PRF apreende carga com 70 mil maços de cigarros paraguaio em Pernambuco

Carga apreendida com o acusado.

Uma carga de 70 mil maços de cigarro de origem paraguaia foi apreendida na noite dessa segunda-feira (31), em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco. Um homem de 46 anos que transportava os produtos em uma van foi detido em uma ação conjunta da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM).

Policiais do Grupo de Patrulhamento Tático da PRF realizavam uma fiscalização no Km 95 da BR 423, quando observaram o motorista de uma van adentrar de forma brusca na cidade. Foi realizado o acompanhamento do veículo, mas o motorista desobedeceu a ordem de parada e fugiu pela contramão em alta velocidade.

LEIA MAIS

PRF apreende 22 veículos roubados e adulterados, drogas, cigarros e até roupas falsificadas durante operação em Pernambuco

(Foto: Polícia Rodoviária Federal)

Realizada no último final de semana, entre sexta-feira (14) e domingo (16), a Operação Tamoio de combate ao crime organizado nas rodovias federais de Pernambuco, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 22 veículos, sendo 14 roubados e 8 adulterados, deteve 20 pessoas e gerou um prejuízo estimado de 1,3 milhão às organizações criminosas.

Durante a operação, foram fiscalizados 260 veículos e 392 pessoas, sendo apreendidos 2,1 milhões de filtros de cigarro sem nota fiscal, 46 Kg de maconha e 400 roupas falsificadas. Também foram apreendidos 30 m³ de madeira ilegal do Pará, uma arma de fogo e seis munições.

Para intensificar as ações de policiamento direcionado, que visa incrementar o enfrentamento qualificado à criminalidade e o aumento da percepção de segurança nas rodovias federais, a Tamoio IV foi coordenada em macro-regiões: fronteira, centro-sudeste e norte-nordeste. Da fronteira ao litoral, a atuação da PRF se concentrou nos principais corredores logísticos multimodais, rota de saída ou entrada do país no transporte de ilícitos.

Carro roubado com 400 maços de cigarro é apreendido em São Caetano

(Foto: Polícia Rodoviária Federal)

Um carro roubado que era utilizado para transportar 400 maços de cigarro de origem paraguaia e brasileira foi apreendido na noite de terça-feira (04), na BR 232, em São Caetano, no Agreste de Pernambuco. O flagrante foi realizado durante uma fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Policiais deram ordem de parada ao motorista de um carro no quilômetro 145 da rodovia, que desobedeceu e fugiu em alta velocidade. Após seis quilômetros de acompanhamento, o veículo parou no acostamento e dois homens correram para um matagal. Foram realizadas buscas na região, mas eles não foram localizados.

No banco de trás do carro foram encontrados 40 pacotes de cigarro, com dez maços cada, e no banco do passageiro havia R$500,00. Após uma verificação, foi constatado que o veículo havia sido roubado no dia 27 de julho deste ano em Caruaru, também no Agreste.

O carro, o cigarro e o dinheiro foram encaminhados à delegacia de Polícia Civil de Caruaru, que irá investigar o caso.

Homem é preso em Petrolina por contrabando de cigarro importado

Cigarros importados fruto de contrabando.

Nessa quinta-feira (09), por volta das 10h10, Policiais Militares do 5º BPM, apreenderam 80 Pacotes de Cigarros Importados contrabandeados em uma estrada carroçável do Residencial Monsenhor Bernardino, em Petrolina (PE).

Durante a tentativa de abordagem ao indivíduo, que se deslocava em uma motocicleta Honda Bros, de cor preta, o condutor tentou se evadir, sendo acompanhado e detido pelo efetivo policial.

LEIA MAIS

Petrolina: dupla é presa com carga de cigarro contrabandeado avaliada em R$ 1 milhão

(Foto: Divulgação/PRF)

Nessa quinta-feira (12), dois homens foram detidos, na BR 428 em Petrolina (PE), com 200 mil maços de cigarro contrabandeado. A carga, que era de origem coreana, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), estava escondida atrás de engradados de fruta. O material foi avaliado em cerca de R$ 1 milhão.

Os policiais realizavam fiscalização na rodovia, quando abordaram o caminhão com placa da Paraíba. O motorista informou que estava transportando engradados vazios para carregar com frutas, mas, após vistoria, os policiais encontraram o produto ilícito. A dupla foi detida e encaminhada para a Delegacia da Polícia Federal em Juazeiro (BA) e devem responder pelo crime de contrabando. A carga apreendida será incinerada.

Consumo de cigarros ilegais cai no Brasil pelo segundo ano consecutivo

(Foto: Ilustração)

O consumo de cigarros ilegais caiu no país pelo segundo ano consecutivo, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca). Em 2018, pouco menos de um terço dos cigarros no mercado brasileiro – 31,4% – eram ilegais. Esse percentual caiu em relação a 2017, quando era 38,5%.

Os números fazem parte do estudo Redução do Consumo de Cigarros Ilegais no Brasil: o que realmente significa?, publicado na revista científica Tobacco Control.

O levantamento mostra que o consumo de cigarros ilegais chegou a 39,7 bilhões de unidades em 2016, representando 42,8% do mercado total. Em 2017, houve uma queda e oe consumo chegou a 34,9 bilhões de unidades. No ano passado, continuou caindo, chegando a 26,2 bilhões de unidades.

LEIA MAIS

Carga de cigarros contrabandeados é apreendida pela PRF em Juazeiro (BA)

(Foto: Divulgação)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, em Juazeiro (BA), uma carga com 250 mil maços de cigarro contrabandeado. A mercadoria vinha de Patos (PB) para a cidade baiana e estava avaliada em R$ 1,25 milhão.

Os policiais rodoviários abordaram o caminhão e encontraram o material ilícito no compartimento de carga, com 500 caixas do produto de origem coreana. No momento da abordagem, somente o motorista seguia no veículo.

Ele já havia sido preso em agosto deste ano transportando, também, mil caixas de cigarro, no município de Poções (BA). O condutor foi encaminhado à Delegacia de Polícia Federal de Juazeiro, que deve investigar o caso.

PRF apreende carga de cigarro avaliada em mais de R$3 milhões em Salgueiro

Nesta quinta-feira (22), uma carga com 633.500 maços de cigarro avaliada em mais de R$3 milhões foi apreendida, em Salgueiro (PE). A ação foi realizada pela Secretaria da Fazenda de Pernambuco (Sefaz), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Militar (PM) de Pernambuco.

O flagrante foi realizado durante uma fiscalização no posto fiscal da Sefaz. O motorista informou que estava transportando mantas e redes de Salgueiro para Feira de Santana (BA), mas os fiscais descobriram uma caixa de cigarros atrás da mercadoria declarada.

LEIA MAIS

Palestra discute consumo de álcool e drogas na gestação

(Foto: Ascom)

Na manhã dessa quarta-feira (11) o Grupo de Apoio às Mães de Prematuros do Hospital Dom Malan/IMIP promoveu uma palestra sobre o consumo de álcool e drogas na amamentação. Realizada na Casa de Apoio, a discussão trouxe informações e orientações às mães.

O GAMP realiza encontros periódicos e discute temas trazidos pelas próprias mães que têm seus filhos internados na unidade. A idealizadora do projeto, Juliana Benevides explica como funciona o grupo. “Temos um cronograma flexível e as ações acontecem de uma a duas vezes por semana. Nesta sexta, por exemplo, teremos um novo encontro às 10h, onde abordaremos a necessidade de cuidarmos do cuidador e a arte da convivência”.

O Grupo foi criado com a missão de incentivar as mães a amamentarem os bebês prematuros e como uma troca de experiência entre os profissionais do HDM.

Homem é preso com mais de mil maços de cigarro sem procedência na cidade de Santa Filomena

(Foto: Polícia Militar)

Neste domingo (1º), Policiais Militares do Motopatrulhamento do 7º Batalhão da Polícia Militar, durante a Operação Feira Livre em Santa Filomena (PE), prendeu um homem de 62 anos por portar no interior de seu veículo 01 cartela com 09 munições calibre .38mm, 55 relógios, 53 pacotes de cigarro, contendo 1.040 maços sem comprovar a sua procedência, além da quantia de R$ 250,00 em espécie.

Detido, o homem foi levado para delegacia da Polícia Civil da cidade onde foi lavrado o auto de prisão em flagrante. Porém, o mesmo pagou fiança e foi liberado para responder processo em liberdade.

Decisões da Anvisa, STF e Congresso podem mudar regulamentação do fumo no país

Mesmo com tantos prejuízos a saúde, mais de 10% da população brasileira acima de 18 anos ainda fuma. (Foto: Ilustração)

A forma de exposição e comercialização de cigarros e outros produtos derivados do tabaco poderá ser regulamentada este ano pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A questão já passou por consulta pública e será analisada na primeira reunião da diretoria colegiada da agência, marcada para a próxima terça-feira (16), em Brasília.

Entidades que defendem as políticas de controle do tabagismo argumentam que a exposição nos locais de venda é usada pela indústria como propaganda, proibida atualmente no Brasil pela Lei Antifumo. A tendência é que haja restrição na forma como os comerciantes deixam os maços ou carteiras de cigarro e outros produtos fumígenos expostos em vitrines ou locais que atraiam os consumidores.

Cigarros com aditivos no STF

A discussão sobre outras medidas de controle do uso do tabaco também deve se destacar na agenda do Judiciário e do Legislativo em 2018. Logo após o recesso, em fevereiro, o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) deve analisar a proibição dos aditivos de cigarro. O assunto foi colocado em pauta no ano passado pelo menos nove vezes, mas o julgamento foi adiado para o dia 1° de fevereiro.

LEIA MAIS

Anvisa libera imagens de advertência para embalagens de cigarro

Passado o prazo de 25 de maio, as embalagens antigas não devem mais ser produzidas, distribuídas, expostas à venda e nem comercializadas. (Foto: Divulgação)

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), publicou resolução com novas imagens de advertência sanitária, que devem ocupar toda a parte frontal das embalagens de cigarro fabricado no Brasil. A mudança vai ser obrigatória a partir de 25 de maio de 2018, mas as fabricantes que preferirem, já podem aderir.

O novo modelo gráfico prevê o alerta aos fumantes, também na lateral da embalagem, que tem novo modelo para a mensagem de proibição da venda do produto para menores de 18 anos, em fundo vermelho. A cor de destaque das imagens é o amarelo, que, segundo a Anvisa, dá maior visibilidade para as mensagens, que têm temas como câncer de boca, cegueira, envelhecimento, fumante passivo, impotência sexual, infarto, trombose e gangrena, morte e parto prematuro.

A nova resolução vale para todos os produtos fumígenos, como cigarro, charuto, fumo de cachimbo, fumo de narguilé, rapé, entre outros.

Com informações do EBC

Pesquisa do Ministério da Saúde revela que fumo passivo é a 3ª maior causa de mortes evitáveis

Mesmo com tantos prejuízos a saúde, mais de 10% da população brasileira acima de 18 anos ainda fuma. (Foto: Ilustração)

No Dia Nacional de Combate ao Fumo, o Ministério da Saúde vai divulga novos dados sobre fumantes passivos. A data é celebrada nesta terça-feira (29).

Segundo a pasta, em 2015, 8% das pessoas que trabalhavam eram fumantes passivas. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) este hábito involuntário é a terceira maior causa de morte evitável, perde apenas para o tabagismo ativo e para o consumo excessivo de álcool.

O cigarro é uma das principais causas de várias doenças, entre elas câncer de pulmão, infarto e enfisema pulmonar. Mas mesmo com tantos prejuízos a saúde, mais de 10% da população brasileira acima de 18 anos ainda fuma.

Para estimular o combate ao fumo, site mostra as vantagens financeiras e na saúde de parar com o cigarro que é o www.eseeuparardefumar.com.br.

UPAE/IMIP de Petrolina dá início à campanha antitabagismo e apresenta CAPS AD

(Foto: ASCOM)

A Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada de Petrolina (UPAE/IMIP) deu início esta semana à campanha antitabagismo, motivada pelo Dia Nacional de Combate ao Fumo, e aproveita o ensejo para apresentar aos seus usuários o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas do município (CAPS AD III), que acolhe a demanda de pessoas dependentes de álcool, tabaco e outras drogas.

A ação está sendo trabalhada em dois aspectos. Com os funcionários e colaboradores, através da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), e com o público interno, por meio de palestras e distribuição de folders realizada pelo Serviço Social.

“Como comissão e profissionais da saúde a gente se preocupa em discutir com os nossos colegas temas importantes ligados ao setor. Agora em agosto, por exemplo, escolhemos o tabagismo, pois o cigarro vicia, causa câncer, problemas respiratórios, impotência sexual, dependência emocional e comportamental, entre outros prejuízos”, relata a vice-presidente da CIPA, Fabíola dos Santos. 

LEIA MAIS

Embalagens de cigarro podem ganhar mensagens mais diretas

(Foto: Divulgação)

As novas advertências propostas pela Agência Nacional de Vigilância em Saúde (Anvisa), estão em consulta pública até o dia 26 de maio e propõe mensagens mais diretas para alertar sobre os malefícios do tabaco para a saúde.

“Você brocha e fica impotente consumindo esse produto” e “Você morre de câncer de pulmão e enfisema consumindo este produto” são algumas das novas advertências propostas. A mudança das embalagens e de regras sobre pontos de venda de cigarro estão em consulta pública até o dia 26 de maio.

Imagens fortes de problemas decorrentes do tabagismo vêm sendo utilizadas em maços de cigarro no Brasil desde 2001. Os nove modelos de advertência usados atualmente nos maços estão vigentes desde 2013 e incluem alertas como “Fumaça Tóxica”, “Impotência”, “Gangrena” e “Infarto”. Mas já foram utilizados dois outros grupos de imagens anteriormente.

Com informações do G1

12