Facilidade: conta da Celpe pode ser parcelada no cartão de crédito

(Foto: Ilustração)

A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) está oferecendo aos clientes a possibilidade de parcelamento das contas de energia no cartão de crédito. A facilidade, que é oferecida aos clientes que possuem duas ou mais faturas em aberto, pode ser facilmente acessada pelo site da Companhia, assegurando mais comodidade para o cliente que deseja realizar o parcelamento da fatura.

O parcelamento, que pode ser realizado em até 12 vezes no cartão de crédito das bandeiras Master, Visa, Hiper, Elo e Amex, oferece uma série de vantagens para o cliente. A única exigência é que as parcelas tenham valor mínimo de R$ 5,00. A transação, completamente online, é possível a partir de uma parceria da Celpe com a Flexpag, empresa especializada no pagamento por meio de cartões de crédito, o que confere segurança ao cliente.

Confira o passo a passo para realizar a negociação:

1- Acessar o site da Celpe (www.celpe.com.br), selecionando a aba ‘Atendimento’ > ‘Serviços’ e a opção ‘Pagamento com cartão de crédito’;

2- O cliente será então redirecionado para a página da Flexpag, onde deve inserir seus dados pessoais, digitar a conta contrato e selecionar as faturas para pagamento;

3- São aceitos cartões das bandeiras Master, Visa, Hiper, Elo e Amex;

4-  O cliente pode optar pelo parcelamento em até 12 vezes (valor mínimo de R$ 5,00 por parcela).

Em caso de dúvidas, o cliente pode entrar em contato pelos canais de relacionamento da distribuidora. ​

Devido às fortes chuvas, número de quedas de energia aumenta em Petrolina

As fortes chuvas em Petrolina (PE), provocaram aumento no número de ocorrências de quedas de energia na cidade. Desde ontem (22), o Blog Waldiney Passos recebe reclamações de clientes da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), revoltados com a falta de energia.

O bairro Padre Cícero foi um dos afetados. De acordo com um morador, as quedas de energia são constantes, o que tem preocupado a população local, que se diz vulnerável a prejuízos. “As quedas de energia elétrica são constantes no Padre Cícero, antes, durante e após a chuva, que não foi tão intensa. O que mais preocupa é se algum equipamento elétrico vier a ser danificado, se a Celpe virá a ressarcir, por que ontem foi um absurdo, sem falar que ficamos a noite toda sem energia – a energia ficava oscilando, indo e voltando a todo instante”, relata o morador.

LEIA MAIS

Falha em componente da rede elétrica ocasionou queda de energia em bairros de Petrolina

Empresa afirmou que o problema foi resolvido.

Moradores dos bairros São Jorge, São Joaquim, Santa Luzia, Terras do Sul e Dom Avelar, em Petrolina (PE), entraram em contato com o Blog Waldiney Passos para denunciar constantes quedas de energia desde o início desta semana.

LEIA TAMBÉM

Queda de energia revolta moradores de cinco bairros de Petrolina

Segundo a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), uma falha em um componente da rede elétrica foi responsável pela falta de energia. O problema foi verificado na noite da última segunda-feira (21) pela Celpe.

“Parte do fornecimento de energia foi normalizado ainda durante a noite [da segunda-feira], sendo o serviço de reparo concluído na manhã desta terça-feira (22). A empresa informa, ainda, que ocorrências individuais estão sendo solucionadas”, disse a companhia.

Queda de energia revolta moradores de cinco bairros de Petrolina

(Foto: Ilustração)

Moradores dos bairros São Jorge, São Joaquim, Santa Luzia, Terras do Sul e Dom Avelar, em Petrolina (PE), entraram em contato com o Blog Waldiney Passos para denunciar as constantes quedas de energia nos referidos bairros.

De acordo com os denunciantes, as quedas de energia estão ocorrendo desde ontem (21), e ainda hoje (22), o fornecimento não foi normalizado. Um dos moradores registrou reclamação na ouvidoria da Companhia Energética de Pernambuco.

“Meia-noite, a muriçoca a todo vapor e o calor já nos tira o sossego, mas pra completar como sempre falta a energia elétrica nos nossos bairros”, desabafou um morador.

Diante da reclamação, o Blog Waldiney Passos procurou a Celpe, para saber o que motivou as quedas de energia e quando o fornecimentos será normalizado plenamente. Até o momento não obtivemos respostas.

Número de financiamentos de projetos de energia solar aumenta 300% em Petrolina

(Foto: Divulgação)

A energia solar vem conquistando os consumidores brasileiros. Em tempos de crise, o investimento nos sistemas fotovoltaicos registra alta no país, e mais ainda na região Nordeste, onde uma média anual de 5.52 KWh/m2 – dia, garante o maior nível de irradiação solar do Brasil.

LEIA TAMBÉM:

Petrolina é destaque no crescimento do mercado de energia solar

De acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), os investimentos na geração dessa energia renovável já passam de R$ 15 bilhões, considerando projetos de geração centralizada e de geração distribuída. Os financiamentos para pessoas físicas e jurídicas também despontam em perspectiva ascendente.

Somente em 2018, o sistema Sicredi financiou R$ 232 milhões em 2,7 mil operações de compra de equipamentos de energia solar em todo Brasil. A quantidade é cerca de oito vezes superior ao registrado no ano anterior pela instituição financeira cooperativa, que tem quatro milhões de associados por todo o mundo.

LEIA MAIS

Paulo Câmara discute implantação de projetos para geração de energia fotovoltaica e nuclear com representantes do Governo Federal

(Foto: Hélia Scheppa/SEI)

Na manhã desta sexta-feira (11), o governador Paulo Câmara recebeu no Palácio do Campo das Princesas, o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia, Reive Barros,  o diretor-presidente da Eletronuclear (subsidiária da Eletrobras),  Leonam dos Santos Guimarães, e o senador Fernando Bezerra Coelho. Na ocasião, foram discutidas possibilidades de implantação de novos projetos para geração de energia elétrica (fotovoltaica e nuclear) em Pernambuco.

“Estamos sempre à disposição do diálogo, sobretudo quando há a possibilidade de avançarmos no desenvolvimento do nosso Estado e na geração de emprego e renda. Nossa equipe vai se debruçar sobre as duas propostas e aprofundar essa discussão com o Ministério de Minas e Energia”, afirmou Paulo Câmara, lembrando que há um impedimento para a implantação de usinas nucleares em Pernambuco na Constituição Estadual, que veda esse tipo de empreendimento até que outras fontes de energias sejam esgotadas.

Sobre a proposta de energia fotovoltaica, o Ministério de Minas e Energia projeta uma  operação de produção incorporada ao Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF), ao longo dos seus eixos Leste e Oeste.  O investimento, estimado em R$ 12 bilhões, tem o objetivo de aproveitar o potencial de 3,5 GW que a região apresenta para esse fonte de energia.

Já em relação à proposta geração de energia nucelar no Estado, os representantes do Executivo federal detalharam o projeto para a instalação de uma usina com esse perfil, no município de Itacuruba, no Sertão de Itaparica. A União projeta novos investimentos na área, com um aporte de 30 milhões de dólares – a serem realizados por capital privado.

Bandeira tarifária da conta de energia do mês de outubro será amarela

(Foto: Arquivo)

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou na tarde de ontem (27) que a bandeira tarifária de outubro será amarela. Dessa forma, a tarifa sofre acréscimo de R$ 1,50 a cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumidos. A medida representa uma redução em relação aos meses de agosto e setembro, quando a agência adotou a bandeira tarifária vermelha, no patamar 1, com acréscimo de R$ 4 para cada 100 kWh consumidos.

Segundo a agência, a mudança da bandeira vermelha para amarela ocorre pela previsão do aumento das chuvas em outubro. “A previsão hidrológica para o mês sinaliza elevação das vazões afluentes aos principais reservatórios, o que também permitirá reduzir a oferta de energia suprida pelo parque termelétrico”, disse a Aneel, em nota.

LEIA MAIS

Projeto pioneiro utiliza energia solar para funcionamento de poços em Petrolina

(Foto: Jonas Santos)

Petrolina é a primeira cidade do Nordeste a adotar a energia solar para ativar poços públicos. A experiência foi implantada na comunidade de Cacimba Velha, na zona rural, através de uma parceria da Prefeitura e Codevasf. O poço à energia solar recebeu investimento de R$ 18 mil e beneficiará 100 moradores da localidade.

O uso da energia solar é uma medida pioneira para substituir os cataventos como forma de captação de força para impulsionar a bomba que ativa os poços. Além de zerar os custos com conta de eletricidade, o sistema soluciona o problema de geração de energia em períodos de pouca ventilação no semiárido. Dessa forma, o método facilita a vida principalmente de famílias de baixa renda localizadas em áreas com poucos recursos.

LEIA MAIS

FBC anuncia diálogo com Governo de Pernambuco sobre geração de energia eólica e nuclear

(Foto: Ana Volpe/Agência Senado)

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), apontou, durante a 11ª edição do Fórum Nordeste 2019, realizada nesta segunda-feira (16), no Arcádia Paço Alfândega, no Bairro do Recife, o início de um diálogo do Governo Federal com o Estado para planejar um grande projeto de geração de energia. Segundo o senador, ele trará toda a equipe do Ministério de Minas e Energia no próximo dia 30 de setembro, para uma reunião com o governador Paulo Câmara (PSB).

“Nós vamos ter a oportunidade de desenvolver um projeto de quase 3 gigawatts. Para se ter uma ideia do que é isso, representa quase três sobradinhos ou metade da produção do sistema Paulo Afonso e vai gerar cerca de 15 mil empregos. Pernambuco precisa se preparar porque as placas solares mais de 80% serão instaladas em território pernambucano. E nós precisamos nos organizar para aqui produzir as placas, todos os equipamentos, componentes e insumos e será, portanto, uma grande oportunidade”, apontou.

LEIA MAIS

Celpe dá desconto de 50% em compra de painel de energia solar para clientes 

(Foto: Igor Bione/Acervo JC Imagem)

A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) vai dar descontos de 50% para a compra de painéis solares por clientes interessados em gerar parte da própria energia que consomem. A medida faz parte do Projeto Bônus Solar, que será lançado na próxima segunda-feira (16) e pretende atender 500 clientes residenciais em Pernambuco até 2020.

LEIA MAIS

Contas de luz permanecem com bandeira vermelha em setembro

(Foto: Ilustração)

As contas de luz terão bandeira tarifária patamar 1 em setembro, mesmo nível vigente em agosto, o que representa um custo adicional de R$ 4 para cada 100 quilowatts-hora consumidos, informou a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) na última sexta-feira (30).

De acordo coma a Aneel, a bandeira vermelha deve-se à permanência do quadro de estiagem na previsão hidrológica para o mês, com vazões abaixo da média histórica, o que impacta a geração de energia no país, que vem predominantemente de hidrelétricas.

Com isso, é exigido um maior uso do parque de termelétricas, cuja produção é mais cara, o que leva ao acionamento do mecanismo das bandeiras tarifárias. As bandeiras geram cobranças adicionais junto aos consumidores quando saem do verde para o patamar amarelo ou vermelho, o que acontece quando há redução da oferta de energia. A bandeira vermelha voltou a ser aplicada em agosto após dez meses.

Com informações da Folha de Pernambuco

Celpe convoca clientes rurais para recadastramento e garantia de desconto na conta de energia

(Foto: Ilustração)

A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) convoca clientes irrigantes, aquicultores e demais rurais para recadastramento da tarifa subsidiada. Por determinação da Resolução Nº 800, da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), os clientes classificados nessas categorias de consumo precisam revalidar a documentação para não perder os descontos na conta de energia, que variam de 8% a 90%. O percentual de subsídio depende da atividade desenvolvida.

Até dezembro, mais de 54 mil devem apresentar a comprovação exigida pela Aneel. Caso não efetuem o recadastramento, os consumidores atualmente beneficiados perdem o subsídio a partir de janeiro de 2020. Os clientes estão sendo convocados por meio de avisos nas faturas mensais de energia elétrica. No total, aproximadamente 163 mil clientes pernambucanos devem revalidar os dados cadastrais até 2021, conforme o calendário da distribuidora.

LEIA MAIS

Petrolina é destaque no crescimento do mercado de energia solar

O município de Petrolina é destaque nacional em instalação de placas de energia solar. Dados divulgados no início deste ano pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), apontam Petrolina ocupando o 9º lugar no ranking de cidades do Brasil com maior número de instalações fotovoltaicas. Hoje, são cerca de 405 instalações de sistemas, o que compreende a 6,8 MW de potência instalada na cidade.

O crescente mercado de energia solar tem animado empresas que atuam na região. Em entrevista ao Blog Waldiney Passos, o Engenheiro Eletricista Paulo Victor Dantas, sócio da empresa Dantas Engenharia, especializada em sistemas fotovoltaicos, confirmou a demanda. “A gente vem notando o crescimento do mercado, a procura dos consumidores na tentativa de diminuir o custo de energia, principalmente nas residências. No comércio, os proprietários de empresas são mais propensos a aderir por que o impacto do custo de energia elétrica é muito grande”, disse.

As condições climáticas da região é fator determinante para o sucesso do mercado de energia solar, contudo outros aspectos compõem a alta do segmento. “As pessoas estão bem informadas, a divulgação tem ajudado muito. Outro ponto positivo para o setor é a facilidade de financiamento na região. Como Petrolina é uma cidade de porte médio, temos várias agências bancárias oferecendo linhas de crédito que facilitam a adesão ao sistema”, ressalta Paulo Victor.

LEIA MAIS

Pesquisa indica que 87% das pessoas acham conta de luz cara no Brasil

(Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Um levantamento feito pela Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel) em parceria com o Ibope, mostrou que 79% dos entrevistados gostaria de ter um mercado livre para escolher a sua fornecedora de energia. O percentual é 10% maior do que o obtido na avaliação de 2018. Segundo a Pesquisa de Opinião Pública 2019 sobre o que o brasileiro pensa e quer do setor elétrico, lançada hoje (12) na capital paulista, 68% dos entrevistados trocariam hoje a sua fornecedora de energia.

LEIA MAIS

Leilão de geração de energia renovável vai  elevar o potencial energético do canal da transposição e garantir recursos para o bombeamento das águas

A expectativa é que o leilão seja realizado no fim de 2020 e gere R$ 15 bilhões em investimentos e 12 mil empregos diretos

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), destacou, ontem, o leilão de geração de energia renovável no Projeto de Integração do Rio São Francisco anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro durante a inauguração da primeira etapa da Usina Solar Flutuante, no Reservatório de Sobradinho, na Bahia. O objetivo é elevar o potencial energético do canal da transposição e garantir recursos para o bombeamento das águas. A expectativa é que o leilão seja realizado no fim de 2020 e gere R$ 15 bilhões em investimentos e 12 mil empregos diretos.

Segundo Fernando Bezerra Coelho, o aproveitamento da superfície de água ao longo da transposição do rio São Francisco vai permitir a geração de energia fotovoltaica em quantidade superior ao que é produzido hoje pela Barragem de Sobradinho.

“Além de apoiar uma fonte alternativa e sustentável, mostrando, portanto, o compromisso do governo federal com a nova matriz energética brasileira, a iniciativa mostra o apreço do presidente Jair Bolsonaro com o desenvolvimento do Nordeste. Vamos evitar gastar mais água na geração de energia e teremos mais água para irrigar o Nordeste”, disse o líder em discurso no plenário do Senado.

Sobradinho

A usina solar flutuante inaugurada pelo presidente Bolsonaro em Sobradinho é o maior projeto de pesquisa e desenvolvimento desta tecnologia instalado em reservatório de hidrelétrica do Brasil, com investimento de R$ 56 milhões.

Contou com o apoio do ex-ministro de Minas e Energia Fernando Filho, hoje deputado federal por Pernambuco, e vai servir de modelo para o uso das placas ao longo dos 477 quilômetros dos canais de transposição, aquedutos e reservatórios do rio São Francisco.

123