Após ação criminosa, agência do BB não abrirá nesta segunda-feira em Sertânia

Equipes ainda avaliarão danos na agência do BB

A agência do Banco do Brasil localizada em Sertânia (PE) não estará funcionando nesta segunda-feira (4). A unidade foi alvo de criminosos no feriado de 1º de Maio. Em nota enviada ao Blog Waldiney Passos o BB informou que os danos no prédio ainda serão avaliados.

LEIA TAMBÉM

Bandidos explodem agências bancárias em Sertânia

“Equipes de engenharia e manutenção do BB serão deslocadas até a cidade na próxima semana para avaliar os danos diversos danos causados à estrutura física e de cabos ópticos da agência, quando será possível iniciar os procedimentos de limpeza“, disse.

LEIA MAIS

Bandidos explodem agências bancárias em Sertânia

Duas agências bancárias foram alvo dos criminosos

Um grupo criminoso explodiu duas agências bancárias na madrugada dessa sexta-feira (1º), em Sertânia, Sertão de Pernambuco. Os bandidos investiram contra uma unidade da Caixa Econômica Federal e outra do Banco do Brasil.

Os moradores acordaram com barulhos dos tiros e explosivos, por volta de 2h30 da madrugada. Segundo a população, a ação criminosa durou uma hora. Eles fugiram e até o momento não há informações sobre o paradeiro dos bandidos.

Grupo não teve sucesso na ação, afirma PM

A Polícia Militar de Pernambuco informou que foi acionada pela própria população que avistou “indivíduos fortemente armados”. Eles bloquearam os acessos da cidade com grampos nas rodovias, a fim de dificultar a ação dos policiais.

Equipes do 3º BPM, BEPI, 1ª CIPM e da ROCAM atuaram na ação e de acordo com a PM, os criminosos não lograram êxito nas unidades, fugindo em seguida. “As informações indicam que os suspeitos não conseguiram levar nada da Caixa Econômica, pois ficaram atordoados por causa da emissão de gases da agência“, destacou a polícia.

Na fuga o grupo abandonou e incendiou dois veículos, fugindo para Monteiro (PB). A PM seguem em diligências. A Caixa e BB ainda não se pronunciaram oficialmente sobre o ocorrido.

Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal anunciam liberação de crédito para empresas em dificuldades por causa do coronavírus

(Foto: Internet)

O Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal vão oferecer crédito para empresas com dificuldades financeiras por causa da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O anúncio foi feito pelos presidentes da Caixa, Pedro Guimarães, e do Banco do Brasil, Rubem Novaes, e o ministro da Economia, Paulo Guedes, após reunião no ministério, em Brasília (DF).

O presidente da Caixa informou que serão destinados R$ 30 bilhões para compra de carteira de crédito consignado e de financiamentos de carros de bancos médios, caso essas instituições financeiras tenham dificuldades; R$ 40 bilhões para capital de giro, principalmente para empresas do setor imobiliário e as pequenas e médias; e R$ 5 bilhões para o crédito agrícola.

LEIA MAIS

Edital de concurso do Banco do Brasil pode ser lançado a partir de segunda-feira

(Foto: Ilustração)

O edital do novo concurso do Banco do Brasil já está em fase adiantada de elaboração, segundo fonte do Focus Concurso, e deve ser lançado no decorrer de março. Tudo indica que as oportunidades serão para o cargo de escriturário, em diversos estados do Brasil.

A banca do próximo concurso do Banco do Brasil já foi definida. Especulações dão conta que o certame será realizado sob organização e responsabilidade da FGV – Fundação Getulio Vargas.

LEIA MAIS

Banco do Brasil deve lançar edital de concurso para escriturário no próximo mês

(Foto: Ilustração)

O Banco do Brasil deve abrir edital de concurso público para o cargo de escriturário tradicional, no próximo mês. A informação foi divulgada pela Gran Cursos Online, empresa especializada em capacitação de candidatos para concursos no Brasil.

De acordo com informações da Gran Cursos, a seleção será realizada em diversos estados do país, entretanto a oferta ainda não foi divulgada. Nos anos de 2015 e 2018, o Banco do Brasil abriu vagas para a mesma função. O salário inicial para escriturário é de R$ 4.036,56.

O escriturário do Banco do Brasil, em média, tem uma jornada de 30 horas de trabalho e contrato com base na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Suspeito de integrar grupo que explodiu agência bancária no Norte da Bahia morre em confronto com a polícia

Bandidos explodiram agência na madrugada de domingo (Foto: Reprodução/G1 BA)

Um homem suspeito de participar do assalto a uma agência bancária do Banco do Brasil na cidade de América Dourada, região Norte da Bahia, foi morto em confronto com a polícia. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), ele morreu em uma perseguição ainda no dia do crime, no último domingo (2).

A polícia recebeu denúncias de que o suspeito estaria na zona rural, no povoado de Boa Vista. Houve troca de tiros e o homem foi baleado e morto. A SSP disse ter apreendido arma e munição com o criminoso.

A ação dos bandidos na agência durou cerca de 40 minutos. Eles usaram explosivos, depois na fuga tentaram fechar uma rua próximo à Câmara de Vereadores e até o momento a polícia segue em diligências para identificar os demais envolvidos.

Edital de concurso do Banco do Brasil pode ser publicado em março

(Foto: Ilustração)

Os concurseiros de plantão devem ficar atentos à possibilidade de abertura de mais um edital neste primeiro semestre. Segundo o portal Notícias Concursos, o Banco do Brasil pode lançar um novo concurso em março deste ano. Geralmente válido para todo o país, o cargo de escriturário, de nível médio, tem salário inicial de R$ 4.036,56.

Vale ressaltar que na última quarta-feira (29), o presidente da instituição, Rubem Novaes, falou que o banco já estuda a possibilidade de lançar um concurso. Na ocasião, Novaes mencionou a possibilidade da realização de um concurso mais direcionado para a área de tecnologia e inovações.

LEIA MAIS

Banco do Brasil abre contas para doações a vítimas de enchentes nos estados de Minas Gerais e Espírito Santo

(Foto: Assessoria de Comunicação do Governo/Divulgação/ Direitos Reservados)

Diante do estado de calamidade em municípios de Minas Gerais e do Espírito Santo, o Banco do Brasil (BB) abriu contas para receberem doações voluntárias. São duas contas para ajudar vítimas, uma para cada estado.

De acordo com o banco, os recursos serão usados para cobrir necessidades urgentes das comunidades atingidas. As doações podem ser feitas nas seguintes contas: agência 1607-1, conta 70.000-2, para o Espírito Santo, e 80.000-7, para Minas Gerais. O doador deve digitar o CNPJ 01.641.000/0001-33.

O banco também aprovou um plano de emergência para ajudar as localidades atingidas. A instituição prestará apoio a funcionários e a clientes dos locais afetados, renegociando dívidas e mapeando os pontos de atendimento do BB afetados pelas enchentes para restabelecê-los o mais rápido possível. Uma agência móvel será enviada para reforçar o atendimento em Minas Gerais.

LEIA MAIS

Banco do Brasil prorroga condições da Semana de Negociação e Orientação Financeira

(Foto: Ilustração)

O Banco do Brasil (BB) prorrogou as condições especiais da Semana de Negociação e Orientação Financeira, promovida pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), em parceria com o Banco Central, que começou no dia 2 deste mês e se encerraria na última sexta-feira (6).

Segundo o banco, descontos de até 92%, prazos de até 120 meses e carência que pode chegar a 180 dias serão oferecidos até o final do mês de dezembro. O BB também oferece, promocionalmente, taxas de juros 14% mais baixas para as operações de renegociação.

LEIA MAIS

Sindicato dos Bancários de Juazeiro entra com ação para impedir remoção compulsória de funcionários do Banco do Brasil

(Foto: Internet)

Para impedir a remoção compulsória de funcionários do Banco Brasil, o Sindicato dos Bancários (SEEB) de Juazeiro, protocolou ação contra o Banco. Segundo o órgão, em caso de não conseguir impedir a transferência, que pelo menos estas sejam para cidades a, no máximo, 50 quilômetros de distância de onde o bancário encontra-se atualmente.

“O Banco está descumprindo acordo firmado com o movimento sindical de que, após a fase de adesão voluntária ao Plano de Ajuste de Quadros (PAQ), lançado no final de julho, não seriam realizadas remoções compulsórias. Bancários seriam deslocados dos postos originais, a fim de suprir a necessidade de outras agências. Com as transferências, os servidores têm a rotina modificada, ocasionando muitos transtornos para a vida dos trabalhadores e familiares”, explica o SEEB.

A expectativa do sindicato é que a Justiça conceda liminar favorável à categoria. “É um absurdo a atitude do Banco depois de um acordo firmado. Nós quanto sindicato estamos aqui para lutar pela categoria e pois não é garantido que este funcionário terá sua vida tranquila na nova agência, pois o BB vem promovendo processos de reestruturação com fechamento de agências bancárias de forma corriqueira e pode acontecer que, em pouco tempo, este bancário tenha que ser removido novamente”, disse o presidente do Sindicato dos Bancários de Juazeiro, Maribaldes da Silva.

Bancos iniciam nova etapa de pagamento do PIS/PASEP

(Foto: Ilustração)

Os trabalhadores que têm direito ao PIS e PASEP já estão recebendo o benefício nessa quarta-feira (14). A Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil começaram a pagar hoje o valor disponível, para os nascidos em novembro e servidores públicos com final de inscrição 04.

O PIS é pago pela Caixa. Já o Pasep é pago pelo Banco do Brasil. Para todos, o limite para sacar os recursos do exercício 2019/2020 será no dia 30 de junho de 2020. Tem direito ao benefício o trabalhador inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, que tenha trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias ao longo de 2018 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos.

O valor pago é o teto, equivalente a um salário mínimo. Vale ressaltar que os herdeiros também têm direito ao saque. No caso de falecimento do participante, herdeiros têm que apresentar documentos que comprovem a morte e a condição de beneficiário legal.

Caixa e Banco do Brasil promovem ações para micro e pequenas empresas

(Foto: Ilustração)

A Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil desenvolverão ações para as micro e pequenas empresas, a partir deste mês de outubro até o final do ano.

Em comemoração ao Dia Nacional da Micro e Pequena Empresa, celebrado amanhã (5), será realizada pelo Banco do Brasil, pelo segundo ano consecutivo, a MPE Week. O projeto consolida a parceria com o público micro e pequena empresa (MPE), que representa 54% dos empregos com carteira assinada e 27% do PIB brasileiro, de acordo com dados do Sebrae. São 18,6 milhões de MPE no Brasil, sendo que 12,7% são clientes BB.

O movimento acontece em duas fases. Na primeira, que vai até amanhã, as micro e pequenas empresas são convidadas a cadastrarem suas ofertas no site do projeto para oferecer seus benefícios aos consumidores. Toda MPE pode participar, cliente do BB ou não, gratuitamente.

A segunda fase da campanha acontece a partir de amanhã (5) até o dia 26 de outubro. Nessa fase, o BB divulgará as ofertas que as empresas cadastraram, convidando o público em geral a aproveitar as vantagens da temporada de oportunidades, no mesmo site onde as ofertas foram cadastradas. Por meio de geolocalização, a página possibilita encontrar as ofertas mais próximas.

LEIA MAIS

Nova fase da Lava-Jato investiga lavagem de dinheiro no Banco do Brasil

Essa é a 66ª fase da Operação (Foto: José Lucena/Futura Press/Estadão Conteúdo)

A 66ª fase da Operação Lava-Jato foi deflagrada nessa sexta-feira (27) em dois estados. A ação, realizada com aval do Ministério Público Federal (MPF) acontece na capital São Paulo (SP) e em Natal (RN) e investiga lavagem de dinheiro no Banco do Brasil.

De acordo com o MPF, o esquema envolvia doleiros e três gerentes, além de um ex-gerente do BB em São Paulo. O grupo teria atuado para pagamento de propinas a agentes públicos envolve empreiteiras que prestaram serviços à Petrobras, com desvio de dinheiro público entre 2011 e 2014, estimados  em R$ 200 milhões.

A Polícia Federal cumpre sete mandados de busca e apreensão em São Paulo e um em Natal. Mais detalhes da operação serão divulgados ainda hoje, pelo MPF e PF.

Banco do Brasil reduz agências e abre programa de demissão

(Foto: Ilustração)

O Banco do Brasil anunciou nesta segunda-feira (29), um programa de reestruturação de cargos e pontos de atendimento, além do lançamento de um programa com desligamento incentivado e da criação de uma unidade de inteligência artificial.

As mudanças foram aprovadas pelo Conselho de Administração do BB e serão implantadas neste segundo semestre de 2019. O impacto financeiro do programa será divulgado até o final de agosto.

Embora não tenha sido informada redução no número total de pontos de atendimento, o BB vai transformar 333 agências em postos avançados (estrutura menor e mais barata) e 49 postos em agências. Também serão abertas 42 agências empresas. O objetivo, segundo a instituição, é “propiciar melhor experiência aos clientes e incrementar a eficiência operacional”.

LEIA MAIS

Circuito de Negócios Agro: Banco do Brasil promove evento para produtores rurais em Petrolina

(Foto: Divulgação)

O Circuito de Negócios Agro promoverá encontros com produtores rurais, assistências técnicas, gerentes de relacionamento, agentes de crédito rural, revendas, associações e demais parceiros, para divulgar os produtos e serviços do Banco do Brasil, e aumentar o resultado em regiões com potencial de realização de negócios e expansão da agropecuária.

Os eventos ocorrerão em mais de 60 municípios e serão realizados em 16 estados do Brasil, em Pernambuco o Circuito Agro acontecerá no dia 4 de junho em Petrolina, no Centro de Convenções Senador Nilo Coelho . Mas não para por aí! O BB traz uma grande novidade: a Carreta Agro. Criada para percorrer todo o país, atendendo desde o pequeno ao grande produtor, a carreta tem como foco principal reforçar a proximidade do BB com seus clientes e gerar mais negócios.

LEIA MAIS
12345