Operação conjunta das polícias de Alagoas, Bahia e Pernambuco prende integrantes de grupo que roubava carro-forte no Nordeste

(Foto: Ilustração)

Uma operação integrada entre as polícias de Alagoas, Bahia e Pernambuco terminou com a prisão de seis pessoas nesse final de semana. Elas são suspeitas de envolvimento na explosão de um carro-forte e outros crimes praticados no Nordeste.

Policiais de Alagoas e Bahia identificaram que o líder do grupo é Varnei Xavier dos Santos, que se encontra foragido. José Salviano Arcoverde Neto também dá ordens para o grupo, mas de dentro de um presídio. Foram cumpridos mandados de prisão em Delmiro Gouveia (AL), Paulo Afonso (BA) e Petrolina.

Também foram apreendidos quatro fuzis, três carabinas, três revólveres, uma pistola 9mm, dois coletes balísticos, cinco carros (quatro era roubados), explosivos, rádios comunicadores, balaclavas e trajes do exército.

LEIA MAIS

Polícia Civil de Petrolina prende homicida foragido há 18 anos em Alagoas

Foto do acusado divulgada pela Polícia Civil.

Na manhã dessa segunda-feira (15), após levantamento feito pelos Policiais Civis do Malhas da Lei de Petrolina, sob a coordenação da Delegada Seccional Isabella Pessoa, foi dado cumprimento pela Polícia Militar de Alagoas ao Mandado de Prisão Preventiva expedido em decorrência de um homicídio ocorrido em Petrolina em 2001.

O cumprimento do mandado de José Petrúcio dos Santos aconteceu por volta das 6h, na cidade de Coruripe (AL). O suspeitos estava foragido há 18 anos, mas foi localizado após investigação da Polícia Civil de Petrolina e a cooperação do BOPE da PMAL, tendo sido capturado e levado à delegacia de Coruripe para os procedimentos cabíveis, ficando à disposição da Vara do Tribunal do Júri de Petrolina.

Pernambuco: Operação da Polícia Civil prende 27 pessoas em Recife e Caruaru

(Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Lavagem de dinheiro, homicídio, tráfico de drogas e associação ao tráfico. Esses foram alguns dos crimes investigados pela Polícia Civil de Pernambuco entre novembro de 2017 e essa quarta-feira (23), quando 27 mandados de prisão e 26 de busca e apreensão foram cumpridos na capital Recife, em Caruaru e em Alagoas.

Segundo a polícia, a organização criminosa que era alvo da ação levantou R$ 4 milhões entre o período da investigação apenas com o tráfico. “A quadrilha se capitalizou comprando imóveis e o líder morava em Caruaru, mas não praticava os crimes no município. O gerenciamento era feito por dois irmãos que moravam em Rio Largo, em Alagoas. Ambos entraram no negócio de concessionários de transporte público para lavar dinheiro”, disse o chefe da Polícia Civil, Joselito Kehrle. Um ônibus dos irmãos foi apreendido em Rio Largo.

Foram localizadas três metralhadoras, além de dez pistolas e revólveres e cem quilos de droga – entre maconha, cocaína, pasta base e maconha. Participaram da ação 270 policiais, entre delegados, agentes e escrivães. Ainda segundo o delegado, a quadrilha tem envolvimento com 27 homicídios.

Com informações do Diário de Pernambuco

Familiares identificam oito dos 11 suspeitos mortos durante operação policial em Alagoas

IML de Arapiraca, em Alagoas. (Foto: Reprodução/ JC/ Google Street View)

Nesta quinta-feira, oito dos 11 mortos na Operação Cavalo de Troia em Santana de Ipanema (AL), já foram identificados. De acordo com o Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca (AL), familiares das vítimas compareceram ao local, na tarde desta sexta-feira (9), para o processo de liberação dos corpos. A OAB-AL emitiu uma nota exigindo esclarecimentos da operação que resultou na morte de todos os suspeitos do roubo ao banco no interior de Pernambuco.

LEIA TAMBÉM:

Onze suspeitos de assalto a banco em PE morrem em operação policial em Santana do Ipanema, AL

Os homens identificados são Adeildo de Souza Timóteo, de 23 anos; André Luiz de Moraes Lima, de 30 anos; Carlos Alberto de Lima, 30; Adejane da Silva, também de 30; José Lutemberg Nogueira Santos, 26 anos; Evandro de Paula Lima Silva, 34; Cristiano Romulo de Souza Rodrigues, 24 anos; e Francisco das Chagas Vieira de Barros, 32. O corpo de Francisco não foi liberado por nenhum parente ter comparecido ao IML.

As outras três vítimas ainda não foram identificadas. O IML-AL continua recebendo familiares dos mortos e a expectativa é de que o trabalho de identificação termine no fim do dia.

O caso

LEIA MAIS

Onze suspeitos de assalto a banco em PE morrem em operação policial em Santana do Ipanema, AL

Uma operação da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic) na zona rural de Santana do Ipanema deixou 11 mortos nesta quinta-feira (8). Segundo a polícia civil, os suspeitos cometeram um assalto no banco Bradesco de Águas Belas, em Pernambuco, e foram atingidos durante confronto. Na operação, foram apreendidos explosivos, armas, dinheiro e uma caminhonete foram apreendidos.

A operação batizada de Cavalo de Tróia foi coordenada pelos delegados Fábio Costa, Cayo Rodrigues e Thiago Prado e contou com o apoio do Grupamento Aéreo.

De acordo com uma testemunha, os corpos foram levados para o Hospital Regional Dr Clodolfo Rodrigues de Melo, em Santana do Ipanema, que foi cercado por policiais.

O Instituto de Medicina Legal (IML) em Arapiraca foi acionado para recolher os 11 corpos em Santana do Ipanema.

A polícia informou que os detalhes da operação serão apresentados durante uma coletiva ainda sem hora e local defindos.

Fernando Collor anuncia pré-candidatura à Presidência

(Foto: Internet)

O senador Fernando Collor (PTC-AL) anunciou nesta sexta (19) que é pré-candidato à Presidência da República. Em evento na cidade de Arapiraca, Agreste de Alagoas, ele declarou a intenção de voltar ao cargo que ocupou de 1990 a 1992.

“Eu digo a vocês que este é o momento dos mais importantes da minha vida, como pessoa e como homem público. Hoje, a minha decisão foi tomada. Sou, sim, pré-candidato à Presidência da República. Obrigado, e vamos à vitória”, afirmou.

A declaração foi registrada em vídeo que circula nas redes sociais. Ele também tratou do tema em entrevista a um programa da rádio 96 FM, de Arapicara.

Collor foi eleito presidente em 1989, vencendo Lula no segundo turno, na primeira eleição direta após o fim da ditadura. Renunciou ao cargo em 29 de dezembro de 1992, pouco antes da votação de seu processo de impeachment no Senado. No dia seguinte, por decisão dos senadores, tornou-se inelegível por oito anos.

No STF (Supremo Tribunal Federal), contudo, foi absolvido, por falta de provas, das acusações de peculato (desvio de dinheiro público), falsidade ideológica e corrupção passiva relativas a seu período na Presidência.

No ano passado, Collor tornou-se réu na Lava Jato sob acusação de corrupção passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro, referentes a desvios na BR Distribuidora.

Manobra na Hidrelétrica de Xingó faz nível do Rio São Francisco aumentar e causa prejuízos em Alagoas

(Foto: internet)

Durante o fim de semana, o nível do Rio São Francisco aumentou 8 metros no entre o Estado da Bahia e Alagoas e causou inundações na cidade alagoana de Piranhas.

A inundação da orla fluvial da cidade foi provocada pelo aumento da vazão da Hidrelétrica de Xingó. A elevação provocou estragos nas residências e estabelecimentos comerciais próximos ao rio. Moradores, comerciantes e turistas de Piranhas foram surpreendidos. Com a elevação, embarcações de pescadores chegaram a afundar e foi registrada a morte de peixes.

Além dos prejuízos em Piranhas, que acabaram levando os turistas a deixarem o local antes do previsto, também foram relatados prejuízos na margem sergipana do rio. No final do dia, no entanto, o São Francisco já havia voltado para o leito.

Os moradores afirmaram que não houve nenhum aviso sobre o aumento da vazão do Rio São Francisco.

A Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf) informou, nesta terça-feira (9), que o aumento do Velho Chico no último fim de semana foi provocado pela abertura espontânea de uma das comportas da Usina Hidrelétrica de Xingó. O sistema estaria semiaberta e rompeu voluntariamente, sem ação humana.

“Tão logo detectamos o problema, providenciamos o fechamento de outra turbina”, informou o diretor de Operações, João Henrique de Araújo Franklin Neto. “Não houve tempo hábil para informar a população sobre essa operação solicitada pelo ONS [Operador Nacional do Sistema Elétrico]”, disse.

De acordo com o diretor da Chesf, a empresa recebeu uma solicitação do ONS na sexta-feira da semana passada para a elevação do nível do reservatório de Itaparica, em Pernambuco, com a entrada em operação de quatro geradores em Paulo Afonso e um outro em Xingó, a fim de suprir a deficiência na geração de energia eólica.

Fonte: Gazzetaweb

Desvio de verbas: Operação da PF cumpre mandados em Pernambuco

Todo o material apreendido será enviado para a sede da PF de Alagoas para dar prosseguimento às investigações. (Foto: Ilustração)

Foi deflagrada na manhã de hoje (8) a Operação da Polícia Federal, “Correlatos”, que investiga fraudes em licitações da Secretaria de Saúde de Alagoas. Ao todo, estão sendo cumpridos 11 mandados de busca e apreensão nas cidades de Maceió e Arapiraca, em Alagoas, Recife e Paulista, em Pernambuco, Aracaju, em Sergipe, e Brasília, no Distrito Federal.

A operação acontece em parceria com a Controladoria Geral da União, e além dos 11 mandados de bisca e apreensão, outros 27 mandados de condução coercitiva estão sendo cumpridos contra funcionários da Secretária de Saúde e empresários do ramo de produtos hospitalares envolvidos nas licitações.

Com informações do JC

Operação prende três suspeitos de participação em roubo a bancos

(Foto: Divulgação/PF)

Três pessoas foram presas, por participação em roubos e explosões de caixas eletrônicos em cidades de Pernambuco e Alagoas, desarticulado em uma operação nesta quinta-feira (16), pela Polícia Federal.

A polícia informou que as ações do grupo apontado como responsável eram marcadas pela violência. Os criminosos foram identificados como Bruno Santiago, o “Bruno Cabeção”, Ayrton Lucas Soares Araújo, o “Doidera”, e Paulo Ciríaco da Silva. O suspeito de ser o chefe da organização, Flávio Roberto Nunes, o “Flávio Galego”, está foragido.

Segundo o delegado Jorge André Figueredo, a quadrilha buscava evitar a aproximação da polícia durante os crimes. “Após efetuarem as explosões, durante a fuga, eles derrubavam árvores e colocavam na estrada para dificultar a perseguição policial. Bem como eles colocavam grampos na pista para dificultar a ação da polícia”, falou.

Outra característica apontada pela PF ao grupo é que, antes de explodirem as agências, eles efetuavam disparos de arma de fogo contra a delegacia ou o posto policial local. O delegado disse que a quadrilha é formada por 12 pessoas, sendo a maioria de Pernambuco e um suspeito de Alagoas.

A operação cumpriu sete mandados expedidos pela 17ª Vara criminal da Capital. Foram nove de busca e apreensão, oito de prisão preventiva e um de condução coercitiva, quando a pessoa é levada para prestar esclarecimentos na delegacia.

 Com informações do G1

Homem que atirou em pai e filho durante casamento se entrega à polícia em Alagoas

O vídeo de um homem invadindo uma igreja e atirando contra os convidados, repercutiu nos noticiários durante esta semana. O crime aconteceu em Limoeiro de Anadia (AL) e o atirador se apresentou na manhã de quarta-feira (01), na 4ª Delegacia Regional de Polícia (DRP) em Arapiraca (AL).

O atirador, Umberto Ferreira Santos conhecido como “Betinho”, atirou em Cícero Barbosa e Edmilson Bezerra, durante uma cerimônia de casamento. Segundo o atirador, ele viu as vítimas e decidiu atirar, ele não imaginou que estava entrando em um casamento, informou o delegado que acompanha o caso Gustavo Xavier.

“Ele confessou o crime e contou que tinha saído do Povoado Pé Leve para Limoeiro de Anadia quando visualizou dois acusados de assassinar seu pai e seu filho em janeiro de 2015 entrando em um ‘estabelecimento’. Então, foi até o carro, pegou a arma e entrou no local, sem se dar conta que se tratava de uma igreja. Ao chegar perto das vítimas, ele efetuou os disparos e saiu em seguida”, contou o delegado.

Veja o vídeo:

Ainda conforme dados do delegado, Betinho ainda está sendo ouvido e após o interrogatório será encaminhado à Casa de Custódia da Polícia Civil, em Arapiraca.

Com informações de Alagoas 24horas