Caso de raiva animal é confirmado na região de Senhor do Bonfim (BA)

A suspeita partiu de criadores de bovinos após perdas nos municípios de Ponto Novo, Filadélfia, Itiúba, Pindobaçu e Queimadas, região norte da Bahia. De acordo com o blog do radialista Walterley Kuhin, de Senhor do Bonfim, após a denúncia, a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB), órgão responsável por garantir a segurança sanitária no Estado, fez monitoramento e coletas para exames, os quais constataram um caso de raiva animal na região.

De acordo com informações do site Web Interativa, a doença foi confirmada no interior do município de Filadélfia. A raiva é uma zoonose causada por um Rabdovirus neurotrópico, sendo suscetíveis em todos os mamíferos. Apresenta distribuição geográfica abrangente, lesões e sintomas de excitação e paralisia de diversas naturezas e sempre fatal.

Entre os sintomas mais visíveis estão o andar cambaleante, mugido constante, falta de apetite e salivação intensa até a morte, que ocorre em até 10 dias.

A raiva é uma doença endêmica na América do Sul, a doença é passada de um animal para outro, ou para um humano, pelo contato com a saliva através de mordida, arranhões, lambida em feridas abertas ou mucosas, são poucos os casos de cura registrados por isso, a importância de atitudes preventivas, como a vacinação.

Pandemia do novo coronavírus não tem atrapalhado a produção da fruticultura irrigada em Petrolina e região

Existem setores que não podem parar, a exemplo do alimentício, que mesmo diante da atual pandemia por coronavírus não pode parar com suas atividades e produção. Em Petrolina, cidade sertaneja que integra o Vale do São Francisco – região que é a maior produtora de frutas do Brasil, a fruticultura irrigada continua com ótimo desempenho e mostrando bons números para a economia, além de manter os trabalhadores atuantes com todas as medidas padrões de profilaxia recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

De acordo com o gerente executivo da Associação dos Produtores e Exportadores de Hortigranjeiros e Derivados do Vale do São Francisco (Valexport), Tássio Lustoza, as exportações de manga e uva, principalmente, continuaram fluindo bem, apesar de todo este cenário de paralisações de voos e alguns tipos de comércio.

LEIA MAIS

Petrolina  e Juazeiro recebem doação de 20 mil litros de álcool 70

(Foto: ASCOM)

A prefeitura de Petrolina recebeu nesta sexta-feira (27), um reforço considerável no enfrentamento ao Coronavírus (Covid -19). A empresa sucroalcooleira, Agrovale, que fica em Juazeiro (BA), fez a doação ao município pernambucano de 10 mil litros de álcool 70.

Destinado à higienização e assepsia dos profissionais de saúde e demais colaboradores das unidades e serviços de atenção ao usuário do Sistema Único de Saúde (SUS de Petrolina), o álcool 70, segundo o prefeito do município, Miguel Coelho, chegou em boa hora.

LEIA MAIS

Com vagas para Petrolina, inscrições de seleção do curso Técnico em Agronegócio do SENAR terminam nesta quarta-feira 

(Foto: Ilustração)

As inscrições para o processo seletivo do curso Técnico em Agronegócio do Senar Pernambuco terminam na próxima quarta-feira (22). O cadastro, gratuito, deve ser feito até às 18h (horário de Brasília), no site do Senar-PE. O edital prevê a liberação de 45 vagas para o Estado de Pernambuco, sendo 20 para o polo de Recife e 25 para o polo de Petrolina.

No ato da inscrição, o candidato deverá anexar seu histórico escolar do ensino médio e indicar em qual polo de ensino deseja participar das aulas presenciais. É importante ler o edital atentamente, pois o sistema aceita somente uma inscrição por CPF e não permite alterações após o envio de dados.

LEIA MAIS

Agronegócio brasileiro exportou US$ 96,8 bilhões em 2019

(Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil)

As exportações do setor do agronegócio somaram US$ 96,8 bilhões no ano passado. Esse valor representa 43,2% do total exportado pelo Brasil, segundo a Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Os dados mostram leve crescimento do setor nas exportações totais do país. Em 2018, essa participação havia sido de 42,3%.

O destaque foi o comércio de milho, carnes e algodão. O milho registrou volume recorde de exportação, com 43,25 milhões de toneladas. O recorde anterior foi registrado em 2017, com 29,25 milhões de toneladas do cereal exportadas.

Ainda de acordo com o ministério, a China se tornou o principal cliente da carne bovina brasileira. O país asiático é responsável por 26,8% do volume total exportado. Com isso, ultrapassou Hong Kong, que ficou na segundo posição, com 18,6%.

LEIA MAIS

Número de agrotóxicos liberados no Brasil em 2019 é o maior dos últimos 14 anos

(Foto: Ilustração)

O Departamento de Sanidade Vegetal e Insumos Agrícolas da Secretaria de Defesa Agropecuária liberou, na última sexta-feira (27), 36 novos agrotóxicos para uso no Brasil. Ao todo, em 2019, foram registrados 474 produtos, a maior quantidade dos últimos 14 anos.

De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, 94,5% de todos os agrotóxicos registrados neste ano são genéricos, ou seja, utilizam ingredientes que já eram comercializados no país em outros produtos. “O objetivo da aprovação de produtos genéricos é aumentar a concorrência no mercado e diminuir o preço dos defensivos, o que faz cair o custo de produção”, diz o órgão.

LEIA MAIS

Juazeiro: Atakadão Atakarejo estuda possibilidade de comprar frutas produzidas no distrito de Maniçoba

(Foto: Ascom)

O proprietário do Atakadão Atakarejo, Teobaldo Costa, visitou, nesta segunda-feira (4), o distrito de Irrigação de Maniçoba, localizado na zona rural de Juazeiro (BA). A visita foi acompanhada pela secretária de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária Elayne Borges, e o deputado estadual Zó (PCdoB), o vereador Reinaldo Sabino, o diretor-presidente da AMA Agnaldo Meira e o superintendente da ADEAP Jefferson Gonçalves.

Com o intuito de apresentar as potencialidades do local, a secretária explicou que o grupo atacadista está estudando possibilidades de adquirir frutas produzidas no distrito de irrigação para serem revendidos em seus centros comerciais. “Sabemos do grande potencial que os nossos distritos irrigados possuem e hoje fomos convidados para acompanhar esse importante momento que pode resultar numa forte geração de renda para o nosso município”, disse.

O Atakadão Atakarejo é uma empresa baiana, presente em Salvador e região metropolitana, com um total de 16 lojas. “Hoje estamos aqui para conhecer toda a potencialidade do distrito de irrigação de Maniçoba. A priori queremos comprar as frutas produzidas aqui para comercializar nos nossos pontos comerciais, mas nosso propósito é que futuramente possamos instalar uma filial do Atakarejo no município de Juazeiro”, explicou Teobaldo.

LEIA MAIS

Produtores Rurais de Petrolina cobram implantação do sistema eletrônico para emissão da Permissão de Trânsito de Vegetais

(Foto: Ilustração)

A Permissão de Trânsito de Vegetais (PTV) é um documento emitido ao final dos processos de certificação fitossanitária, coordenados pela Defesa Agropecuária, para viabilizar o trânsito de vegetais de acordo com as normas de defesa sanitária vegetal. Para agilizar a emissão do referido documento em Petrolina (PE), o Sindicato dos Produtores Rurais (SPR) da cidade encaminhou oficio à Adagro – Agência de Defesa Agropecuária, no dia 16 deste mês, solicitando a imediata implantação da PTV eletrônica.

De acordo Jailson Lira, presidente do SPR, a morosidade na implantação do sistema informatizado tem causado indignação nos produtores do município. Ele afirma que são inúmeros os benefícios proporcionados pelo sistema eletrônico.

“Continuamos aguardando a implantação do sistema de emissão do PTV via internet por ser uma ferramenta acessível a todos e que agrega vários benefícios a exemplo da agilidade, confiabilidade, segurança e controle das pragas e melhor gestão fitossanitária e da rastreabilidade do trânsito de vegetais”, ressaltou Jailson, lembrando que desde o ano passado, foram enviados à Adagro três ofícios informando os prejuízos com a comercialização de frutas ocasionados pela emissão do PTV manual.

Jailson Lira chama atenção ainda para o fato de que em Pernambuco a emissão da PTV é eletrônica, mas sem acesso aos produtores e empresas, porque ainda estão trabalhando com a SEFAZ para a integração com o SIAPEC que possibilitará o acesso ao usuário. “Enquanto isto, as dificuldades na logística das empresas e produtores do Vale do São Francisco continua a mesma, sendo necessário o deslocamento até o escritório da ADAGRO, ocasionando diversos problemas com motoristas e transportadoras além da demora na liberação das cargas”, concluiu o presidente lembrando ainda que encaminhou também a reivindicação para os representantes parlamentares da região na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados.

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento pretende fazer do Vale do São Francisco um polo de fronteira de irrigação

(Foto: Divulgação)

Transformar o Vale do São Francisco num polo de produção agrícola com as mais modernas práticas de cultivo mundiais, a exemplo do uso adequado da água para irrigação, de produtos biológicos capazes de combater eficazmente pragas e da difusão de novas cultivares BRS produzidas pela Embrapa, a exemplo da uva ‘Vitória’.

Este foi o compromisso feito pelo secretário de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Fernando Camargo, durante reunião no Sindicato dos Produtores Rurais de Petrolina (SPR) na tarde da última quinta-feira (3).

O secretário, que esteve no município na companhia do presidente da Embrapa, Celso Moretti e grande comitiva, incluindo o diretor do AgroNordeste, Danilo Forte, ouviu uma série de demandas do setor produtivo e demonstrou interesse em remover entraves para o sucesso de vendas das frutas do Vale no mercado nacional e internacional.

LEIA MAIS

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento visita Petrolina e Juazeiro nesta semana 

(Foto: Internet)

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) inicia nesta quarta-feira (2), nova missão exploratória no Nordeste brasileiro. O objetivo é conhecer iniciativas de sucesso implementadas nos estados de Piauí, Pernambuco e Bahia que poderão ser replicadas para outras áreas da região por meio do projeto estratégico AgroNordeste, lançado oficialmente no final da tarde de hoje (1º) pelo presidente da República Jair Bolsonaro (PSL), em solenidade no Palácio do Planalto.

O AgroNordeste pretende impulsionar o desenvolvimento econômico, social e sustentável do meio rural e será implantado em 2019 e 2020 em 230 municípios dos nove estados do Nordeste, além de Minas Gerais, divididos em 12 territórios, alcançando uma população rural de 1,7 milhão de pessoas.

A comitiva do Mapa parte de Teresina e vai para Parnaíba, no Piauí, passa passa pela Bahia e será finalizada na tarde de sexta-feira (4) em Petrolina- (PE). O grupo é formado pelo secretário de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação do Ministério, Fernando Camargo; pelo presidente da EMBRAPA, Celso Moretti; pelo diretor do AgroNordeste, Danilo Forte; pela diretora do Departamento de Produção Sustentável e Irrigação, Mariane Crespolini; pelo diretor de Departamento de Desenvolvimento das Cadeias Produtivas, Orlando Castro; e pelo coordenador de Instrumentos de Agricultura Irrigada,  Valdir Juswiak.  Em Petrolina, a equipe será reforçada com as presenças do chefe-geral da Embrapa Semiárido, Pedro Carlos Gama da Silva, e dos superintendentes do BNB de PE, Ernesto Lima Cruz, e da Bahia, José Gomes da Costa.

LEIA MAIS

Primeiras unidades parcelares empresariais do Projeto de Irrigação Pontal são entregues pela Codevasf

(Foto: Divulgação)

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) iniciou a entrega das primeiras unidades parcelares empresariais (lotes) da Área Sul do Projeto de Irrigação Pontal, localizado em Petrolina (PE). Das 37 unidades parcelares destinadas às empresas, 18 foram vendidas na primeira fase da licitação e mais de 90% dos proprietários já foram notificados e autorizados pela Codevasf para iniciarem as atividades no local. A previsão é que até o final de outubro todas as unidades parcelares sejam entregues.

De acordo com o superintendente regional da Codevasf em Petrolina, Aurivalter Cordeiro, o Projeto de Irrigação Pontal é um acréscimo não só para a área irrigada do município de Petrolina, mas também para toda a área do sertão do São Francisco. “Consideramos que houve, por parte do empresariado e de todos que participaram das licitações, a confiança no trabalho da Codevasf, que visa constantemente a melhoria de vida e o desenvolvimento socioeconômico na área em que atua, por meio de ações que favoreçam o avanço da agricultura irrigada e a estruturação de atividades produtivas”, comemora Cordeiro.

Ocupando uma área total de 29 mil hectares, a área destinada à irrigação abrange cerca de 7,6 mil hectares e foi dividida em duas categorias: unidades parcelares empresariais (média de 46 ha) e familiares (média de 6 ha), sendo 3,5 mil ha no Pontal Sul e 4,1 mil no Pontal Norte.

LEIA MAIS

Produtores do Vale do São Francisco participam de campanha com a bandeira nacional no 7 de setembro

Os produtores agrícolas de Petrolina e região vão comemorar a Independência do Brasil, no próximo dia 7 de setembro, hasteando uma bandeira nacional na porta das propriedades rurais. A iniciativa, que partiu da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil – CNA, recebeu a adesão do Sindicato dos Produtores Rurais de Petrolina a partir do chamamento da Ministra da Agricultura, Tereza Cristina: “Vamos mostrar para o mundo que o agronegócio brasileiro é unido, que a nossa agricultura é pujante e sustentável”, afirmou.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Petrolina, Jailson Lira, a campanha no município já começou com a mobilização dos representantes do agronegócio regional. “A exemplo da nossa ministra, que vem conclamando o setor agropecuário a se unir diante das dificuldades e críticas, temos que ajudar o Ministério para melhorar o ambiente de negócios, reduzir a burocracia e abrir mercados”, ressaltou.

Jailson Lira enfatizou ainda que durante toda a Semana da Pátria os produtores estarão utilizando os meios de comunicação e as redes sociais para divulgação de material alusivo à campanha que traz como marca principal o símbolo máximo de representação da nação perante os outros países. “Vamos fotografar e compartilhar nas mídias sociais nossas equipes e pomares de frutas com as cores da bandeira nacional e mostrar a força do agro brasileiro”, convocou.

ApexBrasil investe R$ 680 mil em Petrolina e promove formação de novos exportadores de frutas

(Foto: Divulgação)

Dados do Sindicato dos Produtores Rurais de Petrolina (SPR) estimam que o Vale do São Francisco tem hoje cerca de 3 mil produtores de frutas, e destes, menos de 10% já comercializaram internacionalmente seus produtos. Foi com a proposta de ampliar estes números que a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) anunciou na última terça-feira (2), em Petrolina (PE), o investimento de R$ 680 mil para implantação do Programa de Qualificação para Exportação (PEIEX).

O anúncio foi feito pelo gerente de Relações Institucionais e Governamentais da ApexBrasil, Wilson Almeida, durante reunião com o prefeito Miguel Coelho, onde participaram também representantes da Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas e Derivados (Abrafrutas), Associação dos Produtores e Exportadores de Hortifrutigranjeiros e Derivados do Vale do São Francisco (Valexport) e do Sindicato dos Produtores Rurais de Petrolina (SPR).

Na ocasião, Wilson Almeida destacou o potencial exportador do município e adiantou que serão capacitados inicialmente 100 produtores com perfil adequado para exportação. “Treinamos no ano passado, em todo país, aproximadamente 15 mil empresas no processo de exportação de forma planejada e segura e destas cinco mil são hoje efetivamente exportadores”, lembrou.

LEIA MAIS

Produtores do Vale do São Francisco comemoram retirada de impostos sobre exportações de frutas

(Foto: Divulgação)

O acordo firmado entre o Mercosul e a União Europeia, na última sexta-feira (28), criou a maior área de livre comércio do mundo. Juntos, os dois blocos movimentam U$ 17 trilhões em Produto Interno Bruto (PIB). Reivindicação antiga dos produtores do Vale do São Francisco, a retirada de impostos sobre os produtos agrícolas permitirá, por exemplo, que a uva de mesa produzida na região entre na Europa com tarifa zero.

Os exportadores do São Francisco também terão maior acesso à União Europeia por meio de quotas – para açúcar e etanol –, além do reconhecimento de produtos brasileiros diferenciados, como o vinho. Em Petrolina (PE), onde recebeu os detalhes das negociações, o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais (SPR), Jailson Lira, destacou que o Vale deve se posicionar melhor no mercado internacional.

“Alguns países que concorrem conosco na mesma época de produção de frutas, como Estados Unidos, Chile, Peru e África do Sul, não têm a incidência de taxas da União Europeia. Então, esse acordo é histórico para nós porque coloca Petrolina e o Vale do São Francisco em pé de igualdade com esses competidores, uma vez que respondemos por 98% das exportações de uvas de mesa e 95% de mangas do país”, avalia o representante dos produtores do segmento que gera 100 mil empregos diretos e movimenta anualmente cerca de U$ 3,8 milhões.

LEIA MAIS

Empresa que administra terminal alfandegado de Petrolina pretende agilizar liberação de cargas

(Foto: Divulgação)

O processo de liberação de cargas e os incentivos à importação e exportação sempre são motivos de discussões entre empresários e o poder público, em Petrolina (PE). A mudança da concessionária que administra o terminal de cargas do aeroporto regional e o funcionamento da nova logística para o Vale do São Francisco repercutiram ainda mais junto ao setor produtivo.

No auditório da unidade regional da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (FIEPE), nesta quarta-feira (19), conselheiros da entidade, o empresariado local e colaboradores se reuniram com o gerente Comercial e Operacional da empresa Ponta Negra Logísticas, Rodrigo Vieira, para entender a atual situação do modal aeroportuário de Petrolina, bem como discutir o desenvolvimento econômico, através de novas tecnologias e insumos para a região.

LEIA MAIS
12345