Mais de 250 pessoas são atendidas na Policlínica do Hospital Universitário durante mutirão de combate ao câncer de pele

(Foto: Ascom)

No último sábado (7), ocorreu na Policlínica do Hospital Universitário, um mutirão de atendimentos para avaliação de lesões suspeitas de câncer de pele. A ação faz parte da campanha Dezembro Laranja, promovida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), para combater a doença. O Hospital Universitário apoia e colabora com a causa desde o ano de 2016.

O mutirão contou com a participação voluntária de 11 dermatologistas, quatro cirurgiões, além de residentes e estudantes. Mais de 250 pessoas passaram pelas consultas, 50 delas apresentaram lesões compatíveis com o câncer e 25 foram submetidas, no mesmo dia, a procedimentos cirúrgicos para tratamento. Os outros pacientes já estão com suas cirurgias agendadas.

LEIA MAIS

Dezembro Laranja: HU realizará mutirão de combate ao câncer de pele

(Foto: Ascom/HU)

No próximo dia 7 de dezembro do Hospital Universitário de Petrolina realizará um mutirão para alertar sobre o câncer de pele na região. Das 9h às 15h equipes estarão atendendo a população de forma gratuita e sem agendamento prévio na Policlínica do HU.

A ação faz parte do Dezembro Laranja, campanha nacional criada para chamar atenção sobre a doença. Desde 2016 o HU realiza os mutirões na região. As pessoas que tiveram algum tipo de lesão ou mancha suspeita na pele poderão comparecer para passar pela avaliação dos profissionais.

Em 2018, 254 pessoas foram submetidas a procedimentos cirúrgicos e 14,9% apresentaram a doença.  O câncer de pele é um dos mais comuns do Brasil. O Instituto Nacional do Câncer (INCA) registra, a cada ano, 135 mil novos casos, representando cerca de 25% de todos os diagnósticos de câncer no Brasil.

Dezembro Laranja: UPAE destaca importância da campanha contra o câncer de pele

(Foto: Internet)

Dezembro é conhecido pelo mês de conscientização sobre o câncer de pele e a Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada de Petrolina (UPAE/IMIP) destacou a importância da campanha nacional conhecida como ‘Dezembro Laranja’.

Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), 30% de todos os tumores malignos do Brasil correspondem ao câncer de pele e para o biênio 2018/2019 estima-se que surjam mais de 165 mil novos casos. Homens devem ter cuidado já que a doença acomete mais o público masculino.

A causa principal para essa doença é a exposição excessiva ao sol. Os primeiros sintomas são o aparecimento de uma mancha ou pinta de cor castanha a escura, como um nódulo avermelhado, da cor da pele e brilhoso, ou ainda como uma ferida nova que não cicatriza e/ou que machuca até mesmo com a passada de uma toalha.

Se diagnosticado precocemente as chances de cura superam 90%. Utilizar protetor solar, evitar os horários de maior incidência solar – entre 10h e 16h – e se proteger com bonés e chapéus são algumas das recomendações.

HU-Univasf promove mais uma edição do “Dia C” para combate ao câncer de pele

(Foto: Internet)

A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), em parceria com o Hospital da Universidade Federal do Vale do São Francisco (HU-Univasf), promove, anualmente, o “Dia C – Dia de Combate ao Câncer de Pele”, oferecendo consultas ambulatoriais gratuitas para pacientes com suspeita da doença. Neste ano, o mutirão acontecerá no dia 01 de dezembro, das 9h às 13h, na Policlínica do HU-Univasf.

Este é o terceiro ano de realização da ação em Petrolina (PE). Na última edição, foram atendidas cerca de 350 pessoas que passaram por consultas e procedimentos cirúrgicos para tratar as lesões. O projeto contará com a colaboração de dermatologistas e cirurgiões, além de residentes e estudantes de medicina da Univasf que trabalharão de forma voluntária.

As pessoas que tiveram algum tipo de lesão ou mancha suspeita na pele deverão procurar a Policlínica, localizada na Rua André Vidal de Negreiros, s/n, bairro Maria Auxiliadora, no dia da ação, para passar pela avaliação dos profissionais. Não é necessário marcar antecipadamente a consulta.

“O melanoma costuma se manifestar através de manchas ou pintas, com bordas irregulares, que mudam de cor ou tamanho e que podem sangrar. Já em relação aos outros tipos câncer de pele, são sempre lesões que não cicatrizam, muito mais comuns na face. De repente, surge aquela lesão que começa a sangrar espontaneamente. Quem apresentar sinais com essas características deve procurar um médico. ”, explicou a dermatologista, Paulyane Ramos.

Segundo a especialista, na maioria dos casos, o procedimento cirúrgico é o tratamento mais indicado. Durante o mutirão, serão disponibilizados procedimentos cirúrgicos e os demais casos serão encaminhados para as unidades de saúde referência em oncologia.

Câncer de pele

LEIA MAIS

Dezembro Laranja: Ministério do Trabalho faz alerta sobre os fatores de risco do câncer de pele

A luz solar não é a única inimiga dos trabalhadores na luta para evitar o câncer de pele. (Foto: Ilustração)

Depois do Outubro Rosa e Novembro Azul, chegou a vez do Dezembro Amarelo que alerta a prevenção ao câncer de pele. O Ministério da Saúde emitiu um alerta para os grupos de risco. Um estudo sobre dermatologia ocupacional da Fundacentro, aponta que profissionais da jardinagem, da construção civil, da agricultura, da pecuária e da pesca, preparadores físicos, salva-vidas, são os mais expostos ao melanoma.

Devido à exposição diária e contínua à radiação ultravioleta (UV), esses grupos têm maior chance de desenvolver o câncer de pele não melanoma, o mais comum entre esses trabalhadores, representando 90% dos cânceres de pele e 25% dos tumores registrados no Brasil. Esses dados constam em estudo elaborado pela Fundacentro, publicado no livro clássico de dermatologia ocupacional da fundação.

“O Brasil precisa desenvolver uma mentalidade de prevenção”, enfatiza o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira. “O Ministério do Trabalho, por meio da atuação de seus auditores-fiscais, está vigilante e empenhado em contribuir da maneira mais efetiva possível para que essa mentalidade se instale e se perpetue em nosso país”, acrescenta.

O assistente técnico do Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho do Ministério do Trabalho, auditor-fiscal Jeferson Seidler, explica que, para reduzir os riscos dessa doença, o empregador deve analisar detalhadamente os riscos das atividades desenvolvidas na empresa, priorizando medidas de controle abrangentes e coletivas. O trabalhador também precisa se informar e participar ativamente da prevenção.

LEIA MAIS

Mutirão alerta para a prevenção e combate ao câncer da pele em Petrolina

(Cartaz Divulgação)

Dentro da Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer da Pele, o Hospital da Universidade Federal do Vale do São Francisco (HU-Univasf) promove no dia 09 de dezembro, um mutirão para atendimentos, prevenção e combate do câncer da pele.

O atendimento será feito na Policlínica da Univasf (centro de Petrolina), das 9h às 13h. Sob coordenação da dermatologista do HU-Univasf, Paulyane Ramos, o mutirão contará com a participação voluntária de outros dermatologistas da região, além de residentes e estudantes de medicina da Univasf. Na edição anterior, foram atendidas aproximadamente 200 pessoas e diagnosticados 30 casos de câncer de pele.

Dezembro laranja alerta contra o câncer de pele

(Foto: Internet)

A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) promove pelo terceiro ano consecutivo a campanha “Dezembro Laranja”. Com a chegada do verão, a iniciativa busca conscientizar a população sobre a necessidade do combate e prevenção do câncer de pele.

(Foto: Divulgação)

A preocupação aumenta nesta época em que, associado ao sol, vem o período de férias, em que muitas famílias buscam atividades ao ar livre e precisam estar alertas à necessidade de prevenção.

Cerca de 25% de todos os tumores malignos registrados no país são na pele. O Instituto Nacional de Câncer (Inca) estima que 2016 deve chegar ao fim com aproximadamente 176 mil novos casos da doença do tipo não-melanoma (menos grave e o mais comum).

De acordo com a Sociedade de Dermatologia, o diagnóstico precoce do câncer de pele é fundamental para o sucesso do tratamento. A campanha reforça, portanto, a necessidade das chamadas atitudes fotoprotetoras de fácil execução no dia a dia do brasileiro.

Com informações do MeioNorte

Mutirão contra o câncer de pele oferecerá consultas gratuitas no HU

O mutirão será realizado das 09h às 15h (Foto: divulgação)

O mutirão será realizado das 09h às 15h (Foto: divulgação)

O “ Dia C – Dia de Combate ao Câncer de Pele” é uma ação realizada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), que oferece consultas ambulatoriais gratuitas para pacientes com suspeita da doença. O mutirão acontecerá no dia 26 de novembro, das 09h às 15h, no Hospital da Universidade Federal do Vale do São Francisco (HU-Univasf).

A SBD estabeleceu o “Dia C” no ano de 2012. Anualmente, o projeto atende uma média de 30 mil pessoas por todo o país. Na cidade de Petrolina-PE o evento vem sendo organizado pela médica dermatologista do HU-Univasf, Paulyane Ramos, e contará com a colaboração de outros dermatologistas e de residentes e estudantes de medicina da Univasf. Todos trabalharão de forma voluntária.

LEIA MAIS