substituição de mais de sete quilômetros de cabos convencionais da rede de média tensão por cabos protegidos, além da modificação de outros 22 quilômetros da rede de baixa tensão comum por isolada. Foram também substituídos mais de 280 transformadores no entorno da cidade.

“As ações visam assegurar a continuidade do fornecimento aos moradores. A iniciativa também tem o objetivo de conferir mais qualidade e confiabilidade ao sistema que atende ao município”, acentuou o Gestor da Celpe em Petrolina, José Eduardo Albuquerque.

Entre as intervenções executadas em caráter preventivo, mais de 25 mil podas foram realizadas para evitar o toque de galhos nos fios elétricos, prevenindo ocorrências ao fornecimento de energia.

As intervenções estão sendo executadas por equipes especializadas, evitando assim, necessidade de suspensão do fornecimento de energia durante as ações.

Horário de verão gerou economia de R$ 159 milhões com redução do uso de térmicas

(Foto: Internet)

O horário de verão deste ano possibilitou uma economia de R$ 159,5 milhões, decorrentes da redução do acionamento de usinas térmicas durante o período de vigência da medida.

O número é maior do que previsto pelo governo, que esperava uma economia de R$ 147,5 milhões, mas ficou abaixo do resultado do ano passado, quando o total chegou a R$ 162 milhões.

Segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico, no Sistema Sul, houve uma redução da ordem de 4,3% na demanda no horário de pico (entre as 18h e as 21h), o que equivale, aproximadamente, ao atendimento do dobro da carga da cidade de Florianópolis neste horário.

No Sistema Sudeste/Centro-Oeste, a redução da demanda foi equivalente ao atendimento da metade da carga da cidade do Rio de Janeiro no horário de ponta, aproximadamente.

LEIA MAIS

Horário de verão termina neste domingo nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste

(Foto: Internet)

O horário de verão terminou à 0h deste domingo (19) após quatro meses em vigor. Quem está nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste deve atrasar os seus relógios em uma hora.

Moradores de outras regiões, precisam ficar atentos aos horários dos aeroportos e banco. O horário de verão começou a valer em 16 de outubro do ano passado. O objetivo da medida é permitir um aproveitamento maior da luz solar durante o verão, e reduzir o consumo de energia em um dos horários de pico de demanda, que ocorre por volta de 18h.

Verão chega nesta quarta-feira com temperaturas amenas e sem previsão de chuva no Nordeste

Começou hoje (21), às 7h44 (8h44 no horário de Brasília), o verão em todo o Hemisfério Sul e termina no dia 20 de março de 2017. Desta vez a previsão é de que as temperaturas sejam mais amenas, do que as registradas no mesmo período no verão passado e sem previsão de chuva para a região Nordeste.

O fenômeno El Niño foi o grande vilão do último verão e provocou o aumento nas temperaturas e nas chuvas em algumas regiões. “No ano passado, tivemos um dos fenômenos El Niño mais fortes da história. Então, se formos comparar o ano passado e este ano, provavelmente este ano o verão não vai ser tão quente como no ano passado, porque o El Niño tem como característica aumentar a temperatura no Brasil”, explica a climatologista do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC), Renata Tedeschi.

Ainda segundo Renata Tedeschi, nas regiões Norte e Nordeste, as temperaturas devem ficar dentro da média acima desse valor. Na regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul, a temperatura deve ficar dentro da média histórica.

O verão deste ano deve ser de chuvas abaixo da média histórica na Região Nordeste, principalmente no semi-árido nordestino, segundo a climatologista. Isso acontece devido ao aquecimento das águas do Atlântico Tropical Norte, que afetam a precipitação do Nordeste, ocasionando menos chuvas na região. “Se o Atlântico Tropical Norte continuar aquecido, o próximo trimestre provavelmente vai ser caracterizado por chuvas abaixo da média histórica na Região Nordeste”, diz Tedeschi.

Com informações da EBC

Dezembro laranja alerta contra o câncer de pele

(Foto: Internet)

A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) promove pelo terceiro ano consecutivo a campanha “Dezembro Laranja”. Com a chegada do verão, a iniciativa busca conscientizar a população sobre a necessidade do combate e prevenção do câncer de pele.

(Foto: Divulgação)

A preocupação aumenta nesta época em que, associado ao sol, vem o período de férias, em que muitas famílias buscam atividades ao ar livre e precisam estar alertas à necessidade de prevenção.

Cerca de 25% de todos os tumores malignos registrados no país são na pele. O Instituto Nacional de Câncer (Inca) estima que 2016 deve chegar ao fim com aproximadamente 176 mil novos casos da doença do tipo não-melanoma (menos grave e o mais comum).

De acordo com a Sociedade de Dermatologia, o diagnóstico precoce do câncer de pele é fundamental para o sucesso do tratamento. A campanha reforça, portanto, a necessidade das chamadas atitudes fotoprotetoras de fácil execução no dia a dia do brasileiro.

Com informações do MeioNorte