Dermatologista do IMIP alerta para cuidados com a pele durante o verão

(Foto: Internet)

No verão, os cuidados com a pele devem ser redobrados devido às altas temperaturas, sobretudo no Nordeste. Nesta estação do ano, vários fatores deixam a pele sensibilizada: o sol, a praia, a piscina. E embora seja considerada, por muitos, a temporada mais divertida do ano, esta época representa várias agressões para a barreira protetora da pele.

De acordo com o dermatologista do IMIP, Valter Kozmhinsky, é muito importante o uso de protetor solar para se proteger do sol. O médico dá algumas dicas de como utilizá-lo de forma eficaz e segura, chamando a atenção para o cuidado redobrado que os pais devem ter com as crianças.

Confira as dicas

– O protetor solar deve ser aplicado de duas em duas horas, mas se houver exposição excessiva ao sol, atividades na água, ou muita perda de suor, a reposição deve ser reforçada de hora em hora. Essa recomendação vale, inclusive, para aqueles que preferem a sombra, pois a luz solar é refletida na água e na areia, por exemplo.

LEIA MAIS

Prefeitura de Petrolina confirma morte por suspeita de meningite

(Foto: Ilustração)

No dia 6 deste mês, uma garota de 11 anos, morreu em Petrolina (PE) com suspeita de meningite. Segundo informações da prefeitura, a paciente morava no Centro da cidade, e apresentou quadro inicial de otite (inflamação no ouvido),  porta de entrada para a infecção, que pode ser também uma possível causa da meningite, caso a doença seja confirmada.

“Pelas características clínicas não caracteriza o tipo grave da doença. […] Todas as medidas cabíveis já foram tomadas pela Vigilância Epidemiológica, sem necessidade de pânico por parte da população”, explica a gestão municipal.

Exames laboratoriais para confirmar a causa da morte da garota estão sendo analisados pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) de Pernambuco, no Recife. Ainda não há previsão para divulgação do resultado.

Pernambuco registra aumento de casos de sarampo

Um total de 1.252 casos de sarampo foi notificado do início de 2019 até o dia 4 de janeiro deste ano. Entre eles, 276 foram confirmados e 622 foram descartados. Os demais casos ainda estão sob análise. Na última contagem, realizada no dia 23 de novembro, foram registrados 159 casos, ou seja, houve um aumento de 117 confirmações.

As informações são da Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE), que afirma que, em 2020, foram realizadas 14 notificações da doença até o dia 4. O local com mais registros é o município de Santa Cruz do Capibaribe, com 60 confirmações. Já os municípios e cidades com menos casos são Ipojuca, Limoeiro, Palmares, Bonito, Frei Miguelino, Riacho das Almas, Tacaimbó, Itaíba, Arcoverde e Timbaúba com apenas uma confirmação. No Recife, 31 casos foram confirmados.

Segundo a SES-PE, ações de vigilância epidemiológica (investigação dos casos e vacinação de bloqueio), além da assistência ao paciente, são iniciadas logo após a notificação do caso, independentemente do resultado laboratorial, com o objetivo de evitar o agravamento da situação.

As medidas são realizadas pelos municípios com o apoio da Gerência Regional de Saúde (Geres) de cada local e do estado.

Vacinas

A secretaria informa que tem recebido normalmente a vacina tríplice viral do Ministério da Saúde e feito a distribuição aos municípios.

Em 2019, foram aplicadas 786.506 doses da vacina tríplice viral em Pernambuco, um quantitativo 50% maior do que o mesmo período de 2018, com 524.332 doses. Além do sarampo, o imunizante protege contra a rubéola e caxumba.

Ministério da Saúde faz alerta sobre febre amarela

(Foto: Internet)

O Ministério da Saúde alerta quem ainda não se vacinou contra a febre amarela a buscar a imunização contra a doença. O alerta é dirigido especialmente à população das regiões Sul e Sudeste, que estão no centro da atenção dos especialistas depois que 38 macacos contaminados morreram nos estados do Paraná, de Santa Catarina e São Paulo.

Ao todo, 1.087 notificações de mortes suspeitas de macacos foram registradas no país. Os dados são do boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (15) pelo Ministério da Saúde, que apresenta o monitoramento da doença de julho de 2019 a 8 de janeiro deste ano. O alerta se dá porque o Sul e o Sudeste são regiões de grande contingente populacional e baixo número de pessoas vacinadas, o que contribui diretamente para os casos da doença.

O público-alvo para vacinação inclui desde crianças a partir de 9 meses de vida até pessoas com 59 anos de idade que não tenham comprovante de vacinação. Neste ano, as crianças passam a receber um reforço da vacinação aos 4 anos de idade.

LEIA MAIS

Faculdade Uninassau oferta minicursos gratuitos na área de saúde; saiba como participar

Entre os dias 15 e 31 de janeiro, a Faculdade UNINASSAU Petrolina promove 17 cursos gratuitos para profissionais e estudantes de saúde. Os minicursos abrangem as áreas de biomedicina, enfermagem, educação física, fisioterapia, farmácia e nutrição.

Dentre os cursos ofertados estão: desenvolvimento de produtos de higiene, aproveitamento integral de alimentos: teoria e prática; natação: saúde e desempenho, primeiros socorros; cuidados de enfermagem em realização de suturas: conhecendo a prática entre outros minicursos.

Para participar é preciso necessário realizar a inscrição no site da instituição e doar 1kg de alimento não perecível. Os cursos acontecem na própria Instituição, localizada na Av. Clementino Coelho, 714, bairro Atrás da banca.

Confira o cronograma

15/01 – Aproveitamento integral de alimentos: teoria e prática

16/01 – Benefícios da atividade física na saúde do ser humano; Natação saúde e desempenho; Bioinformática

20/01 – Primeiros socorros; Oficina de fabricação de pães integrais: uma nova fonte de renda; Desenvolvimento de produtos de higiene

21/01 – Aferição de pressão arterial; Controle de qualidade em gestão de unidades de alimentos; Drenagem linfática manual

22/01 – Punção venosa; Curva glicêmica

28/01 – Treinamento coordenativo e prevenção de quedas; Cuidados de enfermagem em realização de suturas: conhecendo a prática; Micróbios importantes na produção de alimentos

29/01 – Administração de medicamentos injetáveis

30 e 31/01 – Assistência de enfermagem no cuidado com pessoas idosas: uma alternativa de empreendimento

OMS pretende preparar hospitais de todo o mundo para vírus chinês misterioso

(Foto: Ilustração)

A Organização Mundial de Saúde anunciou, nesta terça-feira (14), um plano para preparar os hospitais de todo o mundo para um novo vírus que já contagiou dezenas de pessoas na China, provocando uma morte. O anúncio foi feito depois que uma pessoa fora da China foi diagnosticada com o mesmo vírus misterioso.

“Estamos nos preparando para a hipótese de contágios em massa. Por isso, estão sendo tomadas medidas de prevenção e controle de infecções para que todos os hospitais do mundo apliquem as precauções habituais”, informou a diretora interina do Departamento de Doenças Emergentes da Organização Mundial de Saúde, Maria Van Kerkhove.

As declarações surgem depois de a agência de notícias oficial da China ter divulgado que uma mulher chinesa que viajou para a Tailândia transportou consigo o vírus e foi colocada em quarentena. A mulher, que voou da cidade chinesa de Wuhan, onde o surto teve origem em dezembro, foi hospitalizada depois de ter chegado a Bangkok.

LEIA MAIS

Caravana da Saúde e Programa Cuidar da Gente atenderão moradores do bairro Piranga nesta quarta-feira 

(Foto: Ilustração)

A 198ª edição da Caravana da Saúde será realizada, nesta quarta-feira (15), no bairro Piranga, em Juazeiro (BA). Os moradores terão acesso a atendimentos especializados nas áreas de cardiologia, endocrinologia, odontologia, além de realização de exames laboratoriais e eletrocardiograma.

Além da Caravana da Saúde, a população do bairro Piranga será beneficiada também, através do Programa de Governo ‘Cuidar da Gente’, que vai ofertar serviços como: realização de testes rápidos, vacinação, atendimento médico, e atualização e cadastros dos moradores para os programas sociais.

Ministério determina recolhimento de cerveja que causou morte

Também foram encontrados vestígios das duas substâncias tóxicas nos equipamentos de resfriamento usados na produção da cerveja.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento determinou que a cervejaria Backer retire de circulação todas as suas cervejas e chopes produzidos desde outubro do ano passado até essa segunda-feira (13). A suspensão da venda se manterá até que fique assegurado que os outros produtos da Backer não estão contaminados. “A medida é para preservar a saúde dos consumidores”, disse o ministério, em nota.

Na semana passada, exames laboratoriais realizados pela Polícia Civil de Minas Gerais identificaram a presença da substância dietilenoglicol em amostras de ao menos dois lotes da cerveja Belorizontina, produzida pela Backer. Uma pessoa morreu e pelo menos dez pessoas foram intoxicadas após consumirem a cerveja.

LEIA MAIS

Dormentes: canetas ultrarrápidas para aplicação de insulina já estão disponíveis para pacientes com diabetes

(Foto: Ascom)

Os diabéticos, menores de 15 anos e maiores de 60 anos, cadastrados na Farmácia Básica em Dormentes (PE), agora, terão mais facilidade na hora de aplicar a insulina. A Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Saúde, está disponibilizando gratuitamente as canetas de ação ultrarrápida.

As canetas dão aos pacientes, maior comodidade na aplicação, facilidade no transporte, manuseio e ajuste de dosagem, e estão sendo disponibilizadas através do Ministério da Saúde e Sistema Único de Saúde (SUS) como parte do programa de controle e prevenção do diabetes, que no município conta ainda com profissionais especializados no atendimento destes pacientes.

“A caneta é disponibilizada gratuitamente para pacientes com diabetes tipo 1, na faixa etária especificada pelo Ministério da Saúde (menores de 15 e maiores de 60 anos) que atendam alguns requisitos, como o uso prévio de insulina regular nos últimos três meses. É uma tecnologia nova que possibilita ao diabético, muito mais conforto e praticidade na hora da autoaplicação”, explica a secretária de Saúde, Talita Mirele.

Prefeitura de Petrolina divulga dicas sobre o que fazer em casos de acidentes com escorpiões

(Foto: Ascom/PMP)

Com a chegada do verão e do período chuvoso, principal época de reprodução dos escorpiões, o número de acidentes com animais peçonhentos tende a aumentar. Pensando nisso, a Prefeitura de Petrolina divulgou medidas que vão auxiliar a população na prevenção de novos casos.

Os escorpiões têm hábitos noturnos e se alimentam, principalmente, de insetos e aranhas. Em Petrolina, o combate desse animal, é feito pela gestão municipal através da captura das espécies e de orientações repassadas à população pelos agentes de saúde e de endemias. Mas, as ações por parte dos moradores são de suma importância, como a limpeza de terrenos e quintais, por exemplo.

“A gente salienta a importância de cada morador avaliar seu imóvel e eliminar possíveis situações que tornem a residência atraente para o surgimento de insetos, principalmente baratas, pois irá promover a proliferação de escorpiões. O lixo doméstico deve ser colocado em sacos plásticos ou cestos de lixo, devidamente fechados, para posterior coleta. É importante também evitar nas residências acúmulo de entulhos, telhas, blocos e madeiras”, frisa a secretária executiva de Vigilância em Saúde, Marlene Leandro.

LEIA MAIS

Cirurgias eletivas da Feira Cidadã serão iniciadas nessa semana, em Juazeiro

Terceirizados estão há dois meses sem receber (Foto: Ascom)

As cirurgias eletivas agendadas na Feira Cidadã de Juazeiro (BA) serão realizadas a partir desta quarta-feira (15), em uma parceria da Prefeitura e o Hospital Regional da cidade, cuja coordenação é do Governo do Estado. Entre as operações agendadas estão cirurgias de hérnia, vesícula e histerectomia.

LEIA TAMBÉM:

Equipes realizam cerca de 5 mil atendimentos no 1º dia da Feira Cidadã, em Juazeiro

Os procedimentos operatórios acontecerão até 24 de agosto. Todos os pacientes já fizeram triagem e estão sendo acompanhados pela rede pública e serão avisados por telefone dos agendamentos através das equipes da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (SESAB).

“Conseguimos atender as demandas de mais de 17 mil pessoas e mais de 500 fizeram a triagem naquele período e agora já vamos conseguir realizar as cirurgias que necessitam“, explicou a Secretária de Saúde de Juazeiro, Fabíola Ribeiro.

Após ser destratada, paciente denuncia descaso de médico na Maternidade de Juazeiro

Como se não bastasse ter que encarar a falta de estrutura, atraso em alguns procedimentos e deficiências na execução de serviços, a população de Juazeiro (BA) tem que enfrentar a arrogância, prepotência e descaso de alguns profissionais que atuam em unidades de saúde do município.

Hoje (13), a vez foi da gestante Vanessa Lopes Pereira, de 24 anos. Ela contou ao Blog Waldiney Passos, que após sentir fortes dores na barriga, procurou o posto de saúde do bairro Perda do Lorde, onde mora. No entanto, ao chegar na unidade, foi informada que não havia médico para atendê-la, e que ela deveria procurar atendimento no Hospital Materno Infantil de Juazeiro.

Na maternidade de Juazeiro, através da triagem, a jovem foi encaminhada para o Médico Alexandre Mariano. Durante o atendimento, o médico destratou a paciente, e afirmou que a mesma deveria procurar o posto e não a maternidade, ainda segundo a paciente, o médico criticou a gestão municipal.

“Eu vou ficar atendendo aqui, corrimento vaginal, você é a terceira pessoa seguida que eu atendo com corrimento. Eu não sou obrigado a ficar atendendo isso não. Aqui é um hospital, não é um posto de saúde. Se não tem médico no posto de saúde, procura em outro posto de saúde”, diz o médico em gravação feita pela própria paciente, durante o atendimento.

LEIA MAIS

Pesquisa mostra correlação entre desnutrição materna e microcefalia

(Foto: Divulgação)

Grupo de 27 pesquisadores do Brasil, Reino Unido, Argentina e Estados Unidos descobriu correlação entre a desnutrição das mães e a síndrome congênita do vírus Zika nos bebês, que tem na microcefalia uma de suas manifestações. A conclusão do trabalho foi publicada hoje (10) no periódico norte-americano Science Advances.

O trabalho foi dividido em duas partes disse a professora do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Patrícia Garcez, integrante do grupo de estudo. O trabalho foi iniciado em 2016 e envolveu, na primeira fase, estudos em laboratório com animais de experimentação. Foi usado um grupo que não era suscetível ao vírus Zika, “que não causava microcefalia”, e um grupo dos mesmos animais que eram submetidos a uma dieta com restrição de proteína durante a gravidez.

“Na verdade, o que a gente mudou foi só a dieta de um grupo para outro. E quando a gente mudou a dieta, isso foi suficiente para fazer com que esse animal fosse mais suscetível a transmitir o vírus que tinha no ambiente materno para o feto”, disse Patricia. Os pesquisadores procuraram então entender se isso acontecia também com mães que tiveram filhos com a síndrome congênita. Ou seja, se as mães estavam com alimentação com restrição de proteína .

Confirmação

Foram entrevistadas 83 mães no Nordeste. “A gente descobriu que 40% dessas mães apresentavam desnutrição proteica”. Isso pode ter favorecido que os filhos dessas mães nascessem com microcefalia, por exemplo. Patricia explicou que a prevalência de mulheres que, quando infectadas no primeiro trimestre são capazes de transmitir o vírus para os fetos, varia muito, dependendo da região. Essa variação da transmissão vertical pode ser de 1% em países desenvolvidos, como os Estados Unidos, chegando a 43% no Brasil.

Os pesquisadores decidiram investigar por que havia mais prevalência da síndrome congênita do Zika em algumas regiões e por que algumas mães eram mais suscetíveis do que outras. “É uma série de cofatores que pode estar facilitando essa diferença de prevalência na população e a gente mostrou, graças a esse estudo, que a dieta, certamente, é um desses cofatores”. A Região Nordeste foi escolhida para a pesquisa porque concentra 75% dos casos associados ao vírus Zika.

Os pesquisadores querem entender melhor, a partir de agora, como a dieta influi no sistema imune e como ela atua para facilitar o aumento da suscetibilidade ao vírus Zika. Outra meta é testar se algum tipo de dieta é capaz de reverter essa situação. “[Vamos verificar] se a gente consegue proteger os animais da infecção do vírus, sem transmitir aos bebês, por meio de uma dieta rica em proteína”. Outra diretriz é estender o estudo para outras regiões para ver se essa porcentagem de desnutrição proteica tem uma correlação positiva nas mães que tiveram filhos com microcefalia. “Essa pesquisa abre muitas avenidas”, disse Patricia Garcez.

A pesquisa foi financiada pelo Zika Rapid Response do Medical Research Council do Reino Unido; pela Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Rio de Janeiro (Faperj); pelo Ministério da Saúde do Brasil e pela American Association of Physical Anthropologists (AAPA). A segunda etapa do projeto, para testar se uma dieta rica produz o mesmo efeito nos embriões, deverá ser iniciada ainda este ano.

Com informações da Agência Brasil

Programação do Janeiro Roxo em Petrolina inclui visita a população prisional e capacitação dos profissionais

Janeiro Roxo alerta sobre diagnóstico e tratamento da doença (Foto: Ilustração)

A cor do janeiro é a roxa, para levantar a bandeira sobre a importância de se discutir a hanseníase. Em Petrolina, a secretaria de Saúde está com uma programação especial. Hoje (10) equipes do Serviço de Infectologia de Petrolina (Seinpe) visitaram a Penitenciária Dr. Edvaldo Gomes.

Na segunda-feira (13) será realizada uma atividade educativa e distribuição de panfletos informativos no Centro de Testagem e Aconselhamento CTA/SAE, localizado na Rua Joaquim Nabuco, S/N, ao lado da Secretaria de Saúde, no centro da cidade.

No dia 17, as equipes visitarão a Cadeia Feminina. Os profissionais da saúde também serão atendidos no Janeiro Roxo, com capacitações e atualizações sobre o diagnóstico da doença. Em 27 de janeiro, o Dia Mundial da Luta Contra a Hanseníase haverá uma panfletagem na Cohab Massangano.

“É uma doença que tem cura, por isso o diagnóstico precoce é fundamental. Lembrando que o contágio da doença acontece com contato íntimo e prolongado“, ressalta a secretária executiva de Vigilância em Saúde, Marlene Leandro.

Janeiro Branco: Juazeiro realiza programação voltada para o cuidado com a saúde mental dos profissionais e usuários do SUS

(Foto: ASCOM/PMJ)

De 15 a 24 de janeiro, a Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria Municipal da Saúde realizará ações em alusão ao Janeiro Branco, mês de cuidados com a saúde mental. Com o tema ‘Precisamos falar sobre saúde mental’ profissionais da saúde e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), participam da programação com abordagens sobre o assunto.

O evento, que será aberto no dia 15 de Janeiro na Secretaria da Saúde, terá como finalidade a acolhida aos usuários do serviço e dos profissionais que estão no dia a dia no atendimento ao público. No dia 16 a programação será levada até o posto de saúde do Jardim Vitória e no dia 17 a acolhida será na Unidade de Pronto Atendimento (UPA). De 22 a 24 de janeiro serão realizadas oficinas de ‘Cuidado em Saúde Mental’ voltada para dentistas, agentes comunitários de saúde e recepcionistas estarão recebendo orientações e cuidados com a sua mente.

LEIA MAIS
123