Com estoque quase zerado, Banco de Leite Materno do Hospital Dom Malan de Petrolina apela por doações

Estoque do Banco de Leite Materno do Hospital Dom Malan está quase zerado. (Foto: ASCOM)

O Banco de Leite Materno do Hospital Dom Malan (Biama/HDM/IMP) está, no momento, com o seu estoque quase zerado. Por isso, a unidade materno-infantil, que faz parte da Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC/Unicef) e apoia a amamentação exclusiva, faz um apelo à toda população para que as mamães que tiverem leite em abundância e estejam gozando de boa saúde possam doar o alimento essencial para recém-nascidos e prematuros.

Para doar é muito simples; basta preencher os requisitos, como: estar amamentando; ser saudável; não ingerir álcool ou outras drogas; não fumar e não usar medicamentos incompatíveis com a amamentação. Estando apta, a doadora pode entrar em contato com o Biama, através do telefone (87) 3202-7002, de domingo a domingo, incluindo feriados, das 7 às 18h. A equipe do Biama vai à casa da doadora, faz todos os esclarecimentos e entrega o kit para doação, que inclui touca, máscara e vidros esterilizados.

Duas vezes por semana o carro do HDM faz a coleta na casa das mães doadoras. “Essa mãe também pode se dirigir ao Biama para fazer a ordenha e obter mais informações, se for o seu desejo”, informa a enfermeira gerente do Banco, Kaliane Medeiros.

LEIA MAIS

Saiba como ser uma doadora de leite materno do Biama, em Petrolina

O leite materno é o único alimento que o bebê precisa até os 6 meses de vida.

Além de simples e fácil, a doação de leite materno tem salvado vidas em Petrolina. Um pequeno pote de leite doado ao Banco de Leite Materno do Hospital Dom Malan/IMIP (Biama) é suficiente para até 10 recém-nascidos por dia.

Para ser uma doadora, basta entrar em contato com o Biama e preencher alguns requisitos. Caso a puérpera esteja com o cartão da gestante e os exames em dia, melhor ainda para realizar a doação.

“O Biama irá fazer a avaliação do perfil da doadora, se ela obedece aos critérios de seleção, assim como poderá fazer a coleta de sangue para exames e orientações. Então, não há empecilhos”, garante a enfermeira gerente do Biama, Kaliane Medeiros.

O leite doado ao Biama é direcionado às crianças prematuras e de baixo peso, que estão internadas nas unidades neonatais do serviço e que não podem ser amamentadas diretamente no seio das suas mães.

Não podem doar

Ficam fora da lista de possíveis doadoras apenas mulheres que fazem consumo de álcool e drogas, que fumam mais de 10 cigarros por dia, que bebem mais de sete xícaras de café diariamente, que realizaram transfusão de sangue há menos de cinco anos e que fazem uso de medicações incompatíveis com a amamentação.

LEIA MAIS

Hospital Dom Malan/IMIP comemora Dia Nacional de Doação de Leite Humano em Petrolina

(Foto: Ascom)

O Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina, através do seu Banco de Incentivo e Apoio ao Aleitamento Materno (Biama), deu início na segunda-feira (20) às comemorações do Dia Nacional de Doação de Leite Humano. As ações fazem parte da Campanha de Doação de Leite Materno do Ministério da Saúde e tem como objetivo sensibilizar as mães que estão amamentando, os profissionais de saúde e a sociedade em geral da importância dessa doação para as crianças prematuras e de baixo peso, que estão internadas em unidades neonatais e não podem ser amamentadas diretamente no seio das suas mães.

No Dom Malan, as ações acontecerão durante toda a semana (de 20 a 27) e estão sendo voltadas para os profissionais de saúde (enfermeiros, técnicos, psicólogos, assistentes sociais e nutricionistas). “No treinamento nós explicamos os benefícios do leite materno, perfil e critérios para ser uma doadora, como acontece a captação de doações, cadastro e seleção, distribuição e funcionamento do Biama”, explica a enfermeira gerente do Banco, Kaliane Medeiros.

LEIA MAIS

“Mamaço” reforça a importância do aleitamento materno

O evento esclareceu dúvidas das mães em relação à amamentação. (Foto: ASCOM)

Com o objetivo de reforçar a importância do aleitamento materno, o Grupo de Apoio às Mães de Prematuros do Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina, em parceria com o Banco de Incentivo ao Aleitamento Materno (Biama), realizou nesta sexta-feira (24) o primeiro “Mamaço”, que reuniu em torno de quinze mulheres na sala de palestra do Alojamento Conjunto.

O evento esclareceu dúvidas das mães em relação à pega correta, doação, ordenha e armazenamento do leite materno, além de promover um momento de interação e apoio às puérperas que estão enfrentando dificuldades na amamentação.

“O Mamaço faz parte do Agosto Dourado e é mais uma iniciativa do GAMP e do Biama, que vêm desenvolvendo ao longo do mês atividades diversas ressaltando o padrão ouro da qualidade desse alimento”, destaca a fisioterapeuta e idealizadora do projeto, Juliana Benevides.

LEIA MAIS

Biama inicia campanha para arrecadar potes de vidro

O Banco de Leite Humano do Hospital Dom Malan/IMIP (Biama) iniciou uma campanha para arrecadar potes de vidro. O material será utilizado no armazenamento do leite que será doado aos bebês prematuros atendidos na unidade em Petrolina.

Quem puder ajudar precisa estar atento a alguns pontos. Os potes precisam ser de vidro para resistirem ao processo de esterilização, já a tampa deve ser de plástico. A diretora médica do Biama, Flávia Guimarães explica qual é o melhor tipo de pote a ser doado. “Nesse caso, o ideal é que os vidros sejam de café solúvel do tamanho médio”, diz.

As doações podem ser feitas no próprio Biama, localizado no Dom Malan. Segundo Flávia o banco necessita com urgência do material, já que a demanda na unidade é intensa. “Precisamos dos potinhos com urgência para distribuirmos principalmente entre as doadoras para captação do leite cru. Esse simples gesto vai contribuir para mantermos o banco de leite em funcionamento. A doação dos recipientes é tão importante quanto a doação de leite humano”, afirma.

Biama encerra Semana da Amamentação com participação no “Maio Branco”

(Foto: ASCOM)

O Banco de Incentivo e Apoio ao Aleitamento Materno do Hospital Dom Malan (Biama) de Petrolina  encerrou, nesta quarta-feira (23), as atividades da Semana da Amamentação, com a participação  na campanha “Maio Branco”, realizada pela Secretaria Municipal de Saúde com o objetivo de promover a divulgação dos benefícios do aleitamento materno.

O evento aconteceu em uma Unidade de Atendimento Multiprofissional Especializado (AME) do bairro Cacheado, que atende 109 gestantes, além das puérperas. Para a enfermeira gerente do Biama, Kaliane Gomes, essa foi uma ótima oportunidade: “A gente realiza esse aconselhamento diariamente no HDM, assim como atividades ao longo do ano, mas são poucas as oportunidades de levarmos essas informações para fora do hospital”.

LEIA MAIS

Mães podem contribuir com o Banco de Leite do Hospital Dom Malan

Doar é um gesto que pode salvar vidas. No caso do Banco de Leite Materno (Biama) do Hospital Dom Malan/IMIP, uma simples ação pode contribuir para a vida de recém-nascidos atendidos no hospital.

Criado em 1995 como Banco de Incentivo – espaço de orientação às mães – o espaço se tornou um Banco de Leite em 1998. Atualmente o Biama coleta leite materno, presta orientações às mães e realiza trabalhos informativos em instituições de ensino como faculdades da região.

Como funciona

O estoque do Banco é mantido através de doações. Mães saudáveis e com leite excedente podem contribuir com o Biama. De acordo com a Enfermeira Chefe do Biama, Kaliane Gomes Medeiros, o procedimento para ser uma doadora é muito simples.

LEIA MAIS

Com estoque baixo, Banco de Leite do HDM precisa de doações

(Foto: Arquivo)

O Banco de Leite Materno (Biama) do Hospital Dom Malan/IMIP atende mães de Petrolina, Juazeiro e região. Com o estoque em baixa, o Biama precisa de doações, para não prejudicar o atendimento. Para contribuir com o estoque basta um simples gesto das mães.

A doação pode ser feita por mães que ainda estejam amamentando, tenham leite em abundância, sejam saudáveis e não façam consumo de álcool e drogas. O produto coletado alimentará bebês recém-nascidos e prematuros, atendidos no HDM.

A equipe de coleta do Biama vai até a residência da doadora, para orientar a mãe e colher o leite. O agendamento pode ser feito através do telefone (87) 3202-7002, de domingo a domingo, incluindo feriados, das 7 às 18h.

Biama Petrolina

Segundo o Dom Malan, por mês são atendidas em média 50 crianças, sendo necessário 40 litros de leite mensais. Em 2017 foram arrecadados somente 345 litros, quando o ideal seriam 480 litros.

“Geralmente a gente fecha o mês com 30 litros, mas nos primeiros meses do ano as doações caem bastante. Só estamos conseguindo liberar, com muito sacrifício, de 2 a 3 litros por semana”, comenta a coordenadora do Biama, Flávia Guimarães.

Banco de Leite Materno do Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina precisa de doações

O Banco de Leite Materno do Hospital Dom Malan (Biama/HDM/IMP) está, no momento, com o seu estoque zerado.

Por isso, a unidade materno-infantil, que faz parte da Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC/Unicef) e apoia a amamentação exclusiva, faz um apelo à toda população para que as mamães que tiverem leite em abundância e estejam gozando de boa saúde possam doar o alimento essencial para recém-nascidos e prematuros.

Para doar é muito simples. Basta preencher os requisitos, como: estar amamentando; ser saudável; não usar álcool ou outras drogas; não fumar e não usar medicamentos incompatíveis com a amamentação.

Estando apta, a doadora pode entrar em contato com o Biama, através do telefone (87) 3202-7002, de domingo a domingo, incluindo feriados, das 7 às 18h.

A mãe doadora pode ir ao hospital ou se estiver sem ter como se deslocar, a equipe do Biama vai à casa da doadora, faz todos os esclarecimentos e entrega o kit para doação, que inclui luvas, máscara e vidros esterilizados.Duas vezes por semana o carro do HDM faz a coleta na casa das mães doadoras.

O Biama do HDM/IMIP de Petrolina atende por mês cerca de 50 crianças entre recém-nascidos prematuros ou de baixo peso, recém-nascido infectado, recém-nascido com imunodeficiência e recém-nascido com alergia a proteína do leite de vaca.

Para isso, necessita de, no mínimo, 40 litros de leite mensais. “Geralmente a gente fecha o mês com 30 litros, mas em meses atípicos como esse, quando a maioria das pessoas estão de férias, as doações caem bastante. Só estamos conseguindo liberar de 2 a 3 litros por semana”, informa a enfermeira gerente do Banco, Yany Cruz..

Em 2016 foram arrecadados 352 litros de leite humano e em 2017 somente 345 litros. O ideal seriam 480 litros. “E para aumentar esse baixo estoque só contando com a sensibilização das mamães de Petrolina e região”, constata Yany.

Além da receptação e distribuição do leite humano, o Biama também trabalha com consultas de amamentação, palestras e ações que promovem, protegem e apoiam o aleitamento materno.

Com estoque reduzido, Biama promove campanha de doação de leite materno em Petrolina

(Foto: Ilustração)

Qualquer mulher que estiver amamentando, que tem excesso de leite, está saudável e não está tomando nenhum medicamento, pode participar da campanha de doação de leite materno do Banco de Incentivo ao Aleitamento Materno (Biama) em Petrolina.

Além da doação de leite, a campanha propõe debates sobre a importância do aleitamento materno. Para entregar a doação, as mães podem ir ao banco de leite, ou solicitar ao Biama o recolhimento em casa. Atualmente o estoque do Biama é de 10 litros, o que é suficiente apenas para 10 dias.

“O estoque nosso está reduzido. O leite humano, que é um alimento precioso, ele só consegue atender a 60% das necessidades dos bebês prematuros que se encontram internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Como essa maternidade é de referência e aqui tem muitos bebês internados, a gente nunca consegue suprir essa necessidade”, afirma a coordenadora médica do Biama, Flávia Helena

Quem tiver interesse em doar pode entrar em contato com o Biama através do telefone (87) 3202 7002.

Com informações do G1

Mutirão marca o início do atendimento às crianças com microcefalia na UPAE de Petrolina

Após o mutirão, o serviço de reabilitação da UPAE irá atender também as crianças com o diagnóstico já confirmado de microcefalia/Foto:Assessoria

Após o mutirão, o serviço de reabilitação da UPAE irá atender também as crianças com o diagnóstico já confirmado de microcefalia/Foto:Assessoria

Um mutirão de saúde marcará o início do atendimento às crianças com microcefalia na Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada de Petrolina (UPAE). A ação acontecerá na sexta-feira (13), na unidade de saúde, das 7 às 19hs, e contará com os serviços de: dois neuropediatras de Recife; terapeuta ocupacional; assistente social; INSS; Banco de Incentivo e Apoio ao Aleitamento Materno (BIAMA) e do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde de Pernambuco (Cievs/PE). A expectativa é de que 51 crianças e suas famílias sejam atendidas nesse dia.

A Unidade de Saúde realizou algumas adequações para receber os recém-nascidos e a partir desse mutirão começa a trabalhar na reabilitação das crianças com malformação. “Na sexta-feira vamos realizar o acolhimento às 7 horas. Inicialmente, as crianças passarão pela triagem com os enfermeiros. Em seguida, serão avaliadas pela neuropediatria. Vale ressaltar que esses bebês já foram atendidos no Dom Malan e chegarão à nossa unidade com os exames iniciais. A Cieves atuará notificando os casos confirmados e o serviço social orientará sobre direitos. Teremos uma terapeuta ocupacional disponível e um posto do INSS dando entrada nos benefícios. Para as mães que desejarem se informar sobre a amamentação teremos funcionários do BIAMA.As crianças e  famílias serão assistidas por toda essa equipe multiprofissional e já sairão daqui com os encaminhamentos necessários”, explica a coordenadora geral da UPAE, Magnilde Alves.

LEIA MAIS