Após ação de Páscoa, ONG promove campanha para ajudar famílias em vulnerabilidade

Na semana passada a ONG Rua de Baixo alegrou a Páscoa de crianças que residem em situação de vulnerabilidade no Vale do São Francisco. E a boa vontade dos voluntários não para por aí. Agora o grupo está se mobilizando para montar cestas básicas e doar a famílias em dificuldade.

Neste momento estão sendo solicitados alimentos não perecíveis e produtos de higiene. O foco é ajudar quem está com dificuldades financeiras, provocadas pelo agravamento da pandemia. Até março as atividades econômica estavam suspensas e os mais pobres são os mais afetados.

Para ajudar  basta doar R$ 50,00 (valor da cesta básica) via link da vaquinha online, PIX ou presencialmente na Shopcar Equipadora, localizada na Avenida da Integração, em Petrolina.

Vice-prefeito de Juazeiro participa da campanha “Doe sangue, doe vida”

(Foto: Luan Medrado/PMJ)

Doador há vários anos, Leonardo Bandeira foi ao Hemocentro de Juazeiro, o Hemoba, nesta quinta-feira (8) e também contribuiu com a campanha organizada pela prefeitura municipal.

“A campanha encerra nesta sexta, mas precisamos doar o ano inteiro. Essa campanha traz esperança para que os estoques de sangue sejam reforçados. Parabenizo a iniciativa da CSTT, Guarda Municipal, Secretaria de Saúde, a prefeita Suzana Ramos. Doar sangue é um ato de amor que salva vidas”, destacou o vice-prefeito de Juazeiro.

LEIA MAIS

Campanha da prefeitura de Juazeiro incentiva doação de sangue para o Hemoba

A Campanha ‘Doe sangue, doe vida’ começa nesta terça-feira (6) e segue até o dia 9 de abril, e terá o envolvimento voluntário dos guardas civis municipais, servidores públicos e colaboradores da prefeitura de Juazeiro. A proposta é melhorar o estoque de sangue na unidade do Hemocentro da Bahia (Hemoba), que atende dez municípios da região.

O procedimento para doação de sangue é simples, rápido e totalmente seguro. Não há riscos para o doador, porque nenhum material usado na coleta do sangue é reutilizado, o que elimina qualquer possibilidade de contaminação.

Para realizar a doação de sangue, o voluntário deve comparecer ao Hemoba usando máscara, em boas condições de saúde, sem sintomas virais, pesar mais de 50 quilos, estar bem alimentado, ter dormido pelo menos 6h, não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12h, não fumar por, pelo menos, duas horas, ter entre 18 e 69 anos incompletos e não ter feito tratamento dentário a menos de 7 dias.

Quem teve Covid-19, é preciso esperar 30 dias após a cura clínica e apresentar documento original com foto.

O Hemoba fica localizado ao lado do Hospital Regional de Juazeiro (HRJ), no bairro Santo Antônio, e funciona de segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 14h às 16h30. A doação pode ser agendada através do número (74) 3611-7532.

O secretário de Saúde de Juazeiro, Fernando Costa, destaca que a doação de sangue é um gesto de solidariedade. “Doar sangue é um gesto bonito que pode salvar vidas. É importante lembrar que não há um substituto para o sangue, e a disponibilidade é essencial em diversas situações como transfusões, transplantes, procedimentos oncológicos e cirurgias precisam dos componentes do sangue”, declarou o secretário Fernando.

LBV distribui 400 kits de materiais escolares na zona rural de Curaçá

Cerca de 400 kits foram entregues(Foto: Ascom)

Crianças residentes na cidade de Curaçá (BA) foram contempladas pela Legião da Boa Vontade (LBV) com materiais didáticos. A ação acontece no momento em que muitas estão com as aulas interrompidas e as famílias enfrentam dificuldades financeiras por conta das restrições de atividades econômicas.

De acordo com a LBV, 400 kits foram entregues aos meninas e meninas de Curaçá, todos de família em vulnerabilidade social. Os materiais foram distribuídos no começo do mês nos povoados de Santana, Santo Antônio e Caratacá.

Os kits são compostos por uma mochila com caixa de giz de cera, canetinhas hidrocor, lápis preto e de cor, canetas, estojo, apontador, borracha, régua, cadernos universitário, de desenho e de brochura, tesoura sem ponta. A ação é voluntária e para contribuir com a LBV basta entrar em contato via site ou pelo telefone 0800 055 50 99.

Bom Exemplo: Guarda Civil de Juazeiro faz doação de pães ao abrigo de idosos São Vicente de Paulo

(Foto: Ascom/PMJ)

A boa ação foi realizada nesta quinta-feira (18). Agentes da Guarda Civil Municipal de Juazeiro doaram cerca de 200 pães ao Lar São Vicente de Paulo, que acolhe idosos de Juazeiro e de outras cidades do Vale do São Francisco.

Para a Guarda Civil, essas ações de solidariedade traduzem um processo maior de atenção e ajuda aos mais necessitados nesse momento de pandemia.

Ações como esta fazem parte da rotina dos guardas civis de Juazeiro que exercem o seu papel de agentes de segurança, sem esquecer o lado humano e solidário.

Madrasta cria vaquinha virtual para ajudar enteada com paralisia cerebral

O bom exemplo de hoje vem do interior de Pernambuco. A artesão Juliana Vasconcelos é de Santa Maria da Boa Vista e iniciou uma campanha para ajudar sua enteada, Renata Camili, de 16 anos. A jovem nasceu com paralisia cerebral e precisa de uma cadeira de rodas com encosto.

Renata reside em Catalunha. O pai, Francisco Luciano da Silva é padeiro e a mãe, Ângela Maria Lima do Nascimento é cabeleireira. O dinheiro que ambos ganham dá para o básico das famílias, por isso surgiu a ideia da vaquinha.

A atual cadeira de Renata já está velha e não é adequada a jovem. Porém, uma nova custa em torno de R$ 4 mil. Foi então que a madrasta resolveu lançar uma vaquinha virtual e o caso repercutiu nacionalmente. “Ela nasceu com paralisia cerebral. Sempre foi cuidada pelos pais e principalmente pela avó paterna. A primeira cadeira foi comprada com o dinheiro que ela recebe do governo, só que essa cadeira nova é muito cara. Porém, ela precisa muito, custa quase quatro mil reais, nem o pai nem a mãe têm condições de comprar. Estamos fazendo rifas, vaquinhas, e pedindo ajuda nas redes sociais”, conta Juliana ao portal Outros Quinhentos.

Além da cadeira, Renata também precisa de acompanhamento de um fisioterapeuta. Para ajudar a família basta ajudar doando através da vaquinha ou fazer um PIX 87996437165.

Sem poder desfilar, Bloco Petrolinense faz campanha solidária durante o carnaval

(Foto: Ascom)

Fundado há 14 anos, o Bloco 8 Furos não vai poder comemorar seu 14ª aniversário nas ruas de Petrolina e Juazeiro, como em anos anteriores. A pandemia do novo coronavírus impediu que o único Bloco interestadual da região comece seu desfile na Orla da cidade baiana e atravesse a ponte presidente Dutra em direção a praça 21 de Setembro, na cidade pernambucana, como era a tradição.

Mas nem por isso, o Bloco deixou de agitar quem gosta da festa de Momo. O fundador e coordenador do 8 Furos, Leo Vieira, resolveu convocar os amigos para festejar em casa e ajudar quem está passando por necessidade nessa pandemia.

LEIA MAIS

Família pede ajuda para o tratamento da pequena Larissa Vitória

Larissa Vitória Cassiano, tem 3 anos de idade é natural de São José do Belmonte, em Pernambuco. Ela é portadora de uma doença chamada Hipóxia Perinatal, a qual manifesta na criança comprometimento motor e cognitivo. Por causa da enfermidade Larissa não consegue andar. Mas os pais descobriram que existe tratamento, o problema é o preço a pagar por ele.

A família resolveu fazer um tratamento com células regenerativas para melhorar sua qualidade de vida da filha. O problema é que cada sessão custa R$ 16.700. Para complicar mais ainda, os pais de Larissa estão desempregados. Na esperança de conseguir recursos para continuar o tratamento, vão realizar uma rifa de um terço de outro e uma corrente, ambos com valor estimado em R$ 4.900 e disponibilizaram uma vaquinha na internet, que pode ser acessada clicando aqui.

LEIA MAIS

Vacinados contra a Covid-19 não poderão doar sangue por até 7 dias a depender do tipo de vacina

(Foto: Ilustrativa)

Uma nota técnica, publicada nesta quarta-feira (3), pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), chama atenção das pessoas que estão nos grupos de risco e que estão sendo vacinados nesta primeira etapa, para evitar a doação de sangue por um período que varia de 48 horas a 7 dias a depender do tipo de vacina que se imunizar.

LEIA MAIS

Voluntários da Missão Calebe se unem para ação voluntária em Juazeiro

Voluntários da Missão Calebe, da Igreja Adventista, estão mobilizados para fazer o bem. Nessa semana eles se reunirão para doar sangue nos Hemobas da região Norte, incluindo Juazeiro, Jacobina, Irecê e Senhor do Bonfim. A ação solidária começou nessa terça-feira (2) e seguirá até a quinta-feira (4).

Em Juazeiro o “Dia D” é amanhã (3). quando o grupo se organizará para uma mega-ação, com direito a cobertura da TV local. A iniciativa surgiu com a demanda do Hemoba, que nessa pandemia viu seu estoque diminuir.

Para doar sangue é necessário ter entre 18 e 69 anos, estar em plenas condições de saúde, pesar mais de 50 kg e levar documento com foto. Menores podem doar, desde que autorizados pelos pais ou responsáveis. O Projeto Missão Calebe é um programa voluntário que desafia os jovens adventistas a dedicarem suas férias ao serviço social e evangelismo em comunidades e centros urbanos.

Mãe pede doações para custear tratamento de filha que sofreu acidente em Juazeiro

Uma família de Juazeiro (BA) está pedindo a colaboração da população local para ajudar no tratamento da jovem Raissa Vitória Santana Lopes. A adolescente é filha de Nazaré Delmondes, que entrou em contato com o Blog Waldiney Passos e relatou como está a rotina da família.

No dia 20 de dezembro a filha de Nazaré se envolveu em um acidente na Carnaíba do Sertão, zona rural de Juazeiro. Raissa sofreu diversas fraturas, foi submetida a duas cirurgias e teve alta do Hospital Universitário (HU) no último final de semana. Agora longe do hospital a jovem precisa de atenção redobrada.

LEIA MAIS

ONG inicia campanha de arrecadação de material escolar

A ONG Rua de Baixo está com uma campanha de arrecadação de materiais escolares. As doações começaram em janeiro e sua ajuda é importante. O grupo está coletando os itens para montar kits e distribuir a crianças em situação de vulnerabilidade social e a meta é conseguir pelo menos 100 kits.

As doações podem ser feitas até 12 de fevereiro. Segundo a ONG, cada kit escolar será composto lápis de cor, caderno, mochila, caneta, borracha, apontador, tesoura, estojo e lápis. Há outra forma de ajudar a ONG, através de uma vaquinha online.

Para mais informações ou dúvidas, basta entrar em contato com a ONG Rua De Baixo pelo WhatsApp: (87) 98837 -2476 .

Operação Estrela de Natal: doações podem ser feitas até 23/12 nas delegacias de Pernambuco

O sucesso da Operação Estrela de Natal, encabeçada pela Polícia Civil de Pernambuco fez com que a instituição prorrogasse até esta quarta-feira (23) as doações de alimentos e brinquedos. Em Petrolina, os pontos de coleta são na Delegacia do bairro Ouro Preto e na unidade localizada no prédio do 5º BPM.

De acordo com o DINTER 2, já foram doados mais de 100kg de alimento na região. Algumas comunidades já foram contempladas ao longo do final de semana, nos municípios de Araripina e Afogados da Ingazeira.

A ação solidária busca beneficiar comunidades carentes ou instituições de caridades nas cidades base das operativas da Dinter2, como Arcoverde, Afogados da Ingazeira, Serra Talhada, Floresta, Salgueiro, Araripina, Cabrobó e Petrolina.

Doações para campanha de Natal da PC-PE podem ser feitas até hoje

Alguns municípios já foram contemplados (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

As doações para a campanha Estrela de Natal, da Polícia Civil de Pernambuco podem ser feitas até essa sexta-feira (18). A ação solidária foi lançada no dia 1° de dezembro e busca arrecadar alimentos e brinquedos, os quais serão entregues a famílias em vulnerabilidade social.

LEIA TAMBÉM

Solidariedade: Polícia Civil lança campanha de Natal no Sertão, saiba como ajudar

A campanha é coordenada pela Diretoria Integrada do Interior 2 (DINTER 2) e abrange os municípios de Afogados da Ingazeira, Araripina, Cabrobó, Floresta, Petrolina, Salgueiro e Serra Talhada. Ao longo dessa semana algumas cidades já foram contempladas com as doações.

LEIA MAIS

Cliente deixa gorjeta de R$ 15,6 mil a funcionários de restaurante fechado por coronavírus

(Foto: Reprodução/Facebook)

Após pedir apenas uma cerveja em um restaurante em Cleveland (EUA), um homem deixou uma gorjeta no valor de US$ 3.000 (R$ 15,6 mil). A história foi relatada no Facebook por Brendan Ring, dono do estabelecimento, e ganhou reportagens em site e jornais ao redor do mundo.

Em seu relato, publicado no dia 22 de novembro, Ring conta que a gorjeta foi dada pouco antes do fechamento voluntário do restaurante, medida adotada para conter a pandemia do novo coronavírus. Segundo ele, o cliente pediu que o valor fosse repartido com os quatro funcionários do lugar. Ele afirma também que só se deu conta do tamanho da doação quando o homem estava deixando o local.

“Eu corri atrás dele, mas ele me disse que não havia erro nenhum e que nos veríamos na reabertura”, contou Ring. O empresário disse que não iria revelar o nome do cliente por achar que ele não gostaria desse tipo de divulgação. Ele informou também que a conta do homem havia dado apenas US$ 7,02 (R$ 36). “Somos humildemente gratos por esse gesto incrivelmente gentil e grandioso”, concluiu.

123